Grande oriente do paraná Confederação Maçônica do Brasil comab



Baixar 281.49 Kb.
Página1/5
Encontro07.08.2016
Tamanho281.49 Kb.
  1   2   3   4   5



GRANDE ORIENTE DO PARANÁ



Confederação Maçônica do Brasil - COMAB

Rua Antônio Martin de Araújo, 391

Bairro Jardim Botânico

CEP: 80.210-050 - Curitiba - PR

Tel: (41) 3218-8831 Fax: (41) 3218-8837
Edição Revisada – 2007

Este exemplar, cuja autenticidade garanto, fica entregue à Loja ................................................................................, Oriente de ..................................................................... da obediência deste Grande Oriente.

Oriente de Curitiba/PR., ........ de ........ de .......... EV

..........................................................

GrSecrRege Arq Maç

O presente exemplar é destinado ao uso pessoal do Ir ...................................................................................., Iniciado a ........ de ........................ de ......... EV na Loja ........................................................................, da jurisdição do Grande Oriente do Paraná.


Or de ..................................., ........ de ........ de .......... EV

..........................................

Venerável Mestre

..........................................

Chanceler

ÍNDICE


OBSERVAÇÕES GERAIS

07




PLANTA DO TEMPLO

11




ABREVIATURAS

12




ABERTURA DA LOJA DE APRENDIZ

15




REGISTROS PARA CONFIRMAÇÃO

19




CHAMADA DO TRABALHO PARA O DESCANSO

19




CHAMADA DO DESCANSO PARA O TRABALHO

20




LEVANTAMENTOS

21




FECHAMENTO DA LOJA DE APRENDIZ

22




PREPARAÇÃO DO CANDIDATO A INICIAÇÃO

24




A INICIAÇÃO

27




TÁBUA DE DELINEAR

56




INSTRUÇÕES DO APRENDIZ

65













NOTAS






Representam as batidas de malhete


PREÂMBULO DA MAÇONARIA

(A ser lido e explicado em Loja freqüentemente)


“A Ordem Maçônica é uma associação de homens esclarecidos e virtuosos, que se consideram irmãos entre si e cujo fim é viver em perfeita igualdade, intimamente ligados por laços de recíproca estima, confiança e amizade, estimulando-se, uns aos outros, na prática da virtude”.

- “É um sistema de Moral, velado por alegorias e ilustrado por símbolos”.

Em obras imperfeitas, estas definições são suficientes para nos convencer de que a Ordem Maçônica foi sempre, e deve continuar a ser a UNIÃO CONSCIENTE de homens inteligentes, virtuosos, desinteressados, generosos e devotados, irmãos livres e iguais, ligados por deveres de fraternidade que concorrem pelo exemplo e pela prática da virtude, para esclarecer aos homens e prepará-los para a emancipação progressiva e pacífica da Humanidade.

É pois, um sistema e uma escola, não só de Moral como também de filosofia social e espiritual, revelados por alegorias e ensinados através de símbolos, guiando seus adeptos à prática e ao aperfeiçoamento dos seus mais elevados deveres.

Praticando o Bem sobre o plano social e moral, a Maçonaria reúne todos os homens, como Irmãos, sem deles indagar crença religiosa ou política.

Por isso e para evitar o desvirtuamento de seus nobres e sublimes fins, a Maçonaria exige que sejam iniciados em seus Mistérios, somente aqueles que, crendo na existência de Deus e em sua vontade revelada, bem compreendam os deveres sociais e, alheios a vaidades e inclinações contrárias aos rígidos princípios da moralidade, busquem-na, inspirados em elevados sentimentos de Amor Fraternal.

A Maçonaria é, portanto, o progresso contínuo, por ensinamentos em uma série de graus visando, por promoções sucessivas, incutir no íntimo dos homens a LUZ ESPIRITUAL E DIVINA que afugen­tando os baixos sentimentos de materialidade, de sensualidade e de mundanismo e, invocando, sempre, o GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO, os torne dignos de si mesmos, da Família, da Pátria e da Humanidade.

Seus princípios fundamentais são:

1 - A Maçonaria proclama, como sempre proclamou, desde a sua origem, a existência de um Princípio Criador, sob a denominação de GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO.

2 - A Maçonaria não impõe nenhum limite à livre investigação da Verdade e é para garantir a todos essa liberdade que exige, de todos, a maior tolerância.

3 - A Maçonaria é, portanto, acessível aos homens de todas as classes sociais e de todas as crenças religiosas e políticas, com exceção daquelas que privem o homem da liberdade de consciência, restrin­jam os direitos e a dignidade da pessoa humana, exijam submissão incondicional aos ditames de seus Chefes, e façam dele instrumento de combate aos princípios da Maçonaria.

4 - A divisão da Maçonaria Simbólica nos três graus universal­mente adotados: APRENDIZ, COMPANHEIRO E MESTRE.

5 - A Maçonaria tem por fim combater a ignorância em todas as modalidades; uma escola que impõe este programa: obedecer às leis do País; viver segundo os ditames da Honra; praticar a Justiça; amar ao próximo; trabalhar incessantemente pela felicidade do gênero humano e conseguir sua emancipação progressiva e pacífica.

6 - A proibição expressa de todo e qualquer debate sobre sec­tarismo político ou religioso, dentro de seus Templos ou fora deles, em nome da Maçonaria.

7 - O LIVRO DA LEI SAGRADA, o ESQUADRO e o COMPAS­SO, as três GRANDES LUZES emblemáticas da Maçonaria, estarão sempre presentes em Loja e sobre o Altar dos Juramentos, durante os trabalhos, na forma e modo expresso nos rituais.

A par desta Declaração de Princípios, a Maçonaria proclama, também, as seguintes normas sobre as quais se apóia: para elevar o Homem aos próprios olhos e para torná-Io digno de sua missão sobre a Terra, a Maçonaria proclama que o GADU deu ao mesmo como o mais precioso dos bens - a LIBERDADE - patrimônio da Humanidade toda, cintilação divina que nenhum poder tem o direito de obscurecer ou de apagar e que é a fonte de todos os sentimentos de honra e de dignidade.

Desde a preparação ao primeiro grau, a condição primordial, sem a qual nada se concede ao candidato, é uma reputação de honra ilibada e de probidade inconteste.

Aquele para o qual a religião é o consolo supremo, a Maçonaria diz: Cultiva tua religião ininterruptamente, segue as aspirações de tua consciência.

A Maçonaria não é uma religião, nem professa um culto; quer a ins­trução livre. Sua doutrina se condensa nesse principio: AMA TEU PRÓXIMO.

Para quem teme as discussões políticas, a Maçonaria diz: Eu condeno qualquer discussão sectária em minhas reuniões. Serve fiel e devota­damente à tua Pátria, sem esquecer os postulados de LIBERDADE, IGUALDADE e FRATERNIDADE e não indagarei tuas preferências político-partidárias.

O amor à Pátria é perfeitamente compatível com a prática de todas as virtudes. A minha Moral é a mais pura, pois, funda-se sobre a primeira das virtudes - a SOLIDARIEDADE HUMANA.

O verdadeiro maçom pratica o bem e leva a sua solidariedade aos infelizes, quaisquer que eles sejam, na medida de suas forças. O maçom deve, pois, refletir com sinceridade e desprezo, o EGOÌSMO e a IMORALIDADE. Os ensinamentos maçônicos induzem seus adeptos à dedicarem-se a felicidade de seus semelhantes, não porque a razão e a justiça Ihes imponham esse dever, mas porque esse sentimento de solidariedade, é a qualidade inata que os fez filhos de Deus e, irmão de todos os homens fiéis observadores da lei do Amor Universal.



Nestas condições, o objetivo do GRANDE ORIENTE DO PARANÁ é de manter o constante progresso da maçonaria, seu antigo e ver­dadeiro caráter de apostolado da mais alta moralidade, da prática das Virtudes, da LIBERDADE, IGUALDADE e da FRATERNIDADE, por disciplina consciente, a fim de que os maçons, ampliando todas as faculdades morais e espi­rituais, possam cumprir seus múltiplos deveres e infundir, nos usos e costumes da sociedade civil a que pertençam, os sãos princípios da filosofia humanitária.

OBSERVAÇÕES GERAIS
  1   2   3   4   5


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal