Marcos Pedroso – sax soprano Milton Vito – sax alto Ramiro Marques



Baixar 27.69 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho27.69 Kb.



Saxofonia - Quarteto de Saxofones

Marcos Pedroso – sax soprano
Milton Vito – sax alto
Ramiro Marques – sax tenor
Ederson Marques – sax barítono

Saxofonia - Quarteto de Saxofones



Desde que o belga Adolphe Sax inventou o saxofone há pouco mais de 160 anos, esse instrumento tem surpreendido, devido à sua extrema versatilidade – capaz de sonoridades das mais variadas e envolventes – podendo hora lembrar um quarteto de cordas, hora um conjunto de metais.


O SaxofoniaQuarteto de Saxofones aproveitando-se dessa importante qualidade do saxofone traz ao público brasileiro a oportunidade de ouvir e conhecer peças originais para quarteto de saxofones bem como transcrições de obras consagradas, dando ênfase e buscando cada vez mais incentivar a criação e divulgação de repertório brasileiro e latino-americano escrito para esta formação instrumental.



O SaxofoniaQuarteto de Saxofones foi criado em 1990 por ocasião do Festival de Inverno de Campos do Jordão e em sua trajetória conquistou prêmios em concursos de música de câmara, foi responsável por estreias mundiais e latino-americanas à frente da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e Orquestra de Sopros Brasileira, participou de três edições do Encontro Internacional de Saxofonistas, realizado pelo Conservatório de Tatuí, ao lado dos maiores nomes do saxofone mundial como Claude Delangle, Eugene Rousseau e Dale Underwood.



A afinidade e experiência musical de seus integrantes, sobretudo no campo da música de concerto, são reforçados por eles pertencerem, desde 1989, ao naipe de saxofones da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e participam como convidados em gravações, turnês internacionais e concertos das principais orquestras sinfônicas do país, incluindo a consagrada OSESP.


.




O SaxofoniaQuarteto de Saxofones lançou em 2008 o CD homônimo “Saxofonia”. É a primeira vez que um quarteto de saxofones brasileiro grava repertório de música erudita. Incluindo compositores como Debussy, Eugène Bozza e o brasileiro Liduino Pitombeira, o CD Saxofonia traz também a música de Astor Piazzolla, do cubano Paquito D’Rivera e uma seleção de cinco choros que vão de Pixinguinha a Hermeto Pascoal.

Em julho/2011 o quarteto fez em Lima -Perú, a estréia mundial do primeiro Concerto para Quarteto de Saxofones e Orquestra brasileiro,obra comissionada pelo Saxofonia ao compositor cearense Liduíno Pitombeira.




Marcos Pedroso – sax soprano



Spalla da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo; bacharel em saxofone pela Faculdade Mozarteum de São Paulo (SP), também concluiu o Curso deste instrumento no Conservatório Dramático e Musical de Tatuí (SP), onde atualmente é professor do Departamento de Saxofone; atuou ainda como professor de saxofone do 29º e 30º Festival de Inverno de Campos de Jordão e no 2º Curso de Férias (2006) do Conservatório de Tatuí onde atualmente é professor do Departamento de Saxofone. Desde 1988 desenvolve intensa pesquisa e divulgação do repertório erudito para saxofones. Em 1998 gravou com a pianista Helena Scheffel para o selo Som Puro, uma série de doze músicas do repertório erudito internacional lançadas na coleção Solos. Atuou como solista em concertos frente à Banda Sinfônica de Cubatão, Orquestra Sinfônica de Santo André, Orquestra Sinfônica de Campinas, Orquestra de Sopros Brasileira, Orquestra Sinfônica Paulista, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e em Suíte Tropical (2003), 1º CD gravado pela BSESP.

Como saxofonista convidado compôs as principais orquestras do estado. Desde 1999 tem sido convidado a integrar a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) em concertos no Brasil e em tournée pelos Estados Unidos, Peru e Argentina e recente gravação do grupo de duas séries de choros de Villa-Lobos para o selo BIS, colhendo por suas atuações junto à OSESP, críticas elogiosas no New York Times e do presidente da gravadora BIS, Robert Von Bahr. Em agosto de 2002 atuou como saxofonista convidado da Filarmônica de São Petersburgo (Rússia) sob a regência de Yuri Temirkanov, por ocasião de sua passagem pelo Brasil.

Desde 2004, juntamente com Erik H. Pais e apoio da Secretaria de Estado da Cultura, organiza no Brasil os Encontros Internacionais de Saxofonistas, em 2010 já na sua 4ª. Edição.
Milton Vito – sax alto

Natural de Santos - SP, graduado em “ Saxofone Erudito” e pós-graduado em Artes pela Fundação Lusíadas de Santos, onde defendeu a tese “A Formação Acadêmica do Saxofone “.

Músico solista da BANDA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO desde sua profissionalização em 1989, atuou como convidado nas Orquestras Sinfônicas de Santos (“Festival Música Nova” ), Sociedade Pró Música Sacra de São Paulo e OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Foi professor de Instrumento, Percepção e Regente da Banda Experimental do Conservatório Municipal de Cubatão e também de Instrumento Superior e História da Música Brasileira na Faculdade de Música da Fundação Lusíadas de Santos. Atualmente é professor da classe de saxofone erudito do CEM - Centro de Estudos Musicais Tom Jobim.

Desenvolve pesquisa do repertório brasileiro, dando ênfase ao tratamento erudito dos compositores ás várias formações que incluem o saxofone, através de recitais do Duo VIWA MÚSICA , com Muriel Waldeman ao piano.



Ramiro Marques – sax tenor

Estudou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul (SP) e UNESPUniversidade Estadual Paulista. Aperfeiçoou seus estudos de saxofone com Prof. Eduardo Pecci (Lambari), Nailor Azevedo (Proveta) e Roberto Sion. Foi professor da Faculdade Carlos Gomes e Faculdade Mozarteum de São Paulo. Ministrou aulas e workshops no Projeto Bandas e Fanfarras da Secretaria de Estado de Esportes e Turismo de São Paulo até 1995. Atua como músico convidado em concertos, turnês e gravações de importantes orquestras como OSESP, OSMunicipalSP, OExpRepertório, OSMCampinas, OSMSanto André, Orq. Filarmônica de S.Caetano do Sul e desde 1989 pertence ao naipe de saxofones da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo.

Atua desde 1998 no grupo MAWACA (5 CDs gravados) com o qual, em sua segunda turnê européia, participou do WOMEX2003 em Sevilha (Espanha), o mais importante evento da World Music. Em 2010 o grupo realizou 24 shows na EXPO SHANGHAI - China além de apresentações em Portugal e América Latina e em 2012 representou o Brasil no encerramento do ISME na Grécia.

Fez parte da orquestra do espetáculo musical “Vitor ou Vitória” com Marília Pêra, produzido por Jorge Takla.

Estreou em 2004 a coreografia LIQUEURS DE CHAIR junto ao BALÉ DA CIDADE de SÃO PAULO, no Theatro Municipal de São Paulo e no ano seguinte em palcos europeus.
Ederson Marques – sax barítono

É músico da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo desde 1989, grupo com o qual representou o Brasil na Europa em 1997. Foi por vários anos chefe de naipe da Banda Sinfônica de Cubatão, lecionou no Conservatório Municipal de Cubatão. É prof. do Conservatório Musical de Tatuí e atualmente também desenvolve um trabalho voltado a formar alunos em igrejas evangélicas onde leciona individual e coletivamente.

Na música erudita tem atuado em orquestras como a de Ribeirão Preto e OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Na música popular tocou na Orquestra Jazz Sinfônica, Orquestra Arte Viva, e também big bands como SoundScape e Banda Mantiqueira.

Participou dos musicais “CHICAGO”, “Sweet Charity” , “Cats” e “Evita” como multi-instrumentista (saxofones Tenor, Soprano e Barítono, Flauta, Clarinete e Clarone).




Recital “A ARTE DO SAXOFONE”

Em seus recitais o SaxofoniaQuarteto de Saxofones explora as diferentes possibilidades sonoras do saxofone, resgatando a idéia inicial de Adolphe Sax de criar um novo instrumento para compor grupos de música de concerto. Com repertório abrangente que vai de Bach e Mozart, Villa-Lobos e Debussy até os contemporâneos Piazzolla e Paquito D’Rivera o quarteto apresenta uma forma ainda pouco conhecida no Brasil de se tocar e ouvir saxofone. Com linguagem simples os músicos contam um pouco da história e mostram boa parte da “família” desse instrumento inventado há quase 170 anos e que conquistou o mundo por sua versatilidade e expressividade.

As obras relacionadas abaixo são sugestões para se compor um programa de aproximadamente 60 minutos podendo sofrer modificações a fim de se ajustar ao perfil de diferentes projetos. O quarteto conta inclusive com obras multimídias do instigante compositor holandês Jacob ter Veldhuis onde a performance do grupo é acompanhada de sons eletrônicos e projeção de imagens em telão.
Sugestão de Programa


La Fille Aux Cheveux de Lin – Claude Debussy




Wapango – Paquito D’Rivera




Pau-Brasil - Liduino Pitombeira


Pequena Fuga em Gm – J.S.Bach
Ária da Bachianas Brasileiras nº 5 – H. Villa-Lobos

Six Romanian Folk Dances - Bela Bartok




Chorões – Arr: Hudson Nogueira




Introduccion y Muerte de Angel - A. Piazzolla



Quatuor P. M. Dubois

Fones / Fax : (0xx11) 9231.6833 / 2291.4930



Acesse: www.saxofonia.com.br para ver, ouvir e mais informações


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal