Governador valadares projeto pedagógico do curso bacharelado em engenharia de produçÃO



Baixar 0.89 Mb.
Página3/15
Encontro07.08.2016
Tamanho0.89 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15

2.3. Princípios Norteadores


Conforme o Plano do Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFMG – 2009-2013:

“O princípio pedagógico da contextualização permite à instituição pensar os projetos pedagógicos de forma flexível, com uma ampla rede de significações, e não apenas como um lugar de transmissão do saber, vislumbrando a prática de uma educação que possibilite a aprendizagem de valores e de atitudes para conviver em democracia, e que, no domínio dos conhecimentos, habilite o corpo discente a discutir questões do interesse de todos, propiciando a melhoria da qualidade de vida, despertando a conscientização quanto às questões concernentes a questão ambiental e ao desenvolvimento econômico sustentável.”

As engenharias nos Institutos Federais representam uma forma de ampliar a oferta desse tipo de formação na rede pública em proporção expressiva no país além de retratar a realidade social que as Instituições assumem.

Em relação ao modelo curricular, na maior parte das Engenharias, uma parcela expressiva do conhecimento estará superada em cinco anos devido à dinâmica das inovações tecnológicas, demonstrando-se assim a necessidade do diálogo entre o mundo produtivo e o mundo acadêmico. Portanto, um dos princípios é construir propostas curriculares estruturadas em uma base sólida de conhecimento científico e tecnológico e que tragam a flexibilidade necessária para permitir atualizações contínuas, dentro da própria graduação ou integradas às demais modalidades de ensino que o Instituto Federal possa oferecer.

O projeto curricular do curso de Engenharia de Produção no IFMG deve apresentar as seguintes características: Sintonia com a sociedade e o mundo produtivo; Diálogo com os arranjos produtivos culturais, locais e regionais; Preocupação com o desenvolvimento humano sustentável; Possibilidade de estabelecer metodologias que viabilizem a ação pedagógica inter e transdisciplinar dos saberes; Realização de atividades em ambientes de formação para além dos espaços convencionais; Interação de saberes teórico-práticos ao longo do curso; Percepção da pesquisa e da extensão como sustentadoras das ações na construção do conhecimento; Construção da autonomia dos discentes na aprendizagem; Mobilidade; Comparabilidade; Integração da comunidade discente de diferentes níveis e modalidades de Ensino.

2.4. Objetivos do Curso


a) Objetivo geral:

O curso de bacharelado em Engenharia de Produção do IFMG, campus Governador Valadares tem como objetivo geral formar profissionais capazes de desenvolver o projeto, a implantação, a operação, a melhoria e a manutenção de sistemas produtivos integrados e de bens e serviços, envolvendo homens, materiais, tecnologia, informação e energia, ao que se associará a suas habilidades de especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, suportado por conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais e pelos princípios e métodos de análise e projeto da engenharia.



b) Objetivos específicos:

Os objetivos específicos são:



  • Estimular o desenvolvimento de pensamento reflexivo do aluno, aperfeiçoando sua capacidade investigativa, inventiva e de solução de problemas.

  • Exercitar a autonomia no aprender, buscando constantemente o aprimoramento profissional por intermédio da educação continuada.

  • Aprimorar sua capacidade de trabalhar em equipe, desenvolvendo o relacionamento interpessoal e exercitando a cooperação.

  • Aprimorar valores éticos e humanísticos essenciais para o exercício profissional, tais como a solidariedade, o respeito à vida humana, a convivência com a pluralidade e a diversidade de pensamento.

  • Estimular a investigação científico-tecnológica por meio de iniciação científica.

  • Dotar o aluno de visão sistêmica, a fim de torná-lo um profissional capacitado para solucionar problemas de engenharia nos diversos setores da produção.

  • Despertar, desde cedo, o espírito empreendedor do aluno, estimulando-o a participar da geração de soluções inovadoras no âmbito da Engenharia de Produção e a desenvolver visão crítica para percepção de oportunidades de negócios.

  • Instigar o aprendizado dos procedimentos e das técnicas e o manuseio apropriado dos recursos tecnológicos aplicados na prática profissional.

  • Reconhecer os limites e as possibilidades da sua prática profissional.

2.5. Perfil do Egresso


O Curso de Engenharia de Produção deverá formar um profissional com uma sólida formação científica, tecnológica e profissional que o capacite a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade. O engenheiro aqui formado deverá estar preparado para atuar no desenvolvimento de sistemas de gestão da produção e/ou dos serviços, sistemas logísticos, e procedimentos de produção e da logística que incorporem uma visão diferenciada em termos da agregação de valor e inovação tecnológica, visão sistêmica e integrada. Para isso, durante a sua formação deveram ser desenvolvidas as seguintes competências:

  • Dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros a fim de produzir, com eficiência e ao menor custo, considerando a possibilidade de melhorias contínuas;

  • Utilizar ferramental matemático e estatístico para modelar sistemas de produção e auxiliar na tomada de decisões;

  • Projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas, produtos e processos, levando em consideração os limites e as características das comunidades envolvidas;

  • Prever e analisar demandas, selecionar conhecimento científico e tecnológico, projetando produtos ou melhorando suas características e funcionalidade;

  • Incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema produtivo, tanto nos seus aspectos tecnológicos quanto organizacionais, aprimorando produtos e processos, e produzindo normas e procedimentos de controle e auditoria;

  • Prever a evolução dos cenários produtivos, percebendo a interação entre as organizações e os seus impactos sobre a competitividade;

  • Acompanhar os avanços tecnológicos, organizando-os e colocando-os a serviço da demanda das empresas e da sociedade;

  • Compreender a inter-relação dos sistemas de produção com o meio ambiente, tanto no que se refere a utilização de recursos escassos quanto à disposição final de resíduos e rejeitos, atentando para a exigência de sustentabilidade;

  • Utilizar indicadores de desempenho, sistemas de custeio, bem como avaliar a viabilidade econômica e financeira de projetos;

  • Gerenciar e otimizar o fluxo de informação nas empresas utilizando tecnologias adequadas.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal