Iv seminário nacional de estudos de história e culturas afro-brasileiras e indígenas



Baixar 58.47 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho58.47 Kb.
IV SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS DE HISTÓRIA E CULTURAS AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS

O Seminário Nacional de Estudos de História e Culturas Afro-Brasileiras e Indígenas tem sua gênese no Seminário sobre História da África e Cultura Afro-brasileira ocorrido no período de 21 a 24 de novembro de 2006, fruto do empenho de um grupo de professores (as), pesquisadores (as), e estudantes da UEPB, e os membros do movimentos sociais negros e comunidades quilombolas. A junção dos esforços foi importante para a realização desse evento, a constituição do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas e, sobretudo, o intercâmbio entre estudantes, pesquisadores (as) e as lideranças e representantes dos movimentos sociais negros e das comunidades quilombolas e indígenas da Paraíba. Convidamos estudantes, professores (as) e pesquisadores (as) das diversas áreas do conhecimento que lidam com a temática afro-brasileira, africana e indígena a participarem no período de 20 a 22 de novembro de 2012 do IV Seminário Nacional de Estudos de História e Culturas Afro-Brasileiras e indígenas que traz o tema Por uma educação étnico-racial:10 anos da lei 10.639/2003 e será realizado no campus I da Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande – PB. Esse IV Seminário se dispõe a ser um espaço de discussão, debate e de novos aprendizados sobre a matriz africana e indígena na formação da sociedade brasileira e na constituição dos seus valores e práticas culturais. O evento visa reunir professores (as), pesquisadores (as), estudantes de graduação, pós-graduação, representantes de movimento sociais negros e indigenistas, comunidades de terreiros e indígenas.



PROGRAMAÇÃO

Abertura


Apresentação cultural

Noite: 19:00h

20/11/2012

Conferência de abertura

Conferencista: Dom José Maria Pires (Arcebispo emérito da Paraíba)

Dia 21/11/2012

Apresentação cultural

Manhã 08:30h

Mesa redonda 1: Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira: políticas de implementação e práticas na sala de aula

Profa. Dra. Margareth Maria de Melo (UEPB) – coordenadora

Profa. Dra. Cristiane Maria Nepomuceno (UEPB)

Profa. Dra. Mirian Albquerque Aquino (UFPB)

Profa. Lúcia de Fátima Julio (Escola Firmo Santino da Silva) – Comunidade Caiana dos Crioulos Alagoa Grande

Profa.Esp. Eliane Bento Silva (Escola Frei Benjamin) – Comunidade do Matias

Noite – 19:00h

Apresentação cultural

Mesa redonda 2 – Quilombos, memória e tradição.

Profa. Dra. Maria Lindaci Gomes de Souza (UEPB) – Coordenadora

Profa. Dra. Mércia Rejane Batista (UFCG)

Prof. Dr. Rogério Humberto Zeferino Nascimento (UFCG)

Drando. Wallace Ferreira de Sousa (UFCG)

Dia 22/11/2012

Manhã 08:30h

Apresentação cultural

Mesa redonda 3 – História e educação indígena

Profa. Me. Normana Natalia Ribeiro dos Passos (UEPB) – Coordenadora

Profa. Dra. Juciene Ricarte Apolinário (UFCG)

Prof. Dr. Sebastian Sanches (UEPB)

Prof.Dr. Lusival Antonio Barcellos (UFPB)

Noite 19:00h



Apresentação cultural

Conferência de encerramento:

Prof. Dr. Luís Tomás Domingos Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)



ESPAÇOS DE DIÁLOGO - COORDENAÇÃO GERAL:

Prof. Dr. Josemir Camilo de Melo (UEPB-NEABÍ)

Drando. José Pereira Júnior (UEPB-NEABÍ)

E-mail: coordenacaoespacodedialogos@gmail.com



DIAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS: 21 e 22 de novembro de 16:00 às 18:00h

Local: Centro de Integração Acadêmica (UEPB)

ED 1. História e cultura afro-brasileira, africana e indígena: experiências de aplicação na sala de aula

Prof. Dr. Waldeci Ferreira Chagas (UEPB/CH/NEABI)

E-mail: espacodedialogo1@gmail.com
O propósito deste Espaço de Diálogo é congregar trabalhos que discutam sobre a implementação dos conteúdos de história e cultura afro-brasileira, africana e indígena no currículo escolar, resultados de experiências desenvolvidas por professores (as) da educação básica e superior ou de pesquisas que analisem experiências desenvolvidas no espaço escolar ou as políticas públicas de implementação da educação das relações etnicorraciais na rede pública de ensino.
ED2 ESPAÇO DE DIÁLOGO: AS INFLUÊNCIAS AFRO, INDÍGENA E CIGANA NA CULTURA BRASILEIRA

Drando. José Pereira de Sousa Junior (UEPB-UFPE-NEAB-Í)

Dranda. Uelba Alexandre do Nascimento (UFPE)

Ms. Inalva Bezerra Néry (Universidade Lusófona – Portugal)


E-mail: espacodedialogo2@gmail.com

A cultura brasileira é composta por um mosaico cultural riquíssimo, que comportam várias influencias de povos e etnias diversificadas. Africanos, índios, ciganos e europeus formam este grande mosaico cultural que se tornou uma marca na cultura brasileira. Sendo assim, nosso Espaço de Diálogo pretende discutir questões que envolvam essa diversidade cultural, nos seus mais amplos níveis: música, dança, religiosidade e relações de gênero que envolva especialmente a cultura africana, afro-brasileira, indígena e cigana.


ED 3 EDUCAÇÃO E RACISMO

Profa. Dra. Margareth Maria de Melo (UEPB)

E-mail: espacodedialogo3@gmail.com

Estudos relacionados a questão afrobrasileira na educação básica e superior: a aplicação da lei 10.639/03; o livro didático e a história e cultura negra; a formação docente e a temática afrobrasileira; os desafios para implementação da lei; o ensino de história e cultura afrobrasileira na educação básica; o racismo na escola; Sistema de cotas raciais.


ED 4. FESTA DE NEGROS NO BRASIL: IDENTIDADE, MEMÓRIA E CULTURA

Profa. Dra. Cristiane Maria Nepomuceno (UEPB)

E-mail: espacodedialogo4@gmail.com

A proposta deste grupo é reunir trabalhos que discutam festas, folguedos, dança e música afro-brasileira. Os estudos devem tratar sobre formas de manifestações que revelem a presença africana. Objetiva promover um diálogo entre distintas formas de saber com vistas ao enriquecimento das práticas pedagógicas e da pesquisa voltadas a produção de conhecimento sobre a matriz africana e a sua influência nas manifestações festivas do Brasil.



ED. 5 ETNICIDADE, EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS
Mestrando Ramon Alcântara Aleixo (UFPB)

Mestrando Gildivan Francisco das Neves (UFPB)

Mestrando Thiago Silveira de Melo (UFCG)

Profa. Dra. Patrícia Cristina de Aragão Araújo (UEPB)

 E-mail:espacodedialogo05@gmail.com
Este espaço de diálogo visa congregar estudos e pesquisas que discutam sobre a história de negros/as no Brasil no contexto dos movimentos sociais rurais e urbanos, numa perspectiva histórica e educacional, abordando suas ações em espaços-tempos diferenciados. Propõe-se a refletir sobre questões políticas, sociais, culturais e religiosas que envolvem os movimentos sociais negros, notabilizando tais práticas enquanto educativas. Recepciona trabalhos que discutam sobre o movimento negro, suas ações e história, movimento de mulheres negras, da juventude negra, de quilombolas, religiosos e outras temáticas que envolvam os movimentos sociais no contexto da história e cultura afro-brasileiras e a luta do povo negro no cenário social brasileiro.
ED 6 CULTURA, MEMÓRIA E PATRIMÔNIO AFRO-BRASILEIRO 

Profa. Dra. Maria Lindaci Gomes de Souza (UEPB-NEABÍ)

Profa. Dra. Maria Aparecida Barbosa Carneiro (UEPB)

 E-mail: espacodedialogo6@gmail.com


Este Espaço de diálogo visa articular trabalhos, estudos, pesquisas e relatos de experiência que discutam a temática afro-brasileira na perspectiva da cultura, memória e patrimônio, notabilizando os saberes do povo negro brasileiro através de suas expressões culturais, das produções midiáticas que abarcam as práticas sociais e culturais da negritude brasileira, enquanto ato de memória, das manifestações artísticas e culturais dos afro-brasileiros e suas dimensões históricas e educacionais.
ED.7 ESCOLA, RELIGIOSIDADE e ETNICIDADE:IMPASSES, SABERES MÚLTIPLOS E CULTURA ESCOLAR

Prof. Dr. Ramsés Nunes e Silva (UEPB)

E-mail: espacodedialogo7@gmail. com
Os debates na esfera da constituição de uma escola à luz da interculturalidade, centrada no respeito à diversidade, se torna seminal na construção de espaços escolares inclusivos e afirmativos. As religiosidades inferem significações e práticas, as mais diversas, quando manifestadas ou estudadas nas escolas. Aqueles espaços, lembremos, também ainda estruturados a partir de práticas e experiências sectárias. Afinal é notória a manifestação de culturas escolares que tornam monolíticos e reprodutores alguns simbolismos cristalizados. Especialmente no momento em que não se prontificam a estudar a multiplicidade simbólica, ritual e histórica das manifestações sincréticas brasileiras. O Grupo de Trabalho Escola, religiosidade, e etnicidade: impasses, saberes múltiplos e cultura escolar" propõe aglutinar trabalhos que reflitam sobre as dimensões sociológicas, educacionais e históricas que inferem sobre a necessidade de debate constante. Principalmente atrelados às representações, signos e discursos ainda lacunares no que diz respeito ao universo cultural, multiétnico e plural da escola. Faz-se necessário, inclusive, discutir possibilidades de diálogo de saberes com os modelos cristocêntricos. Esses últimos, já existentes no ensino público e particular brasileiro.
ED. 8 CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA: RELAÇÕES ENTRE LITERATURA, MÚSICA, MÍDIAS E HISTÓRIA
Profª Drª Rosilda Alves Bezerra (UEPB/PPGLI)

Prof. Ms. Carlos Alberto de Negreiro (Doutorando da UEPB/PPGLI)

E-mail: espacodedialogo8@gmail.com
Este Espaço de Diálogo contempla trabalhos que discutam as representações da cultura afro-brasileira e africana no contexto histórico nas diferentes linguagens: literaturas, música, livro didático, cinema, mídias. A cultura afro-brasileira e africana no cotidiano dos brasileiros: vivência, afirmação e negação. O lugar da cultura afro-brasileira e africana na cultura nacional.
ED 9. ED EDUCAÇÃO INDIGENA

Prof. Dr. Sebastian Sanches

Ac. Michaelli Santos Limeira

Ac. Saira Vargas Sanchez

Ac. Rárami Quaresma Zeferino Nascimento

E-mail: espacodedialogo9@gmail.com

Educação da mulher indígena. A educação indígena, estudo comparativo Brasil-Peru. A educação indígena em Pindorama.
ED. 10 PRÁTICAS

Profa. Dra. Ofélia Maria de Barros (UEPB)

E-mail: espacodedialogo10@gmail.com

Este espaço de diálogo tem como objeto-eixo congregar trabalhos de pesquisas em andamentos ou finalizadas, que versem sobre a temática afro-amerindia em suas disucssões, notabilizando identificação das práticas culturais e religiosas afro-ameríndias na Paraíba. Deste modo, propomos para essa discussão temas que focalizem diferentes espaços da Paraíba como lócus de pesquisa, envolvendo a discussão em torno dos saberes, as crenças e as práticas culturas dos grupos étnicos indígenas e afro-brasileiros, que mantém vínculos com essas tradições, bem como debates acadêmicos sobre as mesmas.



COORDENAÇÃO DE MINI-CURSOS

Profa. Dra. Margareth Maria de Melo (UEPB-NEABÍ)

E-mail: coordenacaominicursos@gmail.com
DIAS DO MINI-CURSOS:

DIA 20 de novembro: de 14:00 às 18:00h

Dia 21 de novembro: de 14:00 às 16:00h

Dia 22 de novembro: de 14:00 às 16:00h

Local: Centro de Integração Acadêmica (UEPB)

MINI-CURSO 1

HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA NO CURRÍCULO ESCOLAR: METODOLOGIA E RECURSOS

Prof. Dr. Waldeci Ferreira Chagas (UEPB/CH/DH/NEABI)



neabiminicurso1@gmail.com

EMENTA:


O propósito do minicurso é trabalhar com professores (as) da educação básica (educação infantil, fundamental e médio) a implementação dos conteúdos de história e cultura afro-brasileira e africana no currículo escolar, a partir dos diversos recursos e metodologia que estão ao alcance deles e da escola, no entanto, são invisíveis devido à negação das africanidades. Se a África está em nós, as práticas culturais dos (as) brasileiros (as) são dignas de comporem o currículo escolar, e assim auxiliar estudantes e professores (as) negros (as) e não negros (as) a construírem outras imagens de si e do (a) outro (a). Para tanto, trabalharemos com alguns recursos como a música, filme (curta metragem) imagens, memória, literatura etc. Através deles discutiremos como utilizá-los na escola de modo que os valores civilizatórios e o acervo cultural dos africanos e afro-brasileiros sejam cotidianamente vivenciados na escola, e esta instituição possa a se constituir espaço de vivência, valorização e de construção da identidade étnicorracial.

MINI-CURSO 2

FESTAS DE NEGROS NO BRASIL: TRADIÇÃO MEMÓRIA E IDENTIDADE

Profa. Dra. Cristiane Maria Nepomuceno (UEPB-NEABÍ)



neabiminicurso2@gmail.com

EMENTA: A influencia africana nas festas, música, dança e nos folguedos populares no Brasil. A cultura Afrobrasileira como patrimônio: festas, música e danças.

MINI-CURSO 3

O ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA INDÍGENA NA ESCOLA

Profa.Dra.Juciene Ricarte Apolinário (UFCG/NEABÍ)

Profa. Dra. Mércia R. R. Batista (UFCG)

Profa. Me. Celênia Souto Macedo (UEPB)

Alunos-bolsistas do PET-Antropologia (MEC/SESu/UFCG)

neabiminicurso3@gmail.com

O propósito do minicurso é partindo de uma discussão sobre os antecedentes que resultaram na Lei nº 9.394 de 1996, e nas alterações estabelecidas através das Leis nº 10.639 de 2003 e nº 11.645 de 2008, explorar os desafios de uma educação inclusiva. É na Escola - um lugar excepcional para a construção de autonomia e revisão da história para uma formação cidadã consciente e crítica - que devemos investir os maiores esforços, para que possamos superar os entraves gerados pelo preconceito e ignorância. Por isso mesmo esperamos contar com estudantes e professores, para que possamos nos perguntar sobre o Brasil, a escola e a visão da sociedade, que antecedeu à promulgação da Constituição Federal do Brasil de 1988. Para então seguir investigando os desafios postos para a criação de uma educação escolar diferenciada e voltada para o variado mundo indígena. Finalmente, discutiremos, através de exemplos, o desafio posto para a escola não diferenciada etnicamente e que precisa trabalhar os conteúdos e visões que favoreçam a percepção de uma sociedade plural.



MINI-CURSO 4

EDUCAÇÃO E INTERCULTURALIDADE: DEBATES E PRÁTICAS EDUCACIONAIS NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS.

Prof. Mestrando Ramon de Alcântara Aleixo (UFPB)

Prof. Mestrando Thiago Silveira de Melo (UFCG)

neabiminicurso4@gmail.com
EMENTA:

O presente mini-curso objetiva tecer discussões que problematizem as trajetórias educacionais brasileiras, em interface com os debates sócio-históricos que configuram o tema. A re-visitação das discussões ancoradas nos conceitos de identidade, nacionalidade, projetos educacionais e prática docente constitui o cerne da proposta em escrituração. Compreender as ressignificações que a identidade nacional perpassa ao longo dos horizontes de espera que configuram a história brasileira faz-se mister na incursão pelos territórios discursivos que representam as práticas socioculturais afrobrasileiras. Neste percurso, propomos re-visitar as representações discursivas erigidas em torno do projeto nacional, na interface com os projetos educacionais.


MINI-CURSO 5

A CULTURA AFRO-BRASILEIRA NAS TESSITURAS DAS ARTES MIDIÁTICAS: A PROPAGANDA E O CINEMA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO

Profa.. Dra. Maria Lindaci Gomes de Souza (UEPB-NEABÍ)

Profa. Me. Senyra Martins Cavalcanti (UEPB)

neabiminicurso5@gmail.com

EMENTA: Este mini-curso propõe discutir e refletir sobre as formas de apropriação midiática da cultura afro-brasileira através da arte cinematográfica e da propaganda no contexto da educação. Propõe discutir como professores da educação básica podem utilizar essas mídias no contexto da sala de aula. A  articulação esta mídia e educação permite no âmbito  da escola, uma aprendizagem significativa dos saberes afro-brasileiro.



MINI-CURSO 6

REPRESENTAÇÕES DE NACIONALIDADE E ETNICIDADE NA PASSAGEM DO SÉCULO XIX AO XX: UMA LIGAÇÃO ENTRE LIMA BARRETO, EUCLIDES DA CUNHA E MANOEL BONFIM

Prof. Dr. Jomar Ricardo Silva (UEPB/NEABÍ)

Acadêmico Diego de Sousa Santos (UEPB)

Acadêmico Jerferson Joyly dos Santos Medeiros (UEPB)

Acadêmica Karina Maria de Lima Amâncio (UEPB)

neabiminicurso6@gmail.com

EMENTA:Este mini-curso tem como debate as representações acerca das concepções de Nacionalidade e Etnicidade nas obras de Lima Barreto, Manoel Bomfim e Euclides da Cunha, bem como suas reflexões realizadas a partir dos conhecimentos vivenciados pelo contexto social e devidamente discorridos em suas obras, como a percepção da literatura e a repulsa do negro e do ideário de mestiçagem predominante na sociedade.  Emergindo da consciência étnica e social e da subjetividade que estes tinham em seu pensamento social, demonstraremos a partir da realidade que se inseriam como seus escritos registram os acontecimentos sociais resultantes das redefinições sucedidas no país e no mundo, durante a segunda metade do século XIX e início do século XX.



MINI-CURSO 7

AFROBRASILIDADES, EDUCAÇÃO E CULTURA: TECNOLOGIAS DE APRENDIZAGEM NAS LINGUAGENS DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Mestrando Gildivan Francisco das Neves (UFPB)

Profa. Dra. Patrícia Cristina de Aragão Araújo (UEPB-NEABÍ)

neabiminicurso7@gmail.com

Este minicurso se propõe a discutir sobre a questão de negros/as na contextura da educação através  das histórias em quadrinhos. Nossa proposta é mostrar que as histórias em quadrinhos são linguagens educativas, que enquanto tecnologias de aprendizagem, possibilitam trabalhar aspectos relativos a cultura e história afro-brasileiras através de eixos temáticos na sala de aula, contribuindo para a prática educativa escolar. 



neabiminicurso6@gmail.com
MINI-CURSO 8 –

LENDAS: LEITURA E ESCRITA DE ESTÓRIAS NATIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM SÓCIO-AMBIENTAL

Profa. Me. Normana Natália Passos (UEPB)



neabiminicurso8@gmail.com
Ementa:

As lendas e os elementos míticos que foram transmitidos de geração a geração por meio da oralidade e dos rituais indígenas. Os saberes milenares de explicação e respeito aos fenômenos da natureza e à vivência do ser humano, como parte integrante dessa natureza. Os questionamentos e discussões provenientes dos saberes indígenas e da sociedade envolvente no que se refere a tais conhecimentos e as imposições e contradições vivenciadas histórica e socialmente. A linguagem escrita e as artes literárias indígenas: escrita e leitura, dramatizações, ilustrações e confecção de outros materiais referentes às estórias indígenas.

INFORMAÇÕES

SECRETARIA DO NEABÍ

E-mail: neabicontato2012@gmail.com

Telefone: (83)344 -5329

INSCRIÇÕES

ENVIO DE RESUMO: DE 08 A 26 de Outubro 2012

Envio de carta de aceite – 28 de Outubro de 2012

Dia 28 de outubro de 2012: último dia para efetuar o pagamento do evento com apresentação de trabalho

TEXTO COMPLETO: Enviar até 23 de NOVEMBRO DE 2012

CONTA CORRENTE:

Banco do Brasil

Ag. 1591-1

C/C 8641X – Variação 51

VALORES:

Inscrições como ouvinte: R$20,00.

Alunos de graduação e professores da Educação Básica: R$20,00 (incluso mini-curso).

Pós-graduandos (as): R$40,00 (incluso o mini-curso).

Professores (as) universitários (as): R$60,00.

Normas para apresentação do resumo e texto completo

RESUMO

No resumo informar o Espaço diálogo e título do trabalho em caixa alta e nome dos autores alinhados à direita. Identificar a instituição e o e-mail em notas de rodapé. Deve, ainda, ser elaborado em 15 linhas em um único parágrafo. Conter de 3 até 5 palavras-chaves separadas por ponto e vírgula alinhadas à esquerda. Apresentar no resumo, objetivos, metodologia, referencial teórico, considerações ou resultados. A fonte deve ser Times New Roman tamanho 12, espaçamento simples justificado.



TEXTO COMPLETO

O texto completo deve ter entre 8 (oito) e 10 (dez) páginas.


Digitado em papel A4, em fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento entrelinhas de 1,5, alinhamento justificado, primeira linha do parágrafo com recuo de 1,25 cm e sem espaçamento entre parágrafos.
Margens de 3 cm (direita, esquerda, superior e inferior).
Título centralizado em letras maiúsculas e negritos, nome dos autores alinhado à direita.
Identificar a instituição e o e-mail em nota de rodapé.
O texto completo deve conter: introdução, objetivos, metodologia, resultados, conclusões e referências.
Pode conter ilustrações, gráficos e tabelas com as fontes devidamente identificadas.
Citações e bibliografias devem estar em conformidade com as normas da ABNT vigentes.
Páginas numeradas.

Os resumos e trabalhos completos devem ter no máximo até 04 (quatro) participantes entre autores e co-autores. A inscrição do participante dá direito a inscrever até 2 trabalhos como autor/co-autor, exceto em caso de professor orientador, que poderá participar como co-autor em todos os trabalhos de seus orientandos(as).



Os resumos devem ser enviados para o e-mail do Espaço de diálogo.

Comissão organizadora

Prof. Dr. Jomar Ricardo Silva

Prof. José Benjamim Pereira Filho

Prof. Waldeci Ferreira Chagas

Prof.. José Pereira Júnior

Profa.Margareth Maria de Melo

Profa. Cristiane Maria Nepomuceno

Prof. Dr. Josemir Camilo de Melo

Profa. Patrícia Cristina de Aragão Araújo

Profa. Maria Lindaci Gomes de Souza

Profa. Arleide Vicente

Profa. Elisângela Cabral Moço

Ac. Karina Maria de Lima Amâncio

Comissão Cultural

Profa. Patrícia Cristina de Aragão Araújo

Profa. Arleide Vicente

Profa. Elisângela Cabral Moço

Prof. Hezron Vieira Costa Lima

Ac. Karina Maria de Lima Amâncio



Ac. José Anderson Oliveira de Santana


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal