Jogo, brincadeira e prática reflexiva na formação de professores



Baixar 5.09 Kb.
Encontro20.07.2016
Tamanho5.09 Kb.


Jogo, brincadeira e prática reflexiva na formação de professores.
Lúcia Maria Salgado dos Santos Lombardi - FEUSP
A presente pesquisa investigou qual a contribuição de metodologias lúdico-reflexivas para a formação inicial de professores. Buscando alcançar um certo grau de sistematização dos saberes que podem ser desenvolvidos por meio da perspectiva lúdica, foram utilizados tanto autores que tratam diretamente da questão dos saberes dos professores, como também autores que pesquisam o desenvolvimento de capacidades e talentos humanos, os quais fornecem elementos para conceituar aspectos subjetivos envolvidos na profissionalidade docente. Os conceitos foram apreendidos de Saviani (saber atitudinal), de Guenther (talento psicossocial), de Rios (dimensão estética), de Chantraine-Demailly (competência relacional), de Gardner (inteligência interpessoal), de Polanyi e Schon (conhecimento tácito) e do grupo Guenther-Lent-Damásio (percepção). Somados a estes está também o “saber-refletir”, que é desenvolvido por meio dos procedimentos de reflexão constantes e coletivos realizados durante a formação lúdica dos professores. Foram analisados os motivos pelos quais existem dificuldades em introduzir o lúdico nos currículos dos cursos de formação docente e as contruibuições trazidas pela ludicidade, quando inserida nestes programas. Foram aprofundados os métodos de "Jogos Teatrais", de Viola Spolin e "Jogos Teatrais Brechtianos", de Ingrid Dormien Koudela, e a conexão destes com o conceito de Professor Reflexivo. Foi enfocada a possibilidade que estas metodologias de jogos oferecem de levar à construção de saberes por parte do educador, fazendo uso de duas fases distintas: o momento de jogo e o de reflexão. A pesquisa envolveu também a análise do trabalho em campo, ocorrido na disciplina "Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil", ministrada pela Profa. Dra. Tizuko Morchida Kishimoto, no curso de Pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, que possibilitou verificar o papel da brincadeira na construção de conhecimentos e identidade do Professor.

Palavras-chave: Jogo, formação de professores, prática reflexiva, saberes docentes.






©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal