Instituto de letras



Baixar 365.82 Kb.
Página1/5
Encontro29.07.2016
Tamanho365.82 Kb.
  1   2   3   4   5


UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES

INSTITUTO DE LETRAS

COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS


DAMIANA MARIA DE CARVALHO



REESCRITURA: UMA LEITURA DE LÚCIA, DE GUSTAVO BERNARDO

RIO DE JANEIRO, 2005


DAMIANA MARIA DE CARVALHO

REESCRITURA: UMA LEITURA DE LÚCIA, DE GUSTAVO BERNARDO

Dissertação de Mestrado em Literatura Brasileira apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.


Orientador: Prof. Dr. Flávio Martins Carneiro

RIO DE JANEIRO, 23 DE AGOSTO DE 2005

DAMIANA MARIA DE CARVALHO



REESCRITURA: UMA LEITURA DE LÚCIA, DE GUSTAVO BERNARDO

Dissertação apresentada ao Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Literatura Brasileira.


Rio de Janeiro, 23 de agosto de 2005.


Banca examinadora:


_________________________________________________________

Flávio Martins Carneiro (orientador), Instituto de Letras da UERJ

_________________________________________________________

Gustavo Bernardo Krause, Instituto de Letras da UERJ

_________________________________________________________

Silvia Inés Cárcamo de Arcuri, Departamento de Letras da UFRJ

Para Paloma e Esteban

Agradecimentos

A Flávio Carneiro, meu orientador no Mestrado, pelas sugestões valiosas, com indicações de leitura, correções e comentários, e também pela compreensão durante todo o percurso de pesquisa e escrita.

A todos que de alguma maneira contribuíram para a escritura dessa dissertação. Em especial: Ana Chiara que me apresentou Lucíola e Lúcia; Fátima Cristina que me reapresentou Lucíola e repartiu com a turma suas leituras, inclusive sobre reescritura; Gustavo Bernardo, pela escritura do romance Lúcia; Silvia Inês Cárcamo, pela atenção e pelo carinho demonstrado ao aceitar fazer parte da Banca Examinadora; Esteban Reyes Celedón, pelo diálogo que mantivemos durante todo o processo de pesquisa, com sugestões de leitura e incentivo de toda ordem.

RESUMO


Este trabalho tem como ponto de partida as possíveis ligações entre o romance "Lúcia", de Gustavo Bernardo, e "Lucíola", de José de Alencar, encenando o diálogo do pós-moderno com o romântico.

A partir da percepção de que “Lúcia” é um texto habitado por textos diversos, procuramos desenvolver um primeiro percurso em torno dos conceitos de pós-moderno, intertextualidade, de paródia e de pastiche, com o intuito de refletir sobre o movimento de reescritura na pós-modernidade. Nesse sentido, tomamos como hipótese de trabalho o fato de que há a necessidade de uma revisão teórica do conceito de reescritura, visto que na pós-modernidade esse gesto está ancorado no diálogo com o passado de forma positiva, sem a negação modernista.

A ficção brasileira recente ao retomar o passado, o faz de forma não inocente, num jogo intertextual de soma: ficção a partir de ficção, um livro sobre outro livro, como uma rede participante de um sistema de forças, no qual modelos e reescrituras se ligam, numa relação de semelhanças e dessemelhanças, como acontece, por exemplo, com os romances "Lucíola" e "Lúcia". Ou seja, a ficção pós-moderna não deseja mais caminhar pela perspectiva engajada nacionalista, nem construir um modelo de identidade nacional como os românticos fizeram, mas também não nega nada disso. Releituras são feitas desse passado. O caminho tomado para o fazer literário pós-moderno é o diálogo, o pastiche.

RESUMEN

Este trabajo tiene como punto de partida las posibles conexiones entre la novela “Lucia”, de Gustavo Bernardo, y “Lucíola” de José de Alencar, poniendo en escena el diálogo del posmoderno con el romanticismo.



Desde la percepción de que “Lucia” es un texto habitado por distintos textos, buscamos desenvolver un primer camino alrededor de los conceptos de posmoderno, de intertextualidad, de parodia y de pastiche, con el intuito de reflexionar sobre el movimiento de reescrita en la posmodernidad. Siendo así, tomamos como hipótesis de trabajo el hecho de que existe la necesidad de una revisión teórica del concepto de reescrita, ya que en la posmodernidad ese gesto está anclado en el diálogo con el pasado de forma positiva, sin la negación del modernismo.

La ficción brasileña reciente al retomar el pasado, lo hizo de manera no inocente, con un juego intertextual de adición: ficción desde la ficción, un libro sobre otro libro, como una red que participa de un sistema de fuerzas, en el cual modelos y reescritas se conectan, por medio de una relación de semejanzas y desemejanzas, como ocurre, por ejemplo, con las novelas “Lucíola” y “Lucia”. O sea, la ficción posmoderna no desea más caminar por una perspectiva de compromiso nacionalista, ni construir un modelo de identidad nacionalista como lo hicieron los románticos, pero tampoco niega esto. Relecturas son hechas sobre ese pasado. El camino tomado para el hacer literario posmoderno es el diálogo, el pastiche.



S U M Á R I O

1. Reflexões a respeito do pós-moderno .................................. 09

2. A mulher dentro da organização familiar ................................ 35

3. Lucíola e Lúcia ........................................................................... 40

4. O romance primeiro ................................................................... 55

5. A reescritura .............................................................................. 63

6. Referências bibliográficas ......................................................... 83


1 - Reflexões a respeito do pós-moderno

... não raro os livros falam de livros, ou seja, é como se falassem entre si. À luz dessa reflexão, a biblioteca pareceu-me ainda mais inquietante. Era então o lugar de um longo e secular sussurro, de um diálogo imperceptível entre pergaminho e pergaminho, uma coisa viva, um receptáculo de forças não domáveis por uma mente humana, tesouro de segredos emanados de muitas mentes, e sobrevividos à morte daqueles que os produziram, ou os tinham utilizados.



Catálogo: sites
sites -> Lei n. º 796, de 05 de Maio de 1999
sites -> Contabilidade financeira, contabilidade de custos e contabilidade gerencial
sites -> Carta 389 Estado/Cidade
sites -> Projeto Nacional phpb-equipe Regional de São Paulo
sites -> Secretaria de estado da fazenda diretoria de contabilidade geral
sites -> Universidade Federal Rural de Pernambuco Superintendência de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
sites -> Estudo do plano nacional pela primeira infância contribuições das Instituições de Educação Infantil do Município de Sorocaba
sites -> Esclarecimentos solicitados por licitantes sobre o pregão presencial d-075/2010
sites -> Forum sobre Agricultura Familiar e Segurança Alimentar na cplp contribuições recebidas
sites -> Psicologia Analítica no Brasil, contribuições para a sua história


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal