Furp e Novartis anunciam parceria para transferência de tecnologia de medicamentos para pacientes transplantados



Baixar 10.63 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho10.63 Kb.



FURP e Novartis anunciam parceria para transferência de tecnologia de medicamentos para pacientes transplantados

 Iniciativa irá favorecer o desenvolvimento tecnológico e competitivo do Brasil, por meio da produção pública de dois medicamentos destinados ao Sistema Único de Saúde

  A Fundação para o Remédio Popular “Chopin Tavares de Lima” – FURP, laboratório farmacêutico oficial, vinculado à Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo e a Novartis anunciam uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP), sob coordenação do Ministério da Saúde, que resultará na transferência de tecnologia para produzir no laboratório público medicamentos para tratamento de pacientes submetidos a transplantes.

De imediato, a iniciativa irá beneficiar aproximadamente 28 mil pacientes brasileiros que hoje fazem uso de Micofenolato de Sódio e Everolimo, dois dos medicamentos mais utilizados para evitar a rejeição de rins e coração transplantados. Como o país possui um dos maiores programas públicos de transplantes de órgãos e tecidos do mundo, a expectativa é que novos pacientes sejam beneficiados a cada ano. Segundo anúncio recente da Associação Brasileira de Transplantes (ABTO), somente no primeiro semestre deste ano, foram realizado 108 transplantes de coração e cerca de 2700 transplantes de rim, categoria que mais cresceu no período, com 14% de aumento.

 "A parceria com a FURP e o Ministério da Saúde representa mais um importante passo em nosso investimento de longo prazo no Brasil. É uma grande satisfação para a Novartis fazer parte do Complexo Industrial da Saúde, especialmente na área de transplantes, uma área terapêutica tão relevante para o programa do SUS", revela Adib Jacob, presidente do Grupo Novartis no Brasil. “Nossos esforços estarão voltados para que a FURP comece a produzir os medicamentos já em 2013”, complementa Jacob.

 De acordo com o médico Flávio Vormittag, superintendente da FURP, o Brasil deverá ser autossuficiente na produção dos dois medicamentos envolvidos na parceria em apenas quatro anos, após o início do suprimento do princípio-ativo nacional. “A FURP é hoje o maior fabricante público de remédios do Brasil, por isso ocupa posição estratégica nas Políticas Públicas de Saúde e esta parceria será uma grande oportunidade de produzirmos medicamentos de alta tecnologia, o que inegavelmente traz muitos benefícios para a população”, explica Flávio.

 Segundo o diretor industrial da FURP, Adivar Cristina, esse foi o passo inicial para a Fundação alcançar um novo patamar tecnológico. "Está associação é muito importante, pois daremos início a produção de medicamentos de alta complexidade, já que a Novartis é uma empresa de ponta com renome mundial", explica ele.

  A parceria tem duração prevista de 3 a 5 anos, tempo para que a transferência da tecnologia esteja finalizada. Ainda, o acordo prevê a inclusão da transferência de tecnologia para uma variação do Everolimo, adequada para o tratamento de três tipos de tumores: neuroendócrino, tumor cerebral infantil SEGA e câncer renal.



Transferência de tecnologia

Em novembro, a FURP firmou convênios com o Ministério da Saúde que fazem parte das Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs), com transferência de tecnologia para a produção nacional de medicamentos de alto valor agregado como imunossupressores, para combate à AIDS, doença de Parkinson, endometriose e leiomioma de útero e esclerose múltipla.



Sobre os medicamentos

Everolimo é indicado para evitar a rejeição de órgãos em pacientes adultos, que receberam transplantes de rim ou coração e Micofenolato de Sódio é aprovado para evitar a rejeição aguda de órgãos em pacientes que receberam transplantes de rim. Já a variação de Everolimo na indicação oncológica é indicada para o tratamento do câncer renal; para um tipo raro de tumor cerebral em crianças, conhecido como SEGA; e para tumores neuroendócrinos.


Sobre a FURP (www.furp.sp.gov.br)

A FURP é o laboratório oficial do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, é o maior fabricante público de medicamentos do Brasil e um dos maiores da América Latina. Ocupa posição estratégica nas políticas públicas de saúde, dedicando-se ao desenvolvimento, produção, distribuição e dispensação de produtos para melhoria da qualidade de vida da população. Com 38 anos de existência, possui duas unidades, uma em Guarulhos (Grande São Paulo) e outra na cidade de Américo Brasiliense (SP). O elenco da FURP é composto por mais de 70 produtos, entre antibióticos, antirretrovirais, anti-hipertensivos, dermatológicos, imunossupressor, diuréticos e medicamentos para transplantados e controle da Diabete. Também produz medicamentos para tratamento de transtornos mentais, Tuberculose e Hanseníase, entre outros . A Fundação atua em mais de três mil cidades brasileiras, com cerca de seis mil clientes cadastrados, entre secretarias estaduais de saúde, hospitais públicos, consórcios de municípios, prefeituras, instituições estaduais, federais, municipais e filantrópicas, além de sindicatos e fundações. A FURP também administra 18 unidades Farmácia Dose Certa, responsáveis por ampliar o acesso da população do município de São Paulo aos medicamentos do Programa Dose Certa.



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal