Médica disciplina: Modelos Experimentais em Parasitologia



Baixar 26.57 Kb.
Encontro23.07.2016
Tamanho26.57 Kb.


PLANO DE ENSINO






I – IDENTIFICAÇÃO
CURSO: Ciências Biológicas MODALIDADE: Médica
DISCIPLINA: Modelos Experimentais em Parasitologia
( ) OBRIGATÓRIA (x) OPTATIVA
DEPARTAMENTO: Parasitologia
DOCENTE RESPONSÁVEL : Prof. Dr. Wesley Augusto Conde Godoy
Semestre Letivo: ( x ) Primeiro ( ) Segundo
Total de Créditos: 08 Carga Horária: 120 horas
Pré-requisitos:






II - EMENTA (Sinopse do Conteúdo)
A disciplina abordará a sistemática de aplicação de modelos laboratoriais para estudo das parasitoses causadas por helmintos, protozoários e artrópodes, além das normas de segurança em laboratório.






III - OBJETIVOS DA DISCIPLINA
O curso tem a finalidade de fornecer ao aluno ferramentas específicas para o estudo de parasitoses causadas por helmintos, protozoários e artrópodos, através da experimentação em laboratório.






IV - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (Especificar carga horária por unidade de ensino)

01. Riscos de contaminação em laboratório de pesquisa parasitológica e normas para prevenção de acidentes em laboratório (3 horas).
02. Estudo dos aspectos biológicos dos helmintos parasitas (39 horas)

2.1. Seminário sobre helmintos

2.2. Modelo experimental com um dos seguintes tópicos:

2.2.1. Biologia de Strongyloides sp em ratos.

2.2.2. Biologia de Hymenolepis nana em camundongos.

2.2.3. Biologia de estrongilídeos gastrintestinais de ruminantes


03. Estudo dos aspectos biológicos de protozoários parasitas (39 horas)

3.1. Seminário sobre protozoários

3.2. Modelo experimental com um dos seguintes tópicos

3.2.1. Biologia do Trypanosoma cruzi no hospedeiro vertebrado.

3.2.2. Biologia do T. cruzi no hospedeiro invertebrado.

3.2.3. Comportamento biológico do Trypanosoma evansi em dois hospedeiros diferentes.

3.2.4. Biologia de Leishmania braziliensis no hospedeiro vertebrado.

3.2.5. Biologia de Eimeria sp parasita de aves.


04. Estudo dos aspectos biológicos de artrópodos parasitas e vetores (39 horas)

4.1. Seminário sobre Artrópodes

4.2. Modelo experimental com um dos seguintes tópicos:

4.2.1. Biologia de moscas e mosquitos

4.2.2. Biologia de moscas produtoras de miíases

4.2.3. Montagem de armadilhas para captura de dípteros

4.2.4. Experimentos com variação de fatores ambientais no desenvolvimento de insetos

4.2.5. Ecologia populacional de dípteros muscóides







V - TÉCNICAS DE ENSINO
(x) Aula Expositiva

(x) Seminário

(x) Leitura Dirigida

(x) Demonstração (prática realizada pelo Professor)

(x) Laboratório (prática realizada pelo aluno)

(x)Trabalho de Campo

(x) Execução de Pesquisa

( ) Outra. Especificar: ________________________________________


___________________________________________________________







VI - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
A avaliação do aprendizado se baseará em:

  • Participação nas atividades práticas e teóricas (PT).

  • Apresentação e participação em seminários (S).

  • Relatório sobre os modelos experimentais (R).

Nota de 0 a 10 será atribuída ao aluno em cada ítem de avaliação, ou seja, participação nas atividades teóricas e práticas, apresentação e participação em seminários e relatório sobre o curso. A nota final (NF) será obtida a partir da média aritmética dos três ítens de avaliação ou seja,



FORMAS DE ACOMPANHAMENTO DO ALUNO DURANTE O SEMESTRE:

No transcorrer do curso o aluno receberá acompanhamento do professor responsável pelo tópico abordado, visando a obtenção de instruções adequadas à cada etapa do trabalho.






VIII - BIBLIOGRAFIA BÁSICA (Conforme normas da ABNT)
BEGON, M. & MORTIMER, M. Population ecology: a unified study of animals and plants. 2.ed. Oxford: Blackwell Cientific, 1986. 220p.
BULMER, M. Theoretical evolutionary ecology. Sunderland: Sinauer Associates, 1994. 352p.
CASTRO, L. P., CUNHA, A. S. & REZENDE, J. M. Protozooses humanas. São Paulo: Fundação BYK, 1994. 226p.
ESCH, G.W. & FERNÁNDEZ, J.C. A funtional biology of parasitism: ecological and evolutionary implications. London: Chapman & Hall, 1993. 337p.
FREITAS, M. G. Helmintologia Veterinária. 3a. Ed., Belo Horizonte:Rabelo & Brasil, 1977. 396p.
FREITAS, M. G., COSTA, H. M. A., COSTA, J. O. & IIDE, P. Entomologia e Acarologia Médica e Veterinária 4a. Ed., Belo Horizonte:Rabelo & Brasil, 1978. 253p.
NEVES, D. P. Parasitologia Humana. 9a. Ed., Rio de Janeiro: Atheneu, 1995. 524p.
PESSOA, S. B. & MARTINS, A. V. Parasitologia Médica. 11a. Ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1982. 871p.

Botucatu, 14 de outubro de 2001.


_______________________________________

Professor Responsável




IX- APROVAÇÃO

1. Conselho do Departamento 2. Conselho de Curso

Em _15_/_10_/_2001_ Em ___/___/____
_______________________ ______________________

Chefe de Departamento Diretora Técnica Acadêmica

Prof.Dr.Wesley Augusto Conde Godoy






I

nstituto de Biociências – Departamento de Parasitologia

Distrito de Rubião Júnior s/n CEP 18618-000 Botucatu SP Brasil



Tel 14 3811 6239 fax 14 3815 3744 parasitologia@ibb.unesp.br



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal