I congresso da ailp, XII conlab



Baixar 7.75 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho7.75 Kb.


I Congresso da AILP, XII CONLAB

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1 e 5 de Fevereiro de 2015


GT77: Media & Império Português
Resumo/Abstract

Título:


Mito contra mito: o caso do manual História de Angola

Autores:


Alexandra Dias Santos (Universidade Europeia) (alexandra.santos@europeia.pt)

Filipa Subtil (ESCS-IPL) (fsubtil@escs.ipl.pt)


Palavras chave:


Manual História de Angola; Mito; Literatura

Resumo:


Esta comunicação tem por objecto um conjunto de narrativas de pendor etno-histórico, re-elaboradas por intelectuais ligados ao MPLA a partir da historiografia referente ao espaço angolano e suas populações, sustentando-se que aquelas desempenharam um papel na construção dos mitos que sustentam simbolicamente a nação angolana. O objectivo da comunicação é explorar os sentidos projectados por tais narrativas.

A colonização dos territórios africanos foi justificada em Portugal pelo mito do "direito histórico", adquirido graças a quinhentos anos de presença portuguesa. Nesse sentido, vários recursos foram usados para elevar certas figuras ligadas aos Descobrimentos a heróis nacionais, como a literatura, o cinema, os monumentos, a estatuária, as exposições e sobretudo o sistema de ensino.



Contra os mitos do colonizador, intelectuais ligados ao MPLA vão contrapor uma narrativa alternativa de eventos e construções simbólicas desenvolvidas no espaço angolano de modo a criar uma nova história de Angola. O que propõem é um mito de criação endógeno. Um dos recursos fundadores desta etnohistória é um manual escolar intitulado, precisamente, História de Angola.



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal