Lettres de Marcellin J. B. Champagnat (1789-1840) Fondateur de l’Institut des Frères Maristes



Baixar 1.34 Mb.
Página71/108
Encontro18.07.2016
Tamanho1.34 Mb.
1   ...   67   68   69   70   71   72   73   74   ...   108

199 – Ao Padre PAUL BENOIT, Diretor do Seminário Maior, Montpellier, Héraut.


16 de julho de 1838.

Irmão François já tinha escrito, no ano anterior, ao então Superior do Seminário, Padre Gaspard Grasset. Queria ele estabelecer um noviciado no Sul da França. Como o Padre Champagnat se encontrava em Paris, o Irmão François pediu que aguardasse a volta dele para l'Hermitage. Sabia-se que Champagnat tencionava expandir a Congregação para o Sul.

Agora é o Diretor do mesmo Seminário que pede Irmãos, mas para sua cidade natal, Brassac.

Senhor Diretor,

Sua primeira carta chegou durante minha ausência. A última eu a recebi poucos dias depois que cheguei.

Acabam de anunciar-me que foram incluídas duas palavras em resposta à sua carta no envelope destinado ao Superior do seu Seminário. O teor da carta se referia a um projeto de noviciado que ele nos propusera. Talvez não tenha ainda recebido esta resposta.

Tenho intenção de fazer uma viagem rápida ao Sul (da França). Espero ir encontrá-lo para, juntos, conferenciarmos a respeito do estabelecimento que o senhor está pedindo. Na verdade não poderemos fornecer Irmãos neste ano, por falta de gente, mas o seu pedido é tomado em consideração e nos esforçaremos para atendê-lo o mais breve possível.

Aceite meus sentimentos de gratidão pela benevolência com que honra a nossa Sociedade e receba a homenagem de respeitoso com o qual sou seu mui humilde e obediente servidor.

Champagnat,

s. d. m.

200 – Ao Padre JEAN CHOLLETON, Vogário Geral da Diocese de Lião, Rhône.


25 de julho de 1838.

Como no ano anterior, o Padre Champagnat pede ao Vigário Geral a autorização de dar o hábito religioso a uma turma de postulantes. Será a terceira vestição do ano.

- Foram 15 postulantes em primeiro de janeiro;

- Mais 12, em 13 de maio;

- Serão 16 na terceira vestição, em 15 de agosto.

- São previstos mais 15, em 8 de dezembro próximo.

Total de noviços em 1838: 58

Resposta do Vigário Geral, escrita na mesma folha da petição: FIAT JUXTA OMNIA PETITA, FAÇA-SE TUDO DE ACORDO COM O PEDIDO.

Noviços não faltavam; o que fazia falta era tempo suficiente para dar-lhes uma boa formação religiosa e pedagógica.

V.J.M.J.


Notre Dame de l'Hermitage, 25 de julho de 1838.

Senhor Vigário Geral,

Venho pedir a V. Revma. a licença para conferir o hábito religioso a uns vinte noviços que o estão solicitando com muita insistência. A cerimônia será no dia da Assunção, se V. Revma. julgar que esta é uma data boa.

Estamos recebendo noviços em grande número, como nunca, mas a maior parte deles têm pouca instrução e não pagam quase nada. A divina Providência não nos abandonou até agora. É com ela que sempre contamos.

Digne-se V. Revma. receber os protestos de profundo respeito, com que tenho a honra de ser, Senhor Vigário Geral, seu mui humilde servidor.

Champagnat.


201 – Ao senhor MARCELLIN GERENTET, prefeito de Saint-Rambert-Sur-Loire, Loire.


27 de julho de 1838.

O pedido deste prefeito é convidativo, pois Saint-Rambert seria o ponto central de um conjunto de escolas. Algumas já funcionavam: Sury, Firminy. Outras, Usson e esta de Saint Rambert viriam depois.

Saint-Ramber, ponto estratégico, a 32 km de l'Hermitage e a 73 de Saint-Genis-Laval, passando por Oullins.

Mas, por ora, não é possível prometer mais fundações, estando já na mira La Grange-Payre e Saint-Pol-en-Artois. Só em 1885 é que foi aberta a escola de Saint-Rambert. Também é preciso dizer que no tempo de Champagnat, o pároco de lá torcia antes para os Irmãos da Cruz, do Padre Bochard, que já estavam em St-Just-sur-Loire

Senhor Prefeito,

Estou bastante contrariado por não poder mandar-lhe Irmãos na Festa de Todos os Santos que se aproxima, conforme seu desejo.

A falta de gente e as promessas anteriormente feitas nos impedem, no momento, de abrir novas escolas.

Creia-me, senhor Prefeito, que me seria muito agradável poder ir em auxílio de seu zelo pela instrução da juventude de seu município. Veria com muito bons olhos uma escola dirigida por nossos Irmãos e funcionando em Saint-Rambert, pois além do bom resultado que certamente alcançariam, bafejados pela sua benevolente proteção, uma tal escola estaria muito bem colocada para nós, como a marcar o centro das que já possuímos naquela região. Por isso, logo que pudermos, faremos o possível para atender a seus desejos e também para provar a V. Sª quanto lhe somos gratos pela confiança que tem demonstrado para com nossa instituição.

Tenho a honra de ser, com todo respeito, Senhor Prefeito, seu servo muito humilde e obediente.


202 – Ao Padre FRANÇOIS MAZELIER. Saint-Paul-Trois-Chateux, Drôme.


8 de agosto de 1838.

O Padre Mazelier deve ter respondido positivamente à carta de 16 de julho (cf. Carta no 198). Champagnat tem pressa em mandar-lhe os Irmãos sujeitos ao alistamento e que se apresentariam aos exames no mês seguinte, para conquistar o brevet (diploma) de professor primário.

V.J.M.J.


Notre Dame de l'Hermitage, 8 de agosto de 1838.

Padre Superior,

Aproveito imediatamente da bondade que o senhor continua tendo para conosco. Mando-lhe dois de nossos Irmãos com o hábito de sua Ordem, para que se apresentem junto com os seus ao exame que vai realizar-se no mês de setembro.

O serviço que o senhor nos está prestando não ficará sem recompensa e sem especial bênção para a sua obra.

Os trâmites a que dei andamento em Paris não ficarão sem efeito. O senhor Fulchiron que chegou de Paris, ontem me anunciou que os meus papéis chegaram finalmente ao Conselho de Estado, acompanhados de uma apostila favorável do senhor Ministro.

Espero que Maria usará de seu grande poder em favor desta autorização. É o que lhe estamos pedindo.

O Padre Colin, Superior Geral de nossa Sociedade, me encarregou de lhe dizer que ficou muito agradecido pela sua lembrança.

Receba os sentimentos de gratidão, com que tenho a honra de ser, com respeito, seu humilde servidor,

Champagnat

1   ...   67   68   69   70   71   72   73   74   ...   108


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal