Manuel Pedro Nunes



Baixar 7.23 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho7.23 Kb.
Manuel Pedro Nunes, barítono
Nasceu no Barreiro e iniciou os seus estudos na Academia de Amadores de Música, com a prof.ª Albertina Xavier. Concluído o Curso Geral, ingressou na classe da prof.ª Joana Silva, tendo concluído o Curso Superior de Canto do Conservatório de Lisboa com a máxima classificação. Prosseguiu os seus estudos no Mozarteum, em Salzburgo, sob a égide do prof. Rudolf Knoll, como bolseiro do Ministério da Cultura e da Fundação Luso-Americana. Trabalhou com a prof. ª Vera Rozsa em Londres, durante amplos períodos, como bolseiro do IPAE e da AB-FLAD. Frequentou ainda várias "masterclasses" com professores como: Elizabeth Grümmer e Hugo Diez (em Salzburgo), Sena Jurinac (em Viena), Kurt Equiluz (por duas vezes em Lisboa), Eberhardt Wächter (Salzburgo) e José van Dam (Bruxelas), sempre com cartas de louvor e de recomendação. Foi premiado em concursos nacionais e internacionais. Cursou ainda Engenharia Química (que é a sua formação académica de base) e frequentou Filologia Clássica e Matemáticas, tendo ainda ampliado os seus conhecimentos linguísticos, dominando oito idiomas. Regressou à Escola Superior de Música de Lisboa, para concluir a nova licenciatura, de novo com a classificação máxima. Concluiu depois o Mestrado em Artes Musicais (“Lied” e Oratória) na Universidade Nova de Lisboa com elevada classificação.

Como concertista tem feito recitais para a RDP, para a Fundação Gulbenkian, para várias autarquias, para a Universidade de Aveiro, para o Instituto Franco-Português, para o Palácio de Fronteira e Palácio Foz, e para a FLAD, tendo apresentado em estreia em Portugal as "Ten Old American Folk Songs" de Copland. Tem actuado muitas vezes como solista de concerto com a OSJ, nas Missas de Schubert em Sol Maior e Lá Bemol Maior, na Missa em Dó Menor de Mozart e em "A Criação" de Haydn. Cantou depois o "Stabat Mater" de Rossini também com a OSJ e participou na Gala Verdiana na Aula Magna da Reitoria de Lisboa, interpretando o Quarteto de “Rigoletto” e a ária do Conde de Luna de “O Trovador”.

A sua estreia operática deu-se no teatro da Trindade no papel de Conde Almaviva em "As Bodas de Fígaro" de Mozart, numa produção de grande sucesso. Estreou-se depois no protagonista de "Rigoletto" de Verdi, no Teatro Camões. Integrou o elenco do espectáculo "Viva Verdi", com excertos do "Otello", "Rigoletto", "Trovador", "Traviata" e "Força do Destino". Cantou recentemente a integral dos ciclos de Schubert no Palácio Foz, que já apresentara em Setúbal, e fez o “Messias” de Händel com a Orquestra de Cascais e as “Valsas” de Brahms, seguindo-se o protagonista do “Don Giovanni”, Don Alfonso em “Così fan tutte” e concertos de árias de Ópera com a Orquestra do Norte.

Tem-se apresentado múltiplas vezes em concerto nos Palácios de Queluz e da Ajuda, nos Jerónimos, nas Universidades do Minho e Nova de Lisboa, e em várias autarquias, sendo de destacar a interpretação do ciclo “Die schöne Magelone” de Brahms e do “Italienisches Liederbuch” de Wolf, a que se seguirá em breve o “Spanisches Liederbuch”. Cantou também a “Petite Messe Solennelle” de Rossini.



A estreia internacional ocorreu em França, tendo cantado “Les nuits d’été “ de Berlioz em Marmande. Prosseguiu a carreira internacional cantando o Sumo Sacerdote na ópera “Sanson et Dalila” de Saint-Saëns no Minnesota Summer Arts Festival (EUA). Voltará aos EUA em 2011 para a “Winterreise” de Schubert. Apresentou-se em recital em Paris e como conferencista no Moadon Ivry, onde voltará em breve com outro recital e outra conferência, visando a divulgação da Música Portuguesa.

Trabalhou com os maestros Christopher Bochmann, Leonardo de Barros, Roberto Pérez, Fernando Fontes, António Lourenço, Ferreira Lobo, Nikolay Lalov, Manuel Ivo Cruz, Manuel Teixeira, Pierre Calmelet e Gaetano Collajanni; e com os encenadores Cláudio Hochmann, Fernando Serafim, Gonçalo Portela, Leonor Beltrán e Hervé van der Meulen; e apresentou-se em recital com os pianistas Fernando Fontes, José Bon de Sousa, Francisco Sassetti, Nicholas McNair, Luísa da Gama Santos, Vera Prokic, Lucien Luc, Ian Mirtumnikov, Françoise Billoire, Paule Grimaldi, Eduardo Regula, Kodo Yamagishi, João Crisóstomo e Armando Vidal.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal