Igreja crista maranata



Baixar 2.28 Mb.
Página1/23
Encontro03.08.2016
Tamanho2.28 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23
IGREJA CRISTA MARANATA

0 Gen 1:1- No princípio criou Deus os Céus e a terra.0

O Velho Testamento foi escrito em hebraico, enquanto o novo em grego. Existem particularidades no hebraico como:

· Só tem vogais.

· É escrito da direita para a esquerda.

· As letras têm valor numérico (gematria).

Transliterado para o português, ou seja, escrevendo como se pronuncia temos: berechit bará elohim vet haschamain et haretz.



BERESHIT (no princípio)  Esta palavra dá origem a 7O outras palavras no hebraico como:

Reshit = princípio   Alfa


}Jesus

Sherit = fim      Omega

Então a Bíblia começa falando de Jesus.

Shirtaev = anelava louvor.

Shitov = louvor desejável.

Deus criou todas as coisas para o louvor da sua glória.

Britesh = pacto de fogo = batismo com o Espírito Santo.

Desde a princípio Deus tinha esta bênção para o homem.

As letras que compõe BERESHIT são:

· Bete   com a qual se escreve Ben = Filho.

· Rash   com a qual se escreve ruah = Espírito.

· Álefe   com a qual de escreve abba = Pai.

Então vemos Jesus presente no princípio, por isso o evangelista João diz: “No princípio era o verbo" Jo. 1:1.

Aqui encontramos também a Trindade que é a característica da Obra de Deus.

Algumas religiões crêem apenas no Pai, outras crêem no Pai, no Filho, no Espírito Santo, além de Maria, Pedro, etc. Isto não é mais Trindade.

BARÁ (criou)   tem dois significados:

Criar do nada. O homem cria muitas coisas a partir de materiais existentes (avião, carro, etc.), mas a Senhor criou tudo do nada.

Para existir um determinado espaço de tempo. Quando Deus cria algo, cria também um juízo sobre a obra criadora. Portanto já na criação o Senhor mostrou que os céus e a terra passarão.

ELOHIM (Deus Criador)  quase todas as palavras hebraicas podem ser escritas dentro de duas pautas ou linhas, mas algumas saem para cima ou para baixo como as letras b e p minúsculas do português. São as letras:

· Lâmede   Na palavra Deus, que aponta para cima.

· Tsadê   Na palavra terra (haretz), que aponta para baixo.

Isto significa que quem está voltado para Deus está voltado para a Eternidade, enquanto quem está voltado para as coisas da terra está voltado, para a morte (para baixo).

A palavra ELOHIM está no plural, os plurais hebraicos são formados com a pronuncia final em aim ou im.

· Final em aim significa plural de dois.

Ex: Maanaim (acampamento de dois exércitos).

Jerusalém = ierusalaim   (cidade de paz), uma terrena, a outra celestial.

· Final em im significa plural de mais de dois.

Ex: Elohim (Trindade).



GEMATRIA

No hebraico e no grego as letras têm valor numérico, pois os números ainda não existiam. Eles foram inventados mais tarde pelos árabes (algarismos arábicos).

Portanto a Bíblia foi escrita em cima de um arcabouço numérico.

Os números são a linguagem do futuro, basta dizer que os computadores usam esta linguagem (binária). Os números não mudam. O número 2 é o mesmo em qualquer lugar do mundo. Quando os escribas copiavam as escrituras contavam, antes o valor numérico das palavras, das frases para compará los após a escrita. Esta é uma das razões pela qual o Velho Testamento chegou anos com tanta fidelidade.

Os números na Bíblia têm significado:

1 = Jesus   Único Salvador, mediador a caminho;

2 = Comunhão - menor número para uma reunião testemunho (pela boca de duas testemunhas toda Palavra será confirmada);

3 = Trindade;

4 = Obra de Deus na terra (quatro evangelhos, quatro cantos, quatro ventos);

5 = Ministérios;

6 = Homem - Dia em que Deus o criou;

7 = Obra perfeita - Dia em que Deus terminou a sua Obra;

8 = Graça - O número dos que se salvaram na arca de Noé;

9 = Dons Espirituais;

12 = Igreja (12 apóstolos);

40 = Provação;

0 = Servo inútil.

Quando se estuda os originais do Velho Testamento observa se a ocorrência dos números três e sete. É como se Deus deixasse a sua assinatura invisível na Palavra. Esta ocorrência não se observa nos livros apócrifos, não inspirados pelo Espírito Santo.

Vejamos esta ocorrência em Gên 1: 1 (no original hebraico).

· 28 letras (4x7);

· 3 substantivos (elohim, hashamain, haretz);

· Soma dos valores numéricos de elohim, hashamaim, haretz = 777;

· Soma de todas as palavras = 2701 =73 x 37 (números primos inversos).

0 Gên 1: 2   Como escapar do abismo   (inferno).0

Terra sem forma e vazia - O homem ficou sem forma por causa do pecado perdeu a semelhança espiritual com Deus. A sua vida tornou-se vazia também.

Trevas sobre a face do abismo.



Abismo- Inferno   As trevas impedem o homem de ver o abismo. O homem sem a luz (Revelação) cai no abismo.

Espírito Santo movia sobre a face das Águas = É o Espírito Santo que dá vida à palavra de Deus (II Cor 3:6).

Deus não quer que o homem caia no abismo. Então deu a luz (Jesus) para o homem se salvar.



0 Gên 1:3   Separação entre a luz e as trevas.0



Luz   Revelação de Deus e é a boa para o homem.

Como a Revelação é boa?

Através dela Deus salva (cura, liberta, livra, etc.).

Deus fez a separação.  Ou  se  está  na  luz  ou nas trevas   Não existe meio termo (sombra) para Deus.



0 Gên 1:3-5,14-16- A criação.0

Luz - A Revelação {símbolos usados em toda a Palavra - filho da luz x trevas}.

Trevas - Pecado.

Sol - Tipo de Jesus - O dia, a Revelação.

Lua - Tipo da Igreja que reflete a luz de Cristo (sol), para a terra (mundo).

O mundo (em trevas - noite) não vê o sol, mas a Igreja (lua) que é responsável por refletir os seus raios de luz sobre o mundo de trevas.

A luz não pertence à lua - A Igreja não é chamada para mostrar a si mesma ao mundo. Deve simplesmente refletir a luz que recebe (Jesus).

As neblinas, nuvens e vapores, intervêm e oculta a luz. O servo não pode envolver-se com os embaraços desta vida, para não ter ocultado a sua luz (testemunho).

As estrelas são luminares distantes, brilham noutras esferas e têm pouca ligação com esse sistema (I Cor 15:41).

No reino futuro do Filho de Deus, os santos brilharão individualmente nessas esferas que o justo Juiz (Jesus) lhes distribuir (Lc 19:12-19).

Trabalhar diligentemente na ausência de Jesus.

0 Gên 1:12-13   Vida eterna. 0

Foi no terceiro dia que começou a criação de vida (erva, árvores frutíferas).

3º dia - ressurreição de Jesus. Foi ali que o homem começou a receber Vida Eterna e a dar frutos do Espírito Santo.



0 Gên 2:7   Deus formou o homem.0

"E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente".

  Deus criou o homem de barro   morto, sem vida.

  Deus soprou lhe o sopro de vida   para ser eterno.

  Mas o pecado o tornou mortal

  Foi criado o homem para imagem de Deus

  O pecado o tornou perdido, sem salvação.

  Mas Jesus veio também como homem, sem pecado, e cumpriu toda a lei, todo o sofrimento e injúrias, morrendo numa cruz.

  Derramou seu sangue inocente...

  Veio a fim de resgatar o homem perdido, redimi lo da sua culpa, e resgatar a vida que o homem havia perdido.

  O homem estava morto nos seus delitos e pecados, como o barro sem o sopro do Senhor, andando sem direção, sem consolo, sem alegria, sem esperanças.

0 Gên 2:21   Formação da Igreja.0

Deus fez cair um pesado sono sobre Adão. Jesus também dormiu um pesado sono (morte) que o Pai permitiu (Is. 53:6). Deus retirou uma costela de Adão e formou Eva que significa mãe da vida. Ela tipifica a Igreja que gera vida.

E ambos serão uma só carne. A Igreja e Senhor Jesus são um só. Jo 17: 23.

0 Gên 3:1-4   Adversário x Palavra de Deus.0

O objetivo do inimigo é:



A   Colocar dúvidas acerca do que Deus disse (Bíblia, Revelações). Vers. 1.

· Será que a Bíblia é a Palavra de Deus?

· Será que a Revelação é do Senhor?

B   Negar o que Deus afirma. Vers. 4 (II Tim 3:5).

0 Gên 3:5-6   Queda do Homem.0

Os meios do adversário para derrubar o homem são:

· Concupiscência da carne = árvore boa para se comer;

· Concupiscência dos olhos = agradável aos olhos;

· Soberba da vida = árvore desejável para dar entendimento a ser como Deus, sabendo tudo.

I Jo 2: 16.

Ver também mensagem Mt 4:1.

0 Gên 3:7; 21   Justificação pela graça.0

Viram que estavam nus - consciência do pecado. Fizeram aventais de folhas de figueira. O homem é atraído pelas coisas da terra porque foi feito do pó. Ele procura a solução para seu pecado nas coisas da terra.

Terra - homem (filosofia, caridade, etc).

Mas aquele avental secou se diante do sol (Justiça de Deus) mostrando que o homem não tem solução para a seu pecado. Deus tem a solução para cobrir a nudez do homem. Para isto um animal inocente morreu, derramou seu sangue. As vestes de peles comparadas com o avental de folhas são muito mais duráveis (eternas). O Sangue de Jesus é uma cobertura (perdão) eterna pra nossos pecado.

Outro Discernimento:

Figueira - Israel.

Folhas de figueira - lei.

A lei envelheceu (Heb 8: 13) e não pode justificar o homem perante Deus (Gál 3: 11).

Somente a graça de Jesus, através do Seu Sangue, pode salvar o homem.



0 Gên 3:17-19 - Conseqüência da desobediência.0

Adão e Eva eram felizes e tinham tudo. Quando deixaram o Senhor vieram as dificuldades: dores (parto), dificuldade para conseguir o alimento, terra com espinhos, contenda entre filhos, morte, etc...

A solução para o casal ser feliz é estar na presença do Senhor.

0 Gên 4:2-5   Oferta de Caim e Abel.0



Caim - Religião.

Não tem Revelação e age pela razão. E pela razão oferecer a Deus o fruto do nosso trabalho é melhor que oferecer o sacrifício do Cordeiro.

Ele fez o que seus pais fizeram quando pecaram (folhas de figueira), oferecendo o fruto da terra, algo passageiro, que não tinha nenhuma ligação com as coisas da Eternidade. Deus rejeitou a sua oferta. Caiu Ihe o semblante porque na desobediência o homem fica oprimido. Apesar de Deus dar lhe uma oportunidade (se fizeres bem não haverá aceitação para ti), a sua vaidade impediu o de obedecer ao Senhor dando lugar ao pecado (homicídio).

O Senhor o advertiu: o pecado jaz a porta, cumpre a ti dominá lo.

A porta é o Senhor Jesus e pecado impede o homem entrar. Cabe ao homem resistir ao pecado ajudado pelo Senhor.

Abel - Obra.

Por Revelação fez o que Deus fez para cobrir a nudez de seus pais (sacrifício de animal). A oferta de Abel é eterna porque aponta para algo eterno que é o Sacrifício de Jesus na cruz. Deus aceitou a sua oferta.



0 Gên 5:21; 22   Andar com Deus.0

Jarede gerou Enoque.

Jarede - Aquele que vem de cima. Tipifica Jesus que veio da eternidade.

Jarede gerou Enoque.

Enoque - Disciplina.

Tipifica a Igreja Fiel que é disciplinada pelo Espírito Santo.

· Andou com Deus   Comunhão.

· Viveu 365 anos (365 dias = 1 ano).

Viveu todos os dias na presença de Deus.

· Foi arrebatado   Arrebatamento da Igreja.



Gerou Matusalém que foi o homem que mais viveu. A longa vida aponta para a Eternidade. A Igreja fiel gera Eternidade.

0 Gên 6:13 15   Deus chama Noé.0

"Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante e minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra”.

V.13   O fim da razão, vontade própria, filosofia e projetos humanos serão destruídos com o coração do homem (terra). Tais coisas não se nomeiam na Obra do Senhor. Terra cheia de violência, coração cheio de religião, falsos ensinamentos causando dissensões violentando aquilo que é santo.

V.14   Faz para ti uma arca de madeira de Gôfer   Arca fala do meio de salvação. A Obra que salva o homem no corpo (madeira unida uma a outra) servos unidos (comunhão). Madeira que não afunde nas águas do dilúvio. Madeira leve, fácil de ser trabalhada que se dobre com facilidade.

Farás compartimentos   Quem contempla a Obra apenas de fora, sem com ela se comprometer, contempla a igualmente a qualquer movimento, diz que é a mesma coisa. Mas dentro na intimidade a Obra tem detalhes (compartimentos), cada um no seu lugar: ensinamentos, governo, ministério, Dons Espirituais, zelo, etc.

Revestirás de betume por dentro e por fora   Betume fala da busca, oração, jejum, madrugada, que imuniza o servo da penetração do mundo (águas do dilúvio) no seu interior, para que o servo unido aos demais se mantenha em comunhão com Deus, que o protege por fora da investida do adversário.

V.15   Comprimento da Arca: trezentos côvados   Três etapas de cem côvados que fala da Obra redentora dentro do programa de Deus, em três períodos ministeriais:

I   Ministério do Pai pelos profetas   Velho Testamento.

II   Ministério do Senhor Jesus preparando os apóstolos.

III   Ministério do Espírito Santo, no qual a igreja do momento se firma para o arrebatamento.

Largura de cinqüenta côvados   Múltiplo de cinco. Fala dos cinco ministérios operando na vida dos servos o que oferece estabilidade à Obra (Arca sobre o mundo).

Altura de trinta côvados   Pronta para ser usada. Jesus após 30 anos entrou no período do ministério. Refere se ao crescimento da igreja em patamares seqüentes, sempre no equilíbrio da graça baseada na ressurreição do Senhor Jesus aos 30 anos, estatura perfeita, servo pronto para ser usado.



0 Gên 6:13 22 - Cipreste madeira de lei.0

Cipreste   Madeira de lei - tipo de Jesus, sem pecado.

Betume   Óleo - Espírito Santo.

Por fora   Não deixar as coisas do mundo entrar na nossa vida.

Por dentro   Ser cheio do Espírito Santo (orar, jejuar, clamar).

Janela por cima   Receber as bênçãos do Senhor, comunhão com o Senhor, as revelações.

Porta no meio   Visível a todos, salvação para todos.

Oito pessoas   Graça, nova aliança.

A arca   Noé, seus filhos e noras. A Obra   anciãos, varões, senhoras, jovens.

Noé levou seus filhos   Obrigação de trazer os filhos para crescer dentro da arca,

Não deixar na água podre, no meio de cadáveres, no mundo. Filhos crescendo conhecendo a doutrina do Senhor, em segurança.



Obediência   Crer, como Noé, nas promessas do Senhor.

0 Gên 6:14   Arca de Noé.0



Arca (navio)- Igreja que é o corpo de Cristo   Atos 2:47.

Feita de tábuas madeira aplanada - homem transformado pelo Senhor.

Tábuas unidas - comunhão da Igreja.

Calafetada com betume por dentro e por fora - O betume é o Espírito Santo que impede que a água do dilúvio (mundo) entre no interior da Igreja.

De que maneira? Através da Revelação o Senhor mostra a dificuldade que virá, a Igreja clama, jejua e o Senhor dá o livramento.

Aqueles que querem salvação devem estar dentro da arca, ou seja, na comunhão da Igreja.

0 Gên 7:1   A Salvação através do justo.0

Noé foi achado justo diante de Deus na sua geração e através dele preparou a arca para a salvação da sua família.

Mas a Palavra diz que todos pecaram (Rom 3:23) e somente em Jesus não houve pecado. Assim Deus proveu Salvação para o mundo através de Jesus o Justo de Deus.

0 Gên 7:1, 4-5   Porta da graça aberta.0

A ordem do Senhor é para que os justos (justificados pela fé   Noé e sua família creu no Senhor) entre e estejam abrigados na arca da Salvação que é Jesus.

Teriam que aguardar sete dias lá dentro. É o período profético da Igreja (sete cartas as Igrejas da Ásia e Apocalipse).

Durante este tempo a porta da arca que representa a Porta da Graça está aberta.

Passados os sete dias o Senhor fecha a porta da arca e começa o dilúvio.

A ordem do Senhor é entrar e ficar na arca. Se alguém sair corre o risco de ficar do lado de fora.

Apoc 2:10  "Sê fiel até a morte...”.

0 Gên 7:16-17  O arrebatamento da Igreja.0

O Senhor Jesus disse que os dias anteriores à Sua Vinda seria como nos dias de Noé.

Sinais da vinda do Senhor:

A   Corrupção;

B   Violência;

C   Destruição dos casamentos (como objeto de comércio).

O Senhor fechou a porta da arca (Porta da Salvação).

O dilúvio cai sobre a terra (juízo de Deus).

A arca é elevada acima das montanhas (Igreja arrebatada).

Enquanto na terra há morte dentro da arca havia segurança e paz.

Quando as águas do dilúvio abaixam, Noé e sua família encontram um novo mundo assim como a Igreja ao retornar das bodas do Cordeiro para estar no milênio na terra.

0 Gên 8:7-11   O corvo e a Pomba.0



Arca   Símbolo do Senhor Jesus   segurança.

Corvo   Ave imunda e que alimenta de carne em decomposição (estragada). Ele ia e voltava da arca porque lá fora tinha muitos corpos mortos do dilúvio. O mundo oferece tudo para quem gosta de podridão. O corvo representa o homem sem Deus.

Pomba   Ave limpa   representa o servo. Seu alimento é folhas tenras, grãos de trigo e água limpa.

Quando Noé a soltou 1ª vez ela não encontrou lugar para si e voltou para a arca. Não era da sua natureza gostar da imundície.



Quando Noé a soltou 2ª vez ela voltou com um ramo de oliveira no bico, ou seja, ainda no meio do mundo mal o servo busca e recebe bênção do Espírito Santo.

0 Gên 9:1-4,13- O pacto de Deus com Noé0

Introdução - Depois do dilúvio, quando as águas baixaram, Noé e sua família saíram da arca. Diante deles, agora, estava um novo mundo, pois o mundo em que viviam antes havia sido destruído pelas águas do dilúvio. Neste momento Deus se revelou mais uma vez a Noé para o abençoar, pois na primeira vez em que o fez, foi com o propósito de salvar sua vida e de sua família. É interessante notar que após a bênção, o Senhor deu a Noé e aos seus filhos as mesmas orientações que dera a Adão e Eva no Éden (Gên um: 28). Isto quer dizer que o propósito que deus tinha com Adão e Eva era o mesmo que agora tinha com Noé e seus filhos. Na verdade o que estava acontecendo com Noé era que ele estava sendo colocado neste novo mundo - como um dia Adão o foi - para cumprir todo o propósito de Deus e realizar o seu projeto. O pacto que Deus fez com Noé e seus filhos é idêntico ao que faz conosco hoje em dia. Primeiro Deus se revela na nossa vida para nos salvar, depois continua se revelando para nos abençoar e estabelecer uma aliança conosco. As orientações que o Senhor deu a Noé foram as seguintes:

Frutificai - Esta foi a primeira orientação dada pelo Senhor a Noé. Ele e seus filhos precisavam ser frutíferos e fecundos, para que o propósito de Deus se cumprisse. Para que haja a frutificação é preciso que haja antes o amadurecimento e a fecundidade. Deus deseja que sejamos frutíferos na sua Obra, e nunca que permaneçamos estéreis. Sua Obra é dinâmica e sua vontade é que produzamos fruto e que o nosso fruto permaneça. Para que sejamos frutíferos precisamos crescer no conhecimento do Senhor, na santificação das nossas vidas e na perseverança em meio às provações. Tudo isso gera em nós o amadurecimento necessário ao surgimento dos frutos. Ninguém pode frutificar sendo imaturo espiritualmente.

Multiplicai-vos - Depois da frutificação, que é a capacidade de gerar, vem a ordem para a multiplicação e o crescimento em número. Quando se atenta para esta orientação, percebe-se que o propósito de Deus para o seu povo é que seja frutífero e que cresça através de uma multiplicação constante, com a participação de todos os membros. A Igreja do Senhor também tem recebido esta ordem, por isso precisa frutificar e crescer em número de membros salvos. Isso ocorre quando a Igreja que tem a Revelação do Espírito Santo, testemunha da sua experiência com o Senhor a outras vidas. A Palavra diz que o objetivo da nossa fé é exatamente a salvação das almas, de modo que a Igreja agradável ao Senhor é aquela que sempre está crescendo e se multiplicando. Quando se tem uma vida frutífera, a multiplicação se torna algo natural, as pessoas são levadas à presença do Senhor através do testemunho e a Igreja é multiplicada.

Dominai sobre os animais - Depois disso Deus falou dos animais irracionais, e ordenou a Noé que dominasse sobre eles e os sujeitasse a si. O homem desta forma, sendo superior em inteligência, dominaria sobre todos os animais, apesar de muitos deles serem superiores em força. Deus estava mostrando assim, uma lei de subordinação: Se os animais irracionais estariam debaixo do temor do homem, sujeitando-se a ele, muito mais o homem se sujeitaria ao Senhor, que é seu Deus e Criador. A Palavra diz que o temor do Senhor é o princípio da Sabedoria.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal