Inaugurou na sexta-feira, dia 24 de Julho, às 22h, no Espaço Fidelidade Mundial Chiado 8 Arte Contemporânea, no Largo do Chiado n



Baixar 8.33 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho8.33 Kb.
Inaugurou na sexta-feira, dia 24 de Julho, às 22h, no Espaço Fidelidade Mundial Chiado 8 Arte Contemporânea, no Largo do Chiado n.º 8, a exposição To Be Abstract de Sónia Almeida, a segunda do novo ciclo de exposições para o Espaço Chiado 8 (que terminará em 2012) com curadoria de Bruno Marchand. A exposição estará aberta ao público até dia 25 de Setembro. A entrada é gratuita.

To Be Abstract reúne um conjunto de obras recentes de Sónia Almeida (Lisboa, 1978), através do qual será possível conhecer a diversidade de um corpo de trabalho que se inscreve numa das mais desafiantes correntes da pintura contemporânea. Situada no limiar da figuração e da abstracção, a obra desta artista incorpora e procura transformar as premissas que marcaram a história da pintura abstracta, sem nunca se deixar imergir completamente nesta categoria.
Compostas maioritariamente por velaturas de densidade variável – áreas de cor que se sobrepõem a fundos com os quais estabelecem jogos de contraste –, estas obras nascem de uma peculiar relação de Sónia Almeida com o potencial pictórico das imagens e dos objectos que fazem parte do seu quotidiano. Estes elementos, inicialmente registados em cadernos de esboço, são depois estilizados, reenquadrados e conjugados, criando composições que frustram qualquer tentativa de os organizar em sistemas de signos inteligíveis. Transpostos para a tela em gestos fluidos e matizados numa paleta de cores singular, todos os referentes se dissolvem na pintura, revelando-a como um campo de teste para a tensão entre a experiência sensível e a ambiguidade perceptiva.
Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa (2001) e tendo completado um Master of Fine Arts na Slade School of Art, em Londres (2006), a maioria das exposições de Sónia Almeida tem tido lugar fora do circuito nacional. De entre as suas exposições destacam-se a individual “Is this my painting?” na galeria T293, Nápoles (2005), e as colectivas “Through a Glass Darkly”, Kenny Schachter / ROVE, Londres (2008); Prémio Fidelidade Mundial Jovens Pintores, Culturgest, Lisboa (2007); "The Elementary Particles (Paperback Edition)", Standard, Oslo (2006); “Printing Matters”, Witte de With, Roterdão (2005); “Argument 10!”, Argument Vertoningsruimte, Tilburg (2003). Foi bolseira do Arts and Humanities Research Council, Reino Unido (2005) e do Noord Brabant Fonds voor Beeldende Kunstenaars, Holanda (2003), e galardoada com o Slade Prize in Fine Art (2005).
Os nossos melhores cumprimentos,
Filipe Folhadela Moreira

Gabinete de Comunicação

Fundação Caixa Geral de Depósitos - Culturgest

Telf: 21 790 54 54

Fax: 21 848 39 03

www.culturgest.pt
Teresa Almeida Campos

Gabinete de Comunicação e Imagem

Companhia de Seguros Fidelidade-Mundial, SA.

Telf: 21 323 73 46

Fax: 21 323 73 47

E-mail: maria.teresa.campos@caixaseguros.pt



www.fidelidademundial.pt
 


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal