Gabriel guedes e quarteto quadros modernos



Baixar 6.4 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho6.4 Kb.
GABRIEL GUEDES E QUARTETO QUADROS MODERNOS

NO CONSERVATÓRIO UFMG
O talento para as artes é natural, vem de família e foi potencializado desde a infância. A música especialmente sempre esteve presente em sua vida, seja nos instrumentos ao alcance da mão, ou nas diversas influências musicais a que teve acesso, a começar pelo Clube da Esquina. A história musical de Gabriel Guedes revela muito sobre seu estilo e suas criações, e é um pouco desse processo criativo que ele apresenta em seu novo trabalho “Gabriel Guedes e Quarteto Quadro Modernos” na próxima terça-feira, nove de junho, no Conservatório UFMG, na abertura do projeto Para Todos.
Acompanhado de quarteto de cordas formado por músicos da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Gabriel Guedes criou uma apresentação musical que une o sofisticado ao popular, com composições autorais e de importantes representantes da música universal. Um convite para apreciar a riqueza musical que influencia sua carreira musical, revelando as bases criativas que inspiram suas composições.
Gabriel Guedes selecionou repertório diversificado, reunido suas composições e suas referências na música mineira do Clube da Esquina com Beatles e Led Zeppelin e na sua formação musical, especialmente com Tom Jobim e Bach. A diversidade de estilos ganha uma unidade a partir dos arranjos elaborados pelo músico e executadas pelo quarteto Quadros Modernos. Predomina a harmonia e sonoridade diferenciada.
O resultado é uma apresentação musical que surpreende pela qualidade dos arranjos e harmonia do quarteto que acompanha Gabriel Guedes nos solos de piano, sitar, viola caipira e violão. Quadros Modernos é formado pelos músicos Marcelo Morais (1º violino), Adriana Costa (2º violino), Aristóteles Medeiros (viola) e Demóstenes Junior (violoncelo), da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Referenciando a música mineira e um dos seus principais ícones, o nome do quarteto é uma citação ao belíssimo trabalho instrumental de Toninho Horta, que ao lado dos violonistas Chiquito Braga e Juarez Moreira gravou o disco de mesmo nome.

Sobre Gabriel Guedes
Gabriel Guedes, desde pequeno, tem um contato intenso com todos os tipos de música. Filho de Beto Guedes e neto de Godofredo Guedes, Gabriel cresceu ao som de música brasileira, jazz, erudito e outros estilos. Sua carreira começou cedo e seu primeiro prêmio veio aos cinco anos de idade. Em 2003 ganhou o Prêmio Jovem Instrumentista do BDMG como bandolinista.
Gabriel tem formação diversificada e a audição apurada para os diversos estilos que o influenciaram favoreceu o aprendizado dos mais variados instrumentos. Tem formação em violão clássico e musicalização pela Fundação de Educação Artística, flauta transversal na Fundação Clovis Salgado, além de se enveredar autodidaticamente pelo saxofone, piano clássico e harmonia. Gabriel também é membro da equipe de elaboração do livrão da música brasileira, coordenada por Toninho Horta.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal