Fundação da Capitania deS. Amaro no tempo do Governo de Pedro Lopes de Souza, contendas que houverão sobre os seus limites, ecomo passou para a Coroa



Baixar 2 Mb.
Página1/26
Encontro23.07.2016
Tamanho2 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26

- -

ANTT PB Cód 13 – Marcelino Pereira Cleto [Frei Gaspar da Madre de Deus ?] - Fundação da Capitania deS. Amaro no tempo do Governo de Pedro Lopes de Souza, contendas que houverão sobre os seus limites, ecomo passou para a Coroa,

Edição e Revisão de Priscilla Uvo Morais e Patrícia Simone (2013) –José da Silva Simões (Org.) [versão preliminar sem revisão final]

História do Português Paulista



Fundação da Capitania deS. Amaro no tempo do Governo de Pedro Lopes de Souza, contendas que houverão sobre os seus limites, ecomo passou para a Coroa,
Marcelino Pereira Cleto

[Frei Gaspar da Madres de Deus ?]
Ilha de S. Vicente, 178[?]
– ANNT – Papéis do Brasil Códice 13 - MF 1997 –

170 h>


Papeis Varios

Tomo 1º

DoDoutor Antonio Pereira d'Almeida Silva e Sequeira[rubrica]



[f.2]

Varios Papeis


Tomo 9º

[Minesbittdibbidins otdgiemMa[ ]nomios]



Do Doutor Antonio Pereira d'Almeida Silva eSequeira[rubrica]


[f. 3]










Indice.







Noticias doBrazil eSeS Thome foy ao Brazil

f 1.




Fundaçaõ daCapitania deS Vicente eaccçoês de Martim Affonso







deSouza noBrazil

f 31.




Alvara de 2 de 8[outu]bro de 1564

f 54 verso




Fundaçaõ da Capitania deSanto Amaro notempo do Governo de







PedroLopes deSouza, contendas que houveraõ sobre os







seus limites, ecomo passou para a Coroa

f 102




Fundaçaõ daVilla doPorto deSantos

f 79 verso




Noticia da Expulsaõ dos Iezuitas noBrazil

f 150




Reprezentaçaõ daCamara deVilla deSantos aSua Magestade

f 171




Mappa dePopulaçaõ

f 176




Instrucçaõ que o Conde deBobadella deo aSeu Irmaõ para







o Governo das Minas

f 182




Mappa dehû Plano

f 190




2º Mappa

f 191




Carta Topografica

f 192




Mappa dehû Plano

f 193




d[it]o de outro Plano

f 194















[f. 4]










<27>




Livro primeiro

Fundaçaõ das Capitanias de S

Vicente, e Santo Amaro, eSeos pro

greSsos até otempo em que Se

Criou, e Separou a doRi

o de Ianeiro

A Capitania de SVicente muito famige

rada n'outro tempo, eagora taõ desconhecida, que

nem onome primitivo conServa para memoria da

Sua antiga existencia, foi a maior entre as 10

grandes Provincias em que ElRey Dom Ioão

3º dividio aNova Luzitania, etaõbem aprimei

ra, que Se povoou na opiniaõ de alguns Auto

res, a inda, que outros Somente acollocaõ na claSse

das 3 mais antigas. AsSuas rivaes nesta glori

a Saõ as duas deParnanbuco, eEspirito San

to: Se ellas com efeito foraõ conquistadas nos annos,

que aSsignaõ os Historiadores doBrazil, naõ Se

lhe pode negar apreferencia; mas eu duvido, que

Sejaõ verdadeiras as epocas das Suas fundaçoens,

a respeito das quaes, me parece, que se engana

rão os Authores, aSsim, como se equivocaraõ to

dos elles com apovoaçaõ deS Vicente, dandolhe

principio mais antigo, do que o anno de1530. no

qual oSeo Fundador Sem controverSia alguma

a inda se achava em Lisboa, dispondo-Se para

aviagem da America.

O comprimento desta Capitania ao

longo da costa do Mar estendia-Se por espaço d'100

legoas, enaõ de 50 como dizem os Authores, Sem fun

damento algum [e] aSua largura comfinava com

as terras de Hespanha, comprehendendo nos fundos hû

Sertao imenSo de muitos centos deLeguas. As ditas

100 Leguas da Sua extenSaõ naõ heraõ continuas

mas Separadas em duas porçoens, no meio das qu

aes ficavaõ como encravadas 10 Legos pertencen

tes á Capitania deSanto Amaro: aprimeira parte

mais Septentrional era de55 legoas; partia com

a Capitania deS Thomé, doadas primeiro aPedro

deGodoes, edepois ao VisConde de ASSeca, hoje conheci















































































































































































































[f. 5]







conhecida com o nome de Campos deGuaitacazes: es







ta porçaõ começava no rio de Macaé 13 Legoas







ao Norte deCabo frio, evinha correndo para oSul







ate orio de Curupacé, a que agora chamaõ Iuquiri







quecé, fronteiro aArmaçaõ das Balleas deS Sebas







tiaõ, aonde principiaraõ as 10 Legoas de Santo Ama







ro. Ooutro pedaço tinha 45 Legoas entrava no rio







de SVicente, braço do Norte, isto hé noRio daBertio







ga, humã das 3 barras daVilla doPorto deSantos







efinalizava 12 legoas aoSul da Ilha da Cananea







em huma das 3 barras daVilla deNoSsa Senhora do







Rozario deParnaguá







Isto he, oque de propriedade perten







cia ao Donatario deS Vicente, cuja doaçaõ consta







de100 legoas por costa, enos fundos detudo quanto







foSse pertencente á Corôa dePortugal; mas aSua







poSSe chegou n’algum tempo para oSul ate Mal







donado, epara oNorte (..Só pelo Sertaõ) ate altura







do Cabo deSanto Agostinho, pouco mais, ou menos;







por que os entrepidos moradores daCapitania de S







Vicente, nos quaes, ou por força defado, ou por des







graça da Sua Capitania, eventura das outras,







Sempre foi predominante a paixaõ de conquis







tar; naõ Satisfeitos com povoarem, ainda que







mal, toda a costa do Seo Donatario, e a do outro







deSanto Amaro, Seo vizinho, paSsaraõ adiante







da Ilha deSanta Catharina, onde Domingos de







Brito Peixoto, natural deS Vicente, eSegundo,







ou terceiro Avo do Coronel Rafael Pinto Ban







deira fundou aVilla da Laguna, estendendo o







termo della ate Maldonado, por até lá chegarem







varios actos, que fes depoSse, abeneficio da Coroa







Portugueza.







Pelo Sertaõ atraveSsou a animozi







dade dos Paulistas com indiziveis trabalhos osfundos







de quazi todas as Capitanias Brazilicas, em cu







jos dominios, depois de afugentarem innumera







veis Gentios, descobriraõ as Minas Geraes; as dos







Guaiazes; as do Cuiabá; eas do Mato groSso: ecomo







tudo quanto conquistavaõ os valerozos Naturaes







das Villas Sogeitas á deSVicente, Se reputava par







te desta Capitania, chegou ella a apoSsar-Se de







quazi todos os fundos dos outros Donatarios. Eis







aqui arazaõ, porque a Capitania deS Vicente







n’outro tempo poSsuhio tudo, quanto agora abran







gem os Governos Geraes deMinas Geraes, Guai







zes, Mato GroSso, SPaulo, eRio de Ianeiro; e







taõbem os Subalternos deSanta Catharina, eRio



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal