Geografia questões de 41 a 50



Baixar 53.86 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho53.86 Kb.

CGE - GAB. 1 - VEST./2001 2o DIA

GEOGRAFIA - QUESTÕES DE 41 A 50


4
1. Observe o gráfico abaixo:

Fonte: IBGE (1996)


Considerando que o Gráfico acima ilustra a evolução da população rural no Brasil, assinale a alternativa que melhor ilustra a evolução da população urbana no mesmo período:
a) b) c)






d) e)


42. Nos últimos anos, por iniciativa da Organização das Nações Unidas, tem-se discutido a validade da aplicação de índices como o PIB – Produto Interno Bruto, a Taxa de Alfabetização e outros, na avaliação dos níveis de qualidade de vida da população. Em substituição a esses índices específicos e setorizados, a ONU propôs a utilização de um novo índice, mais complexo, que reflita, de modo integrado, os aspectos relativos a economia, longevidade e educação.


Esse novo índice é:
a) Índice de Desenvolvimento Humano – IDH.

b) Índice de Qualidade de Vida Agregado – IQVA.

c) Índice de Desenvolvimento Sustentável – IDS.

d) Índice de Desenvolvimento Econômico e Social Integrado – IDESI.

e) Índice de Sustentabilidade Social – ISS.

43. A vegetação ...o afoga; abrevia-lhe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalado em lanças; e desdobra-se-lhe na frente léguas e léguas, imutável no aspecto desolado: árvores sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante.


O trecho acima foi extraído da obra Os Sertões, escrita por Euclides da Cunha, no relato de um dos mais sangrentos episódios da história brasileira.

A alternativa que aponta CORRETAMENTE a relação entre a vegetação descrita acima e o episódio narrado em Os Sertões é:


a) Caatinga – Guerra de Canudos.

b) Cerrado – Guerra dos Emboabas.

c) Mata de Araucária – Guerra do Contestado.

d) Caatinga – Guerra dos Emboabas.

e) Cerrado – Guerra dos Farrapos.

44. A construção da infra-estrutura ferroviária, hidroviária, rodoviária e portuária retratada no mapa abaixo teve como principal finalidade favorecer:





a) a geração de emprego na região, evitando desta forma a migração da população local para o centro-sul do país.

b) o escoamento da produção agropecuária da região para o mercado interno.

c) o escoamento da produção de matéria-prima oriunda do extrativismo vegetal para o mercado externo.

d) o escoamento dos recursos minerais para as indústrias da região Sudeste.

e) o escoamento dos recursos minerais para o mercado externo.

45. Em abril último, por ocasião das comemorações dos 500 anos do descobrimento do Brasil, muito se falou a respeito da árvore que deu origem ao nome do nosso País e que foi a primeira riqueza vislumbrada pelos colonizadores, o pau-brasil. Praticamente extinto, o pau-brasil tinha seu habitat natural em qual das formações abaixo?
a) Floresta Amazônica.

b) Domínio da Caatinga.

c) Mata de Araucária.

d) Domínio dos Cerrados.

e) Mata Atlântica.

46. A respeito da Bacia do Rio São Francisco, é INCORRETO afirmar que:


a) o rio São Francisco recebeu esse nome porque foi descoberto por Américo Vespúcio, no dia 4 de outubro de 1501, data do aniversário daquele santo.

b) no Vale do São Francisco estão concentradas grandes reservas nacionais de zinco, chumbo, cromo e ferro.

c) por causa das cinco barragens construídas ao longo de seus 2.700 km de extensão, a procriação dos peixes ficou seriamente comprometida.

d) a Bacia do São Francisco ocupa uma área de 640 mil km2, onde se localizam 463 municípios, com uma população de 15 milhões de pessoas.

e) o Rio São Francisco tem mantido sua vazão média anual, o que faz com que, ao chegar à sua foz, tenha força suficiente para adentrar o oceano Atlântico por vários quilômetros.

47. O quadro abaixo mostra o aumento do número de pessoas em cinco regiões do mundo que, no período, passaram a viver com menos de um dólar por dia.


Pessoas que vivem com menos de um dólar por dia








1987 (%)

1998 (%)

1998

(milhões de pessoas)

América Latina e Caribe

22,0

23,5

110

África Subsaariana

38,5

39,1

219

Oriente Médio

4,7

4,1

11

Sul Asiático

45,4

43,1

52

Leste Asiático

28,8

26,8

446

Fonte: Banco Mundial, relatório 1998.


O agravamento da miséria nessas regiões está diretamente associado à hegemonia de qual modelo econômico?
a) Capitalismo de Estado.

b) Keynesianismo.

c) Socialismo Burocrático.

d) Social-democracia.

e) Neoliberalismo.

4
8. O gráfico abaixo apresenta as maiores aglomerações urbanas do mundo no período entre 1970 e 2010.

Fonte: CASTELLS, 1999.

*(Acima de 10 milhões de habitantes em 1992)


De acordo com os dados acima é INOCRRETO afirmar que:
a) São Paulo será a maior aglomeração urbana do mundo ao final da primeira década do século XXI.

b) nenhuma das maiores aglomerações urbanas situa-se no continente europeu.

c) São Paulo teve um crescimento proporcional e absoluto superior ao do Rio de Janeiro.

d) o continente asiático concentra o maior número de aglomerações urbanas com mais de 10 milhões de habitantes.

e) a população de Osaka manteve-se praticamente inalterada no período abordado.

49. Todas as alternativas abaixo referem-se à cobertura vegetal natural do Brasil, EXCETO:


a) A mata dos cocais, rica em babaçu, é uma formação vegetal de transição entre a Floresta Amazônica e o Cerrado do sertão nordestino, abrangendo áreas do Maranhão, Piauí e Tocantins.

b) Os Cerrados constituem a vegetação dominante das chapadas e de outras formações de relevo aplainado do Brasil Central.

c) A Caatinga é uma formação vegetal latifoliada que se distribui na longa faixa litorânea do Brasil.

d) Os Mangues se formam nas reentrâncias da costa, nas baías e estuários, possuindo vegetação com tronco fino e de pequena altura, classificada como halófita e higrófila.

e) A Mata Atlântica é uma formação vegetal que se apresenta muito densa, emaranhada e com grande variedade de vegetais higrófilos, estendendo-se desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul.

50. No tocante a poluição e degradação do meio ambiente, é INCORRETO afirmar que:


a) o problema da poluição diz respeito à qualidade de vida das aglomerações humanas, com a degradação do meio ambiente pelo homem há uma deterioração dessa qualidade, pois as condições ambientais são imprescindíveis para a vida, tanto no sentido biológico como no social.

b) a aglomeração urbana é por si só uma fonte de poluição, pois implica numerosos problemas ambientais, como o acúmulo de lixo, o enorme volume de esgotos, o congestionamento de tráfego etc.

c) a poluição atmosférica caracteriza-se pela presença de gases tóxicos e partículas sólidas no ar, provenientes das indústrias, queima de carvão e petróleo em usinas, escapamentos de automóveis etc.

d) a industrialização do campo com a mecanização, o uso intensivo de agrotóxicos e adubos químicos vem contaminando os alimentos e as águas de rios, lagos e lençóis subterrâneos.

e) o surgimento e a expansão de um buraco na camada de ozônio estão associados à alteração no regime pluviométrico global em função da alteração na amplitude térmica nas regiões polares.

HISTÓRIA - QUESTÕES DE 51 A 60

51. O Liberalismo Econômico se constituiu numa doutrina política do capitalismo industrial e financeiro. Qual das alternativas abaixo não reflete um de seus princípios fundamentais?


a) Fortalecimento do mercantilismo.

b) Livre concorrência.

c) Defesa da propriedade privada.

d) Explicação científica dos fatos econômicos.

e) Liberdade de contrato.

52. Em 1937, com a instauração do Estado Novo por Getúlio Vargas, o Brasil passou a viver sob uma nova Constituição, que ficou conhecida como Polaca, em virtude de sua clara inspiração na Constituição da Polônia. Essa Constituição deu ao presidente Getúlio Vargas os poderes para a organização política, econômica e administrativa do Estado Novo.


Dentre as alternativas abaixo assinale a que apresenta uma característica da Constituição de 1937:
a) Instauração do direito de livre associação em sindicatos oficialmente reconhecidos.

b) Instauração do direito de greve e de locaute.

c) Descentralização administrativa.

d) Internacionalização da economia.

e) Instauração de princípios democráticos e de livre associação política.
53. Tão logo pisei na rua, pela primeira vez respirei o ar das revoluções: o meio da via pública estava deserto, as lojas não estavam abertas [...]. As barricadas estavam sendo construídas com arte e por um número pequeno de homens, que trabalhavam com muito cuidado. Não agiam como culpados, perseguidos pelo medo de serem flagrados em delito, mas com o aspecto de bons operários que querem completar o trabalho rapidamente e da melhor forma [...]. Somente o povo portava armas, guardava os locais públicos, vigiava, comandava, punia. Era uma coisa extraordinária e terrível ver, nas mãos unicamente dos que nada tinham, toda aquela imensa cidade, cheia de tantas riquezas, ou melhor, aquela grande nação, porque, graças à centralização, quem reina em Paris comanda a França. E assim, foi imenso o terror de todas as demais classes.
O texto refere-se aos movimentos democráticos de 1848 na Europa, a respeito dos quais podemos afirmar corretamente que:
a) constituíram-se numa série de revoltas às quais se juntavam trabalhadores e burgueses contra o Antigo Regime.

b) tiveram pouco significado histórico porque, além de sua curta duração, ficaram restritos à França.

c) foram um conjunto de revoltas de iniciativa exclusivamente popular, contra o Golpe do 18 Brumário de Napoleão Bonaparte.

d) compuseram uma série de movimentos que eclodiram em toda a Europa, cuja reivindicação principal era mudar a forma de governo de autocrática para democrática.

e) significaram revoluções autênticas, de inspiração socialista, com ampla mobilização popular, visando à mudança da ordem social.

54. Nós queremos cantar o amor ao perigo, o hábito da energia e da temeridade [...]. Não existe beleza, a não ser na luta. Nenhuma obra que não tenha caráter agressivo pode ser considerada uma obra-prima [...]. Nós queremos glorificar a guerra, única higiene do mundo o militarismo, o patriotismo, o gesto destruidor dos libertários, as belas idéias pelas quais morrer e o desprezo da mulher. Nós queremos destruir os museus, as bibliotecas, as academias de todo tipo e combater o moralismo, o feminismo e cada ação vil, oportunista ou utilitária. [...]


Essa espécie da manifesto, publicado na Itália em 1914, fazia a exaltação da seguinte ideologia:
a) Anarquismo.

b) Socialismo.

c) Comunismo.

d) Contraculturalismo.

e) Fascismo.

55. Em seus inflamados discursos, Martin Luther King, o líder e mártir da causa da emancipação civil dos negros norte-americanos, a partir da década de 50, costumava dizer que Cristo havia lhe dado a mensagem e Gandhi, o método. Esse método de luta que Gandhi utilizou para libertar a Índia da dominação inglesa ficou conhecido como:


a) Apartheid.

b) Guerra de Guerrilhas.

c) Foquismo.

d) Terrorismo.

e) Não-violência.

56. Na questão abaixo estão descritos, seqüencialmente, o período histórico e a correspondente característica política predominante do mesmo. Assinale a alternativa que os associa CORRETAMENTE:


a) República Velha (1891) - (1930) – Caudilhismo paternalista

b) Era getulista (1930) - (1945) – Descentralização oligárquica

c) Quarta República (1946) - (1964) – Liberalismo populista

d) Estado empresarial militar (1964) - (1985) – Integralismo democrático

e) Nova República (1986) - (1990) – Tecnocracia estatal


  1. Leia atentamente as afirmativas abaixo:




I

- Nos anos 60, sob o regime da ditadura militar, iniciou-se no Brasil uma fase de desenvolvimento na agricultura caracterizada como "modernização conservadora".

II

- O governo JK pautou-se por um projeto de crescimento econômico baseado no setor industrial, pela implementação do Plano de Metas que privilegiava os setores de geração de energia, transportes, alimentação, educação e construção civil.

III

- O Plano Trienal do governo João Goulart compreendia as Reformas de Base, entendidas como um projeto de caráter conservador.

Sobre as afirmativas apresentadas acima é CORRETO afirmar que:


a) somente a afirmativa I é correta.

b) somente a afirmativa II é correta.

c) somente a afirmativa III é correta.

d) são corretas as afirmativas I e II.

e) são corretas as afirmativas I, II e III.
58. A respeito das invasões holandesas que ocorreram durante o século XVII no nordeste brasileiro, é CORRETO afirmar que:
a) foram iniciativas de grupos de aventureiros holandeses, sem qualquer vinculação com as disputas internacionais entre os Estados-Nação do período.

b) com a expulsão definitiva dos invasores holandeses em 1654, pela qual lutaram lado a lado índios, negros e portugueses, saíram reforçados os vínculos entre a Metrópole e a Colônia naquela região.

c) nas batalhas de resistência à invasão dos holandeses em Pernambuco, destacou-se a figura heróica de Domingos Fernandes Calabar.

d) durante o período da dominação holandesa no nordeste brasileiro, a população foi obrigada a trocar o catolicismo pelo calvinismo, por ser esta a religião do príncipe Maurício de Nassau.

e) a forma pela qual se deu a expulsão definitiva dos holandeses explica o surgimento posterior de vários movimentos nativistas, como a Revolta de Beckman (1684-85), a Guerra dos Mascates (1710-14) e a Revolução Praieira (1848).

59. O sistema de colonização introduzido no Brasil pelos portugueses baseou-se fundamentalmente:


a) no povoamento da terra pelos excedentes demográficos da Europa, semelhante ao esforço colonizador empreendido nas Américas.

b) no desenvolvimento de produtos tropicais para satisfação do mercado interno consumidor.

c) na exploração econômica da terra, com sua divisão em pequenos lotes, chamados de feitorias.

d) no monopólio do comércio pelo Estado português, assegurando, assim, a máxima lucratividade para os empresários metropolitanos.

e) no trabalho da mão-de-obra européia assalariada, para garantir a maior produtividade da área plantada e atender aos interesses da colônia.
60. O trecho abaixo foi reproduzido pela revista Veja em sua edição de 30.08.2000, numa reportagem sobre a edição no Brasil de parte da obra do escritor português Eça de Queiroz.
Falemos da mala deste príncipe ilustre! Ela deixa na Europa uma lenda soberba. Durante meses, viu-o o Velho Mundo sulcar os mares, atravessar as capitais, medir os monumentos, costear os montes, visitar os Reis, ensinar os sábios – com sua mala na mão! Que continha ela? Tal se nos afigura a verdade – a mala não guardava nada! A mala era uma insígnia. Como a coroa é o sinal de sua realeza no Brasil, a mala era o sinal da sua democracia na Europa. A mala formava o seu cetro de viagem – como o perpétuo chapéu baixo constitui a sua coroa de caminho de ferro.
Nesse trecho o escritor lusitano destila uma crítica mordaz ao Imperador Dom Pedro II em viagem pela Europa em 1872. As críticas contra Dom Pedro II podem ser interpretadas como um reflexo da política externa brasileira, principalmente em relação ao Velho Mundo e à Guerra do Paraguai, terminada em 1870.

Assinale a alternativa que NÃO expressa um dos motivos que provocaram a Guerra do Paraguai:


a) Imposição por parte do Brasil de um controle rigoroso à navegação na bacia do rio da Prata.

b) Expansionismo territorial paraguaio.

c) Apoio do Brasil aos “colorados” no Uruguai.

d) Violações de fronteira na região Sul do País.



e) Apreensão brasileira em relação a uma possível união dos países platinos.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal