I – diagnóstico



Baixar 2.54 Mb.
Página6/23
Encontro18.07.2016
Tamanho2.54 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23

I.5.1 - População da Bacia de Vargem das Flores e Algumas Características Sócio-Econômicas em 1991


A abordagem deste tópico foi feita com base nas informações do universo do Censo Demográfico de 1991 ao nível dos setores censitários definidos pelo IBGE em Contagem e Betim. Foram obtidos também os dados de população e domicílios para os mesmos setores censitários e suas subdivisões conforme a Contagem Populacional de 1996.
A consolidação de informações ao nível de setores censitários (Tabela 5.3) compatíveis em 1991 permite afirmar que a bacia Vargem das Flores possuía nesta data cerca de 70 mil habitantes, sendo 40 mil com localização urbana, em sua quase totalidade na sede de Contagem, e 29 mil em áreas rurais, sendo 20 mil em Nova Contagem e 5,3 mil no bairro Retiro.
Na Tabela 5.4 estão indicadores relevantes trabalhados para os setores censitários identificados para a Bacia. A população total é apresentada, superando ligeiramente em alguns setores o número de moradores nos domicílios permanentes, devido à presença de domicílios coletivos e/ou domicílios improvisados. A média de moradores por domicílio, a renda média dos chefes dos domicílios permanentes ocupados em salários-mínimos e a taxa de analfabetismo da população com no mínimo 5 anos de idade foram os indicadores selecionados. Não se dispõe de informações censitárias referentes à ocupação em atividades econômicas da população residente em 1991.
O número médio de moradores para os municípios de Betim e Contagem eram, respectivamente, 4,43 pessoas e 4,18 pessoas em 1991. Vê-se que os valores deste indicador nos setores censitários inseridos na Bacia apresentam-se superiores às médias municipais, principalmente no quadro rural. Os maiores valores encontram-se em Nova Contagem, onde ocorrem médias superiores a cinco moradores por domicílio em alguns setores. O máximo ocorre no setor 188, situado no limite entre o bairro Retiro e Nova Contagem, com média de 5,5 pessoas por domicílio.
A informação referente à renda média mensal dos chefes dos domicílios em 1991 revela uma situação preocupante: relembrando que os valores médios municipais de Betim e Contagem já são baixos, ficando em 2,49 salários-mínimos no primeiro e em 3,04 salários-mínimos no segundo, vê-se que apenas alguns setores urbanos localizados na sede de Contagem possuem valores relativamente elevados (principalmente os setores 1, 3, 12, 16, 22 e 25, que superam os 5 salários-mínimos). A média metropolitana era de 4,52 salários-minimos e a de Belo Horizonte 5,83 salários-minimos nesse ano. Mesmo a área urbana de Contagem está entremeada por setores com baixas rendas como o 10, 23, 127 (classificado como favela em 1991) e o 160. Em Icaivera e Nova Contagem a renda média dos chefes é francamente baixa, pouco superando, ou até nem alcançando, o valor do salário-mínimo. Sem dúvida, esta informação de renda é parcial, uma vez que não leva em conta a remuneração auferida pelos demais moradores do domicílio, porém é uma boa aproximação para caracterizar a situação econômica dos moradores dos setores, ao menos em termos relativos.
Informações municipais processadas a partir da amostra do Censo Demográfico de 1991 pela Fundação João Pinheiro para gerar o indicador Renda Familiar Per Capita Média Municipal, apontaram para os valores da ordem de 2,33 salários-mínimos em Belo Horizonte, 1,20 salários-mínimos em Contagem e 0,92 salários-mínimos em Betim. Mantém-se, portanto, a relação proporcional entre os valores dos municípios em foco nestes indicadores face ao indicador renda dos chefes: ou seja, Belo Horizonte apresenta o dobro de Contagem e Betim cerca de 40% do valor da capital. Portanto, para indicar o posicionamento relativo de localização da pobreza dentro da Bacia, e desta no conjunto dos respectivos municípios, o indicador sobre renda dos chefes mostra-se suficiente, ainda que subestime o nível da renda familiar.
Tabela 5.3-População Urbana e Rural-Bacia Vargem das Flores-1991



Setores urbanos em 1991

Setores rurais em 1991




Nº Setor

Situação

Domicílios

Moradores




Nº Setor

Situação

Domicílios

Moradores

Localização

Censitário

Domicílio

Permanentes




Localização

Censitário

Domicílio

Permanentes





































1

urbana

210

771

No entorno da

162

rural

76

276

Sede

2

urbana

226

949

represa













de Contagem

3

urbana

201

836

Norte(br-040)

178

rural

250

1089




4

urbana

228

936

Entre nova

163

rural

433

1820




5

urbana

288

1199

contagem
















6

urbana

246

1141

e o 178
















7

urbana

240

1062

Bairro Retiro

175

rural

229

994




8

urbana

278

1192




176

rural

225

1025




9

urbana

215

882




177

rural

330

1522




10

urbana

263

1223




188

rural

327

1796




11

urbana

338

1488

Subtotal







1111

5337




12

urbana

237

1000



















13

urbana

289

1269



















14

urbana

299

1218

Nova Contagem

164

rural

251

1307




15

urbana

233

777




165

rural

375

1965




16

urbana

434

1818




166

rural

368

1745




17

urbana

183

767




167

rural

284

1331




18

urbana

263

1112




168

rural

152

758




19

urbana

252

1044




169

rural

201

1040




20

urbana

401

1833




170

rural

133

714




22

urbana

294

1313




171

rural

206

1088




23

urbana

456

2027




172

rural

213

1120




24

urbana

186

840




173

rural

130

571




25

urbana

263

1120




174

rural

0

0




26

urbana

260

1209




189

rural

108

468




27

urbana

244

1105




190

rural

229

1160




28

urbana

47

198




191

rural

202

916




127

urbana

309

1361




192

rural

177

837




138

urbana

318

1280




193

rural

174

720




142

urbana

283

1218




194

rural

384

1821




143

urbana

251

1109




195

rural

384

1552




144

urbana

283

1286




196

rural

211

1001




160

urbana

430

2039

Subtotal







4182

20114














































Betim

151

rural

80

360

Icaivera-Betim

150

Área urbana

277

1303






















isolada






















Total Urbano







9225

39925

Total Rural







6132

28996

Total Geral







15357

68921
















Fonte: Dados Básicos IBGE, arquivos de Setor
Tabela 5.4 Indicadores Sócio Econômicos para os Setores Censitários - Bacia de Vargem das Flores - 1991


Setores urbanos em 1991

Setores rurais em 1991




Número

População

Moradores

Renda Média

Taxa de




Número

População

Moradores

Renda Média

Taxa de

Localização

do Setor Censi-

Total


por domicílio

permanente



dos Chefes

(em salários



Analfabetismo da população

Localização

do Setor Censitário

Total


por domicílio

permanente



dos Chefes

(em salários



Analfabetismo da população




tário







mínimos)

de 5 anos e mais













mínimos)

de 5 anos e mais




1

772

3,67

8,78

5,7

No entorno

162

276

3,63

1,87

36,1

Sede

2

960

4,20

4,32

9,1

da represa
















de Contagem

3

836

4,16

5,45

13,0

Norte

(br-040)


178

1330

4,36

2,17

19,6




4

936

4,11

4,49

8,8

Entre Nova

163

1858

4,20

2,30

20,2




5

1219

4,16

3,57

11,6

Contagem e



















6

1141

4,64

3,03

11,9

o 178



















7

1062

4,43

3,55

11,1

Bairro

175

994

4,34

2,12

20,2




8

1200

4,29

4,13

12,8

Retiro

176

1025

4,56

1,74

18,3




9

882

4,10

4,70

11,6




177

1522

4,61

1,45

16,9




10

1226

4,65

1,55

24,0




188

1796

5,49

1,46

24,5




11

1488

4,40

2,06

18,4






















12

1000

4,22

5,85

8,2






















13

1339

4,39

4,21

16,7

Nova

164

1323

5,21

1,26

25,4




14

1243

4,07

3,02

14,3

Contagem

165

1965

5,24

1,46

21,6




15

777

3,33

3,31

6,9




166

1749

4,74

1,22

30,8




16

1819

4,19

5,90

8,0




167

1373

4,69

1,52

41,3




17

767

4,19

5,58

8,9




168

760

4,99

1,14

35,0




18

1112

4,23

2,85

12,7




169

1040

5,17

1,31

19,7




19

1085

4,14

3,60

10,8




170

720

5,37

1,17

30,3




20

1833

4,57

3,04

11,4




171

1088

5,28

1,15

19,4




22

1313

4,47

6,68

12,8




172

1122

5,26

1,38

18,0




23

2059

4,45

1,71

21,6




173

571

4,39

1,63

32,1




24

880

4,52

3,22

11,7




174

421

0,00

0,00

17,3




25

1120

4,26

5,07

9,4




189

492

4,33

1,23

29,6




26

1209

4,65

3,33

12,4




190

1160

5,07

1,79

27,0




27

1126

4,53

2,75

14,9




191

916

4,53

1,70

32,8




28

199

4,21

4,73

19,6




192

839

4,73

0,90

32,0




127

1364

4,40

1,96

16,6




193

738

4,14

1,26

36,6




138

1281

4,03

2,36

17,6




194

1892

4,74

0,90

33,3




142

1218

4,30

3,06

7,9




195

1642

4,04

0,97

39,5




143

1109

4,42

2,08

9,9




196

1001

4,74

1,41

20,8




144

1286

4,54

2,87

11,6






















160

2138

4,74

1,58

22,9



















Icaivera-Betim

150

1303

4,70

1,26

25,0

Betim

151

360

4,50

0,89

39,2

Fonte : Dados Básicos: IBGE , Censo Demográfico de Minas Gerais , 1991-Arquivo de Setores Censitários.
Mais preocupante ainda que o aspecto da renda é o indicador referente à taxa de analfabetismo da população com 5 anos de idade no mínimo, calculada para os setores censitários em 1991. Ela mostra uma acentuada correlação com o indicador utilizado de renda, pois onde a renda dos chefes é baixa, maior é a taxa de analfabetismo, que alcança em geral valores bastante elevados que superam os 20%. Os maiores estão na área rural e principalmente em Nova Contagem, oscilando, na maioria dos setores, entre 30 e 40% da população com 5 anos ou mais classificada pelo IBGE como não alfabetizada.
Indicadores referentes à dimensão educacional trabalhados pela Fundação João Pinheiro com a amostra do Censo Demográfico de 1991 mostram situações municipais em Betim e Contagem que ainda deixam muito a desejar: a taxa de analfabetismo calculada apenas para a população com 15 anos e mais era de 8,3% em Contagem e 14,2% em Betim; a porcentagem da população de 25 anos ou mais com menos de 4 anos de estudo era de 27,7% em Contagem e 41,6% em Betim; a porcentagem de crianças que não frequentam a escola era de 10,1% em Contagem e 11,9% em Betim. Face ao indicador trabalhado para a Bacia de Vargem das Flores , que conjuga tanto o analfabetismo da população de 15 anos ou mais quanto a ausência de acesso das crianças ao ensino fundamental, há grande probabilidade de que parte significativa da carência educacional municipal incida sobre a população residente na Bacia.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal