Maputo acolhe encontro internacional sobre harmonizaçÃo e padronizaçÃo clínica dos laboratórios maputo, 23 Janeiro de 2008



Baixar 9.22 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho9.22 Kb.




`


MAPUTO ACOLHE ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE HARMONIZAÇÃO E PADRONIZAÇÃO CLÍNICA DOS LABORATÓRIOS
Maputo, 23 Janeiro de 2008 – Um total de 120 peritos e decisores oriundos de 28 Países africanos, do Camboja, do Haiti, da Índia, da Tailândia e do Vietname participam em Maputo, desde a terça-feira, num encontro internacional de três dias sobre a Harmonização e a Padronização Clínica dos Laboratórios.
Sob o lema “Apoiar a Expansão Sustentável da Qualidade de Testagem para a Melhoria dos Cuidados e do Tratamento de Pessoas Infectadas e afectadas pelo HIV/SIDA, Tuberculose e Malária” o encontro tem os seguintes objectivos: 1) Traçar a lista das necessidades vitais e essenciais dos Laboratórios; 2) Orientar as autoridades sanitárias e profissionais dos laboratórios no concernente à Planificação Estratégica; dos laboratórios e harmonização na aquisição do equipamento; e 3) orientar em assuntos técnicos fundamentais, incluindo contratos de manutenção de serviços e na certificação de equipamento.
O encontro é organizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o apoio do Banco Mundial, do Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos da América para o alivio do HIV/SIDA (PEPFAR), do Fundo Global para a Luta contra a SIDA, Tuberculose e Malária (GFTAM) pela Fundação Bill e Melinda Gates, assim como pela Fundação Clinton.
Falando na cerimónia de abertura do encontro o Secretário Permanente do Ministério da Saúde, Dr. Jorge Tomo, enalteceu a importância do seminário tomando em linha de conta o estágio em que se encontram a testagem clínica laboratorial, a harmonização, assim como a Padronização na Região Africana.
Por seu turno o Representante da Organização Mundial da Saúde em Moçambique (OMS) enalteceu o tema afirmando que “o tema é concerteza particularmente importante pois como todos sabemos o HIV/SIDA, a Tuberculose e a Malária são as três doenças prioritárias que devem ser abordadas de forma adequada de modo a melhorar a saúde de milhões de pessoas infectadas e afectadas por estas doenças sem fronteiras”.
Ele acrescentou que “ o seminário vai nos dar uma plataforma para discussões adicionais e concordarmos sobre como expandir uma testagem sustentável de qualidade para estas doenças e outras que debilitam as condições de saúde e estabelecer e/ou reforçar uma rede laboratorial eficiente e efectiva usando equipamentos e instrumentos laboratoriais padronizados e harmonizados a todos os níveis”.
Parceiros chaves, incluindo os representantes do Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos da América para o alívio do HIV/SIDA (PEPFAR), do Fundo Global para a Luta contra a SIDA, Tuberculose e Malária (GFTAM) pela Fundação Bill e Melinda Gates, assim como pela Fundação Clinton, reafirmaram suas intenções de continuar a trabalhar com a OMS e apoiar os países para mitigar o impacto destas doenças.
Existe uma concordância global de que um bom diagnóstico, assistência e tratamento das pessoas afectadas pelo HIV / SIDA, pela tuberculose e pela malária exige o reforço dos sistemas de cuidados de saúde, em especial os serviços de laboratório. Um dos elementos-chave deste esforço é caminhar para a padronização dos testes e dos equipamentos necessários a cada nível do Sistema de Saúde do País.
Particularmente em África, onde os recursos são limitados e o fardo de HIV, da Tuberculose e da malária são geralmente elevados, a falta de uma adequada capacidade laboratorial, constitui hoje um importante desafio para expandir e sustentar as acções de prevenção, do tratamento e dos cuidados para o HIV / SIDA, Tuberculose e Malária.
No final da reunião, os participantes acordaram em enfrentar este desafio, através da elaboração de políticas e de Planos Estratégicos nacionais de laboratório. Elaboraram Uma Declaração final que estabelece o compromisso global do reforço de um sistema nacional integrado de laboratórios numa perspectiva de Saúde Pública.
FIM/


Para informações adicionais, por favor, queira contactar : Telefone : 258- 21492733 ou moreirag@mz.afro.mz.org




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal