História universal I docente: Prof. Coordenador Carlos Veloso apresentaçÃO



Baixar 44.98 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho44.98 Kb.
CURSO DE GESTÃO TURÍSTICA E CULTURAL
1º ANO - 2006/2007

Disciplina anual — 2 horas teóricas semanais






HISTÓRIA UNIVERSAL I


Docente: Prof. Coordenador Carlos Veloso
APRESENTAÇÃO

Esta Disciplina aponta como principais objectivos:



  • Proporcionar ao aluno uma visão coerente do processo histórico mundial, focado especialmente nas suas inter-relações históricas e culturais com a génese da Europa e de Portugal.

  • Incentivar uma compreensão humanista das várias culturas mundiais e da relatividade de conceitos como “civilização” e “barbárie”, “tradição” e “progresso”, cultura “erudita” e “popular”, bem como de quaisquer mitos que impliquem superioridade racial, nacional, étnica, sexista ou outra.

  • Valorizar a capacidade crítica e a criatividade do aluno na problematização de factos e contextos históricos.

  • Promover uma atitude científica perante a realidade histórica, recusando quaisquer preconceitos radicados na ideologia ou outros quaisquer obstáculos epistemológicos.



PROGRAMA
INTRODUÇÃO
0. Apresentação.
1. Introdução às Ciências Históricas
1.1. A História: objectivos, métodos, instrumentos, obstáculos epistemológicos

1.2. Papel da Geografia

1.3. Noções de Cronologia e Periodização. Métodos de datação

1.4. História e Historiografia: as Escolas históricas

1.5. Disciplinas auxiliares da História

1.6. Alguns apontamentos sobre metodologia

1.7. Bibliografia: normas mais usuais
PRÉ-HISTÓRIA
2. História da Terra e primórdios da História da Humanidade
2.1. A Bíblia e a Ciência: do fixismo ao evolucionismo. Tendências actuais

2.2. Hipóteses sobre o nascimento da inteligência. Da verticalidade à linguagem articulada

2.3. O Paleolítico. Recolectores e caçadores

2.4. O domínio da Natureza: tecnologia e magia

2.5. Nascimento da Arte: suas interpretações
3. As revoluções agrícola e urbana
3.1. A transição mesolítica: da domesticação à pecuária

3.2. O Neolítico: da revolução agrícola à sedentarização.

3.3. Dos primeiros agregados populacionais ao nascimento das cidades

3.4. Divisão social do trabalho e da propriedade, e nascimento do Estado

3.5. Evolução das Técnicas e das Artes

3.6. A Metalurgia na Guerra e na Paz

3.7. O Comércio

3.8. A Escrita, a Numeração e o Cálculo


ANTIGUIDADE
4. Oriental
4.1. Civilizações da Mesopotâmia

4.2. O Egipto

4.3. As cidades-estado e as colónias fenícias

4.4. A civilização hebraica

4.5. Os Persas
5. Clássica
5.1. Grécia
5.1.1. Introdução à Civilização Helénica

5.1.2. A “polis”: conceito e origens

5.1.3. A diáspora grega

5.1.4. Origens e características da Democracia ateniense

5.1.5. Esparta, uma oligarquia militar

5.1.6. As Guerras Pérsicas

5.1.7. Do imperialismo ateniense à Guerra do Peloponeso

5.1.8. A cultura helénica

5.1.9. O imperialismo macedónio e as conquistas de Alexandre

5.1.10. O mundo e a cultura helenísticos


5.2. Roma
5.2.1. Das origens ao domínio da Península Itálica

5.2.2. Expansão imperial romana

5.2.3. Da República ao Império: evolução política e social

5.2.4. Roma: economia e sociedade

5.2.5. A escravatura no mundo romano

5.2.6. O exército romano

5.2.7. A cultura Romana

5.2.8. Romanização

5.2.9. O Cristianismo

5.2.10.Decadência e Queda do Império Romano do Ocidente

5.2.11.Constantinopla e o Império Romano do Oriente
IDADE MÉDIA

6. A Formação da Europa
6.1. Invasões germânicas e desagregação política da Europa. Os “Reinos Bárbaros”
6.2. A ordem feudo-vassálica
6.2.1. Servos e senhores

6.2.2. Vassalos e suseranos

6.2.3. Economia: domínio e economia fechada
6.3. O cerco da Europa
6.3.1. A expansão muçulmana

6.3.2. As invasões normandas


6.4. A Igreja Católica
6.4.1. Sua organização e papel reorganizador na sobrevivência dos centros urbanos

6.4.2. Papel reunificador: aliança e conflito com o poder temporal. O novo Império Romano do Ocidente

6.4.3. Papel pacificador: conceitos de “Sociedade Trinitária”, Ordem de Cavalaria e Paz e Trégua de Deus

6.4.4. Papel cultural: o Ensino, as Universidades e a Arte

6.4.5. Papel económico: as peregrinações na reabertura das vias comerciais e renascimento das cidades

6.4.6. Papel social: assistência hospitalar


6.5. A renovação do Ocidente
6.5.1. Novas técnicas agrícolas

6.5.2. Demografia e comércio interno e externo

6.5.3. Papel da Burguesia: movimento comunal ou municipal e apoio ao centralismo monárquico

6.5.4. As Cruzadas do Oriente



6.6. A crise do século XIV
6.6.1. A “Peste Negra”

6.6.2. A Guerra dos Cem Anos

6.6.3. O Grande Cisma do Ocidente

6.6.4. Revoltas sociais rurais e urbanas


6.7. Portugal medieval no contexto europeu
6.7.1. Portugal das origens ao século XIV

6.7.2. A crise dinástica

6.7.3. A Revolução de 1383-85

6.7.4. Primórdios da Expansão europeia


MÉTODO DE AVALIAÇÃO
Consistirá em duas frequências eliminatórias da matéria, não podendo o aluno apresentar-se à segunda se na primeira tiver obtido classificação inferior a oito valores. A nota final é a média arredondada às unidades de ambas as frequências. A assiduidade e participação dos alunos nas aulas constituirá factor de valorização na avaliação. Os alunos que faltarem a qualquer das provas de frequência ou os que não obtiverem média de 10 valores realizarão exame final de toda a matéria. A condição da nota mínima de oito valores na primeira frequência é válida também para a segunda, para efeitos de dispensa de exame.


O Docente



BIBLIOGRAFIA
INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS HISTÓRICAS

  • BOURDEÉ, Guy; MARTIN, Hervé – As Escolas Históricas, Europa-América, Lisboa, 1990

  • CARVALHO, Joaquim Barradas de – Da História-Crónica à História-Ciência, Horizonte, Lisboa, 1976

  • FERRO, Marc – Falsificações da História, Europa-América, Lisboa, s.d.

  • MENDES, José M. Amado – A História como Ciência, Coimbra Editora, Coimbra, 1987


OBRAS DE CARÁCTER GERAL

  • DELOUCHE, Frédéric (coordenador) - História da Europa, Minerva, Coimbra, 1992

  • GRIMBERG, Carl – História Universal, 20 volumes, Europa-América, Lisboa, 1965-1969

  • MOURRE, Michel – Dicionário de História Universal, 3 volumes, Asa Editores, Porto, 1998

  • ROBERTS, J.M. – Breve História do Mundo, 4 volumes, Presença, Lisboa, 1996

  • SCHWANITZ, Dietrich - Cultura. Tudo o que é preciso saber, Dom Quixote, Lisboa, 2004


PRÉ-HISTÓRIA

  • AA VV - História Universal. 1 - A Pré-História, Editorial Salvat/Público, s.l., 2005

  • CHILDE, V. Gordon – A Pré-História da Sociedade Europeia, Europa-América, Colecção Saber, 43, Lisboa, 1974

  • ENGELS, Friedrich – A Origem da Família, da Propriedade e do Estado, Presença, Lisboa, s.d.

  • RITZAU, Teit; et all – Passo a Passo. A Evolução Humana, Catálogo de Exposição no Centro Cultural de Belém, Ministério da Ciência e Tecnologia, Lisboa, 1998

  • SONNEVILLE-BORDES, Denise – A Pré-História, Presença, Lisboa, 1981


ANTIGUIDADE ORIENTAL

  • ALDRED, Cyril – Os Egípcios, Verbo, Lisboa, 1966

  • KRAMER, S. N. – Os Sumérios, Bertrand, Lisboa, 1977

  • SALVADORI, Massimo L. (Coord.) – História Universal. 1 - A Origem do Homem. As Primeiras Civilizações, Planeta DeAgostini, Novara, 2005

  • TAVARES, António Augusto – Economia e História Antiga, Presença, Lisboa, 1987


ANTIGUIDADE CLÁSSICA

  • CARCOPINO, Jérôme – A vida quotidiana em Roma no apogeu do Império, Livros do Brasil. Lisboa, s.d.

  • ÉTIENNE, Robert – A vida quotidiana em Pompeia, Livros do Brasil, Lisboa, s.d.

  • FERGUSON, John – A herança do Helenismo, Verbo, Lisboa, 1973

  • GRIMAL, Pierre – A Civilização Romana, Edições 70, Lisboa, 1988

  • PEREIRA, Maria Helena da Rocha – Estudos de História da Cultura Clássica. I Volume - Cultura Grega, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1988

  • PEREIRA, Maria Helena da Rocha – Estudos de História da Cultura Clássica. II Volume – Cultura Romana, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1984


IDADE MÉDIA

  • BLOCH, Marc – A Sociedade Feudal, Edições 70, Lisboa, 1979

  • D’ARNEVILLE, Marie-Blanche; e outros – As Cruzadas (1096-1270), Pergaminho, Cascais, 2001

  • DUBY, Georges – O tempo das Catedrais. A Arte e a Sociedade, 980-1420, Estampa, Lisboa, 1979

  • FOURQUIN, Guy – Senhorio e Feudalidade na Idade Média, Edições 70, Lisboa, 1978

  • HUIZINGA, Johan – O Declínio da Idade Média, Ulisseia, Lisboa, 1985

  • MAALOUF, Amin – As Cruzadas vistas pelos Árabes, Difel, Algés, 2001

  • PIRENNE, Henri – As Cidades da Idade Média, Europa-América, Lisboa, 1973

  • SOURDEL, Dominique – O Islão, Public.Europa-América, Colecção Saber, Nº148, Lisboa, s.d.


O Docente








©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal