Fraternitas port. Vol. XLIII. N



Baixar 36.17 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho36.17 Kb.
FRATERNITAS

Port. Vol. XLIII. Nr. 165 - OFM Roma - Email: fraternitas@ofm.org - 01. 05. 2010



A Fraternidade OFM em cifras
No dia 31 de dezembro de 2009, havia 14.525 Frades Menores (199 a menos do que em 2008). Detalhes: 586 Postulantes; (que não entram na soma total); 399 Noviços; 1.426 Professos temporários; 12.700 Professos solenes (9.866 sacerdotes; 73 diáconos permanentes; 1.462 Frades com opção clerical; 2.332 Frades leigos; 280 Frades sem opção). Seis confrades são Cardeais; 107 são Bispos/Arcebispos; 321 Frades faleceram no ano passado.

Os Frades Menores estão presentes em 110 países, assim distribuídos: África e Oriente Médio: 1.109; América Latina: 3.505; América do Norte: 1.510; Ásia-Oceania: 1.295; Europa ocidental: 4.612; Europa oriental: 2.494.

Há 102 Províncias, 8 Custódias Autônomas, 14 Custódias dependentes, 1 Federação, 20 Fundações; 14 Conferências dos Ministros provinciais e 3 Uniões de Conferências (Ásia/Oceania: FCAO; América Latina: UCLAF; Europa: UFME).

Os números não dizem tudo, mas podem representar ocasião «para fazer uma parada no caminho a fim de discernir onde estamos, para onde vamos, para onde nos impele o Espírito e para onde queremos ir» (Repartir do Evangelho, p. 9).


7500 aniversário das Constituições de Narbona (1260 – 2010)
No dia 10 de abril de 2010, aconteceu a jornada de estudo, em Narbona (França), sobre o 7500 aniversário das Constituições de Narbona (1260 – 2010). Recordou-se o 7500 aniversário da celebração do Capítulo geral de Narbona, em 1260. Durante esse Capítulo, as normas preparadas no Capítulo geral de 1239 foram reorganizadas e completadas sob a segura direção de S. Boaventura. Foram fixadas num corpo orgânico de leis, que receberam o nome de Constitutiones Narbonensi. Diversas vezes atualizadas e enriquecidas por outros estatutos e atos capitulares, as Constituições de Narbona assinalaram as diferentes etapas que a Ordem franciscana viveu, especialmente nos primeiros séculos de sua longa história. Tomaram a palavra: Fr. J. B. Auberger OFM; Fr. A. Menard OFMCAP; Fr. L. Bertazzo OFMCONV; Mons. A. Planet, Bispo de Carcassonne-Narbonne e o cardeal prefeito da Congregação para os Institutos de vida consagrada e as Sociedades de vida apostólica Franc Rodé, que sublinhou que as Constituições são um livro a ser conservado consigo, a ser lido sempre, porque nelas não se acha uma história já conhecida, mas um projeto de vida, um chamado divino, que começa cada manhã, e a plena realização exige um caminho de fidelidade a Deus e aos homens no curso de toda jornada. Observando as próprias constituições, de fato, os religiosos perseveram na comunhão com a Igreja e oferecem ao mundo o testemunho de vida evangélica.
Minas, mineiros e missionários
As minas de carvão, na Bélgica e noutros países, representaram uma importante indústria, tornaram prósperas aquelas regiões e enriqueceram algumas sociedades e as famílias dos proprietários. Mas, o preço pago pelos mineiros foi muito alto. O trabalho nos poços e nas galerias de carvão exigia coragem, abnegação e solidariedade. A vida dos mineiros era, muitas vezes, perturbada por graves acidentes e catástrofe e marcada por graves doenças mortais. Os mineradores eram, normalmente, estrangeiros. Após a II Guerra mundial, dirigiram-se à Bélgica muitos mineiros italianos, que foram acompanhados por sacerdotes e religiosos como missionários nos lugares de trabalho e de sofrimento. Entre esses, havia muitos Frades menores. Um deles, Fr. Nicola Jachini, ainda vive entre as famílias que ficaram, e organizou uma exposição sobre a vida dos mineradores na Bélgica, na sala “Emile la Croix”, comuna de Sambreville (de 27.04 até 02.05.2010).

O objetivo é recordar, reconhecendo a coragem de todos os mineradores, simpatizar com os que sofrem ainda hoje de doenças contraídas na mina e recordar os que perderam a vida nos desastres.

A exposição mostrará material e instrumentos utilizados pelos mineiros (Lâmpadas, picaretas, capacetes, etc.) e 15 grandes cartazes recordarão as minas, os perigos desse trabalho e os instrumentos. Algumas fotos de mineiros personalizarão a exposição, e a evocação da catástrofe de Marcinelle (em 1956) recordará os riscos que enfrentam os trabalhadores nas minas e os dramas familiares provocados pelas catástrofes. A exposição foi organizada pelo C.A.I.B.S. (Centro de Animação Intercultural da Baixa-Sambre), com apoio das instituições civis locais e promoção da missão católica italiana.
NOVICIADO Único para as Províncias da Itália Meridional
Convocada pelo Ministro Coordenador, Fr. Pietro Carfagna, aconteceu em Baronissi, de 25 a 27 de março, a Assembleia dos Definidores provinciais da Conferência dos Ministros Provinciais Italianos, a Compi Sul, sobre o “Noviciado interprovincial das sete Províncias do Sul da Itália". Foi momento de escuta e de confronto, não só sobre o Noviciado, mas também em linha de promoção da Interprovincialidade da parte do governo da Ordem, sobre «a formação permanente e inicial, a evangelização, a animação vocacional, o âmbito cultural» (n. 28 do Projeto Compi). Em especial, para o Noviciado comum em Piedimonte Matese, cujo início é previsto para 2011, os Definidores das sete Províncias aprovaram por unanimidade os Estatutos peculiares, a Ratio Formationis e o Projeto Formativo. Discutiram-se, além disso, critérios de discernimento na animação vocacional e primeira acolhida, e desejou-se que houvesse linhas comuns entre as Províncias. Será definido um programa único para o Postulantado, que deverá prever tempos comuns entre os postulantes, com o desejo de que haja apenas dois Postulantados e que a duração do Postulantado seja de dois anos. Em maio de 2011, sob proposta da Coordenação dos Secretariados da Evangelização, será realizada a assembleia da Compi-Sul, aberta a vários Setores da Evangelização do Sul. Para o próximo triênio foi eleito Fr. Francesco Lanzillotta, Ministro provincial da Calábria, para Ministro Coordenador da Compi-Sul.
Associação Internacional dos Editores Franciscanos (EFRA)
Nascida em 1995, a Associação congrega cerca de 10 Editoras franciscanas, quase todas pertencentes à OFM e tem por objetivo: conhecimento recíproco, colaboração, troca de publicações e também o sustento financeiro para editoras em dificuldade. A cada dois anos, a Associação se reúne para avaliar os planos redacionais, editoriais e as publicações, e a fim de organizar trabalhos comuns, a serem publicados em várias línguas.

Ao lado do trabalho típico da Editora, com carimbo franciscano, desde alguns anos, a Associação assumiu a tarefa de suprir as lacunas “culturais” presentes na Ordem. Nasceram assim grupos de pesquisa, sustentados pelas Editoras, e publicações altamente científicas no campo dos estudos franciscanos e não-franciscanos.

Com a aprovação do novo Estatuto pelo governo da Ordem (13 março 2009), a EFRA solicita adesão à Associação de todas as Editoras e/ou Entidades editoriais pertencentes à nossa Ordem, às Ordens franciscanas, ao Movimento franciscano. Convidamos, também através deste meio, contatar-nos pelo endereço eletrônico (efra@ofm.org), para poder estabelecer relações e começar a colaboração editorial.
União das Famílias franciscanas da Itália
Um ano após o Capítulo internacional das Esteiras, celebrado em Assis (15-18 de abril de 2009), as Conferências dos Ministros provinciais OFM, OFMCONV e OFMCAP, reuniram-se ainda em Assis para recolher “a herança do Centenário: com Francisco para evangelizar na história”. Foi a XXXIV Assembleia geral, dentro da tradição de encontros interfranciscanos anuais, que caracterizam o franciscanismo italiano.

Os Ministros foram auxiliados a descobrir e a viver a herança do Centenário por meio de uma reflexão de Fr. Giácomo Bíni e pela partilha de três experiências de nova evangelização, presentes em cada uma das três Famílias franciscanas. A assembleia também aprovou algumas iniciativas comuns: o calendário franciscano italiano comum, a publicação de uma “Collectio Franciscana Missarum” e a preparação do Missal franciscano italiano, a publicação do IV volume dos Místicos franciscanos, a gravação de um CD da tradição musical franciscana, do século XIII até hoje, com o título “O canto seráfico”.

Depois, cada Conferência dos Ministros provinciais discutiu e refletiu sobre seus próprios problemas internos. A Conferência dos Ministros provinciais dos Frades menores da Itália (COMPI) aprofundou os compromissos assumidos pela Assembleia da UFME, em Bruxelas (fevereiro de 2010), aprovou os Estatutos para o setor pastoral paroquial e para a Conferência dos Assistentes da OFS na Itália, examinou a situação da Fundação missionária no Congo (Brazzaville) e preparou o encontro com o Definitório geral, previsto para junho.
Itália – A Palma da Paz em memória do Padre Allegra
Algumas Associações de Pozzallo (Sicília), em conjunto com a sociedade civil e comunidade eclesial, no dia 28 de março, domingo de Ramos, assinalaram a memória do Venerável Padre Gabriele Allegra, com o prêmio “Palma da Paz”, em nome de Giorgio La Pira, originário da cidadezinha siciliana e uma vez prefeito de Florença. No Diploma se lê que o prêmio foi concedido «ao missionário franciscano, apaixonado pela Palavra de Deus, pela sua incansável e inspirada busca de tudo o que podia unir, sobretudo no contexto chinês, no qual trabalhou». Juntamente ao Padre Allegra, o prêmio foi concedido a outras três personalidades pelo seu testemunho no campo da solidariedade e dos valores religiosos, humanos e culturais. O prêmio constitui-se numa tarja de reconhecimento, de um Diploma e de uma miniatura da imagem de prata da Mãe das Dores, venerada em Pozzallo e Portosalvo, a Mãe do sofrimento e das dores do mundo. O prêmio ao Padre Allegra foi dado à Ordem dos Frades menores e entregue ao Fr. Vincenzo Brocanelli, em nome do Ministro geral, e levado à Cúria geral, em Roma.
Marcalivro franciscano


  • Il p. Fedele da Fanna dei frati minori 1838-1881 (Pe. Fedele de Fanna, OFM, 1838-1881), Vittorino Meneghin OFM., Ed. Porciúncula, Assis 2009, 271 p.

O livro revela parte da história cultural dos Franciscanos, dos anos mil e oitocentos, que, ainda hoje, pode ensinar muito. A figura de Fr. Fedele indica a importância do estudo, o empenho de grande rigor e austera pobreza na pesquisa científica, que não busca desconto nem atalhos, nem acordos, valores muitas vezes não observados hoje ao servir a Deus e à sociedade por meio do trabalho intelectual, como desse manual.

A reconstrução de como, nos anos oitenta, se configurava e vinha sendo realizada a grande edição crítica, indica como, entre S. Francisco e hoje, se deve recuperar toda a história das instituições, dos empreendimentos doutrinais, das práticas de estudo e metodológicas, que, tal como S. Francisco, são patrimônio constitutivo da história da Ordem e, portanto, devem ser atentamente tomados em consideração.



  • Naar het land van de levenden. Regel van Franciscus van Assisi voor de minderbroeders (Na terra dos viventes. Regra de Francisco de Assis para os Frades menores), Sigismund Verheij, Valkhof Pers, Nijmegen 2009, 207 p.

O grande mérito de Sigismund Verheij é de ter libertado a Regra de ser vista e interpretada como uma série de textos de piedade, nos quais não ficara nada do carisma original de Francisco, a não ser uma genérica doutrina de perfeição cristã. Através do estudo das fontes descobriu o estilo evangélico original da vida de Francisco e de seus companheiros. Sigismund Verheij mostra qual lugar Francisco e seus irmãos escolheram para si, na Igreja e na sociedade. Francisco, de fato, desenvolveu um novo olhar sobre a sociedade, quando deixou o “lugar” de seu pai e começou a buscar em Assis o “lugar” dos leprosos. Esse foi o momento de sua conversão. As indicações concretas da Regra podem ser compreendidas somente à base dessa fundamental escolha de Francisco pelo lado vulnerável e dependente da vida. Francisco e seus companheiros não queriam mais pertencer a uma sociedade na qual as pessoas lutam para manter e expandir seu poder, para dominar sobre os outros e para proteger os próprios interesses. Eles renunciaram ao poder político, econômico, eclesiástico e militar, e ao consequente sistema de valores. Eles relativizaram todas essas coisas, mostrando, através de seu estilo de vida, que somente Deus é onipotente.
Grandes/pequenas notícias


  • Roma – Nominada a nova Comissão do "Serviço para o Diálogo": Instituída pelo Ministro e Definitório geral, ao interno do Secretariado para as missões e a evangelização, a Comissão está assim composta: Fr. Roger Marchal (Presidente), Fr. Nestor I. Schwerz (Vice-Presidente) Fr. Roberto Giraldo (Secretário), Fr. Álvaro Cepeda, Fr. Frédèric Manns, Fr. Pascal Robert, Fr. Silvester Shim, Fr. Massimo Tedoldi, Fr. Philippe Yates e Fr. Ruben Tierrablanca.

Na primeira reunião, realizada em Roma de 20 a 21 de março passado, foi precisado o objetivo da Comissão, a saber, o de animar, ad intra e ad extra, o serviço para o diálogo nas suas três dimensões: ecumênico, inter-religioso e intercultural (Capítulo geral, Mandato 28). Várias iniciativas de encontro e de diálogo com representantes de várias confissões cristãs e de diversas religiões e culturas. Além disso, para promover o "Serviço para o Diálogo" nas Entidades da Ordem e ajudar os Frades no esforço pela paz, convivência, respeito recíproco e defesa da criação, serão promovidos alguns encontros nos diferentes continentes. A Comissão decidiu, também, traduzir para várias línguas os 4 subsídios sobre Diálogo, preparados no sexênio precedente, a fim de possibilitar um conhecimento maior desses subsídios.

  • Visita à Albânia: O Ministro geral, acompanhado pelo Definidor geral pela Compi, nos dias 20 a 25 de março, visitou os Frades que estão na Albânia e a outros que estão a serviço dos católicos albaneses na grande paróquia de Tuz, no Montenegro, e na paróquia igualmente importante de Gjakovë, no Kosovo. Foram encontrados todos os Frades em suas Fraternidades e houve também numa assembleia geral da Província, à qual seguiram muitos encontros individuais com o Ministro geral.

Emoção especial foi a celebração eucarística no Santuário de Santo Antonio de Laç. Esse Santuário, que não se acha longe de Tirana, situa-se sobre uma montanha isolada e é muito frequentado pelo povo, não só católico, a ponto de já se tornar um centro espiritual da Albânia. Na celebração com o Ministro geral participaram, na praça diante do Santuário, umas duas mil pessoas, vindas de todo lugar, espontaneamente, católicos e também muçulmanos.

O Santuário tem agora também um site-web: http://zanishenndou.org/



Durante a visita, o Ministro geral pôde encontrar também as Irmãs Clarissas em Scutari, as Irmãs franciscanas de várias congregações presentes na Albânia, e participou de um espetáculo teatral e de um concerto, oferecidos em sua honra em Scutari. No último dia foi celebrada a festa da Província, cuja padroeira é a Anunciação da B.V. Maria (25 de março), com a participação do Núncio Apostólico, de dois Bispos, de muita gente, de um grande grupo de Irmãs franciscanas e de todos os Frades da Província. Mesmo sendo pequena, a Província franciscana na Albânia é a presença mais numerosa e mais importante, pela sua história ininterrupta de serviço ao povo e de numerosos mártires e pela consistência atual.

  • Máster em Formação – uma perspectiva franciscana: O Instituto Franciscano da Pontifícia Universidade Antonianum, em resposta às exigências presentes na família franciscana, quanto à renovação da formação, propõe um máster em formação franciscana, em língua italiana, e, desde 2010, também em língua inglesa. O objetivo dessa formação para formadores é a de oferecer um conhecimento teórico e prático dos princípios e das dinâmicas do percurso formativo, com especial referência à antropologia franciscana.

Para ulteriores informações quanto a custos, horários e descrição dos cursos, consulte o site-web: http://www.antonianum.eu/

  • O VIII Congresso em Gréccio (Itália): de 7 a 8 de maio de 2010 - Oásis Gesù Bambino Gréccio (Rieti): O tema desse VIII Congresso será: Os Franciscanos e o uso do dinheiro. É uma espécie de reconhecimento histórico, que começa nas origens franciscanas e toma em exame a pergunta sobre o uso apropriado dos bens terrenos na ótica do ensino evangélico. A reflexão que disso resulta se coloca à base e serve de estímulo a muitas teorias de economia política que proliferaram na história ocidental, tendo como objetivo alcançar o bem-estar coletivo. O condicionamento crescente da economia sobre decisões pessoais e coletivas, percebeu sempre mais a necessidade de regras éticas para o mercado, para que não gerasse injustiças e desigualdades o uso do dinheiro, entre a aviltante miséria e riqueza sem precedentes. A legitimação do lucro e o investimento social são alguns dos nós problemáticos examinados nas palestras feitas.

Para informações, e-mail: frate.francesco@iol.it; www.centroculturalearacoeli.it/

  • Washington: O Governo dos Estados Unidos anunciou, no dia 12.04.2010, a nomeação do médico franciscano, Fr. Daniel Sulmasy, pertencente à Província do Santíssimo Nome de Jesus, nos USA, como membro da Presidential Commission for the Study of Bioethical Issues, o novo organismo para os estudos sobre a bioética é um desejo de Barack Obama, que substituiu o anterior President's Council on Bioethics, criado pelo ex-presidente George Bush, em 2001. Junto ao religioso foram nomeados outros 9 membros.

Fr. Sulmasy, 54 anos de idade, é professor de medicina e ética na Universidade de Chicago, e é também o Diretor associado ao MacLean Center for Clinical Medical Ethics. Precedentemente ocupava o cargo de Diretor do Bioethics Institute, de New York Medical College e Center for Clinical Bioethics da Universidade Georgetown, em Washington.

  • O prêmio da Franciscans International: No dia 9 de abril de 2010 Fr. Dionysius Mintoff, da Província de S. Paulo apóstolo, em Malta, recebeu o prêmio da Franciscans International pelo seu trabalho em favor da justiça, junto a UNO (Nações Unidas). Fr. Dionysius tem 82 anos de idade e trabalha com os refugiados no centro Peace Laboratory, benzido pelo Papa João XXIII, em Malta.


Novos Ministros provinciais
Fr. Francesco Bravi foi eleito Ministro provincial da Província de S. Carlos Borromeo da Lombardia - Itália.

Fr. Antônio Scabio foi eleito Ministro provincial da Província Vêneta de Santo Antônio - Itália.

Fr. Stane Zore foi eleito Ministro provincial da Província da Santa Cruz, na Eslovênia

Fr. José Antonio Castiñeira Chouza foi eleito Ministro provincial da Província de S. Tiago de Compostela - Espanha.

Fr. José Antonio Jordá Tomás foi eleito Ministro provincial da Província de S. José, esposo da BVM - Espanha.

Fr. Reinald Van Laer foi eleito Ministro provincial da Província de S. José, esposo da BVM - Bélgica.
Novos Visitatores provinciais
Fr. Dominic Vincent Monti, da Província do S. Nome de Jesus – USA, foi nomeado Visitador geral na Província da Assunção da BVM - USA.

Fr. Manuel Anaut Espinosa, da Província do Santo Evangelho – México, foi nomeado Visitador geral na Província dos Três Companheiros – França-Bélgica.
Agenda do Ministro geral
02-07 de maio: Participa no Congresso dos Educadores franciscanos (México).

08 de maio: Festa de Santa Maria Medianeira (Roma).

10-14 de maio: Tempo forte do Definitório geral.

15 de maio: Encontro do Ministro geral e do Definitório com a Província de S. Boaventura e a Família Franciscana, em Turim.

17-21 de maio: Encontro com os Presidentes das Conferências da Ordem (Roma).

21-23 de maio: Visita à Província de Santo Estêvão Rei (Transilvânia - Romênia).

25 de maio: Encontro com as Irmãs Clarissas Italianas (Assis).
Portadores do Dom do Evangelho
A missão “inter gentes” acha sua plena expressão e, em certo sentido, seu cumprimento na missão ad gentes. Em muitas ocasiões, o Capítulo expressou por ela seu sincero apreço e sublinhou a importância desse traço essencial da cada evangelização. A missão ad gentes, na verdade, coloca em singular relevo o momento inicial da fé, que nasce do anúncio do kerigma a todos os que ainda não conhecem o Evangelho e que chama à conversão. Para tal fé anunciada e partilhada, o Espírito gera laços de comunhão, dos quais faz nascer a Igreja. Essa dinâmica missionária pertence essencialmente à fisionomia da Igreja, obediente ao mandato de Jesus, que diz: «Ide, pois, ensinai a todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinado-as a cumprir tudo o que vos tenho mandado” (n.18, cfr. Mt 28 19-20)
FRATERNITAS - OFM – Roma

Redator: Robert Bahčič - Tradutor: Fr. Plácido Robaert, OFM

Internet: http://www.ofm.org/fraternitas Email: rbahcic@ofm.org

­­­­­­­­­___________________________________________________________________________________________________

Regula et vita Minorum Fratrum haec est, scilicet Domini nostri Jesu Christi sanctum Evangelium observare (RB I,1)





Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal