Últimas notícias



Baixar 73.78 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho73.78 Kb.



ÚLTIMAS NOTÍCIAS

241

P.le M. Champagnat, 2 - C.P. 10250 - 00144 Roma www.champagnat.org


Tel. (39) 06 545 171 - Fax (39) 06 545 17 217 – Email: publica@fms.it

06-02-2007


NOTÍCIAS APARECIDAS NA WEB
05 - 23 de janeiro de 2007

Arquivo WEB


Brasil - 23/01/2007

Assembléia da Missão Marista

Província do Brasil Centro-Norte

Um coração, uma Missão - Foi o sentimento que tomou conta dos participantes da Assembléia Provincial da Missão Marista, que aconteceu em Brazlândia (DF), no período de 01 a 03 de novembro de 2006. A Assembléia Provincial, que contou com 72 participantes, faz parte da etapa provincial de preparação para a Assembléia Internacional da Missão Marista que será realizada em Mendes (RJ), em setembro de 2007. Durante o encontro, o grupo discutiu o tema: "Como chegamos até aqui? - Itinerário trilhado até a Assembléia Provincial" e encerrou as atividades definindo "Propostas! O que fica para nós e para a Missão?".

"Foi um momento muito rico graças à diversidade da Província. Nós compartilhamos todos os desafios e esperanças do nosso carisma", enfatizou o Ir. Luiz André, de Colatina (ES). "Contemplar a imagem da Assembléia foi reviver Pentecostes, onde todos puderam falar a mesma língua diante da diversidade", completou.

Na oportunidade, cada um dos participantes pôde compartilhar com o grupo as reflexões feitas nas Unidades, durante a fase local, parte fundamental do processo na busca por um novo significado no modo de viver a vocação Marista e a co-responsabilidade na ação evangelizadora.

"O mais importante no evento foi poder aumentar a possibilidade de visão da missão Marista. É muito significativo observar a diversidade de trabalhos conduzidos por um sonho, que é o Carisma Marista", destacou Francisco Pereira, membro da Comissão de Leigos.


Francia - 22/01/2007

Assembléia da Missão Marista na Província L'Hermitage

Um Coração, Uma Missão

Convidados que somos, a nos deixarmos seduzir pela maneira de sentir e de viver de Marcelino, sendo guiados pelo coração deste homem de Deus, de 2 a 5 deste mês de janeiro, éramos 98 maristas, entre irmãos e leigos, procedentes da Grécia, Hungria, França, Argélia e da região espanhola da Catalunha, reunidos em L’Hermitage. Éramos todos de lugares e com experiências diferentes, mas com uma maneira de viver e com um desejo comuns, isto é, viver à maneira de Marcelino Champagnat, compartilhando sua missão.

A primeira coisa que constatamos, logo ao iniciarmos o nosso encontro na tarde do dia 2 de janeiro, foi a riqueza espiritual que existe em cada lugar de nossas províncias, que se obtém através do trabalho ao lado das crianças e dos jovens. Constatamos também a beleza dessa vontade forte de viver e sentir presente o sonho de Marcelino, que ultrapassa os limites da vida consagrada. O carisma de Marcelino é compartilhado hoje pelos Irmãozinhos de Maria, vivido em comunidade e chega a muitas pessoas e lugares que se sentem muito próximos a nós, como os educadores, os nossos alunos, suas famílias, ex-alunos, os dirigentes, os voluntários, os catequistas...

É sempre muito animador ver que o espírito de Marcelino, vivido nas comunidades dos irmãos, também está presente nos diferentes grupos de leigos e de fraternidades maristas. É bom ver que este espírito está sendo vivido em comunidade e que, se não fosse a comunidade, a missão marista hoje não teria sentido.



Os trabalhos da tarde deste primeiro dia de encontro foram encerrados com uma visita à primeira comunidade marista, em La Valla, celebrando ali a Eucaristia para comemorarmos o 190º aniversário da fundação dos Irmãozinhos de Maria.

À noite, o Ir. Pau Fornells, que dirige o Secretariado dos leigos maristas, nos reuniu para falar de Um olhar sobre a missão compartilhada, dando-nos informações sobre os novos desafios para que prossigamos nossa caminhada, crescendo na realização da nossa missão, que é a de trabalhar com as crianças e os jovens, especialmente com os mais necessitados, de maneira compartilhada. Ele nos convidou, irmãos e leigos, a «lermos os acontecimentos à luz daquilo que o Espírito está fazendo dentro da Igreja e no mundo», e a constatarmos que os leigos sentem o mesmo, ou até maior «entusiasmo pelo carisma, pela espiritualidade e pela missão maristas», e estão nos pedindo ajuda para vivê-los em plenitude.

O segundo dia foi iniciado com um tempo de reflexão pessoal, ocasião para lermos o documento de trabalho elaborado pela comissão provincial e para relermos a realidade compartilhada através dos testemunhos feitos nos grupos de diálogo.

A partir de uma «radiografia» da situação, feita no período da manhã, a análise da realidade que enfrentamos, as constatações apresentadas, trabalhamos no período da tarde e chegamos a algumas convicções, que são os eixos indicadores da essência da vida marista. Eles se apresentam assim:

• A identidade: nós, irmãos e leigos, somos herdeiros de um mesmo carisma e de uma mesma espiritualidade.

• A dimensão comunitária da missão:

a. nos apoiamos mutuamente,

b. queremos caminhar juntos, compartilhando a fé, a vida e a missão,

c. é um caminho que devemos fazer a partir da co-responsabilidade.

d. com uma formação, ao mesmo tempo conjunta e específica.

• Nossa parcela de participação na Igreja é aquela de trabalhar com as crianças e com os jovens:

1. anunciando Jesus Cristo de maneira criativa e adaptada aos nossos tempos,

2. acolhendo os jovens e acompanhando-os,

3. oferecendo o testemunho, através de nossas vidas, de que amamos Jesus e seu evangelho,

4. testemunhando de nossas experiências e vivências, convidando-os a fazer parte de uma comunidade de vida.

Encerramos o dia de trabalho com a celebração da eucaristia, momento em que fomos convidados a olhar «a rocha na qual fomos talhados».

Depois do jantar, celebramos a festa da Epifania dentro de um espírito de família, onde cada um apresentou alguma coisa típica do seu lugar de procedência, para que os outros conhecessem, cantando também as canções apropriadas para o tempo de Natal nas diversas línguas.

O terceiro dia foi reservado para que, a partir das constatações feitas e do estabelecimento das nossas convicções, pudéssemos fazer algumas recomendações.

O material elaborado nesta assembléia provincial será enviado ao encontro europeu que se realizará em Guardamar, na Espanha, no mês de julho, e ao encontro internacional de Mendes, no Brasil, que será em setembro deste ano.

O Ir. Xavier Barceló, provincial, depois que foram feitas as consultas, por escrito, durante a assembléia, nomeou os leigos e irmãos que deverão estar participando destes encontros.

Esta assembléia não foi improvisada, mas em todos os estágios de sua preparação, foram mais de 800 pessoas, entre irmãos e leigos, que participaram das diferentes fases de diálogos. A assembléia teve um ritmo tranqüilo, sereno, de reflexão, de celebração e diria também que foi carismática.
México - 22/01/2007

Um tempo de graça para o México Central

Assembléia provincial sobre a missão marista

De 8 a 10 de dezembro de 2006 vivemos na Quinta Soledad, em Tlalpan, D.F., a fase provincial da Assembléia internacional sobre a missão marista. Éramos 67 delegados, de 28 obras, a compartilharmos durante dois dias os assuntos relacionados com os processos vividos localmente, tais como o que cada obra realiza, suas forças e debilidades, nossas inquietudes e necessidades diante de Deus e a comunidade.

Temos vivido este processo como um tempo de graça que nos tem estimulado e fortalecido, por tudo aquilo que estamos vivendo e fazendo, tanto no plano pessoal como comunitariamente, em cada obra educativa. O novo entusiasmo que se dá à missão marista nos reanimou e exaltou. Nos ajudou a dirigir nosso olhar e nossos pés à nossa realidade, reconhecendo seus contrastes e luzes, e também a olhar e a dar as mãos às pessoas que estão em torno a nós. Estamos tendo também a oportunidade de partilhar nossas inquietudes e necessidades diante de Deus e da comunidade.

Estamos fortalecendo o sentido de participação de um mundo real e palpável, onde o carisma marista continua vivo hoje e sempre nas crianças e nos jovens, nos trabalhos que realizamos, nas escolas, nas comunidades indígenas e nos lugares onde os encontramos. É o carisma que se transforma em luta pela justiça, em coragem e força para conseguir uma vida mais digna e plena, para que prossigamos no espírito de participação, de apoio e de colaboração, vivido como família e como irmãos.

Sentimos o desafio do empenho para obtermos um compromisso maior com a nossa missão, retornando à essência, ao porquê de estarmos aqui, de nossa razão de ser. São Marcelino repetia sempre: «Amar a Deus e torná-lo conhecido e amado principalmente pelas crianças e pelos jovens mais necessitados». Estamos conscientes de que esta é uma obra de Deus e temos confiança que ele nos dará as graças necessárias para que ela permaneça viva e seja sempre realidade em nossa comunidade.

Durante o encontro, pudemos compartilhar algo mais do que a estrutura da obra educativa, ou daquilo que pode nos condicionar, como o sentimento de propriedade, mas se procurou viver realmente um espírito de família e de união entre leigos e irmãos, que vivem e partilham esta bonita missão.

A alegria de nos conhecemos melhor, o diálogo fraterno, a apresentação de cada uma de nossas obras, os momentos de oração, os debates proveitosos e respeitosos que fizemos em pequenos grupos de trabalho, foram algumas das riquezas que podemos destacar deste encontro e que nos ajudaram a cumprir os objetivos aos quais nos propusemos nesta fase provincial de discussões:

- compartilhar a vida e celebrar juntos o chamado de Deus para a missão marista,

- compartilhar as experiências e os resultados dos processos locais,

- elaborar as contribuições de nossa província para a Assembléia geral sobre a missão marista,

- escolher as pessoas, cujos nomes serão submetidos ao Conselho, para que dentre eles sejam eleitos os nossos representantes, um irmão e dois leigos, na Assembléia internacional.

Algumas diferenças na maneira de afrontar este processo, naquilo que se refere à organização, à convocação, à animação das reuniões, nossas incongruências e, em alguns casos, a deserção durante o período de preparação, foram alguns dos obstáculos que foram necessários reconhecer, e que uma vez discutidos, precisam ser vencidos.

Vivemos com alegria, entusiasmo, reflexão e discernimento esta maravilhosa e inédita fase provincial, preparando-nos para a Assembléia internacional marista. Ao final deste encontro provincial, nos sentimos entusiasmados para avançar na direção do futuro de nossa missão, lançando-nos juntos, com coragem e esperança, mas sempre deixando nas mãos de Jesus, de Maria e de Marcelino todas as nossas inquietudes, expectativas e propostas. Que sejam eles, finalmente, os que nos inspirarão e nos guiarão, para que esta renovação de nossa missão se torne realidade e chegue a bom termo. Buscando sempre conservar um só CORAÇÃO e uma mesma MISSÃO.


Casa Geral - 19/01/2007

O Irmão Basílio Rueda continua presente entre nós

Uma figura que cresce com o tempo

O décimo aniversário da morte do irmão Basílio Rueda ficou estampado no calendário de nossos dias. Houve uma celebração humilde e sincera da sua memória durante todo o ano que estamos encerrando. Sua figura cresce na medida em que o tempo passa. O repouso e a quieta fazem com que apareçam a qualidade excelente do bom vinho. A cada mês o Ir. Aureliano Brambila alimentou a memória com pequenos textos que podem ser consultados em http//www.geocities.com.ricocepam/.

Durante este ano de recordação, na sua casa natal de Acatlán de Juarez, México, foi colocado uma placa com o seu nome. Além disso, ficaram pequenos sinais que dizem como pouco a pouco se confirma e estende sua fama de santidade.

No dia 21 de janeiro de 1996 faleceu um homem ao qual Deus tinha pacientemente preparado para que durante 18 anos fosse o sucessor de São Marcelino, nos momentos difíceis do pós-Concílio para estar a serviço dos seus irmãos.

Nas suas palavras de despedida, em nome dos irmãos, familiares e amigos, o irmão Brambila relembrava assim o Ir. Basílio: “historicamente se coloca na linha dos sucessores de Marcelino: Francisco, Luis Maria, Néstor, Teófano, Estratónico, Diógenes, Leónides, Carlos Rafael, BASILIO RUEDA, Charles Howard, Benito Arbués e hoje Seán Sammon. Essa série de homens que foram encarregados de propagar o carisma do fundador, na amplitude da Igreja e do mundo, de reunir os irmãos no seguimento de Jesus Cristo e em torno a Maria, em benefício das crianças e jovens em qualquer situação em que se encontrem. Basílio ocupou o nono lugar dentro desse time de discípulos marcados por Marcelino”

Hoje acompanhamos com alegria o crescimento da sua fama de santidade. O processo de estudo dos escritos do Ir. Basílio por parte de peritos que são encarregados de garantir a sua autenticidade nos dará novas notícias no futuro. Enquanto isso, queremos nos deixar acompanhar por um homem cujo ideal era “Queimar minha vida por Cristo! E... ir deixando o caminho de sua vida espalhado de amigos!”


Nigéria - 19/01/2007

Assembléia provincial

Província da Nigéria

Passados alguns anos depois da realização do 5º Capítulo provincial, muitos irmãos tinham a sensação de que deveriam propor uma mudança de marcha, parar um pouco suas atividades para avaliar o caminho andado e orientar novamente a província para que seja dada uma resposta aos chamados que ela recebe.

A assembléia começou com o encontro das fraternidades que congregam o laicado marista da província. Achavam-se presentes mais de 100 de seus membros, acompanhados de um bom número de irmãos, e nessa ocasião foram feitas as acolhidas aos novos integrantes do movimento. O encontro se constituiu uma ocasião excelente para uma convivência familiar e para o intercâmbio de idéias.

Foi também o momento propício para escolher democraticamente aquele que será o representante na assembléia sobre a missão marista, que se realizará no Brasil. Foi eleito como delegado Matthias Odemeh. O leigo Odemeh é professor de inglês em uma de nossas escolas e também é diplomado em francês. É um homem profundamente católico que há mais de 40 anos vive em contato com os irmãos. Por outro lado, neste encontro do laicado também foi solicitado às fraternidades que traçassem um plano de apoio aos irmãos no campo da promoção vocacional e para que trouxessem sugestões sobre temas e aspectos que podem passar a fazer parte de um guia de formação de leigos, que está sendo elaborado na província.

Nesta assembléia estiveram presentes 45 irmãos. Nela foram revistos diversos aspectos de nossa vida, à luz das informações que chegavam de Kalisa e Maurice, conselheiros gerais que visitaram nossa província, e das resoluções do 5º Capítulo provincial. O ambiente da reunião era certamente de renovação e nesse clima foram feitas observações e recomendações para que o Conselho provincial, não apenas dê o impulso necessário ao desenvolvimento das idéias apresentadas, mas ajude para que sejam colocadas em prática.

A assembléia recomendou a todos os irmãos da província para que renovem sua vida espiritual, voltando assim às suas motivações originais. Os irmãos deverão revitalizar sua vida de consagrados em meio às armadilhas atuais, tais como o secularismo, o modernismo e o pós-modernismo, a busca da fama e da riqueza, que aos poucos está prevalecendo na sociedade nigeriana, além da busca da liberdade completa e da perversão da sexualidade.

Exortou-se as comunidades sobre a necessidade de construir uma vida de irmandade, na qual seus membros possam crescer individualmente, mas também destacou-se a importância do apoio comunitário à vida espiritual dos irmãos e a necessidade de que os superiores façam uma entrevista com os irmãos de sua comunidade de uma maneira mais regular, dentro das possibilidades.

Ao irmão provincial e seu Conselho foi recomendado que intensifiquem os esforços no campo da formação permanente dos irmãos, especialmente no plano profissional e neste momento, para que estes possam enfrentar as exigências dos tempos atuais. Também lhes foi solicitado para que façam algo, diante da alarmante situação financeira da província, sobretudo no que se refere ao seguro social dos irmãos.

A assembléia foi também para nós uma ocasião para reafirmarmos as maravilhas que acontecem nas vidas dos membros da província, em seu conjunto. Procurou-se valorizar o zelo apostólico e o espírito missionário dos irmãos, o sentido comunitário que se vive na inteira província e a boa disposição de todos para viver de acordo com os meios disponíveis. O fato de nos termos mantido em forma, apesar das opressivas condições sociais nas quais se encontra o país, é uma prova tangível da fidelidade dos irmãos aos ideais originais.

Ir. Johnson Nwokeiwu
Sri Lanka - 18/01/2007

O trabalho do laicado marista no campo da educação

Os membros dos grupos de nossas escolas maristas

Os membros dos grupos de leigos maristas de nossas escolas estiveram reunidos no dia 20 de dezembro de 2006 no Holy Cross College, de Kalutara. O encontro começou com uma pequena oração e em seguida Bertie Fernando fez uma breve reflexão sobre o tema do laicado marista e o trabalho realizado por seus membros no campo educativo.

Durante o encontro, os participantes propuseram o seguinte plano de ação para o ano de 2007:

1. Publicar um boletim para compartilhar as atividades que são realizadas e que procurará aprofundar a questão do laicado marista, abordando três temas ao longo do ano.

2. Organizar um retiro de dois dias para os grupos, abrindo-se o convite também a outros professores que se mostrarem interessados.

3. Celebrar a festa de são Marcelino Champagnat.

A parte final do encontro foi reservada para uma série de atividades de animação, das quais participaram os noviços maristas e os membros dos Clubes Champagnat. O programa foi encerrado com uma refeição, com a participação de toda a irmandade.
Argentina - 16/01/2007

Primeira profissão e renovação dos votos temporários

Província Marista Cruz del Sur

No dia 8 de janeiro foi concluído, na «villa Marista», de Mar Del Plata, Argentina, o quarto retiro anual para os irmãos, pregado pelo Ir. Josep Maria Soteras, da Província de L’Hermitage.

Na missa de encerramento, presente também nosso irmão Carlos Adrián Urrutia Núñez, que acaba de concluir seu período de noviciado em Cochabamba, na Bolívia, e o vice-mestre de noviços, «Chema» Custodi.

Com a presença de numerosos irmãos, nós celebramos com alegria a consagração de «Carli» ao Senhor Jesus. Participaram do acontecimento muitos de seus familiares, dentre os quais se encontravam seus pais e irmãos, e todos juntos procuramos fazê-lo sentir a nossa alegria de recebê-lo como co-irmão nesta tarefa de proclamar o reino de Deus a partir do carisma de Marcelino. O Ir. Demetrio, depois de saudar os numerosos jovens e familiares que vieram acompanhar a renovação dos votos e a primeira profissão, destacou o sentido da consagração religiosa e dos votos religiosos. Em seguida, Carlos, fazendo um comentário das leituras, destacou o sentido vocacional de Maria, diante de sua aceitação da vontade de Deus.

Que o Senhor da Glória, aquele que nos chama a seu serviço, o fortaleça e o anime para que prossiga crescendo neste caminho que se inicia. Obrigado Carli, pela sua entrega generosa. Obrigado Maria, porque continua acompanhando a consagração dos nossos jovens irmãos.

Nesta mesma cerimônia, renovaram seus votos temporários os irmãos Jorge Arraztoa, Juan José Bernal, Pedro Chileno e Jorge Walder. No retiro anterior, feito em 22 de dezembro, foi a vez da renovação do Ir. Diego Santiago. No distrito do Paraguai, neste mês, renovaram seus votos os irmãos Luís Fernando Vega, Marciano Flecha, Cesar Borja e Máximo Benítez.

Nossos jovens irmãos, com os seus votos temporários, nos entusiasmam para que prossigamos renovando nosso compromisso de fidelidade e para que conservemos um coração jovem e indiviso, para o reino.

Ir. Eduardo
Itália - 15/01/2007

Novo «site-web» dos quatro ramos maristas

Perpectivas maristas de espiritualidade

«Perpectivas de Espiritualidade», é o nome do novo site lançado pelos ramos maristas e que começou a funcionar no dia 14 de dezembro de 2006, editado em quatro diferentes línguas. Ele pretende ser um local para que cada um dos ramos possa compartilhar suas respectivas maneiras de entender e viver a espiritualidade marista.

O projeto nasceu em um dos encontros dos conselhos gerais maristas, em Roma. Para isso, cada um deles delegou uma pessoa com a finalidade de cuidar de sua criação. Destes encontros dos conselhos gerais maristas já foi publicado um livro intitulado «Como Maria», em edição bilíngüe e em três idiomas, reunindo os dez textos mais importantes de cada um dos ramos, e que tratam da espiritualidade da família marista. O padre J.B. Jolly o apresenta em um artigo que pode ser encontrado no site marista da França.

Representando o Conselho geral dos Irmãos Maristas, integra este comitê o Ir. Théoneste Kalisa.

Para tornar mais acessível este instrumento e para que ele sirva de contato entre os membros dos ramos maristas, o site será animado de agora em diante por quatro pessoas. Ele será enriquecido com os artigos dos leigos maristas, das Irmãs Maristas Missionárias, das Irmãs Maristas, dos Padres Maristas e dos Irmãos Maristas. Os artigos seguem um tema e o primeiro deles a ser proposto tem por título «Chamado a ser marista, o que significa isto para mim?». O próximo tema, para o mês de junho, será «A maneira marista de ser, na Igreja e no mundo». A cada seis meses se apresentará um novo tema.

Ficamos contentes com esta nova janela que se abre para que a obra marista, realizada pelos quatro ramos, seja mais conhecida em todo o mundo, e desejamos perseverança e longa vida.



Visita o site
Espanha - 12/01/2007

2º Capítulo provincial de Ibérica

Sempre em frente, com coragem, audácia e esperança!

De 26 a 30 de dezembro de 2006 foi realizado o 2ª Capítulo provincial de Ibérica, em Lardero, La Rioja. No dia 26, depois que foi constituída a mesa que presidiria os trabalhos e ouvida a saudação do Ir. Seán, presente no Capítulo, foi lida a comunicação oficial do superior, na qual se anunciava a reeleição do Ir. Samuel Holguín para um novo mandato de três anos como provincial de Ibérica. Neste momento do encontro, reuniram-se numerosos irmãos e amigos para celebrar a festa jubilar dos irmãos Jesús García Garayo e Jesús Leante, que completavam 50 anos de consagração religiosa, além de Dionisio Pérez, Aquileo Manciles, Esteban Villalba e Cruz Bujanda, que festejavam 60 anos de congregação, e de José González del Amo, marista há 70 anos.

O dia 27 teve início com a apresentação dos seis leigos convidados a participar do Capítulo, que eram: Marta e Javier (Bilbao), Carlos e Julio César (Guadalajara), Maite (Pamplona) e Octavio (Chamberi). Em seguida foi dedicada uma sessão para uma avaliação global do triênio, através das informações apresentadas pelas comissões, onde se viu a riqueza das atividades que diariamente realizam os irmãos e os leigos da província.

No dia 28, pela manhã, foram estudados os temas propostos ao Capítulo: a pastoral vocacional, a vocação marista, as conclusões do encontro provincial de jovens e os documentos «Sonho» e «Tarefa», assim como a vitalidade das comunidades. No período da tarde foi analisado o documento tratando dos centros educativos como lugares de evangelização e sobre a formação de seus agentes. Nele havia cinco linhas de ação, que se entrelaçam: evangelização e educação, a identidade marista que se encontra do projeto educativo, a característica legal dos centros, a coordenação provincial que garante a coesão e o bom funcionamento através da formação contínua, os processos de qualidade e a inovação pedagógica.

No período da tarde se refletiu sobre a missão compartilhada entre irmãos e leigos, a partir de uma questão: missão ou tarefa compartilhada? As respostas ajudaram a esclarecer dúvidas e a ver as dificuldades e reticências, e partindo deste ponto foram solicitados mais audácia e entusiasmo para inovar, partilhar e avançar unidos. O dia foi encerrado com uma análise da estrutura provincial, feita pelo Ir. Samuel, destacando-se o grande trabalho realizado nos três últimos anos para construir a Província Ibérica.

No dia 29 foram estudadas as propostas para as linhas fundamentais, depois de pesquisas realizadas entre os irmãos e os leigos. Após um debate e as votações, as quatro linhas propostas ao novo conselho ficaram assim:

1. Reforçar a vitalidade e o acompanhamento dos irmãos e das comunidades da província.

2. Fortalecer o aspecto evangelizador de nossas obras, com especial sensibilidade para os jovens mais necessitados.

3. Intensificar e ir mais a fundo na vida e na missão compartilhadas entre irmãos e leigos.

4. Intensificar e acompanhar os processos vocacionais nos campos educativos e pastorais nos quais estamos presentes.

Em seguida a assembléia sugeriu estratégias para dar prosseguimento às linhas traçadas.

No período da tarde dedicou-se ao estudo do regulamento para o 3º Capítulo provincial e as normas da província. Depois do que, passou-se à eleição dos sete irmãos conselheiros para este próximo triênio. Acompanharão o Ir. Samuel neste trabalho, os irmãos Ambrosio Alonso, Moisés Alonso, Alfonso Fernández, Abel Muñoz, Alberto Oribe, José Luis Santamaría e Ernesto Tendero.

O 2º Capítulo provincial foi encerrado nessa mesma noite, com um discurso do Ir. Seán, que aproveitou para agradecer a província por sua generosidade, tanto na ajuda econômica como no oferecimento de irmãos. Ele também insistiu na abordagem de temas importantes, como a reestruturação, a pastoral vocacional e a formação, o laicato marista e a missão. Exortou os presentes a «construir o futuro que Deus quer para todos e para a caminhada marista de vida», concretizando-a «de tal maneira que se possa dizer dos irmãos e leigos de Ibérica, que eles acertaram em prosseguir em frente, com coragem, audácia e esperança».


França - 12/01/2007

Província L'Hermitage

Assembléia Provincial da Missão Marista

Aproximadamente uma centena de pessoas, contando irmãos e leigos, se reuniu em Notre Dame de l’Hermitage para realizar a Assembléia provincial. Participaram dela os membros procedentes dos diferentes países e regiões que compõem a província, como a Argélia, a Catalunha (Espanha), a França, a Grécia, a Hungria e a Suíça. Cada um deles apresentou, através de diapositivos, as diversas atividades de sua unidade administrativa.



Na missa celebrada à tarde em La Valla, que foi presidida pelo novo bispo de Saint Etienne, estiveram reunidos todos os membros da assembléia juntamente com os moradores da região e arredores, que vieram para festejar o 190º aniversário da fundação do Instituto neste pequeno vilarejo situado nas encostas do monte Pilat.

Foi uma cerimônia marcada pela simplicidade, assim como a fundação de Marcelino. O objetivo da nossa assembléia foi o de dar um impulso ao trabalho que ele mesmo iniciou, sonhando de novo com o mesmo entusiasmo que incendiou o coração do fundador e dar continuidade à sua missão adaptada ao mundo de hoje.

O apelo está lançado!

Video - WMV (3,5 MB) - Em francês
Espanha - 11/01/2007

Assembléia Provincial Sobre A Missão

Província Marista Mediterrânea

Durante os dia 27, 28 e 29 de dezembro foi realizada em Guardamar, Alicante, a primeira assembléia provincial sobre a missão. Participaram dela 75 integrantes da província, dos quais 33 irmãos e 42 leigos. Dentre estes, um terço veio das regiões da província que ficam fora da Espanha, mas na Itália, no Líbano e na Síria. Estavam presentes representantes de praticamente todos os colégios que tinham sido convidados anteriormente a enviar seus delegados. Se bem que tenha sido o Conselho provincial que lançou a iniciativa, foi o Conselho de obras, recentemente criado durante o 2º Capítulo realizado no verão do ano passado, que se encarregou de dirigir os diferentes trabalhos.



No início foi entregue a cada assistente um documento base, no qual estavam reunidas as reflexões que tinham sido apresentadas pelos mais diferentes lugares da província. Este documento era composto de duas partes, ou sejam: «Nossas convicções» e «Nossas propostas ou desafios para o futuro», com um total de 15 pontos que devem ser analisados.

Os irmãos Manuel Jorques, provincial, Juan Ignácio Poyatos, delegado educacional, e Pau Fornells, diretor do Secretariado dos leigos, desenvolveram alguns temas, como «Desafios da Província Mediterrânea à luz da missão educativa marista», «Apresentação do documento de trabalho elaborado a partir das contribuições locais» e «O papel dos leigos na missão educativa marista».

Houve igualmente reuniões de pequenos grupos e assembléias plenárias, além de painéis de testemunhos e experiências. Efetivamente, foram apresentadas diversas experiências de missão realizadas na província, tais como as comunidades mistas de irmãos e leigos, algumas diferentes iniciativas de solidariedade, a realidade italiana no âmbito educativo, o distrito da África do Oeste, etc.

Os objetivos gerais propostos eram, fundamentalmente, dois: por um lado, refletir sobre o nosso apostolado e o trabalho pastoral que se desenvolve nos colégios e nas obras que não estejam diretamente ligadas a eles, e por outro lado, levar nossas apreensões e propostas à Assembléia internacional sobre a missão, que será realizada no Brasil.

Além do irmão provincial e parte de seu Conselho, participaram desta assembléia todos os membros do Conselho de obras.

O ambiente vivido durante estas jornadas foi de muita proximidade e ao mesmo tempo bastante aberto, apesar de ter participantes de vários países e com línguas diferentes, o que obrigou os organizadores a solicitar os serviços de uma equipe de tradutores de espanhol, italiano e francês.

Ir. José Delgado García
México - 10/01/2007

14º Capítulo provincial do México Ocidental

Um tesouro a ser partilhado!

No dia 22 de dezembro de 2006 foi iniciado nosso 14º Capítulo provincial, com a participação de 73 irmãos, entre capitulares e observadores, além de dez observadores leigos que nos acompanharam durante todo o tempo, quando foi empossado o Ir. Víctor Preciado para um segundo mandato como provincial do México Ocidental. Deve-se destacar a presença do Ir. Antonio Ramalho, conselheiro geral, durante os trabalhos do Capítulo.



A manhã do primeiro dia dos trabalhos foi dedicada à apresentação e ao estudo do informativo sobre as atividades, relativo ao triênio 2003-2006. As reações diante das informações apresentadas pelo provincial foram, em geral, de aprovação e de agradecimento pelo trabalho desenvolvido por um grande número de pessoas durante os três anos da gestão anterior do Ir. Víctor e seu conselho. Foram constantes os convites para que todos se envolvessem nos trabalhos da província, compartilhando as responsabilidades de sua animação.

Durante a tarde de sexta-feira, dia 22, os trabalhos foram centralizados na análise das prioridades fixadas no Capítulo provincial anterior, com o objetivo de determinar sua vigência para o período da nova gestão provincial.

A primeira parte da manhã do sábado, dia 23, foi dedicada à apresentação e análise das prioridades elaboradas pelas equipes. Todas as equipes ratificaram a continuidade das quatro prioridades fixadas pelo 13º Capítulo provincial, que são as seguintes:

1. Revitalizar nossas comunidades, para que sejam espaços de fraternidade, de simplicidade e de vida evangélica, a serviço da missão.

2. Renovação humana, espiritual, profissional e doutrinal dos irmãos, para a vivência de sua consagração.

3. Irmãos e leigos devem assegurar, juntos, a qualidade da educação evangelizadora, com uma clara e evidente orientação social (solidariedade) em nossas obras.

4. Renovar nossa pastoral vocacional.

Por último, depois de um tempo dedicado ao diálogo e à votação por parte dos irmãos capitulares, foi definida uma quinta prioridade: tornar visível nossa preferência pelos pobres, através de nossa presença e compromisso em favor deles.

Durante a celebração da Eucaristia na tarde da sexta-feira, dia 22 de dezembro, presidida pelo arcebispo de Guadalajara, cardeal Juan Sandoval, foi realizada a cerimônia de posse do Ir. Víctor Preciado para o seu segundo mandato como provincial do México Ocidental. Depois da comunhão, um grupo de representantes dos diversos setores da província acompanhou o Ir. Víctor Preciado até o altar. Dois irmãos maristas, o mais idoso e o mais jovem da província, mais uma menina, um jovem e uma colaboradora leiga leram a carta na qual o Ir. Seán Sammon, superior geral, nomeava o Ir. Víctor como provincial para um segundo triênio.

O Ir. Antonio Ramalho, representando o irmão superior geral, entregou ao Ir. Víctor uma imagem da Boa Mãe, trazida do Haiti, e que significava a entrega simbólica que a congregação marista fazia daquela missão caribenha à nossa província.

Depois da celebração eucarística, foi oferecido um jantar festivo, animado pelo coral da Universidade Marista de Guadalajara, integrado pelos alunos dos colégios maristas de Guadalajara.

Durante a tarde do segundo dia de atividades do 14º Capítulo provincial, foram feitas as votações para a escolha dos novos conselheiros provinciais, que são os seguintes: Javier López Godina, Manuel Franco, Luis Enrique Rodríguez, Enrique Escobar, Oscar Becerra e Oscar Domínguez.

O último trabalho realizado nestes dias de sessões foi a definição dos temas de estudo para o segundo período de sessões do 14º Capítulo provincial: «A participação dos leigos no Capítulo provincial» e «Atualização das normas da província».

O 14º Capítulo provincial contou com a participação de dez colaboradores leigos de nossas obras: José Luis Ochoa Hernández (Instituto Valladolid de Morelia, Michoacán), Eduardo López Martínez (Instituto México, Tijuana, B.C.), Pedro Orozco Torres (Colégio Cristóvão Colombo de Tepic, Nayarit), Margarita Bonilla Garay (Centro de animação marista, CAM, de Guadalajara, Jalisco), Gerardo Ortiz Martínez (Instituto México de Ciudad Juárez, Chihuahua), Julio Enrique Segovia Sosa (Centro Universitário Montejo de Mérida, Yucatán), Luis Humberto Medrano M (Escola Franco Guadalupe, de Monterrey, N.L.), Sergio Estrada Navarro (Colégio Morelos de Tepatitlán, Jalisco), Ramón Salcido Ruiz (Universidade Marista de Guadalajara, Jalisco), José Luis de la Cruz V. (Cervantes Bacharelado de Guadalajara, Jalisco). Eles estiveram presentes nas sessões capitulares como observadores, com direito à palavra tanto na comissão geral e plenária, como nos trabalhos realizados nas equipes. A presença e a participação deles enriquecem os trabalhos do Capítulo, fazendo com que progressivamente se torne realidade a missão compartilhada em nossa província.


Guatemala - 09/01/2007

Profissão Perpétua na Guatemala

A alegria das novas profissões

A Província da América Central viveu em espírito de agradecimento a alegria das novas profissões religiosas. No dia 29 de novembro o Ir. Francisco Porres fazia a sua profissão perpétua na Guatemala, após o encerramento do seu retiro. No dia 8 de dezembro, festa da Imaculada, mais de 75 irmãos estávamos reunidos em San Salvador para agradecer a Deus pela sua bênção, que nos chegava com a primeira profissão de dois novos irmãos: Juan Carlos e Alejandro. No dia 19 de dezembro também nos vestíamos para uma festa, pois em San Juan, em Porto Rico, celebrávamos a profissão perpétua do Ir. Edgardo Lopes.

Deus continua operando, continua nos abençoando e nos pede uma fidelidade que se manifeste nos pequenos detalhes do dia a dia.



Agradecemos aos nossos irmãos por suas respostas generosas e prometemos nosso apoio em sua caminhada.







Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal