Interbits – SuperPro ® Web 1



Baixar 68.81 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho68.81 Kb.

Interbits – SuperPro ® Web


1. (Unesp) A cidade tira de seu império uma parte da honra, da qual todos vós vos gloriais, e que deveis legitimamente apoiar; não vos esquiveis às provas, se não renunciais também a buscar as honras; e não penseis que se trata apenas, nesta questão, de ser escravos em vez de livres: trata-se da perda de um império, e do risco ligado ao ódio que aí contraístes.

(Péricles apud Pierre Cabanes. Introdução à história da Antiguidade, 2009.)

O discurso de Péricles, no século V a.C., convoca os atenienses para lutar na Guerra do Peloponeso e enfatiza

a) a rejeição à escravidão em Atenas e a defesa do trabalho livre como base de toda sociedade democrática.

b) a defesa da democracia, por Atenas, diante das ameaças aristocráticas de Roma.

c) a rejeição à tirania como forma de governo e a celebração da república ateniense.

d) a defesa do território ateniense, frente à investida militar das tropas cartaginesas.

e) a defesa do poder de Atenas e a sua disposição de manter-se à frente de uma confederação de cidades.

Resposta:
[E]
O discurso deixa claro que a importância da luta não está na manutenção da condição livre de cada um, mas na manutenção da condição superior que Atenas tinha com relação a outras cidades-Estado gregas.
2. (Mackenzie) A partir do século VII a.C., a cidade de Atenas passou por consideráveis transformações, culminando com o desenvolvimento do regime democrático. Nesse sentido, governantes atenienses foram de fundamental importância para o desenvolvimento político daquela cidade. A esse respeito, julgue os itens a seguir.
I. Drácon iniciou as reformas, estabelecendo uma legislação escrita para a cidade. Apesar de extremamente severas, essas leis retiraram o poder político das mãos dos eupátridas, concedendo maior participação às camadas populares.

II. Sólon propôs reformas em três sentidos. Na economia, estimulou o comércio e a indústria. Em termos sociais, aboliu a escravidão por dívidas. Na política, estabeleceu o regime censitário, eliminando, portanto, critério de nascimento para a participação política.

III. Clístenes deu início a um processo de reformas que implantavam a democracia. Dentre suas medidas políticas, estabeleceu o princípio da isonomia – igualdade – dos cidadãos e a participação direta deles por meio da Assembleia (Eclesia).
Assinale

a) se apenas o item III está correto.

b) se apenas os itens II e III estão corretos.

c) se apenas os itens I e III estão corretos.

d) se os itens I, II e III estão corretos.

e) se apenas os itens I e II estão corretos.



Resposta:
[B]
Somente a proposição [B] está correta. A questão remete a Grécia na Antiguidade Clássica, em especial Atenas. A assertiva [I] é a única incorreta. Drácon, no século VII a.C, estabeleceu uma legislação escrita para a cidade na qual deveria ser obedecida com rigor, mas não retirou o poder político das mãos da elite agrária chamada eupátrida. As reformas de Sólon elaboradas em 594 a.C atuaram no âmbito político, econômico e social e foi muito importante para que Clístenes em 509 a.C iniciasse um processo de reformas que deu origem a democracia. Vale lembrar que está democracia era uma espécie de oligarquia atenuada considerando que a grande maioria era excluída da cidadania como mulheres, escravos e estrangeiros.
3. (Pucrs) No contexto das chamadas Guerras Médicas, no século V a. C., configurou-se um período de hegemonia de Atenas sobre o mundo grego, em substituição a Esparta. Um dos fatores condicionantes dessa hegemonia foi

a) o protagonismo ateniense nas principais vitórias contra os persas, obtidas, em terra, na Lacônia e na Ásia Menor.

b) a formação da Liga do Peloponeso, liderada por Ate­nas e composta pelas principais cidades agrícolas fornecedoras de escravos.

c) a diminuição drástica do número de metecos e es­cravos em Atenas devido à guerra, o que obrigou parte da elite a aplicar recursos no comércio e na manufatura.

d) a permanência, após a guerra, do exército espartano na própria cidade, para defender a aristocracia das sublevações dos hilotas e periecos.

e) a queda da ditadura de Péricles em virtude do final da guerra, o que consolidou a democracia e ampliou a influência política de Atenas.



Resposta:
[D]
Com o exército espartano permanecendo na cidade de Esparta e com preocupações internas – contenção de hilotas e periecos – a cidade-Estado de Atenas conseguiu solidificar sua influência sobre a Grécia, liderando, inclusive, a criação da Liga de Delos.
4. (Unisc) Nem o sujeito mais pedante vai assistir a um blockbuster esperando uma aula de história, mas no filme 300, o épico estrelado por Rodrigo Santoro, que relata o confronto entre gregos e persas no ano 480 a.C., abusa do direito à licença poética. O ator brasileiro interpreta Xerxes, o Grande Rei dos persas, e a maneira como o personagem é retratado andou enfurecendo o governo do Irã, país que é herdeiro direto da antiga Pérsia. A fúria tem certa razão de ser: do figurino às motivações políticas, o Xerxes do brasileiro não tem quase nada a ver com a sua contraparte histórica.
Disponível em: http://ceticismo.net/comportamento/300-de-esparta-%E2%80%93-a-guerra-filme-x-historia/. Acessado em 03/05/2015.
A respeito dessa guerra retratada no filme considere as afirmativas.
I. O conflito entre persas e as cidades-Estado da Península do Peloponeso envolviam a política expansionista dos espartanos liderados por Temístocles.

II. Leônidas liderou os soldados espartanos na sua resistência aos persas no desfiladeiro das Termópilas.

III. O exército grego foi liderado pelo imperador Marco Antônio na sua luta contra o rei Xerxes.

IV. Apesar da autonomia de cada uma das cidades-Estado gregas, elas se uniram na luta contra os persas em várias guerras no século V a.C.

V. A vitória dos 300 de Esparta se deveu às condições estratégicas do Estreito de Termópolis que deram a Leônidas uma vantagem de 1 para 20.
Assinale a alternativa correta.

a) Todas as afirmativas estão corretas.

b) Somente as afirmativas II e IV estão corretas.

c) Somente as afirmativas I, III e V estão corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III estão incorretas.

e) Somente as afirmativas IV e V estão incorretas.



Resposta:
[B]
A questão remete as Guerras Médicas envolvendo Gregos e Persas entre 500-475 a.C. Esta importante guerra teve como causa principal o expansionismo Persa na Ásia Menor. Foram três batalhas durante esta guerra “Maratona” em 490 a.C, “Salamina” e “Plateia”. As assertivas [I] e [III] estão incorretas.Os espartanos foram liderados por Leônidas. Os 300 de Esparta foram derrotados no desfiladeiro de Termópilas.
5. (Ufrgs) Com relação à vida social e política na Grécia clássica, assinale a alternativa correta.

a) A democracia grega foi instituída no século VI a.C. por Clístenes, colocando fim a um período de governo tirânico e criando os princípios da República.

b) A decadência da pólis grega no período arcaico, entre os séculos VIII a.C. e VI a.C., e o surgimento do Império ateniense permitiram o florescimento cultural nas cidades antigas.

c) O desenvolvimento de uma filosofia fundada na razão ocorreu com o fim do período micênico na Grécia, o que implicou a passagem do politeísmo para o monoteísmo.

d) Os habitantes tinham direitos políticos e eram considerados cidadãos nas cidades-estado, com exceção das mulheres e dos escravos.

e) A união política entre atenienses e espartanos contra os avanços do exército persa ocorreu no contexto da Guerra do Peloponeso.



Resposta:
[A]
O processo de formação da democracia ateniense data do século VI a.C. e conta com reformadores como Drácon, Sólon e Clístenes, sendo que esse último foi o responsável por estabilizar o regime em Atenas.
6. (Uepa) “No tempo de Péricles (461-429 a.C), o comparecimento à assembleia soberana era aberto a todo o cidadão. A assembleia era um comício ao ar livre que reunia centenas de atenienses do sexo masculino, com idade superior a 18 anos. Todos os que compareciam tinham direito de fazer uso da palavra. As decisões da assembleia representavam a palavra final na guerra e na paz, nos tratados, nas finanças, nas legislações, nas obras públicas, no julgamento dos casos mais importantes, na eleição de administradores, enfim na totalidade das atividades governamentais”.
(BRAICK, Patrícia Ramos e MOTA, Myriam Becho. História: Das cavernas ao terceiro milênio, 2ª Edição. São Paulo: Editora Moderna, 2010. p. 102).
Com base nesta informação, conclui-se que, em Atenas, no período de Péricles:

a) a democracia se consolidou e atingiu sua plenitude por meio de princípios como o da isonomia, isocracia e isegoria, que se definiu como a igualdade de direito ao acesso à palavra na assembleia soberana.

b) a cidadania ateniense fundamentava-se na igualdade de gênero, garantindo aos cidadãos o pleno direito à palavra independente de sexo, impondo como limite a idade de dezoito anos.

c) a relação de poder entre funcionários do Estado e a elite política ateniense assegurava a manutenção de um regime de governo aristocrático no qual somente os homens exerciam o direito de cidadania.

d) os cidadãos atenienses eram guiados por uma burocracia estatal que impediu o rodízio dos cargos administrativos, de modo que a liderança direta e pessoal era exercida por uma minoria de homens jovens.

e) a concentração da autoridade na assembleia possibilitou a criação de um regime de governo baseado no poder pessoal, institucionalizando a oratória como competência mais importante para o exercício da política nos tempos de Péricles.



Resposta:
[A]
A democracia em Atenas, que era exercida de maneira direta, era excludente, porque deixava de fora uma boa parcela da população ateniense. Na época de Péricles, a democracia ganhou “isonomia, isocracia e isegoria”, porque todos os atenienses passaram a poder exercer opinião nas reuniões públicas.
7. (Upe) Sobre as Guerras Médicas, travadas entre gregos e persas no início do século V a. C., assinale a alternativa CORRETA.

a) A vitória grega deveu-se à forte liderança espartana, uma vez que Atenas se submeteu aos persas desde o início dos conflitos.

b) As batalhas de Maratona, Salamina e Termópilas foram travadas em campo aberto.

c) Os gregos se destacaram na guerra por causa do uso da poderosa cavalaria ateniense.

d) Os principais instrumentos de um soldado grego eram: a lança, o escudo e a espada.

e) Temístocles, principal general do exército persa, conseguiu grandes vitórias graças à ação de mercenários financiados pelo rei Dario.



Resposta:
[D]
As guerras médicas envolveram cidades-Estado gregas e os persas – o nome “médicas” deriva do fato de um dos povos que formava o Império Persa se chamar medos. Com a vitória sobre os persas na Planície de Maratona, os atenienses se destacaram entre as cidades gregas. As batalhas de Maratona, uma planície, de Termópilas, um desfiladeiro e de Salamina, no mar foram vencidas pelos gregos organizados em uma aliança, chamada Liga de Delos. Os principais líderes gregos foram Milcíades, Temístocles, Leônidas e Pausânias.
8. (Espm) (...) A batalha de Maratona foi longa e cheia de peripécias. Os bárbaros conse­guiram desbaratar as fileiras do centro do exército ateniense, pondo em fuga os re­manescentes; mas as duas alas compostas de atenienses e plateus atacaram as forças adversárias que haviam rompido o centro do exército, impondo-lhes uma derrota ir­reparável. Vendo-as fugir lançaram-se em sua perseguição, matando e esquartejando quantos encontraram pela frente, até a bei­ra mar, onde se apoderaram de alguns dos navios inimigos.
(Heródoto. História)
Assinale a alternativa que apresente, res­pectivamente, o nome da guerra em que ocorreu a batalha de Maratona bem como os bárbaros, mencionados no texto:

a) Guerra do Peloponeso – troianos;

b) Guerras Médicas – troianos;

c) Guerra do Peloponeso – persas;

d) Guerras Médicas – persas;

e) Guerras Púnicas – cartagineses.



Resposta:
[D]
A batalha de Maratona é um dos episódios mais conhecidos das Guerras Médicas – que também contou com outras batalhas conhecidas, como a batalha de Plateia e a batalha no Desfiladeiro das Termópilas. As Guerras Médicas foram travadas entre os gregos e a Pérsia, do imperador Xerxes.
9. (Fgv) No ano de 509 a.C., o legislador Clístenes assumiu a função de arconte máximo na pólis de Atenas, instaurando um novo regime político. Acerca das reformas jurídico-políticas de Clístenes, é CORRETO afirmar:

a) Clístenes, integrante da classe social dos artesãos, consolidou o regime oligárquico, tendo comandado a Pólis ateniense em seu período de máximo esplendor, o Governo dos Trinta Tiranos.

b) Clístenes era eupátrida, mas procurou conciliar e acomodar interesses dos pequenos proprietários, comerciantes e artesãos na instauração do regime democrático em Atenas.

c) A democracia instituída pelas reformas de Clístenes era regida pelo princípio do sufrágio universal, excluindo dos direitos políticos apenas os escravos.

d) Ao instaurar um regime político híbrido entre democracia, monarquia e oligarquia, Clístenes decretou o encerramento definitivo das atividades do Helieu, o Tribunal de Justiça.

e) Durante a gestão de Clístenes, todo o poder político efetivo deixa de ser exercido pelos cidadãos e retorna à comunidade gentílica, cabendo ao pater familias a disciplina dos mercados e a nomeação dos magistrados.



Resposta:
[B]
Clístenes é conhecido como o pai da Democracia por ter ampliado os direitos políticos dos cidadãos atenienses. Ficavam excluídos os estrangeiros, as mulheres e os escravos.
10. (Fgv) Sobre a Guerra do Peloponeso (431-404 a.C.), é correto afirmar que

a) as suas origens encontram-se num momento especial da história ateniense, pois a sua democracia atingia então o seu máximo desenvolvimento.

b) a vitória militar de Atenas permitiu a ampliação dos direitos de cidadania, com a incorporação dos estrangeiros nas instâncias da democracia ateniense.

c) a sua mais importante decorrência foi a criação da democracia ateniense, fruto do contato de Atenas com a cidade-Estado de Esparta.

d) a vitória de Atenas, aliada aos tebanos, permitiu que a democracia fosse levada a todas as cidades-Estado, além de aumentar o poderio militar grego.

e) a surpreendente vitória de Corinto permitiu o seu expansionismo territorial pela Ásia Menor e a consolidação da democracia em Esparta.



Resposta:
[A]
[B] / [D] / [E] a vitória foi de Esparta, e não de Atenas, invalidando o restante da alternativa.

[C] totalmente incorreta, uma vez que a consolidação da democracia ateniense foi anterior à guerra supracitada.




Resumo das questões selecionadas nesta atividade
Data de elaboração: 27/04/2016 às 00:06

Nome do arquivo: Lista 1º Col. 2º bim

Legenda:

Q/Prova = número da questão na prova

Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®

Q/prova Q/DB Grau/Dif. Matéria Fonte Tipo

1 150520 Média História Unesp/2016 Múltipla escolha



2 139783 Média História Mackenzie/2015 Múltipla escolha



3 143219 Média História Pucrs/2015 Múltipla escolha



4 143819 Média História Unisc/2015 Múltipla escolha



5 137891 Média História Ufrgs/2015 Múltipla escolha



6 133151 Média História Uepa/2014 Múltipla escolha



7 122305 Média História Upe/2013 Múltipla escolha



8 125903 Baixa História Espm/2013 Múltipla escolha



9 115653 Baixa História Fgv/2012 Múltipla escolha



10 115426 Baixa História Fgv/2012 Múltipla escolha





Página de



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal