História da arte Renascimento século (XIV)



Baixar 34.27 Kb.
Encontro04.08.2016
Tamanho34.27 Kb.

História da Arte Prof. Jonatas Santellano

História da arte
Renascimento século (XIV)


  • Busca pelo individualismo, artístico e religioso.

  • Desenvolvimento da perspectiva.

  • Retomada dos temas clássicos.

  • Antropocentrismo

  • Composição triangular (referencia ao frontão triangular).

  • Utilização do esfumato

  • Exemplos de artistas: Van Nick Botticelli, Da Vinci, Rafael, Michelangelo, Ticiano.

  • Surgimento dos mecenas, financiando as obras.


Decadência
Maneirismo



Barroco


  • A diagonal influencia a idéia de composição do barroco.

  • Maior precisão do modelado dos relevos, Chiaroscuro (claro escuro), por eles usado, reforça os volumes e as formas, destacando-se com o uso de luz e sombra.

  • A Expressão no rosto dos modelos mostra a inclusão do sentimento na obra.

  • A ideia de antítese;


Rococó século XVII


  • Origem francesa: remete a ornamento.

  • É mais um estilo que um movimento artístico.

  • Variação do final do período barroco.

  • Possui uma tendência decorativa mais do que art nouveu.

  • É mais leve do que o barroco.

  • Tem influência de Rubens.

  • Utilização do branco como cor.

  • Abandona a temática religiosa.

  • Cenas sensuais que criam uma atmosfera intimista.

  • Exemplo de artistas: Watteau, Frangonard.


Neoclássico (final do século XVIII)


  • Recriar os padrões decorativos Greco romanos.

  • Retomar o espírito heróico.

  • Reação ao rococó, sem muito branco.

  • Retomada da ordem, frontão triangular etc.

  • Descoberta de Pompéia e de afrescos nas paredes.

  • Descrição simbólica das cenas.

  • Luminosidade com clareza e obscuridade.

  • Formas bem aparentes.

  • Influencia dos iluministas.


Romantismo (final do século XVIII)


  • Valorização da experiência individual.

  • Reação ao neoclassicismo.

  • Explora a intuição e o instinto.

  • Primazia da imaginação.

  • Discurso particular.

  • Ideal inatingível não adaptado ao social.

  • Temática que não agrada os detentores do poder.

  • Ênfase no material pictórico e preocupação com a mortalidade humana.

  • Vulnerabilidade psicológica.

  • Após a retomada da bastilha, confirmou a tendência por temas mórbidos.

  • Exemplos de artistas: Goya, Turner, Delacroix.


Realismo (século XIX)


  • Coubert profetiza as bases do movimento em 1847.

  • Não idealiza nem dramatiza a obra.

  • Nada tem de espiritual, tudo que se considerava poético á priori é repudiado.

  • Coubert quer viver a realidade como ela é nem bela nem feia.

  • Desfaz-se de todos os preconceitos, convenções, tendências e de gosto.

  • Manet apresentou sua tela onze anos antes da famosa exposição dos impressionistas no estúdio do fotógrafo nadar, uma mulher nua, num bosque conversa com dois senhores vestidos e a composição pictórica sem Chiaroscuro nem relevo, de zonas de cores lisas.

  • Porém a inverossimilhança do objeto do quadro mostra que ele aceitava apenas parcialmente o programa realista de Coubert.

  • A luz é absorvida de diferentes maneiras, não é um raio que atinge os corpos acentuando partes salientes, e não faz relação de claro escuro, pois não se tem uma incidência precisa, portanto não existe efeito de volume, na pintura o “almoço na relva” de (1863).

  • Exemplos de artistas: Coubert, Manet.



Impressionismo (século XIX)


  • Apresentou-se pela primeira vez em 1874 com uma exposição de artistas ”independentes“ no estúdio do fotografo nadar.

  • Nenhum interesse ideológico ou político unia esses jovens ”impressionistas”.

  • Concordavam com; a aversão pela arte acadêmica, a orientação realista, total desinteresse pelo objeto, preferência pela paisagem e a natureza morta recusa dos hábitos de atelier de dispor e iluminar os modelos, de começar desenhando o contorno para depois passar o claro escuro e a cor.

  • Estudo de sombras coloridas e das relações de cores complementares.

  • Tinham preferências por trabalharem as margens do sena com uma técnica rápida e sem retoques.

  • Não utilizavam o preto para escurecer.

  • Buscavam as cores mais puras.

  • Exemplos de artistas :Monet ,Renoir, Pissarro, Sisley, Cézanne, Van Gogh, Seuret, Touleuse-lautrec, Gauguin.


Secessionismo (século XIX)


  • Surge na Áustria e Alemanha, e tinham como objetivo exibir suas obras livremente sem restrições das autoridades artísticas oficiais.

  • Gustav klimt foi o mais influente do grupo.

  • Criou a obra intitulada “o beijo” é a obra máxima da fase “dourada” que tem como características : temas decorativos , como Art Nouveau. Feitos com formas geométricas e florais predominante na composição.

Fauvismo (século XX)


  • Primeiro e um dos mais breves movimentos de vanguarda do século XX.

  • Período de mudanças sociais e tecnológicas como rádio, o automóvel etc.

  • Idéia de velocidade das coisas.

  • Henri Matisse ao liderar a cor de seu papel descritivo tradicional e distorcer radicalmente o espaço pictórico, abriu caminho para outros movimentos artísticos, como o cubismo e o expressionismo.

  • Cores vibrantes

  • Exemplo de artistas: Henri-matisse, Andre Derain, Maurice de Vlaminck.


Expressionismo alemão (século XX)


  • Os artistas queriam criar uma arte que confrontasse o espectador.

  • Era uma forma de arte representativa que incluía certos elementos essenciais como: distorção linear, reavaliação do conceito de beleza artística, simplificação de detalhes e cores intensas.

  • Influenciados por artistas como Munch, reações subjetivas, sensação de dor, sofrimento.

  • Van Gogh é conhecido com precursor do movimento.

  • Não tinham uma idéia de acabamento

  • Exemplo de artistas: Franz Marc, Kandinsky



Cubismo


  • Começou em paris do século xx com Picasso e Braque.

  • Influenciados por Paul Cézanne, consideraram sua abordagem plana e abstrata muito atraente.

  • Eles viam formas geométricas básicas, como a esfera, o cone e o cilindro.

  • Influenciados pela arte africana.

  • Objetivação da realidade.

  • Uso de objetos como violino, jarro, cadeira etc.

  • Inserção da colagem.

  • Analítico e sintético.

  • Picasso, Braque e Léger.

  • Influenciaram: futurismo, concretismo, dadaísmo, surrealismo, expressionismo abstrato.


Dadaísmo (século XX)


  • Surge em 1916 e 1922, os artistas menosprezaram a ênfase tradicional posta na estética pictórica e na expressividade.

  • Promoveram a não estética, o ilógico a auto contradição e o descartável.

  • Os dadaístas achavam que a arte havia traído a humanidade, então adotavam uma postura anti-artística que tornava o dadaísmo tão dinâmico.

  • O dadaísmo chegou em nova York com Marcel Duchamp e lá conheceu Man Ray.

  • Suas obras questionavam suas atitudes em relação ao processo artístico.

  • Duchamp levou o que chamou de “ready-mades”- objetos funcionais fabricados industrialmente exibidos com nenhuma alteração, a ser exposto como obra de arte,o mais famoso é a fonte e assinou “R.Mutt”.

  • Duchamp atacava as noções de valor material e questionava o que constituía uma obra de arte.

  • Exemplo de artistas: Marcel Duchamp, Man Ray.



Surrealismo (século XX)


  • Influenciados pela metafísica.

  • A partir de um processo inconsciente.

  • Automatismo psíquico.

  • Não tinham preocupação com a estética e a moral.

  • Visão emocional.

  • Realizavam experiências com sessões de “escrita automática”, espírita e de transes.

  • Atmosfera de estranhamento.

  • Cenas bizarras envolvendo fetiches, perversões e desejos.

  • Exploração do imaginário.

  • Exemplo de artistas: Dali, Miró, Max Ernest.


Expressionismo abstrato (século XX)


  • 1951- Foi a primeira exposição em nova York no MoMA, buscavam causar um efeito emocional ou expressivo.

  • O programa costumava exigir que os artistas produzissem murais.

  • Queriam criar uma linguagem pictórica mais abstrata como as obras de Jackson Pollock.

  • Influenciados pelas teorias de Carl Jung e Sigmond Freud.

  • Enfatizavam a capacidade expressiva das pinceladas.

  • Movimento chamado de ”action painting”.

  • Buscavam revelar verdades fundamentais, que se escondiam no inconsciente do artista.

  • Pollock estendia telas no chão e passava sobre ela pingando tinta fluida sobre a superfície.

  • Exemplo de artista: Jackson Pollock, William de Kooning.

POP ART (1956)




  • Tratou a arte como negócio, tornando as coisas uma grande publicidade.

  • Utilizava o ícone.

  • Persegue as celebridades.

  • Faz da serigrafia uma linguagem.

  • Tautologia modo de repetição só que de maneiras diferentes.

  • Ele é produto e produtor da obra.

  • Exemplos: Andy Worhol.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal