"história natural" de uma sensaçÃO



Baixar 11.58 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho11.58 Kb.
VELOCIDADE

A velocidade é uma GRANDEZA FÍSICA que relaciona o espaço percorrido por um móvel com o intervalo de tempo gasto no percurso. No caso de um automóvel alta velocidade significa, percorrer grandes distâncias em pouco tempo. O que implica, numa emergência, muito pouco tempo para tomar decisões. Um carro em velocidade é um corpo em movimento que obedece mais às leis da Física do que aos comandos do motorista. Independente de sua habilidade. Tendo consciência de que este é o fator que mais condiciona às ações do motorista, podemos entender o por quê dos LIMITES DE VELOCIDADE impostos pelas leis de trânsito, e evitar graves acidentes.



"HISTÓRIA NATURAL" DE UMA SENSAÇÃO


Um importante físico, Juliano Toraldo di Francia, diz que o ser humano não interiorizou a sensação de perigo ligada à velocidade, porque não faz muito tempo que passamos a nos movimentar horizontalmente de forma rápida, utilizando meios de transporte velozes. Na linha do tempo, o ser humano sabe há mais de 100.000 anos o que quer dizer cair na vertical de uma árvore ou de um muro, mas somente há um século passou a experimentar a colisão horizontal contra um obstáculo

Você se jogaria de cabeça para baixo independente da altura?Em determinadas alturas, ao olhar para baixo temos uma desagradável sensação de perigo. É o nosso cérebro que nos informa que estamos correndo risco de vida. Se você caísse de uma altura de apenas 10 centímetros, sua velocidade ao atingir o solo seria de apenas 5 km/h, a mesma velocidade com a qual uma pessoa caminha tranqüilamente. Portanto, uma velocidade "vertical" que não nos causa medo. Se você caísse de um muro de 1,6 m de altura seria como bater de bicicleta a 20 km/h. Se você caísse do 33° andar de um prédio seria como bater com o carro a 160 km/h. Daquela altura qualquer pessoa sente o perigo. O problema é que quem corre de moto, carro, caminhão, ônibus, não sente a mesma sensação de perigo. A falta deste "medo" é uma das principais causas de acidentes envolvendo veículos.



VELOCIDADES DE IMPACTO


Estas são as velocidades de impacto com o solo, calculadas em situação de ausência de atrito, de um carro que cai de diferentes andares de um edifício.Um andar tem aproximadamente 3 m.OBS: Os valores foram arredondados para melhor associação.

20 km/h = meio andar

30 km/h = 1°andar

40 km/h = 2°andar

50 km/h = 3°andar

60 km/h = 4/5°andar

80 km/h = 8°andar

100 km/h = 13°andar

130 km/h = 22°andar

160 km/h = 33°andar

Logo, bater em linha horizontal ou vertical, provoca os mesmos estragos.

O QUANTO É RÁPIDO?

É muito difícil avaliar "no chute" qual é a velocidade do nosso carro, tanto que o medidor de velocidade (velocímetro) é colocado no painel de comando do carro, em uma posição privilegiada e é sempre iluminado para permitir a leitura de quem viaja de noite. Mas é ainda mais difícil avaliar a velocidade de um outro carro, principalmente se este vem em sentido contrário ou está nos ultrapassando. Portanto, é sempre melhor superestimar a velocidade dos outros.



DECISÕES RÁPIDAS


Dirigir um carro significa tomar continuamente uma série de decisões (andar, frear, acelerar, trocar marchas, dar seta, etc.) e estas decisões devem ser tomadas rapidamente. Algumas decisões podem ser desastrosas se não levarem em consideração a nossa velocidade. E a nossa velocidade nem sempre é fácil de quantificar porque, enquanto pensamos, o carro continua andando e devora a estrada, modificando continuamente as suas condições e aumentando o perigo que enfrentamos.

Se o semáforo de um cruzamento ficar amarelo, o motorista deve decidir entre: tentar passar ou parar. Em ambos os casos, são as leis da Física, além do Código Nacional de Trânsito, que impõem limites e condicionam o sucesso da manobra.

Para simplificar o problema, pode-se utilizar a lei de Movimento Retilíneo Uniforme para os pontos materiais, ignorando assim as dimensões do carro e as possíveis acelerações.

Veja o exemplo:

Se um cruzamento tem a largura de 10 m e daqui a 3 segundos o semáforo vai ficar vermelho, sabendo que nossa velocidade é de 36 km/h (l0 m/s), pode-se atravessa ou se deve frear? É evidente que a

escolha depende da distância do carro até o cruzamento e da velocidade do carro, como ilustrado abaixo.





FONTE: PROGRAMA VOCÊ APITA


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal