Lição 9 Sábado, 28 de Maio de 2016 a morte expiatória1 de Cristo (parte I)



Baixar 37.69 Kb.
Encontro23.07.2016
Tamanho37.69 Kb.

28, Maio, 2016 Lição 9— A morte expiatória de Cristo (parte 1) Pág.



Lição 9 Sábado, 28 de Maio de 2016

A morte expiatória1 de Cristo (parte I)

Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, [...] por ele também sois salvos, [...] que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:1-3).



Pendurado sobre a cruz, Cristo era o evangelho. Agora, temos uma mensagem: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1:29). [...] Esta é a nossa mensagem, nosso argumento, nossa doutrina, nossa advertência ao impenitente, nosso encorajamento para os tristes, a esperança de todo crente. — The SDA Bible Commentary [E. G. White Comments], vol. 6, p. 1113.

Leitura adicional:

O Desejado de Todas as Nações, pp. 741-764.

Domingo, 22 de Maio Ano bíblico: Esdras 4-6

1 • UM RESGATE É ENCONTRADO

A • O que Deus providenciou na experiência do sacrifício de Isaque? Qual o significado daquela provisão para a nossa experiência? Gênesis 22:7-13; Jó 33:24.

7 Então, falou Isaque a Abraão, seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? 8 E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim, caminharam ambos juntos. 9 E vieram ao lugar que Deus lhes dissera, e edificou Abraão ali um altar, e pôs em ordem a lenha, e amarrou a Isaque, seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha. 10 E estendeu Abraão a sua mão e tomou o cutelo para imolar o seu filho. 11 Mas o Anjo do SENHOR lhe bradou desde os céus e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. 12 Então, disse: Não estendas a tua mão sobre o moço e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus e não me negaste o teu filho, o teu único. 13 Então, levantou Abraão os seus olhos e olhou, e eis um carneiro detrás dele, travado pelas suas pontas num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.

24 então, terá misericórdia dele e lhe dirá: Livra-o, que não desça à cova; já achei resgate.

O carneiro oferecido em lugar de Isaque representava o Filho de Deus, que seria sacrificado em nosso lugar. Quando o homem foi condenado à morte pela transgressão da Lei de Deus, o Pai, olhando para o Filho, disse ao pecador: “Vive, Eu achei um resgate”. — Patriarcas e profetas, p. 154.



B • Quando essa provisão foi efetuada para salvar a raça humana? Mateus 25:34; Apocalipse 13:8 (última parte).

34 Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

8 … esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.

No instante em que o homem [...] fez exatamente aquilo que Deus lhe proibira, Cristo, o Filho de Deus, em pé entre os vivos e os mortos, disse: “Caia a punição sobre Mim. Eu vou ficar no lugar do homem. Ele deve ter uma nova oportunidade.” — The SDA Bible Commentary [E. G. White Comments], vol. 1, p. 1085.



Segunda-feira, 23 de Maio Ano bíblico: Esdras 7-10

2 • ESPERANÇA CENTRALIZADA NA VINDA DE UM SALVADOR

A • Desde quando Jesus veio para morrer pelos pecados da humanidade? 1 Timóteo 6:14 e 16; Filipenses 2:6.

14 que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo;

16 aquele que tem, ele só, a imortalidade e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém!

6 que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus.

[Jesus] oferecera-Se para dar Sua vida como resgate, e tomar sobre Si a sentença de morte, a fim de que por meio dEle o homem pudesse encontrar perdão; que pelos méritos de Seu sangue, e obediência à Lei divina, ele poderia ter o favor de Deus, e ser trazido para o belo jardim e comer do fruto da árvore da vida [...]. Ele deixaria toda a Sua glória no Céu, apareceria na Terra como um homem, humilhar-Se-ia como um homem, [...]. Ele morreria a mais cruel das mortes, suspenso entre o céu e a terra, como um pecador criminoso. — Primeiros escritos, pp. 149, 150.



B • Que promessa foi dada a Adão após ter cometido pecado, e qual é seu significado? Gênesis 3:15.

15 E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

[É citado Gênesis 3:15] Esta sentença, proferida aos ouvidos de nossos primeiros pais, foi para eles uma promessa [...]. Anjos celestiais de maneira mais ampla patentearam2 a nossos primeiros pais o plano que fora concebido para a sua salvação [...]. O Filho de Deus Se oferecera, para expiar, com Sua própria vida, a transgressão deles. Um período de graça lhes seria concedido e, mediante o arrependimento e a fé em Cristo, poderiam de novo tornar-se filhos de Deus. — Patriarcas e profetas, pp. 65, 66.



C • Que sistema foi apresentado a Adão e seus descendentes após a entrada do pecado no mundo e qual era o seu objetivo? Gênesis 4:3-5; Hebreus 9:13, 14 e 28.

3 E aconteceu, ao cabo de dias, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. 4 E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta. 5 Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o seu semblante.

13 Porque, se o sangue dos touros e bodes e a cinza de uma novilha, esparzida sobre os imundos, os santificam, quanto à purificação da carne, 14 quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

28 assim também Cristo, oferecendo-se uma vez, para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação.

Ao homem caído foi revelado o plano de infinito sacrifício, por meio do qual a salvação foi providenciada. Nada, a não ser a morte do amado Filho de Deus poderia expiar o pecado do homem. Adão ficou maravilhado com a bondade de Deus ao proporcionar tal resgate ao pecador. [...] Através da instituição do sistema típico de sacrifício e oferta, a morte de Cristo foi sempre mantida perante o homem culpado, a fim de que pudesse compreender melhor a natureza do pecado, os resultados da transgressão e o mérito da oferta divina. — The Signs of the Times, 20 de Fevereriro de 1893.



Terça-feira, 24 de Maio Ano bíblico: Neemias 1-4

3 • SALVADOR DE TODA A HUMANIDADE

A • Assim que o momento adequado chegou, o que o Pai decidiu fazer para libertar a humanidade da escravidão do pecado? Gálatas 4:4 e 5. Cristo veio a este mundo com a finalidade de salvar a quem? 1 Timóteo 4:10; 1 João 4:14.

4 mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, 5 para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.

10 Porque para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis.

14 e vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo.

[Cristo] sofreu a morte por todos, e por isso tem tocante e profundo interesse em cada pessoa. — Testemunhos para a igreja, vol. 9. p. 222.

Os samaritanos criam que o Messias havia de vir como o Redentor não só dos judeus, mas do mundo. O Espírito Santo dEle predissera, por meio de Moisés, como um profeta enviado por Deus. Por intermédio de Jacó fora declarado que a Ele se congregariam os povos; e de Abraão, que nEle seriam benditas todas as nações da Terra. Nessas escrituras baseavam os samaritanos sua fé no Messias [...]. Jesus começara a derrubar a parede de separação entre os judeus e os gentios, e a pregar salvação a todo o mundo. — O Desejado de Todas as Nações, p. 193.

B • Ao vir à Terra, que forma Cristo teve de assumir a fim de Se tornar o Salvador do mundo? Filipenses 2:7 e 8.

7 Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz.

C • Que palavras de Jesus nos asseguram que apenas Sua natureza humana morreu, e não Sua divindade, quando entregou a vida pelo homem? João 10:17 e 18.

17 Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. 18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai.

Aquele que disse: “Dou a Minha vida para tornar a tomá-la” (João 10:17), ressurgiu do túmulo pela vida que estava nEle mesmo. — Mensagens escolhidas, vol. 1, p. 301.

“Eu Sou a ressurreição e a vida” (João 11:2). Somente a Divindade pode usar essa linguagem. Todas as coisas criadas vivem pela vontade e poder de Deus. Elas são recipientes que dependem da vida do Filho de Deus [...]. Receberam vida que vem da Fonte de toda vida. Apenas Ele, sozinho, tem a imortalidade, cuja habitação é envolta em luz e vida, o Único que pode dizer: “Eu tenho poder para dar a Minha vida, e tenho poder para tornar a tomá-la.” — The SDA Bible Commentary [E. G. White Comments], vol. 5, p. 1113.

Quarta-feira, 25 de Maio Ano bíblico: Neemias 5-8

4 • A SEGUNDA MORTE É ABOLIDA PARA OS CRENTES

A • Como será chamada a pena de morte eterna, quando for infligida àqueles que rejeitaram a Cristo como seu Salvador? Apocalipse 20:14; 21:8.

14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.

8 Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte.

“O salário do pecado é a morte; mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6:23). Ao passo que a vida é a herança dos justos, a morte é a porção dos ímpios. Moisés declarou a Israel: “Hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal” (Deuteronómio 30:15). A morte a que se faz referência nestas passagens, não é a que foi pronunciada sobre Adão, pois a humanidade toda sofre a pena de sua transgressão. É a “segunda morte” que se põe em contraste com a vida eterna. — O grande conflito, p. 544.



B • Como Jesus experimentou a sensação de desespero daqueles que sofrerão a segunda morte? Mateus 27:46; Hebreus 2:9.

46 E, perto da hora nona, exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lemá sabactâni, isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

9 vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.

Cristo sentiu muito semelhantemente ao que os pecadores hão de sentir quando os cálices da ira de Deus forem derramados sobre eles. Terrível desespero, como um manto, adensar-se-á em torno de seu espírito culpado, e então hão de avaliar na plenitude de sua extensão, a malignidade do pecado. [...] Se eles recusam o benefício celeste [...], têm sua escolha e, ao fim, recebem o salário que lhes pertence, que é a ira de Deus e a morte eterna. Ficarão para sempre separados da presença de Jesus, cujo sacrifício desprezaram. — Testemunhos para a igreja, vol. 2, p. 210.



C • O que Cristo aboliu, e o que tornou possível a todos nós por meio de Sua morte? 2 Timóteo 1:10; João 5:24; Apocalipse 2:11.

10 e que é manifesta, agora, pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte e trouxe à luz a vida e a incorrupção, pelo evangelho,

24 Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.

11 Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte.

A imortalidade, prometida ao homem sob condição de obediência, foi perdida pela transgressão. [...] Não poderia haver esperança alguma para a raça decaída, se, pelo sacrifício de Seu Filho, Deus não houvesse trazido a imortalidade ao seu alcance [...]. Todo homem pode tomar posse desta inapreciável bênção, se satisfizer as condições. Todos os que, “com perseverança em fazer bem, procuram glória, e honra e incorrupção”, receberão “vida eterna” (Romanos 2:7). — O grande conflito, p. 533.



Quinta-feira, 26 de Maio Ano bíblico: Neemias 9-11

5 • UMA MARAVILHOSA TROCA

A • Por que Cristo sofreu a punição completa do pecado se Ele nunca cometeu nenhum erro? 2 Coríntios 5:21; Tito 2:14.

21 Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.

14 o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.

Jesus tomou sobre Si a humanidade. Ao fazer isso, quanta honra depositou sobre a raça humana! Ele sofreu como homem, foi tentado da mesma forma que os homens, mas sem participar do pecado. Mesmo sem conhecer o mal, foi feito pecado por nós, para que nEle fôssemos feitos justiça de Deus. — The Review and Herald, 18 de Novembro de 1890.



B • O que Cristo nos oferece em troca de nossos pecados? Romanos 5:17.

17 Porque, se, pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça e do dom da justiça reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.

Cristo foi tratado como nós merecíamos, para que pudéssemos receber o tratamento a que Ele tinha direito. Foi condenado pelos nossos pecados, nos quais não tinha participação, para que fôssemos justificados por Sua justiça, na qual não tínhamos parte. Sofreu a morte que nos cabia, para que recebêssemos a vida que a Ele pertencia. — O Desejado de Todas as Nações, p. 25.

Não somos dignos do amor de Deus, mas Cristo, nossa segurança, é digno, e capaz de salvar abundantemente todos os que forem a Ele. Qualquer que tenha sido vossa vida passada, por mais desanimadoras que sejam vossas circunstâncias presentes, se fordes a Jesus exatamente como sois, fracos, incapazes e em desespero, nosso compassivo Salvador irá grande distância ao vosso encontro, e em torno de vós lançará os braços de amor e as vestes de Sua justiça. [...] Ele roga a Deus em nosso favor, dizendo: “Eu tomei o lugar do pecador. Não olhes a este filho desgarrado, mas a Mim”. E quando Satanás intervém em altos brados contra nossa alma, acusando-nos de pecado, e reclamando-nos como presa sua, o sangue de Cristo intercede com Maior poder. — O Maior discurso de Cristo, p. 8.

Sexta-feira, 27 de Maio Ano bíblico: Neemias 12 e 13

PARA VOCÊ REFLECTIR

1. Qual era o objetivo de Deus ao dar uma segunda chance à humanidade?

2. Quando Adão morreu, com a idade de 930 anos, ele tinha conseguido pagar a pena de sua transgressão mencionada em Gênesis 2:17?

3. Em prol de quem Jesus deu a Sua vida na cruz?

4. Qual é a prova de que Jesus não aboliu a primeira morte?

5. O que devemos dar a Jesus, e ao mesmo tempo receber dEle, quando trocamos nossos pecados pela Sua justiça?

Sábado, 28 de Maio Ano bíblico: Ester 1-4


1 Expiatória: Relativo à expiação — purificação de pecados, crimes ou faltas cometidas.

2 Patentearam: Do verbo patentear — tornar manifesto, evidente; demonstrar.

Lições da Escola Sabatina A igreja e sua missão Abril – Junho, 2016





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal