Fundação da Capitania deS. Amaro no tempo do Governo de Pedro Lopes de Souza, contendas que houverão sobre os seus limites, ecomo passou para a Coroa



Baixar 2 Mb.
Página14/26
Encontro23.07.2016
Tamanho2 Mb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   26







[f. 37]







Edelle consta; que aoNorte da [R]ellatada For

<44.>




taleza emdistancia dehuma Legua ha hum







lugar, o que chamaõ Aldea velha, porem es







ta he amesma, onde sucedeo oprodigio das







Luzes, evozes Angelicas, a qual ainda naõ ex







istia, quando chegaraõ os Conquistadores, e







teve principio muitos annos, depois danoS







sa povoaçaõ, Sendo Reitor doCollegio deSaõ







Vicente oTaumaturgo doBrazil: compunha







se deMaramomis, que voluntariamente bus







caraõ a companhia dos Portuguezes, eo Capitaõ

(z)




Mor situou naquella paragem <(z)>

Ibidem numero 2 [ ] 3.




44. [espaço] Aespada Sempre vencedora d'Mar







tim Affonço deSouza foi hum raio, que nun







ca cauzou estragos, onde naõ encontrou Rezis







tencia. Orespeito deIoaõ Ramalho, ebons of







ficios deAntonio Rodrigues lhe conciliaraõ a







amizade dos Goaianazes, a qual elle firmou







com apontual observancia das condiçoens Es







tipulladas. Captivou avontade dos Naturaes







daterra, defendendo asua liberdade, eperpetoou







com attençoens afedelidade dos Barbaros, que







naõ havia de aSsegurar com injustiças. Naõ







se cortaraõ no Brazil os Louros, com que aSua







fortuna, eo Seo merecimento lhe teceraõ as Coro







as: outro havia deser oteatro das Suas proezas,







e a campanha, onde conSSeguise orespeitavel no







me de Heroé com maior gloria, triunfando







das Naçoens mais bellicozas, eReys principa







es da India.







45. [+] Como, pois, naõ vio Aldeas nesta cos







ta, aSsim, que os navios deraõ fundo, mandou







logo examinar oterreno mais proximo abarra,







no qual somente acharaõ os Exploradores al







gumas cabans dispercas evazias aBarra da







Bertioga serve de margem septentrional huma







planice de terra firme, que sevai prolongan







dopella beira domar alto com extençaõ demui







tas leguas: da outra banda doSul fica huma i







lha, a que os Indios apillidavaõ Guaibe, deri







vando este nome de certas palmeiras aSsim cha







madas; que alli secreavaõ em grande numero.







Esta escolheo o Capitaõ Mór para odesembarque







eprimeira Rezidencia daSua gente, conforman










[f. 38]




<44>

conformando-se com oestilo ordinario dosnoS







sos antigos Conquistadores, os quaes nas suas







fundaçoens antepunhaõ as ilhas áterra fir







me, porserem ellas mais defençaveis, quan







do osSitiados conservaõ maior força mari







tima, do que seos expugnadores.







46. [espaço] Todo oCapitaõ deve ser acautela







do; conformando-se com esta maxima, etaõ







bem com aoutra, que manda aproveitar







as o cazioens oportunas, ordenou Martim







Affonço, que seleventase huma Torre para







segurança, edefença dos Portuguezes no cazo







deserem atacados pelo Gentio daterra. Deo







lhe principio na mencionada ilha em huma







praia estreita no lugar, onde hoje existe a







Armaçaõ das Balleas. Como oForte constava







demadeira, etorraõ; materiaes, deque havia







grande copia emGuaibe, e os Officiais traba







lhavaõ com deligencia, brevemente ficou o e







dificio com a capacidade neSsesaria, para ne







le se aquartellarem todos os Povoadores; e







Soldados desneSsesarios nas embarcaçoens.







47. [espaço] Quando estas apareceraõ, edeman







daraõ abarra, estavaõ no mar pescando







alguns Indios deSerra a Sima, os quais







espantados da grandeza dos navios, que







lhes pareceraõ monstruozos, por nunca terem







visto senaõ canoas, remaraõ comforça







para terra, eforaõ emboscarse nas matas,







de onde se puzeraõ a espreitar odestino da







Frota. Vendo, que ella entrara, dera fundo,







elansara emterra homens brancos, que se







estavaõ fortificando na Ilha, fugiraõ para







ocertaõ[:] Otemor, edezejo de anticiparem a







noticia detamanha novidade, servio-lhes de







Estimulos, para correrem mais ligeiros, eche







gando com brevidade a Sua Aldea, contaraõ,







que haviaõ entrado pela barra daBertioga







Canoas de estatura demarcada; ediziaõ, que







estas comparadas com as maiores da Suas,







atodas levavaõ apropria vantagem, que as







arvores mais altas á humilde, eRasteira Gra







ma: outro sim noticiaraõ, que os navegan







tes estavaõ levantando huma Fortaleza em




Catálogo: sites -> phpp.fflch.usp.br -> files
files -> Carta 389 Estado/Cidade
files -> Projeto Nacional phpb-equipe Regional de São Paulo
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> Costa, Renata Ferreira (2007). Edição semidiplomática de
files -> Universidade de são paulo faculdade de filosofia, letras e ciências humanas departamento de letras clássicas e vernáculas programa filologia e língua portuguesa sintaticizaçÃO
files -> Projeto de história do português paulista II subprojeto formaçÃo de corpus do português paulista coordenação: Prof. Dr. José da Silva Simões atas de vereança de mogi das cruzes
files -> Chamada de publicação Projeto História do Português Paulista Série Estudos, vol. V
files -> Projeto Para a História do Português Brasileiro Equipe de São Paulo Edição das Cartas Paulistas da bnrj século XIX


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   26


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal