História, Cultura e Civilização do Mundo Islâmico I docente: Eva-Maria von Kemnitz SÚmula descritiva



Baixar 20.48 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho20.48 Kb.
História, Cultura e Civilização do Mundo Islâmico I
Docente: Eva-Maria von Kemnitz

SÚMULA DESCRITIVA
Diversos acontecimentos das últimas quatro décadas projectaram sucessivamente o Mundo Árabe-Islâmico para a ribalta. As revoltas que estão a atingir actualmente este espaço, desde o Magrebe até ao Médio Oriente, e as transformações sócio-políticas e económicas que se antevêem, prendem o olhar dos observadores com redobrada atenção.
Relativamente ainda ao âmbito peninsular, incluindo Portugal, o presente ano marca 1300 anos do início da penetração e conquista árabes deste espaço que se transformou numa presença secular e que deixou um legado duradoiro nas línguas, nas tradições e no património.
É desejável que o olhar dirigido sobre o Islão e o Mundo Árabe-Islâmico seja desapaixonado, liberto de preconceitos e baseado, tanto quanto possível, num conhecimento objectivo. A cadeira da História, Cultura e Civilização do Mundo Islâmico (níveis I e II) destina-se a suprir o défice de conhecimento existente nesta área e habilitar, quem a frequentar, com bases de conhecimento, compreensão, conceitos específicos e instrumentos de análise, correspondendo à vital missão de formar inerente à universidade.
O curso (nível I) é composto por 14 unidades lectivas que abarcam o período dos séculos VII até ao XV, focando o devir do Islão, desde o seu advento, acompanhando a sua expansão territorial, a sua afirmação política, económica e cultural, a sua evolução até à queda do Califado Abácida e o surgimento de uma nova ordem política.
O enfoque recai sobre as linhas constantes, decorrentes dos dogmas islâmicos que enformam os fenómenos de carácter sócio-político, as correntes de pensamento que continuam, ainda hoje, a influenciar profundamente a vida das diversas sociedades islâmicas, desde as costas do Atlântico até à China.
O estudante será confrontado com as ideias de autores ocidentais neste domínio, alguns já tornados clássicos, Berque, Blachère, Cahen, Corbin, Lewis, Mantran, Rodinson, Schacht, Sourdel, etc cujas opiniões serão contrastadas com as de autores muçulmanos, cada vez mais numerosos nesse campo como Arkoun, Ahmad, Daftary, Laroui etc, bem como de Árabes cristãos como Hitti, Hourani, Said, etc e convidado a estruturar a compreensão desses assuntos através de leituras comentadas, debates e trabalhos escritos.


PROGRAMA


  • Introdução: Sobre a relevância de estudos árabe-islâmicos na conjuntura actual global, e no contexto português, em especial.

  • Terminologia.

  • A Arábia pré-islâmica; Muhammad Ibn ‘Abdallah e o advento do Islão.

  • As fontes do Islão: o Alcorão e a sunnah. Os princípios da fé: dogmas e deveres dos Muçulmanos. Controvérsias em torno de djihad.

  • Os primeiros califas 632-661; A questão da sucessão e as primeiras divisões no Islão; A fase inicial da expansão.
  • O Califado Omíada (661-750): Teoria do poder califal; organização da administração, economia. A cultura da época dos Omíadas.

  • O Califado Abácida 750 – 1258 (Primeira Parte): Bases políticas e sociais da ascensão dos Abácidas; caracterização da época abácida; império multiétnico e pluricultural.

  • O Califado Abácida 750 – 1258 (Segunda parte): Governo e as instituições governamentais; Vida económica e papel do comércio; Insurreições e o início do desmembramento territorial.

  • O Califado Abácida 750 – 1258 (Terceira Parte): Factores do declínio e a perda da unidade do Califado: a criação do califado rival dos Fatímidas: o confronto entre o sunismo e o xiísmo.


  • O Califado Abácida 750 – 1258 (Quarta Parte): Turcos Seljúcidas – protectores do califado; Restauração da ortodoxia sunita – Os Ayyubidas; O impacto das ameaças externas – as cruzadas e as invasões mongóis. O fim do Califado.

  • A cultura árabe clássica: A língua árabe e os estudos linguísticos; Adab; Pensamento teológico e jurídico: formação das escolas jurídicas; Filosofia; Sistema do ensino; História, geografia e saber enciclopédico. Ciências.

  • Al-Andalus (Primeira Parte): Emirado e Califado de Córdoba; Gharb al-Andalus ou Portugal Islâmico; Almorávidas, Almohadas e Marinidas – tentativas da unificação de Al-Andalus e do Magrebe.

  • Al-Andalus (Segunda Parte): O processo da Reconquista e a formação dos reinos peninsulares. Granada – o último bastião do Islão na Península.. A questão dos Mouriscos. Especificidade da cultura islâmica de al-Andalus. O legado árabe-islâmico na cultura europeia. Ecos do confronto militar e da polémica anti-islâmica; O “fascínio do Islão” – na época medieval e na época das Luzes e do Romantismo.

  • Uma nova configuração do Mundo Islâmico após 1258: O Islão na Ásia – a hegemonia turco-mongol: os Il-Khanidas e os Timúridas. A ascenção dos Otomanos e o início da sua expansão. Os Mamelucos no Egipto e na Síria.

  • As Artes Islâmicas: Unidade e diversidade; A Arquitectura e o urbanismo. Relevantes colecções de arte islâmica no mundo e em Portugal e a sua valorização através de políticas culturais.

BIBLIOGRAFIA GLOBAL SUMÁRIA
[Adicionalmente, em cada aula será indicada bibliografia alargada e actualizada

sobre os temas abordados]




  • Encyclopédie de l’Islam, Leiden, Ed. J.Brill (1960-2001, 2ª ed.) Existe também uma versão em inglês.

  • Alcorão. Traduções portuguesas: de Américo de Carvalho, Lisboa, Publicações Europa-América, 1978, I vol; 1979, II vol.; de José Pedro Machado, Lisboa, Junta de Investigações Científicas do Ultramar, 1979, 1ª ed; 1980, 2ª ed.; Edição sem indicação do nome do tradutor, ed. SPORPRESS, 2002.

  • AAVV, Portugal Islâmico. Os Últimos Sinais do Mediterrâneo, Catálogo, Lisboa, Ministério da Cultura, IPM, MNA, 1998.

  • Ahmad, Akbar S., O Islão. Uma Pequena Introdução ao Mundo Islâmico, Lisboa, Bertrand editora, 2002.

  • AMIR-MOEZZI, M.A., Le Coran Silencieux et le Coran Parlant. Sources Scripturaires de l’Islam entre Histoire et Ferveur, Paris, CNRS Editions, 2011.

  • Berkey, Jonathan P, The Formation of Islam. Religion and Society in the Near East 600-1800, Cambridge, Cambridge University Press, 2003.

  • Cahen, Claude, L’Islam des Origines au Début de l ‘Empire Ottoman, Paris, Hachette, 2002, 1ª ed. 1969.

  • Corbin, Henry, Histoire de la Philosophie Islamique, Paris, Gallimard, 1996.

  • Daftary, Breve História dos Ismaelitas. Tradições de Uma Comunidade Muçulmana, Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, 2003.

  • Guichard, Pierre, Al-Andalus 711-1492. Une histoire de l’Andalousie Arabe, Paris, Hachette, 2000.

  • Hillenbrand, Robert, Islamic Art and Architecture, London, Thames & Hudson, 1999.

  • Hourani, Albert, A History of the Arab Peoples, London, Faber & Faber, 2002 (1st.ed.1991) (Existe tradução francesa: Histoire des Peuples Arabes, Paris, Ed. Seuil, 1993 e, uma edição brasileira: Uma História dos Povos Árabes, São Paulo, Companhia das Letras, 2006)).

  • Jayyusi, Salma Khadra (ed.), The Legacy of Muslim Spain, Leiden, Brill, 1992.

  • KÜNG, Hans, Islão. Passado, Presente e Futuro, Lisboa, Edições 70, 2010 (1ª. ed. do original 2004).

  • Lewis, Bernard, A Linguagem Política do Islão, Lisboa, Colibri, 2000.

  • Mantran, Robert, As Grandes Datas do Islão, Lisboa, Editorial Notícias, 1992.

  • Mantran, Robert, L’Expansion Musulmane (VIIe-XIe siècles), Paris, P.U.F., 1969 (existe uma edição brasileira : A Expansão Islâmica, São Paulo, Pioneira Editora, 1977).

  • Mervin, Sabrina, Histoire de l’Islam. Fondements et Doctrines, Paris, Champs Université Flammarion, 2000.

  • Quataert, Donald, O Império Otomano das Origens ao Século XX, Lisboa, Edições 70, 2003.

  • SAEED, Abdullah, Introdução ao Pensamento Islâmico, Lisboa Edições 70, 2010 (1ª ed. do original 2006).

  • WHEATCROFT, Andrew, The Conflict between Christendom and Islam 628-2002, London, Penguin Book, 2003 (existe edição brasileira: Infieis. O Conflito entre a Cristandade e o Islã,628-2002, Rio de Janeiro, Imago Editora, 2004).


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal