Geologia ambiental homem interaçÃo ambiente físico



Baixar 70.45 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho70.45 Kb.

GEOLOGIA AMBIENTAL: Enfoque


GEOLOGIA AMBIENTAL

HOMEM INTERAÇÃO AMBIENTE FÍSICO





GEOLOGIA AMBIENTAL: OBJETIVOS PRINCIPAIS

  1. reconhecer e caracterizar as feições e os processos que correspondem à contínua transformação do Planeta, considerando o Homem como um dos principais agentes dessa transformação;


  1. realizar diagnósticos geológicos das relações de causa e efeito dos processos atuais, desencadeados no meio geológico pelas atividades humanas;


  1. contribuir e participar da elaboração de instrumentos de gestão ambiental, como os estudos de impacto ambiental e inúmeros outros.




MEIO AMBIENTE: CONCEITO
“Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas”.

(Política Nacional de Meio Ambiente - Lei Federal 6938/81)


“Determinado espaço onde ocorre a interação dos componentes bióticos (fauna e flora), abióticos (água, rocha e ar) e biótico-abiótico (solo). Em decorrência da ação humana, caracteriza-se também o componente cultural”.

ABNT, 1989.





MEIO AMBIENTE: CONCEITO

Meio Físico (ar, água, solo/rocha)

MEIO


AMBIENTE

NATURAL



MEIO AMBIENTE Meio Biológico (fauna, flora)

MEIO


AMBIENTE

Meio Sócio-econômico CULTURAL

ou ANTRÓPICO


PROCESSOS AMBIENTAIS

Os componentes do meio ambiente interagem por meio de trocas de energia e matéria.



Processos do meio físico

Processos da atmosfera, da hidrosfera e da litosfera


Geologia Ambiental

Abordagem dos processos da hidrosfera e da litosfera.


A abordagem do meio físico em estudos ambientais deve ter uma perspectiva integradora (trabalhos interdisciplinares).


GEOLOGIA AMBIENTAL: CONCEITO
FLAWN, P.T. (1970) - Environmental Geology. New York: Harper & Row Pub.

P R E F Á C I O
Geologia Ambiental é o ramo da Ecologia que trata das relações entre o homem e seu habitat geológico; ela se ocupa dos problemas do homem com o uso da terra - e a reação da terra a este uso” ... “Geologia Ambiental inclui os ramos tradicionais da Geologia de Engenharia e da Geologia Econômica, ou uma pequena parte desta última, referente aos recursos minerais”.


GEOLOGIA AMBIENTAL: CONCEITO


COATES, D.R. (1981) - Environmental Geology. New York: John Wiley & Sons.
G L O S S Á R I O
“Aplicação prática de princípios geológicos na solução de problemas ambientais”.

P R E F Á C I O
“Geologia é a ciência da terra. Geologia Ambiental é a área que estuda a relação daquela ciência com as atividades humanas”.





GEOLOGIA AMBIENTAL: CONCEITO


KELLER, E.A. (1982) -3a. ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company.

G L O S S Á R I O
“Aplicação da informação geológica em problemas ambientais”.

P R E F Á C I O
Geologia Ambiental é geologia aplicada e, como tal, enfoca toda a gama de possibilidades de interação entre o homem e o ambiente físico”.



GEOLOGIA AMBIENTAL: CONCEITO


KELLER, E.A. (1982) -3a. ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company.
C A P Í T U L O 1 - Pg 1
Geologia Ambiental é geologia aplicada. Especificamente, é a aplicação da informação geológica para resolver conflitos, minimizando a possibilidade de degradação ambiental, ou maximizando a possibilidade de adequado uso do ambiente natural ou modificado”.

“Em sentido amplo, Geologia Ambiental é o ramo da ciência da terra que enfatiza toda a gama das interações entre o homem e o ambiente físico”.





GEOLOGIA AMBIENTAL: CONCEITO

MONTGOMERY, C.W. (1992) - 3a. ed. Environmental Geology. WM. C. Brown Publishers.

P R E F Á C I O

“O termo Geologia Ambiental é usualmente empregado para se referir particularmente às relações diretas da Geologia com as atividades humanas”... “Geologia Ambiental é geologia aplicada à vida”.





MEIO AMBIENTE: FUNDAMENTOS BÁSICOS

(segundo Montgomery, C.W. 1992 - 3a. Ed. Environmental Geology. W.M.C. Brown Publishers e segundo Keller, E.A. 1982. 3a. Ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company)


  1. A terra é nosso único habitat adequado e seus recursos são limitados.




  1. A deterioração ambiental apresenta crescimento expo-nencial.




  1. Os processos físicos diariamente modificam a paisagem e vêm atuando ao longo do tempo geológico. Entretanto, a magnitude e a freqüência destes processos estão sujeitas a alterações naturais e induzidas.






MEIO AMBIENTE: FUNDAMENTOS BÁSICOS
(segundo Montgomery, C.W. 1992 - 3a. Ed. Environmental Geology.

W.M.C. Brown Publishers e Keller, E.A. 1982. 3a. Ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company) (cont.)


  1. As modificações impostas pelo homem no solo e na água invariavelmente produzem alterações nos sistemas ambientais. As respostas do ambiente às alterações humanas variam em intensidade, velocidade e escala.



  1. Complexidade é a norma nos sistemas físicos: lei das variáveis (múltiplos fatores intervenientes - ex. escorregamentos - condicionantes; diferentes intensidades de chuva deflagrando diferentes processos); lei da eqüifinalidade (feições similares podem ser causadas por processos totalmente diferentes - ex. erosão natural e dep. tecnogênicos).






MEIO AMBIENTE: FUNDAMENTOS BÁSICOS

(segundo Montgomery, C.W. 1992 - 3a. Ed. Environmental Geology.

W.M.C. Brown Publishers & Keller, E.A. 1982. 3a. Ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company) (cont.)



  1. Sempre há processos terrestres que são perigosos para o homem. Estes riscos naturais devem ser reconhecidos e evitados, quando possível. A ameaça à vida do homem e a suas propriedades também devem ser minimizadas.



  1. Os efeitos do uso do solo tendem a ser cumulativos e, desta forma, temos a obrigação de acompanhá-los.



MEIO AMBIENTE: FUNDAMENTOS BÁSICOS

(segundo Montgomery, C.W. 1992 - 3a. Ed. Environmental Geology.

W.M.C. Brown Publishers e Keller, E.A. 1982. 3a. Ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company) (cont.)



  1. O planejamento do uso do solo e da água deve visar o equilíbrio entre aspectos econômicos e variáveis menos palpáveis, como por exemplo, as estéticas.



  1. O componente fundamental de todo ambientalista é o fator geológico. A compreensão deste ambiente requer um amplo entendimento e apreciação das ciências da terra e outras disciplinas correlatas.




MEIO AMBIENTE: FUNDAMENTOS BÁSICOS

(segundo Montgomery, C.W. 1992 - 3a. Ed. Environmental Geology.

W.M.C. Brown Publishers e Keller, E.A. 1982. 3a. Ed. Environmental Geology. Charles E. Merril Pub. Company) (cont.)



  1. As decisões que envolvem aspectos ambientais invariavelmente contemplam e produzem conflitos.



  1. A maioria das decisões que envolvem aspectos ambientais são baseadas em análises de custo-benefício.



  1. Gerenciar o ambiente é um pré-requisito para a compatibilidade entre o homem e a natureza.






RETROSPECTIVA DO PENSAMENTO GEOLÓGICO

Catastrofismo X Uniformitarismo (Atualismo)
Catastrofismo = violentas e rápidas transformações nos processos terrestres.
Uniformitarismo (Atualismo) = mudanças lentas e regulares, por processos similares aos observados no presente.
O presente é a chave do passado” (Princípios da Geologia; Lyell, 1830)

Pela primeira vez o geólogo não está preocupado com o passado, e sim com o futuro”. (Ter-Stepanian, 1994; Congr. Internacional. Geol. Engenharia, Lisboa)


Geologia Ambiental: o passado, o presente e o futuro.


GEOLOGIA AMBIENTAL - TÓPICOS PRINCIPAIS

Interação Homem - Ambiente


Estudos Ambientais
Cartas Geológico-Geotécnicas
Riscos Geológicos
Disposição de Resíduos



GEOLOGIA AMBIENTAL - RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES

Campo da Geologia:

  1. Geologia de Engenharia,

  2. Geologia Econômica,

  3. Hidrogeologia,

  4. Geomorfologia,

  5. Geoquímica,

  6. Geofísica, etc.


Outros Campos (Ciências Biológicas, Humanas e Exatas):

  1. Biologia,

  2. Ecologia,

  3. Geografia,

  4. Engenharia,

  5. Direito,

  6. Sociologia,

  7. Economia,

  8. Medicina, etc.

Proin/Capes Unesp - IGCE/DGA



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal