História fundamental nº 16 o orgulho de ser Leão se expande Legenda da fotografia



Baixar 7.03 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho7.03 Kb.



História fundamental nº 16

O orgulho de ser Leão se expande

Legenda da fotografia: As mulheres passaram a integrar Lions Clubs International como associadas oficiais em 1987, e em 2015 cerca de 27 por cento dos Leões eram mulheres.

Em julho de 1987, na Convenção de Lions Clubs International, os delegados votaram aprovando a afiliação de mulheres de todo o mundo à associação.

Embora alguns dos Lions clubes tivessem mulheres associadas, em 1918 o Estatuto de Lions foi alterado limitando a afiliação a homens. Passariam-se quase 70 anos para que as mulheres fossem mais uma vez recebidas em Lions Clubs International como associadas. Neste meio tempo, muitas mulheres se voluntariaram ao lado de seus maridos, amigos e familiares que fossem Leões. Algumas mulheres formaram Lioness clubes, o primeiro dos quais foi fundado em 1920 em Quincy, Illinois, nos EUA, para apoiar as atividades dos Lions clubes.

Lions começou a tomar medidas para abrir o quadro associativo a participação das mulheres na década de 1980, ao mesmo tempo em que várias ações judiciais nos Estados Unidos questionavam o direito dos clubes privados à afiliação exclusiva de homens. Uma moção para incluir as mulheres foi rejeitada por pouco na Convenção de Lions Clubs International de 1986.

Quando a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu em maio de 1987, que uma lei da Califórnia que proibia a discriminação de sexo por qualquer "estabelecimento comercial" se aplicava ao Rotary Club, LCI abriu o quadro associativo à participação de mulheres nos Estados Unidos. Pouco depois, mulheres de todo o mundo foram bem-vindas à associação na convenção internacional.

Apenas dois meses após a votação, 3.500 mulheres haviam se associado à organização, trazendo novas perspectivas e mãos adicionais para servir. Em cinco anos, Lions tinha 55.000 associadas.

Nos últimos 30 anos, a proporção de mulheres nos Lions Clubes cresceu significativamente. Em 2004, os Leões começaram uma força-tarefa para descobrir e planejar projetos comunitários que fossem de interesse das mulheres, identificar novos associados e promover e fundar novos clubes. Em 2015, as mulheres representavam 27 por cento dos associados Leões de todo o mundo, e 38 por cento dos novos associados eram mulheres. Em outras partes do mundo, estes percentuais são ainda mais elevados. As mulheres constituem 43,5 por cento dos Leões da área jurisdicional que abrange a América do Sul, América Central, Caribe e México.

O modelo de serviço forte dos Leões atrai para as mulheres que querem investir tempo e energia para ajudar as comunidades. Com o empenho e entusiasmo das mulheres, Lions Clubs International é uma organização global mais próspera, pronta para mais um século de serviços.



16-touchstone-the-lions-pride-expands-PO





Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal