Lançamentos & livros 12/06 16: 29 Yahoo Brasil Economia



Baixar 6.97 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho6.97 Kb.
LANÇAMENTOS & LIVROS
12/06 16:29 - Yahoo Brasil - Economia

LANÇAMENTOS & LIVROS

"A BELEZA IMPOSSÍVEL - MULHER, MÍDIA E CONSUMO", de Rachel Moreno, Editora Ágora,.80 páginas. Cada vez mais, meninas e mulheres se submetem a tratamentos diversos para emagrecer, alisar os cabelos e perder peso. Nesta obra, destinada a mulheres, homens, pais e educadores, a autora, a psicóloga Rachel Moreno, faz um alerta para os malefícios dessa imposição social e ensina a reconhecer os limites da ditadura da beleza. A autora trata na obra da possibilidade real desse excesso de vaidade se tornar um problema de saúde pública, dada a interferência da mídia, da publicidade e dos interesses do mercado na formação das crianças e adolescentes. "O ideal de beleza cria um desejo de perfeição, introjetado e imperativo. Ansiedade, inadequação e baixa auto-estima são os primeiros efeitos cola! terais desse mecanismo. Os casos mais complexos chegam à bulimia e à anorexia", afirma a psicóloga.

"JUN SAKAMOTO - O VIRTUOSE DO SUSHI", de Thomaz Souto Corrêa, Editora Bei, 274 páginas. Na obra, o jornalista relata a vida do sushiman Jun Sakamoto, hoje com 42 anos, desde a infância em Presidente Prudente, no interior paulista, moldada por rigor e disciplina pelo pai, já que o filho não gostava de estudar e tinha queda por aventuras. A carreira não nasceu de um curso de culinária, mas de muitas das reinvenções que Jun para se sustentar. Jovem, foi para Nova York, onde passou de ajudante-geral (com direito a fazer faxina grossa) a ajudante de sushiman em vários restaurantes. Depois veio o Jun estudante de arquitetura na USP, consultor e sushiman, tudo ao mesmo tempo. Na primeira parte do livro, 57 belas fotos de Cristiano Mascaro, em preto e branco mostram os bastidores do restau! rante e de uma viagem ao Japão. Na segunda parte, o fot! ó grafo Andreas Heiniger, em mais de 200 fotos, ensina o passo-a-passo de receitas consagradas do restaurante que leva o nome do sushiman, localizado no bairro de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Na última parte da obra, o leitor conhece 22 receitas do mestre.

"OS CARBONÁRIOS, de Alfredo Sirkis, Edições BestBolso, 504 páginas. Considerada a melhor história dos anos de chumbo, vencedora do Prêmio Jabuti, a narrativa de Sirkis se refere a um período de 43 meses, entre outubro de 1967 e maio de 1971. Um relato sobre o movimento estudantil de 1968 e seu esmagamento pelo regime militar; como um jovem secundarista se torna um guerrilheiro urbano; o seqüestro dos embaixadores da Alemanha e da Suíça e a libertação de 110 presos políticos; as façanhas e os dilemas de Carlos Lamarca; a crise e a destruição da guerrilha.Um testemunho real, eletrizante e che! io de suspense.

"A DAMA DAS CAMÉLIAS ", de Alexandre Dumas Filho, Nova Alexandria, 208 páginas, tradução de Renata Cordeiro.Publicado originalmente em 1848, "A Dama das Camélias" é a história do estudante de direito, Armand Duval, e uma cortesã parisiense, Marguerite Gautier. Essa história escandalizou a sociedade conservadora: quando o romance foi adaptado para o teatro, houve a acusação de imoralidade, em 1851. Nessa obra, do filho ilegítimo de Alexandre Dumas, aparecem descritas as conseqüências de um relacionamento sério entre um burguês e uma prostituta requisitada. Marguerite correspondeu ao amor de Duval. E teve de viver o dilema entre continuar a usufruir os luxos proporcionados por homens velhos e ricos ou levar uma vida mais amena com Duval.



"BANDEIRA DE BOLSO - UMA ANTOLOGIA POÉTICA", de Manuel Bandeira, L&PM, 166 páginas. Este vo! lume apresenta a compilação de 149 poemas do per! nambucan o Manuel Bandeira (1886-1968). São os mais populares e significativos, selecionados nos seguintes livros: "A Cinza das Horas", "Carnaval", "O Ritmo Dissoluto", "Libertinagem", "Estrela da Manhã", "Lira dos Cinqüent'Anos", "Belo Belo", "Opus 10", "Estrela da Tarde" e "Mafuá do Malungo". É possível entender a relação entre a sua poética e a sua biografia, e o seu interesse por temas e formas. Tuberculoso e desenganado, ele viveu até os 82 anos. Bandeira foi um dos precursores do verso livre no País e soube desentranhar da realidade brasileira o seu material poético. A fala das ruas e os personagens modestos nomearam os sentimentos coletivos da alma nacional.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal