Jonathas luiz



Baixar 29.35 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho29.35 Kb.


UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
GABRIEL CRUZ

JOÃO VITOR REBOUÇAS

JONATHAS LUIZ

LEONARDO GONÇALVES



AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS CORRENTES ALTERNADAS E CONTÍNUAS

Rio de Janeiro

2014

GABRIEL CRUZ



JOÃO VITOR REBOUÇAS

JONATHAS LUIZ

LEONARDO GONÇALVES

AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS CORRENTES ALTERNADAS E CONTÍNUAS

Trabalho desenvolvido durante a disciplina

Circuitos Lógicos como parte da avaliação referente ao primeiro semestre de 2014.

Prof Dr. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz


Rio de Janeiro

2014
RESUMO


O trabalho consiste em explicar o que são correntes alternadas e correntes contínuas assim como suas vantagens, desvantagens, aplicações e usos, observando os locais mais comuns de cada uma delas e justificando os motivos pelos quais eles são os mais adequados para essas correntes. Outro assunto a ser observado no trabalho são os riscos de usar correntes inadequadas em locais inapropriados.
Palavras chave: Corrente alternada. Corrente contínua. Corrente elétrica. Circuito.
SUMÁRIO



1

INTRODUÇÃO

5

2

CARACTERÍSTICAS DAS CORRENTES

6

2.1

CORRENTE CONTÍNUA

6

2.2

CORRENTE ALTERNADA

6

3

VANTAGENS E DESVANTAGENS

7

4

TIPOS DE CORRENTES E SUAS APLICAÇÕES

8

5

CONCLUSÃO

9




REFERÊNCIAS

10

1 INTRODUÇÃO
Este trabalho é apresentado em 4 seções.
Inicia com o item 2, que apresenta os diferentes tipos de correntes elétricas, mostrando as principais características das correntes alternadas e correntes contínuas.
A seguir o item 3, onde será demonstrado as vantagens e desvantagens entre os dois tipos de correntes elétricas, utilizando-se de comparações entre as duas.
E por fim, o item 4, que demonstrará através de exemplos os diferentes usos para cada tipo de corrente.
2 CARACTERÍSTICAS DAS CORRENTES

Para começarmos a falar sobre as diferenças entre corrente alternada e corrente contínua, precisamos primeiramente entender um pouco de como cada uma funciona.

2.1 CORRENTE CONTÍNUA
É caracterizada pelo fluxo de elétrons em apenas uma direção e de maneira constante, como é polarizada, os elétrons sempre seguem o caminho do pólo negativo para o positivo e isso a torna muito eficaz para pilhas e baterias. Diferente da corrente alternada, a corrente contínua não funciona com transformadores para modificar sua voltagem.

2.2 CORRENTE ALTERNADA

Essa corrente não tem uma direção única, ela é bi-direcional, por isso não trabalha com pólos positivo e negativo. Ela não age de maneira constante por causa da troca de direção feita pelos elétrons, logo a representação gráfica da voltagem pelo tempo é semelhante ao gráfico de seno, com pontos altos e baixos. Para uma transmissão mais eficiente é necessário mais voltagem e para isso é preciso recorrer aos transformadores, com o aumento dessa tensão quase não há perdas durante a transmissão, o que faz dela muito eficiente para grandes distâncias.

3 VANTAGENS E DESVANTAGENS
A principal vantagem da corrente alternada em relação à corrente contínua é a facilidade de transformar sem grandes perdas de energia a tensão e a intensidade da corrente, de modo que ela possa ser transmitida em longas distâncias ou em distâncias menores como usuários domésticos.

Em contra partida, a corrente alternada tem como desvantagem a segurança. Por conduzir altas voltagens em suas fiações, qualquer contato com uma voltagem alta poderia ser fatal. Desse modo, é inseguro utilizar correntes alternadas dentro de casa, além do que, a maioria dos aparelhos domésticos funciona apenas através das correntes contínuas.

As correntes contínuas têm como vantagem a segurança, por possuírem pouca voltagem o contato torna-se menos perigoso o que gera maior segurança do uso da corrente contínua nas residências

Como desvantagem a corrente contínua desperdiça muita energia em seu caminho, por isso ela é utilizada apenas em distâncias pequenas, ela pode ser fornecida por pilhas e baterias entre outros.



4 TIPOS DE CORRENTES E SUAS APLICAÇÕES
Partindo dos princípios abordados no tópico anterior, sobre as vantagens e desvantagens de se usar a corrente alternada e a corrente continua, podemos agora discorrer sobre onde elas podem ser mais bem usadas, e como tirar o melhor proveito delas.

Começando pela corrente alternada, um dos mais práticos exemplos de uso é o recebimento da corrente alternada por transformadores. A energia é gerada em usinas, e enviada através de linhas de transmissão como corrente alternada, que permite a transmissão dessa energia por longas distâncias. Ao chegar ao transformador, ela tem sua tensão reduzida, em geral para algo entre 127 ou 220 volts, e assim é enviada para as casas. Um dos principais motivos para essa redução é impedir acidentes graves com choques elétricos fatais em residências.

A corrente contínua (tipo de tensão em que o fluxo de cargas elétricas vai do potencial mais alto para o potencial mais baixo) por sua vez é utilizada geralmente em aplicações que se faz necessária o uso de baixa tensão, em especial em aplicações que usam baterias, e que, alias, são também um dos exemplos mais comuns para o uso de corrente contínua. Esse tipo de tensão é comumente usado em circuitos eletrônicos, a corrente flui apenas quando o circuito está fechado, porém, deixa de funcionar caso o mesmo esteja aberto.

5 CONCLUSÃO
Para que fosse possível qualquer comentário ou questionamento sobre este trabalho, foi necessário observar com detalhes o que são e como funcionam esses dois diferentes tipos de correntes contínuas e alternadas, além de suas vantagens e desvantagens apresentando exemplos de cada corrente. Não esquecendo de mostrar onde elas se encontram no nosso dia a dia e os possíveis riscos em casos de uso indevido.

REFERÊNCIAS
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

______. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva em documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro, 2012.

______. NBR 6027: informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

______. NBR 6028: informação e documentação: resumos. Rio de Janeiro, 2003.

______. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

SAAVEDRA FILHO, Nestor Cortez. Física aplicada, eletricidade básica. Curso de formação de operadores de refinaria, Curitiba: UnicenP, 2002. Disponível em: . Acessado em: 16 jan. 2014.


MUNDO ESTRANO. Qual a diferença entre corrente alternada e corrente contínua?. Rio de Janeiro: Abril S.A, 2012. Disponível em: . Acessado em: 16 jan. 2014.
MUSEU DAS COMUNICAÇÃOES DE MACAU. Circuito de Corrente Contínua. Macao, 2014. Disponível em: . Acessado em: 16 jan. 2014.




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal