Instrumentos de avaliaçÃo gisele patrícia paiva, maria stela barros palma da rosa, neide aparecida de oliveira souto, vera helena da rosa machado



Baixar 21.03 Kb.
Encontro28.07.2016
Tamanho21.03 Kb.



INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

GISELE PATRÍCIA PAIVA, MARIA STELA BARROS PALMA DA ROSA, NEIDE APARECIDA DE OLIVEIRA SOUTO, VERA HELENA DA ROSA MACHADO

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Eugênio Pacelli (FAFIEP) Universidade do Vale do Sapucaí

Av. Pref. Tuany Toledo, 470 – 37550-000 – Pouso Alegre – MG – Brasil

gpatriciapaiva@yahoo.com.br, telabarros@yahoo.com.br, p5_neidesouto@yahoo.com.br, p5_veramachado@yahoo.com.br

Resumo. A Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Eugênio Pacelli realizou, no período de 04 a 09 de abril de 2005, a III Semana das Licenciaturas, que teve como objetivo principal avaliar os instrumentos de avaliação em escolas da região. A avaliação realizada por este grupo ocorreu em diferentes escolas do Ensino Fundamental e Médio dos municípios de Paraisópolis, Pouso Alegre e Silvianópolis. O objetivo deste artigo é discorrer, de maneira objetiva, sobre todas as etapas da referida atividade. O instrumento de avaliação constou de uma prova com trinta questões objetivas, sendo dez de Matemática, dez de Língua Portuguesa, cinco de Ciências e cinco de História. Apresentou-se também um tema para redação. A maioria das questões objetivas apresentou nível médio de dificuldade. Ressalte-se também que o instrumento aplicado foi o mesmo tanto para as séries dos dois níveis de ensino já citados, o que se constitui em ponto negativo. Deveriam ser instrumentos específicos para as diferentes séries ou ciclos. Mesmo assim, o desempenho geral foi satisfatório. A média geral de pontos obtidos foi 21,12 (70,4% do total). Na média, os alunos da 4ª série do Ensino Fundamental alcançaram 19,90 pontos (66,33% do total), os alunos da 5ª, 6ª e 7ª, 20,31 pontos (67,74% do total) e os do Ensino Médio, 25,57 pontos (85,23% do total). A disciplina em que os alunos demonstraram melhor aproveitamento foi Língua Portuguesa. Seguem-se Matemática, Ciências e História.

1. Introdução


A Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Eugênio Pacelli realizou no período de 04 a 09 de abril de 2005 a III Semana das Licenciaturas, que teve como objetivo principal avaliar os instrumentos de avaliação utilizados nas escolas da região. No caso do grupo que apresenta este artigo a avaliação ocorreu nos municípios de Paraisópolis, Pouso Alegre e Silvianópolis.

Atendendo à proposta do evento citado, o objetivo deste artigo é discorrer, de maneira objetiva, sobre todas as etapas da referida atividade. Na primeira parte, será feita a análise crítica dos instrumentos apresentados; na segunda, será feito o relato de como se desenvolveu a aplicação dos instrumentos de avaliação e, na terceira, serão analisados os resultados dos dados obtidos com a aplicação dos instrumentos e a interpretação desses mesmos dados.


2. Análise do instrumento


O instrumento de avaliação constou de uma prova com trinta questões objetivas, sendo dez de Matemática, dez de Língua Portuguesa, cinco de Ciências e cinco de História. Foi apresentado ainda um tema para redação.

As questões de Matemática foram contextualizadas, versando sobre assuntos do cotidiano, o que é positivo, pois aproxima o conhecimento da realidade dos alunos. O grau de dificuldade do conteúdo apresentado foi médio, dificultando a resposta para alunos da 4ª série do Ensino Fundamental. Essa dificuldade certamente foi diminuindo à medida que os níveis de escolaridade dos alunos foram crescendo. Assim, alunos das séries finais do Ensino Fundamental e os do Ensino Médio tiveram um instrumento de avaliação com questões muito fáceis. Registre-se que A questão 7 de Matemática foi mal formulada, pois refere-se a 30 horas em apenas um dia.

As questões de Língua Portuguesa foram bem elaboradas, partindo sempre de pequenos textos com temas variados. As questões propostas exigiram, naturalmente que os avaliados lessem com atenção os referidos textos para escolherem a resposta adequada.

Já algumas das questões de Ciências foram inadequadas, pois apresentaram conteúdo não constante dos programas de ensino das séries intermediárias do Ensino Fundamental. No entanto, o grau de dificuldade das referidas questões foi pequeno.

O conteúdo de História trouxe também certa dificuldade para os alunos dos níveis mais baixos de escolaridade. Os fatos históricos apresentados situam-se cronologicamente distantes, o que gera maior dificuldade de acerto. Mesmo assim, no geral, as questões foram interessantes e diversificadas quanto ao conteúdo.

No que se refere à redação, o tema proposto foi bastante pertinente, pois partiu da realidade do educando. O tema - a escola dos sonhos – levou o aluno a apresentar, de forma espontânea e natural, uma crítica à realidade da escola em que vive. A forma em que foi apresentada a proposta de redação, uma pergunta, evitou inclusive que o avaliado fugisse do tema.

É importante reafirmar que o instrumento de avaliação foi muito genérico, não se adequando aos diferentes níveis de escolaridade dos alunos.

3. Aplicação do instrumento


Os questionários foram aplicados em diferentes séries do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, nos municípios de Paraisópolis, Pouso Alegre e Silvianópolis.

Em Paraisópolis, os questionários foram aplicados nas seguintes escolas: E. M. Bueno de Paiva e Colégio Santa Ângela (4ª série); em Silvianópolis: E. E. Magalhães Carneiro (7ª série); em Pouso Alegre: E. E. Presidente Bernardes (2º Colegial), E. E. Virgílio Pascoal (3º Colegial), E. M. A. F. A. (6ª série), E. M. Dom Otávio (4ª e 5 série) e E.M. Profª Maria Barbosa (7ª série). São classes heterogêneas tanto na faixa etária quanto no nível de aprendizagem. Ressalte-se que apenas um aluno de escola particular – Colégio Santa Ângela de Paraisópolis – respondeu ao questionário.

Os estagiários foram muito bem recebidos pelos membros da direção, do corpo docente e pelos alunos das escolas visitadas. Os alunos reagiram positivamente à aplicação dos questionários. Como foram selecionados apenas dez alunos por sala, os demais demonstraram que também gostariam de ter participado.

A aplicação do questionário durou aproximadamente uma hora. A questão que apresentou maior número de erros foi a 1 de Matemática. A equipe considerou que esse resultado se deveu a dificuldades de interpretação. A questão 6 de Matemática foi muito fácil, obtendo quase que a totalidade de acertos. A questão 7 de Matemática foi mal formulada, pois refere-se a 30 horas em apenas um dia.

Não houve nenhuma dificuldade na aplicação do instrumento de avaliação, tendo se constituído, pelo contrário em experiência importante para a equipe.

4. Análise e interpretação dos dados


Feitas as correções, pôde-se constatar que a disciplina de melhor aproveitamento foi Língua Portuguesa, seguida de Matemática, Ciências e História.

Nas questões de Língua Portuguesa, o aproveitamento foi bastante satisfatório, os alunos não tiveram dificuldades em resolvê-las.

Já, na redação, de modo geral, os alunos demonstraram certos problemas. Entre outras, pôde se perceber dificuldades na construção de frases, ausência de coesão textual e grafia incorreta das palavras. Quanto ao tema houve fidelidade, e ficou visível o descontentamento em relação a muitos aspectos das escolas em que estudam, inclusive quanto à má formação dos professores.

A média geral de pontos obtidos foi 21,12 (70,4% do total). O único aluno de escola particular (4ª série), que participou da avaliação, teve ótimo desempenho com 26 pontos (86,66% do total), percentual superior ao aproveitamento médio dos alunos do Curso Colegial.

Na média, os alunos da 4ª série do Ensino Fundamental alcançaram 19,90 pontos (66,33% do total), os alunos da 5ª, 6ª e 7ª, 20,31 pontos (67,74% do total) e os do Ensino Médio, 25,57 pontos (85,23% do total) como mostra a Tabela 1.

Tabela 1. Desempenho dos alunos


Níveis de Ensino

Séries

Pontos

Percentual


Fundamental



19,90

66,33

5ª, 6ª e 7ª

20,31

67,74

Médio

2ª e 3ª

25,57

85,23


Referências Bibliográficas


LABES.Instruções para a apresentação do artigo científico. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Eugênio Pacelli – Univás. Pouso Alegre, 2005


Anexos



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal