Levantamento de casos de neoplasias ginecologicas malignas diagnosticadas em pacientes atendidas no programa da mulher, da fundaçÃo esperançA, no município de santarem pa, no período de janeiro a novembro de 2005



Baixar 8.06 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho8.06 Kb.
LEVANTAMENTO DE CASOS DE NEOPLASIAS GINECOLOGICAS MALIGNAS DIAGNOSTICADAS EM PACIENTES ATENDIDAS NO PROGRAMA DA MULHER, DA FUNDAÇÃO ESPERANÇA, NO MUNICÍPIO DE SANTAREM - PA, NO PERÍODO DE JANEIRO A NOVEMBRO DE 2005
Autores: Verena Shayd França de Almeida, Helder Henrique Costa Pinheiro, Hirlene Maria Santos dos Reis, José Daniel Rodrigues dos Santos

e-mail: verenaenf@gmail.com

Coordenador: Izamir Carnevali de Araújo, Mestre em clínica Integrada,

UFPA, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Clínica Odontológica.

e-mail: izamir@amazon.com.br

Trabalho apoiado por: PROEX

Área temática: Saúde


Introdução: O Programa de Assistência Mulher da Fundação Esperança, desenvolve várias ações na área da saúde, incluindo serviços educativos, de prevenção do câncer de colo uterino e de tratamento das doenças ginecológicas e cervicais, através de LEEP – LOOP ELECTOSURGICAL EXCISION PROCEDURE. O objetivo deste trabalho é divulgar a incidência de neoplasias malignas encontradas em pacientes deste serviço. Métodos: Os dados foram obtidos através das consultas feitas no período de janeiro a novembro de 2005, retirados de um sistema de informação da própria instituição. Resultados: Foram realizados 5.670 atendimento e destes, diagnosticam-se 55 casos neoplasias malignas, sendo 60% localizadas no útero, 29,1% na mama, 5,45% na vagina, 1,8% no ovário e 3,65% não especificadas. Conclusão: identifica que a maior taxa de neoplasias malignas são localizadas no útero, fato este que não diverge da situação de saúde da população feminina brasileira no que tange a tal a assunto.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BRASIL. Instituto para o Desenvolvimento da Saúde. Universidade de São Paulo. Ministério da Saúde. Manual de Enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde, 2001. 250 p.
MEDRONHO, R. A. Epidemiologia. São Paulo: Editora Atheneu, 2004. 517p.
PEREIRA, M. G. Epidemiologia – teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1995. 598 p.

LEVANTAMENTO DE CASOS DE NEOPLASIAS GINECOLOGICAS MALIGNAS DIAGNOSTICADAS EM PACIENTES ATENDIDAS NO PROGRAMA DA MULHER, DA FUNDAÇÃO ESPERANÇA, NO MUNICÍPIO DE SANTAREM - PA, NO PERÍODO DE JANEIRO A NOVEMBRO DE 2005
Área temática: Saúde
Introdução: O Programa de Assistência Mulher da Fundação Esperança, desenvolve várias ações na área da saúde, incluindo serviços educativos, de prevenção do câncer de colo uterino e de tratamento das doenças ginecológicas e cervicais, através de LEEP – LOOP ELECTOSURGICAL EXCISION PROCEDURE. O objetivo deste trabalho é divulgar a incidência de neoplasias malignas encontradas em pacientes deste serviço. Métodos: Os dados foram obtidos através das consultas feitas no período de janeiro a novembro de 2005, retirados de um sistema de informação da própria instituição. Resultados: Foram realizados 5.670 atendimento e destes, diagnosticam-se 55 casos neoplasias malignas, sendo 60% localizadas no útero, 29,1% na mama, 5,45% na vagina, 1,8% no ovário e 3,65% não especificadas. Conclusão: identifica que a maior taxa de neoplasias malignas são localizadas no útero, fato este que não diverge da situação de saúde da população feminina brasileira no que tange a tal a assunto.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BRASIL. Instituto para o Desenvolvimento da Saúde. Universidade de São Paulo. Ministério da Saúde. Manual de Enfermagem. Brasília: Ministério da Saúde, 2001. 250 p.
MEDRONHO, R. A. Epidemiologia. São Paulo: Editora Atheneu, 2004. 517p.
PEREIRA, M. G. Epidemiologia – teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1995. 598 p.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal