Lista exercícios uerj 1



Baixar 70.05 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho70.05 Kb.

LISTA EXERCÍCIOS UERJ


1. (Uerj 2011) O enriquecimento da vida cultural do Rio de Janeiro, e até mesmo do país, após 1808, decorreu, sobretudo, das necessidades da elite dominante. No ambiente acanhado da sociedade americana, a novidade dos procedimentos característicos do círculo real exerceram extraordinário fascínio, produzindo um poderoso efeito “civilizador” em relação à cidade. Em contrapartida, a Coroa não deixou de adotar também medidas de controle mais eficientes. Após a tormenta da Revolução Francesa e ainda vivendo o turbilhão do período napoleônico, era o medo dos princípios difundidos pelo século das Luzes, especialmente as “perniciosas” ideias francesas, que ditava essas cautelas.


NEVES, Lúcia M. P. das e MACHADO, Humberto F.

Adaptado de O império do Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.


O texto aborda um duplo movimento provocado pela presença da Corte portuguesa no Brasil: o estímulo às atividades culturais na colônia e, ao mesmo tempo, o controle conservador sobre essas atividades.

Indique duas ações da Coroa que enriqueceram a vida cultural da cidade do Rio de Janeiro.

Explique, ainda, como o Estado português exercia controle sobre as atividades culturais.

2. (Ufrgs 2011) Leia o texto abaixo.


Conheça o Brasil que o dia 20 de setembro de 1835 foi a consequência inevitável de uma má e odiosa administração; e que não tivemos outro objeto, e não nos propusemos a outro fim que restaurar o império da lei, afastando de nós um administrador inepto e faccioso, sustentando o trono constitucional do nosso jovem monarca e a integridade do Império. (Manifesto de 25 de setembro de 1835)
Coletânea de documentos de Bento Gonçalves da Silva. Porto Alegre: Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, 1985. p. 269.
Em relação ao manifesto acima, é correto afirmar que

a) os farroupilhas defendiam, desde o primeiro momento, o ideário republicano e separatista.

b) os revoltosos desejavam antecipar a posse de Dom Pedro II, ainda menor de idade.

c) a revolta foi motivada pelo desejo dos farroupilhas de reintegrar a província ao Império brasileiro.

d) os revoltosos estavam contrariados com o governo do presidente provincial.

e) os farroupilhas representavam os ideais conservadores, manifesto na defesa do "império da lei".

3. (Uerj 2011) Em nome do povo do Rio Grande, depus o governador e entreguei o governo ao seu substituto legal. E em nome do Rio Grande do Sul, digo que nesta província extrema, afastada da Corte, não toleramos imposições humilhantes. O Rio Grande é a sentinela do Brasil que olha vigilante o Rio da Prata. Não pode e nem deve ser oprimido pelo despotismo. Exigimos que o governo imperial nos dê um governador de nossa confiança, que olhe pelos nossos interesses, ou, com a espada na mão, saberemos morrer com honra, ou viver com liberdade.
Carta escrita em 1835 por Bento Gonçalves, líder farroupilha, ao Regente Feijó.

Adaptado de PESAVENTO, S. J. A Revolução Farroupilha. São Paulo: Brasiliense, 1990.


Rio-grandenses! Tenho o prazer de anunciar-vos que a guerra civil que por mais de nove anos devastou esta bela província está terminada. Os irmãos contra quem combatíamos estão hoje congratulados conosco e já obedecem ao legítimo governo do Império do Brasil.

União e tranquilidade sejam de hoje em diante nossa divisa. Viva a religião, viva o Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil. Viva a integridade do Império.


Proclamação feita pelo Barão de Caxias em 1845, fim da Revolução Farroupilha.

Adaptado de SOUZA, A. B. de. Duque de Caxias: o homem por trás do monumento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.


A consolidação do Império do Brasil, entre as décadas de 1830 e 1850, significou a vitória de determinado projeto político e também o combate de propostas, como as defendidas pelos que lutaram na Revolução Farroupilha.

Aponte uma das propostas dos líderes farroupilhas e explique por que esse movimento foi considerado ameaçador pelos dirigentes do Império do Brasil.

4. (Uerj 2011)



No decorrer da década de 1970, medidas econômicas implementadas pelos governos militares afetaram de maneiras variadas as condições de vida dos brasileiros, como ilustram a propaganda e a charge.

Indique duas dessas medidas econômicas e dois dos seus efeitos sociais.

5. (Uerj 2011) Pelo que, começando, digo que as riquezas do Brasil consistem em seis coisas, com as quais seus povoadores se fazem ricos, que são estas: a primeira, a lavoura do açúcar; a segunda, a mercancia; a terceira, o pau a que chamam do Brasil; a quarta, os algodões e madeiras; a quinta, a lavoura de mantimentos; a sexta e última, a criação de gados. De todas estas coisas o principal nervo e substância da riqueza da terra é a lavoura dos açúcares.
BRANDÃO, Ambrósio Fernandes, 1618.

Adaptado de PRIORE, M. del; VENÂNCIO, R. P. O livro de ouro da história do Brasil. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.


Considera-se hoje que o Brasil colonial teve um desenvolvimento bastante diferente da interpretação de Caio Prado Júnior. É que mudou a ótica de observação: os historiadores passaram a analisar o funcionamento da colônia. Não que a intenção da política metropolitana fosse diferente do que propõe o autor. Mas a realidade se revelava muito mais complexa. No lugar da imagem de colonos engessados pela metrópole, vem à tona um grande dinamismo do comércio colonial.
Sheila de Castro Faria

Adaptado de www.revistadehistoria.com.br


O texto do século XVII enumera interesses da metrópole portuguesa em relação à colonização do Brasil; já o segundo texto, uma análise mais contemporânea, descreve uma sociedade mais complexa que ia além dos planos dos exploradores europeus.

Indique dois objetivos da Coroa Portuguesa com a implantação da empresa açucareira no Brasil colonial. Em seguida, identifique duas características da economia colonial que comprovam o seu dinamismo interno.

6. (Uerj 2010) As expedições destinadas ao apresamento de indígenas constituíram, como se pode observar no mapa a seguir, a principal atividade realizada pelos bandeirantes paulistas entre os séculos XVI e XVIII.

Estabeleça a relação existente entre as expedições de apresamento e as atividades econômicas desenvolvidas pelos habitantes da Capitania de São Vicente. Em seguida, identifique um efeito dessas expedições para a colônia portuguesa na América.

7. (Uerj 2010) Gonçalves Dias é um dos principais representantes do Romantismo no Brasil, movimento contemporâneo ao processo de consolidação do Estado monárquico brasileiro e que forneceu elementos simbólicos para a construção da identidade nacional. Observe este fragmento de um de seus poemas:

Canção do Tamoio

Não chores, meu filho;

Não chores, que a vida

É luta renhida:

Viver é lutar.

A vida é combate,

Que os fracos abate,

Que os fortes, os bravos

Só pode exaltar.

(...)


E pois que és meu filho,

Meus brios reveste;

Tamoio nasceste,

Valente serás.

Sê duro guerreiro,

Robusto, fragueiro,

Brasão dos tamoios

Na guerra e na paz.

(...)

Porém se a fortuna,



Traindo teus passos,

Te arroja nos laços

Do inimigo falaz!

Na última hora

Teus feitos memora,

Tranquilo nos gestos,

Impávido, audaz.

(...)


Antônio Gonçalves Dias

www.cin.ufpe.br

Identifique, em Canção do Tamoio, um elemento integrante da proposta de construção da identidade nacional brasileira. Justifique também a utilização desse elemento pelo movimento romântico.

8. (Uerj 2010)



A cena retratada pelos quadrinhos só se tornou possível na história recente do país com o fim do Ato Institucional nº 2 (AI-2) em 1979. A reforma partidária, assim como outros eventos do processo de restabelecimento do estado de direito no Brasil, contudo, permitiram ao regime militar controlar o ritmo da abertura política.

Indique a principal mudança produzida pela reforma partidária de 1979 e justifique sua aplicação no contexto da abertura “lenta, gradual e segura” promovida pelo regime militar.

9. (Uerj 2009) O trabalho na colônia:

1 - 1500-1532: período chamado pré-colonial, caracterizado por uma economia extrativa baseada no escambo com os índios;

2 - 1532-1600: época de predomínio da escravidão indígena;

3 - 1600-1700: fase de instalação do escravismo colonial de plantation em sua forma "clássica";

4 - 1700-1822: anos de diversificação das atividades em função da mineração, do surgimento de uma rede urbana, mais tarde de uma importância maior da manufatura - embora sempre sob o signo da escravidão predominante.

CIRO FlAMARLON SANTANA CARDOSO. In: LINHARES, Maria Yedda (org.). "História geral do Brasil". 9a ed. rio de Janeiro: Campus, 2000.

A partir das informações do texto, verificam-se alterações ocorridas no sistema colonial em relação à mão de obra.

Apresente duas justificativas para o incentivo do Estado português à importação de mão de obra escrava para sua colônia na América.

10. (Uerj 2008) Quilombo, o eldorado negro

Existiu

Um eldorado negro no Brasil



Existiu

Como o clarão que o sol da liberdade produziu

Refletiu

A luz da divindade, o fogo santo de Olorum

Reviveu

A utopia um por todos e todos por um



Quilombo

Que todos fizeram com todos os santos zelando

Quilombo

Que todos regaram com todas as águas do pranto

Quilombo

Que todos tiveram de tombar amando e lutando

Quilombo

Que todos nós ainda hoje desejamos tanto

Existiu

Um eldorado negro no Brasil



Existiu

Viveu, lutou, tombou, morreu, de novo ressurgiu

Ressurgiu

Pavão de tantas cores, carnaval do sonho meu

Renasceu

Quilombo, agora, sim, você e eu

Quilombo

Quilombo


Quilombo

Quilombo


(Gilberto Gil e Wally Salomão - 1983)

A letra da música acima faz referência a uma das formas de resistência escrava - a criação de quilombos - verificada tanto no Brasil colonial quanto após a independência. Explique por que os quilombos representaram um avanço na luta dos cativos contra seus senhores, ao longo do século XIX, e indique duas outras formas de resistência escrava.

11. (Ufrgs 2008) Considere as seguintes afirmações sobre o processo histórico da Guerra dos Farrapos.

I - A oposição de estancieiros e charqueadores ao Império foi motivada pela elevada tributação do charque gaúcho e da importação de sal, que beneficiava a importação do charque platino.

II - O poderio militar dos farroupilhas, sustentado pelos armamentos provenientes dos Estados Unidos, foi demonstrado ao Império nos combates de Fanfa, Batovi e Porongos.

III - A Paz de Poncho Verde, em 1845, permitiu ao Império o apoio militar da Província e o uso de seu território como base de operações para enfrentar os conflitos com o Prata, que se avizinhavam.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

12. (Uerj 2008) A proposição de planos de trabalho para o desenvolvimento nacional tornou-se comum entre os governos brasileiros, principalmente após a Segunda Guerra Mundial. No caso do período JK, o Plano de Metas apresentava de forma ambiciosa 31 objetivos a serem atingidos no espaço de cinco anos de mandato (1956-1960).

Considere as informações contidas na linha de tempo a seguir.



A partir desses dados, identifique dois problemas que dificultaram o cumprimento dos objetivos apresentados para o ano de 1956 e duas consequências da aplicação do plano - uma social e outra econômica - no chamado "período de recuperação econômica".

13. (Uerj 2007)

Essa ilustração foi publicada em 1865, durante a Guerra do Paraguai, e reflete o posicionamento de vários membros das elites intelectuais brasileiras favoráveis à guerra.

Apresente dois argumentos, utilizados na época, para justificar a participação do Brasil nesse conflito.

14. (Uerj 2007)



A passagem da década de 1920 para 1930 trouxe a afirmação de uma nova forma de expressão: o cinema. No Brasil, o sucesso das chanchadas da Cinédia refletiu o impacto de transformações sociais sobre a cultura.

Indique duas mudanças, uma política e outra econômica, vivenciadas pela sociedade brasileira na década de 1930 e aponte uma razão que explique o sucesso das chanchadas entre os segmentos populares urbanos da época.

15. (Uerj 2003) O Sete de Abril de 1831, mais do que o Sete de Setembro de 1822, representou a verdadeira independência nacional, o início do governo do país por si mesmo, a Coroa agora representada apenas pela figura quase simbólica de uma criança de cinco anos.

O governo do país por si mesmo, levado a efeito pelas regências, revelou-se difícil e conturbado. Rebeliões e revoltas pipocaram por todo o país, algumas lideradas por grupos de elite, outras pela população tanto urbana como rural, outras ainda por escravos. (...) A partir de 1837, no entanto, o regresso conservador ganhou força, até que o golpe da Maioridade de 1840 colocou D. Pedro II no trono, inaugurando o Segundo Reinado. Estava estruturado o Império do Brasil com base na unidade nacional, na centralização política e na preservação do trabalho escravo.

(CARVALHO, J. Murilo et al. Documentação política, 1808-1840. In: "Brasiliana da Biblioteca Nacional". Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional/Nova Fronteira, 2001.)

Indique um exemplo de revolta popular, ocorrida no período regencial e explique por que a antecipação da maioridade de D. Pedro II foi uma solução para a crise.


Gabarito:
Resposta da questão 1:
Duas das ações:

• criação da Imprensa Régia.

• contratação da Missão Artística Francesa.

• fundação do futuro Jardim Botânico (Real Horto).

• fundação da futura Biblioteca Nacional (Real Biblioteca).

• publicação de jornais, periódicos e obras de caráter científico com o aval da Imprensa Régia.


Órgãos do Estado português, agora sediados no Brasil, exerciam a função de fiscalizar e censurar todos os impressos, inclusive os importados, que aqui fossem publicados sob a justificativa de cuidar da moral, da religião e dos bons costumes.
O ano de 1808 marca a chegada da corte ao Rio de Janeiro que, na prática, tornou-se a sede do Estado português. A corte foi responsável direta pelo incremento das atividades culturais e artísticas e, ao mesmo tempo, pelo controle e censura das mesmas.
Resposta da questão 2:
[D]
O movimento farroupilha não adotou, em um primeiro momento, um caráter de ruptura, mas reivindicava uma mudança na política adotada pelo governo regencial, que havia impostos maiores tributos ao charque nomeado Antonio Rodrigues Braga para presidência da província, contrariando os interesses dos estancieiros.
Resposta da questão 3:
Uma das propostas:

• defesa do federalismo.

• abolição da escravidão.

• possibilidade de separatismo.

• defesa do regime republicano.

• revisão da política tributária imperial relativa ao charque sulino.


Os farroupilhas criticavam a monarquia e principalmente sua política centralizadora e unitarista, ameaçando a integridade territorial da nação e o ideal de unidade estabelecido pela Constituição de 1824.
A principal ameaça da rebelião gaúcha era o separatismo, que romperia a integridade do império do ponto de vista político e territorial. A Revolução Farroupilha iniciou-se no período regencial, marcado pela reorganização do Estado brasileiro e por lutas que ameaçam a estrutura tradicional de poder e encerrou-se já durante o Segundo Reinado, após forte repressão, mas com a preocupação de reconciliação, como se depreende do discurso de Duque de Caxias.
Resposta da questão 4:
Duas das medidas:

• controle da inflação.

• controle do câmbio pelo Estado.

• favorecimento do grande capital.

• controle da mão de obra por meio de políticas de arrocho salarial.

• favorecimento do consumo de bens duráveis por meio da facilitação do crédito.

• estímulo ao crescimento do setor industrial de bens de consumo duráveis, como eletrodomésticos e automóveis.
Dois dos efeitos:

• arrocho salarial.

• concentração de renda.

• perda da estabilidade no emprego.

• aumento das desigualdades sociais.

• aumento das desigualdades regionais.

• aumento da concentração da propriedade urbana e rural.
A primeira imagem retrata o aumento do consumo da classe média, que adquiriu não apenas seu primeiro carro na época, mas também a sua primeira casa, refletindo a queda da taxa de juros e as facilidades na obtenção de empréstimos. Destaca o consumo como sinal de ascensão social. A segunda imagem, uma charge, faz uma crítica a situação de pobreza da família brasileira que, se não tem o que comer, deveria se contentar com a “taça do mundo”, conquistada pela seleção brasileira de futebol em 1970 no México, ironizando o ufanismo dos governantes do período.
Resposta da questão 5:
Dois dos objetivos:

• fixar população portuguesa à terra.

• garantir o controle político do território por Portugal.

• produzir mercadoria de alto valor comercial no mercado europeu.

• garantir rendas à Coroa Portuguesa por meio da produção de gêneros de valor comercial.

• garantir o monopólio do Atlântico Sul e, consequentemente, da rota marítima para o Oriente.

• afirmar a preponderância portuguesa no cenário das grandes nações europeias do século XVI.
Duas das características:

• existência de atividades econômicas utilizando mão de obra livre.

• desenvolvimento de relações comerciais internas e com outras regiões, apesar das proibições características do monopólio metropolitano.

• existência de uma quantidade de capital circulante na colônia, empregado não só no tráfico negreiro como também na criação do gado e na lavoura de subsistência, voltadas principalmente para o mercado interno.


O texto destaca principalmente os objetivos econômicos, enumerando atividades produtivas, destacadas como geradoras de riqueza.

A crítica à análise tradicional procura destacar o dinamismo da colônia, que pressupõe a existência da pequena propriedade voltada para a subsistência ou a pecuária, desenvolvida a partir do trabalho livre.


Resposta da questão 6:
A ocupação das terras do planalto pelos paulistas ocasionou conflitos com as populações nativas locais, que foram em grande parte aprisionadas e então utilizadas como mão de obra escrava na lavoura de gêneros alimentícios. Por sua vez, o desenvolvimento dessa lavoura, destinada ao comércio intracolonial, estimulou a organização de novas expedições destinadas ao apresamento de indígenas.

Um dos efeitos:

• desbravamento e conhecimento dos sertões

• descoberta de ouro na região das Minas Gerais

• extermínio e escravização de populações ameríndias

• criação de caminhos e estradas entre as regiões desbravadas

• ampliação da oferta de mão de obra escrava indígena para outras regiões da América portuguesa

• legitimação das pretensões territoriais portuguesas na negociação do tratado de Madri

A questão analisa o bandeirismo de apresamento enfatizando o caráter cíclico dessa atividade e seus efeitos no processo colonizador.
Resposta da questão 7:
Valorização do indígena ou indianismo

A valorização e a idealização do indígena eram formas de destacar a originalidade do povo brasileiro, diferenciando-o do português colonizador e tentando apagar a presença do negro, significativa por conta da escravidão africana.

A idealização e valorização do indígena como elemento da identidade nacional foi uma característica básica do romantismo no Brasil.
Resposta da questão 8:
Fim do bipartidarismo político, possibilitando o pluripartidarismo.

O fim do bipartidarismo favorecia o esfacelamento político dos setores de oposição, que cresciam, e facilitava a manutenção por parte do governo da maioria de votos no Congresso.

Pressionado politicamente, após as expressivas vitórias do MBD (Movimento Democrático Brasileiro) partido considerados de oposição, o governo militar que vigorava no Brasil nos anos de 1970, buscando enfraquecer a oposição, enviou para o Congresso Nacional a Lei Orgânica dos Partidos Políticos, sancionada no final de 1979, que entre outras medidas restabelecia o pluripartidarismo.
No lugar do MDB, foi criado o PMDB e no da ARENA (Aliança Renovadora Nacional), partido de situação, surgiu o PDS. Algumas correntes dos dois partidos optaram por criar outras legendas, ao mesmo tempo em que, da sociedade novamente organizada politicamente, surgiam propostas de novos partidos.
Resposta da questão 9:
Duas das justificativas:

- oposição da Igreja Católica à utilização do indígena como escravo.

- dificuldade de apresamento dos indígenas, em função de sua migração / fuga para o interior.

- lucratividade do tráfico internacional de escravos, semelhante à de uma grande empresa, favorecendo traficantes e a Coroa Portuguesa.

- "falta de braços" para a lavoura dos principais produtos coloniais, devido a um ciclo de doenças ocorridas na segunda metade do século XVI, responsável pela morte de milhares de indígenas.

- caráter fortemente hierárquico da sociedade portuguesa desse momento, marcada pelo uso legitimado da escravidão.


Resposta da questão 10:
Por facilitar a sobrevivência de um grande número de escravos fugidos, e por utilizar táticas de ataques às propriedades próximas, representavam uma forma mais eficiente de resistência, atraindo, portanto, mais escravos e provocando medo entre os grandes proprietários.

Duas das formas:

- suicídio

- infanticídio

- assassinato de feitores/senhores

- aborto das escravas

- destruição dos meios de produção das propriedades

- automutilação


Resposta da questão 11:
[C]
Resposta da questão 12:
Dois dos problemas:

- falta de apoio político no Poder Legislativo

- insucesso no controle da inflação

- oposição da UDN

Uma das consequências sociais:

- aprofundamento do processo de urbanização da população

- aumento das desigualdades regionais

- aumento do poder aquisitivo das camadas médias urbanas

- favelização dos grandes centros urbanos

Uma das consequências econômicas:

- fortalecimento da política de substituição de importações

- maior ação de capitais estrangeiros no financiamento da economia nacional

- consolidação da indústria automobilística no país

- fortalecimento das indústrias de bens de consumo duráveis

- aumento do endividamento externo nacional

- maior dependência em relação ao capital internacional

- ampliação das taxas de crescimento anual do PIB

- significativo crescimento do setor industrial


Resposta da questão 13:
Dois dentre os argumentos:

- O caráter heroico, civilizador e libertador da guerra contra o ditador Solano Lopez, uma vez que o Brasil levaria a civilização a um país que era identificado como expressão da barbárie.

- A guerra ocorreu num período de mudanças na América Latina, em virtude dos investimentos britânicos, que permitiram o desenvolvimento de infraestrutura nos países. O Brasil, a fim de obter os benefícios desses investimentos, teve que se aproximar dos interesses dos britânicos, ou seja, manter a livre navegação na bacia platina.

- O Estado imperial temia que uma política expansionista paraguaia viesse a colocar em xeque a integridade territorial do Brasil, uma vez que, apesar da expansão da malha ferroviária, a ligação do restante do país com regiões do atual centro-oeste e do oeste da região sul fazia-se predominantemente por via fluvial.


Resposta da questão 14:
Uma dentre as mudanças políticas:

- Revolução de 1930

- fim da hegemonia política dos cafeicultores paulistas

- alteração da política do Estado brasileiro em face dos sindicatos

Uma dentre as mudanças econômicas:

- implantação de uma política de desenvolvimento industrial

- esgotamento do modelo de desenvolvimento primário-exportador

- redefinição dos critérios norteadores da política de proteção ao café

- maior peso das atividades econômicas voltadas para o mercado interno

Uma dentre as razões:

- Várias chanchadas retratavam, de forma simples e bem humorada, hábitos e maneiras de viver das populações rurais que estavam migrando para os centros urbanos e dando origem às crescentes camadas populares nas cidades.

- As chanchadas apresentavam tipos populares recorrentemente caracterizados de forma positiva, sublinhando comportamentos e visões de mundo que exaltavam virtudes inatas do povo como a ingenuidade sábia, a generosidade e a capacidade de superação em face das adversidades.


Resposta da questão 15:
Uma dentre as revoltas populares:

- Sabinada (Bahia)

- Balaiada (Maranhão)

- Cabanagem (Grão-Pará)



A maioridade de D. Pedro II foi a solução para a crise, pois teve como consequência a restauração do Poder Moderador, além de ser o mecanismo encontrado pelas elites imperiais de retorno à ordem com o fim das revoltas descentralizadoras que ameaçavam a unidade do Império e dos confrontos gerados pelas regências.

Página de



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal