Ipss-10. 06 Senhor (ª) presidente



Baixar 21.43 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho21.43 Kb.



IPSS-10.06


SENHOR (ª) PRESIDENTE
Para alimentar este contacto mensal com os dirigentes das IPSS, neste mês de Junho, nada melhor que as palavras do Senhor Presidente da República nas comemorações do “Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades”:
Um país é feito de pessoas. Por isso, é nos Portugueses, em todos eles, que têm de se concentrar as prioridades de uma agenda social e política verdadeiramente orientada pelos valores da justiça e da coesão.

A coesão social implica, igualmente, um esforço consistente para que a sociedade civil seja capaz de se mobilizar como um todo.

A justiça social afigura-se como um imperativo de dignidade humana, mas também como uma orientação estratégica para melhor nos defendermos das dificuldades económicas que percorrem os dias que passam.

Os sacrifícios que fazemos têm de ser repartidos de forma equitativa e justa e, mais do que isso, têm de possuir um sentido claro e transparente, que todos compreendam.

Não se podem pedir sacrifícios sem se explicar a sua razão de ser, que finalidades e objectivos se perseguem, que destino irá ser dado ao produto daquilo de que abrimos mão. Quanto mais se exigir do povo, mais o povo exigirá dos que o governam.

A coesão nacional exige que a sociedade se reveja no rumo da acção política. A cidadania e o poder devem articular-se para conjugar esforços, pois este não é um momento que se compadeça com crispações inúteis.

A responsabilidade na procura de entendimentos que evitem rupturas no tecido social não compete apenas aos agentes políticos.
1. COOPERAÇÃO: PROTOCOLO DE 2010
Não há notícias sobre o “Protocolo de Cooperaçãodeste ano, para além de que a CNIS se antecipou apresentando uma proposta de versão de Protocolo (o que não deixa de ser assinalável) que, espera-se, possa e deva servir de instrumento nas negociações que ainda não começaram.
As negociações da Contratação Colectiva com as representações sindicais estão condicionadas pelo possível Protocolo de Cooperação.
2. DIAS CELEBRATIVOS
Os dias comemorativos sucedem-se:
Dia da Criança Africana” (16 de Junho), “Dia Mundial da Luta contra a Desertificação e a Seca” (17 de Junho), “Dia Mundial dos Refugiados” (20 de Junho), “Dia Internacional contra o Abuso do Uso da Droga e do Tráfico Ilícito” (26 de Junho), “Dia Mundial da Cooperação” (6 de Julho), “Dia Mundial contra o Trabalho Infantil” (12 de Julho), “Dia Internacional da Amizade” (20 de Julho) e “Dia Mundial dos Avós” (26 de Julho) …

3. INOV-SOCIAL
Estão abertas as candidaturas à Medida INOV-SOCIAL até 30 de Junho de 2010.

Para mais informações, consultar: www.inovsocial.gov.pt


O Programa INOVSOCIAL, destinado ao apoio à realização de estágios profissionais de jovens licenciados em Instituições da economia social, está desenhado expressamente para apoiar a inserção profissional de jovens em Instituições do Sector Social e, desse modo, contribuir, quer para melhorar a empregabilidade dos jovens, quer para melhorar o funcionamento das nossas instituições.
4. MESTRADO EM ECONOMIA SOCIAL
A Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa – Porto promove Mestrado em Economia Social.

Este mestrado destina-se a pessoas interessadas em exercer uma actividade em organizações de Economia Social como quadros técnicos, consultores, voluntários, ou dirigentes.

O plano de curso procura proporcionar aos alunos uma aprendizagem de conceitos fundamentais da Economia e da Gestão adequados à compreensão das especificidades destas organizações e dos problemas sociais para as quais estão direccionadas (desemprego, pobreza e outras formas de exclusão social, imigração, problemas sociais decorrentes do envelhecimento da população e das mudanças na organização da família, disparidades regionais, implicações sociais da globalização, etc.). Sem prejuízo do rigor científico que se exige a um programa de mestrado, isso é feito de modo a permitir que alunos sem uma licenciatura em Economia ou Gestão possam compreender as matérias leccionadas.

O plano de curso procura também combinar essa aprendizagem de instrumentos analíticos com a sua aplicação prática, especialmente no que se refere ao trabalho de consultoria participativa e de implementação de sistemas de gestão da qualidade que contribuam para a inovação e para a melhoria dos serviços que estas organizações prestam.

Para isso, há um esforço no sentido de colocar os alunos em contacto directo com projectos que tenham como objectivos de promover a inovação social e a melhoria da qualidade destas organizações, tirando partido de parceiras e de outras boas relações de cooperação existentes entre a Universidade Católica e organizações de referência nesta área tais como a CNIS (Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade), a Fundação EDP e Associação Nacional de Direito ao Crédito.
Direcção do Mestrado: mest.ecosocial@porto.ucp.pt

Serviços Escolares: crios@porto.ucp.pt


5. PROJECTO PARTICIPAR(ES)
No âmbito do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social, está a decorrer o Projecto PARTICIPAR(ES), promovido pela CNIS.

São entidades parceiras da CNIS: AEP- Associação Empresarial de Portugal, ANDC – Associação Nacional de Direito ao Crédito, Universidade Católica – Centro Regional do Porto e Fundação EDP e IPSS


É objectivo geral do Projecto: Sensibilizar e mobilizar a sociedade para o esforço de erradicação das situações de pobreza e exclusão e envolver os beneficiários do RSI na resolução dos seus problemas, através do empreendedorismo.
6. PROTOCOLO - CNIS/BP
Com o objectivo de dar um contributo para o Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social e reforçar a importância das sinergias criadas entre empresas e entidades ao nível da responsabilidade sócia, CNIS e BP celebraram um Protocolo.

A parceria irá beneficiar as associadas da CNIS com uma série de benefícios comerciais para a aquisição dos diversos produtos, nomeadamente no âmbito dos combustíveis líquidos, do Gás (GPL) e dos lubrificantes.
Para adesão ao cartão azul, uma das vantagens, basta que seja enviado para BP um e-mail com o nome da Associada da CNIS, morada, nome e número de telefone do contacto na Associada, número de registo da Conservatória do Registo Comercial (caso seja aplicável), número de Contribuinte, número de veículos da frota e consumo de combustível (mensal ou anual).

E-mail: Paulo.Miranda@ec1.bp.com

Após a recepção do e-mail com estes dados, BP procederá à emissão do contrato e ao envio de um formulário específico para o pedido de cartões.
Entretanto a BP contactará com as IPSS para divulgar algumas vantagens e propor formas de adesão.

 
Com os cumprimentos de respeito e consideração,



Porto, 14 de Junho de 2010

O presidente da CNIS


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal