Medicamento Simples: É aquele que contém em sua fórmula um único sal. Medicamento Composto



Baixar 188 Kb.
Página1/3
Encontro04.08.2016
Tamanho188 Kb.
  1   2   3
Conceitos Básicos
Medicamento: Substância química capaz de promover no organismo ação preventiva, curativa, paliativa ou diagnóstica.
Medicamento Simples: É aquele que contém em sua fórmula um único sal.
Medicamento Composto: É aquele que contém em sua fórmula dois ou mais sais.
Princípio Ativo/Sal: Substância que irá exercer a ação terapêutica no organismo.
Dose: Quantidade do medicamento que deverá ser aplicada ou tomada, por vez.
Dosagem/Concentração: É a quantidade do princípio ativo no medicamento, ou seja, princípio ativo + excipiente/veículo.
Excipiente/Veículo: Substância que não possui ação terapêutica e que tem por função dar forma e volume ao medicamento.

Excipiente : Forma farmacêutica sólida

Veículo : Forma farmacêutica líquida
Forma Farmacêutica: São várias formas de industrialização do medicamento (comprido, pomada, xarope, etc)
Reações Adversas: Efeitos indesejados causados pelo medicamento em uso.
Efeitos Colaterais: Possíveis reações que poderão ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfico ou maléfico.
Uso Interno: Todo o medicamento que é engolido, ou seja, passa por todo o sistema digestivo.
Uso Externo: Todo o medicamento que não é engolido.
Ação Local: Região onde o medicamento fará efeito, sem cair na corrente sangüínea.
Ação Sistêmica: O medicamento precisa cair na corrente sangüínea para fazer efeito.
Apresentação: São as várias formas em que os medicamentos são embalados (envelope, ampola, blíster etc)
Medicamentos de Ação Rápida: São aqueles que após a sua administração apresentam efeitos rápidos.
Vias de Ação Rápida:

Sublingual – administração debaixo da língua.

Endovenosa – administração direto na veia.

Retal – administrados pelo reto (ânus).

Vaginal – administrado pelo canal vaginal.
Parenteral: É a administração do medicamento através dos injetáveis: Endovenosa, muscular, subcutânea e intradérmica.

Características Diferenciais Entre
Algumas Formas Farmacêuticas


Loção: Medicamento composto por água, álcool, glicerina, sorbitol e o princípio ativo.
Creme: Forma farmacêutica de consistência mole destinada ao uso tópico e difere das pomadas por possuir grande quantidade de água em sua formulação, e por isso apresenta absorção mais rápida. Ideal para lesões úmidas.
Pomadas: Forma farmacêutica de consistência mole e oleosa destinada ao uso tópico. Devido a sua oleosidade, a absorção do princípio ativo pode ser mais lenta, porém de efeito local mais prolongado. Possui poder hidratante e é ideal para lesões secas.
Gel: Forma farmacêutica que possui grande quantidade de água em sua formulação, o que proporciona uma absorção mais rápida se comparar com creme e pomada. O Gel em si não é absorvido pela pele, sendo utilizado quando a pele do indivíduo for oleosa.
Pasta: Forma farmacêutica de consistência pastosa para uso externo.
Emulsão: Forma farmacêutica líquida com base aquosa e oleosa contendo o princípio ativo em uma delas.
Supositório: Forma farmacêutica sólida ou semi–sólida de formato cilíndrico ou ovulado destinado à aplicação retal.
Óvulo: Forma farmacêutica de uso vaginal, cujo os princípios ativos são incorporados à gelatina fundida e moldados em formas específicas.
Colutório: Forma farmacêutica líquida destinada à higiene bucal (anti-sépticos orais). Não devendo ser engolido.
Licor/Elixir: Misturas hidroalcoólicas açucaradas. O termo licor é utilizado quando ligado à frutas.
Tintura: Forma farmacêutica líquida à base de água e álcool. Processo de extração a partir da planta seca.
Alcoolatura: Processo de extração a partir de planta frescas.
Extratos: São alcoolaturas ou tinturas padronizadas utilizadas na concentração do fármaco.
Colírio: Forma farmacêutica líquida e estéril destinada ao uso oftálmico.
Enema: Forma farmacêutica líquida de uso retal. São divididos em medicamentoso e laxativo.

Laxativo/purgativo – utilizado para estimular a eliminação das fezes. O purgativo é o laxativo usado em maior quantidade.

Medicamentoso – utilizado para fazer tratamento de infecções a nível de intestino.
Pó: Forma farmacêutica em que o princípio ativo encontra-se pulverizado, podendo ser destinado ao uso interno ou externo.
Adesivo Tópico: Adesivo de material poroso que libera lentamente o medicamento através da pele.
Xarope: Forma farmacêutica líquida resultante da mistura de água e açúcar, podendo conter também edulcorantes (morango, framboesa).
Suspensão: Forma farmacêutica heterogênea, resultante da mistura de líquidos ou líquidos e sólidos.
Solução: Forma farmacêutica líquida homogênea, resultante da mistura de líquidos ou líquidos sólidos.
Injetáveis: Formas farmacêuticas estéreis para uso parenteral.
Comprimido Simples: Forma farmacêutica sólida resultante da compressão de vários pós (princípio ativo + excipiente). Apenas os comprimidos sulcados poderão ser cortados.
Comprimido Mastigável: Forma farmacêutica absorvida pela mucosa bucal, não reagindo com o suco gástrico.
Comprimido Sublingual: Comprimido de ação rápida.
Comprimido Vaginal: Comprimido revestido por uma película de gelatina glicerinada para uso na vagina.
Comprimido Tamponado: Comprimido laqueado por uma película protetora de hidróxido de alumínio ou hidróxido de magnésio, permitindo a utilização deste medicamento por pessoas que sofram de gastrite ou úlcera.
Comprimido Fervescente: Composto por talco, amido, lactose e bicarbonato de sódio ou carbonato de cálcio + princípio ativo.
Comprimido Revestido: Comprimido que passou por um processo de revestimento com açúcar.
Drágea: Forma farmacêutica sólida cujo o núcleo é um comprimido que passou por um processo de revestimento com açúcar e corante (drageamento).
Cápsulas: Forma farmacêutica constituída de um invólucro de gelatina, que contém em seu interior os excipientes + princípios ativos. Podendo ser:

Moles: contém medicamento oleoso

Duras: Contém medicamentos granulados ou pós.
Oros: Sistema oral de liberação osmótica. É umas cápsulas não absorvíveis, contendo um pequeno orifício que libera gradativamente a substância e que no final é eliminado pelas fezes.
Comentários: O encapsulamento e o drageamento tem por finalidade mascarar o sabor, odor, proteger a mucosa gástrica de substâncias irritantes e, ainda, evitar que o princípio ativo seja destruído pelo suco gástrico.

Significado das Siglas nos Medicamentos


CR: Liberação Controlada

D: Disperssível

DEPOT: Ação Prolongada

DI: Desagregação Instantânea

DL: Desagregação Lenta

DURILES: Desintegração Equilibrada

L: Lenta

LP: Liberação Prolongada

M: Mista

N: Normal

U: Ultra Lenta

R: Regular

OROS: Sistema Oral de Liberação Osmótica

PLUS: Algo Mais ou Dosagem Mais Forte

Q.S.P: Quantidade Suficiente Para

REPETABS: Tablete Duplo de Repetição

RETARD: Ação Retardada

SPANDETS: Comprimido Especial de Liberação Controlada

SR: Liberação Lenta

TTS: Sistema Terapêutico Transdérmico

Abreviaturas Mais Encontradas nas Prescrições

A/O: Ambos os Olhos ou Ouvidos

AMP: Ampola

CC: Centímetro Cúbico

CÁPS: Cápsulas

COMP: Comprimidos

DRG: Drágea

ENV: Envelope

EV/IV: Endovenosa/Intravenosa

FLAC: Flaconete

G/GR: Grama

MG.: Miligrama

GTS: Gotas

INJ: Injetável

H202: Água Oxigenada

ID: Intradérmica

IM: Intramuscular

KCL: Cloreto de Potássio

NACL: Cloreto de Sódio

KMN04: Permanganato de Potássio

O/D: Olho ou Ouvido Direito

O/E: Olho ou Ouvido Esquerdo

SC: Subcutânea

S/N: Se Necessário

ACM: A Critério do Médico

U.I: Unidade Internacional

V.O: Via Oral

V.R: Via Retal

V.V: Via Vaginal

USO INT: Uso Interno

USO EXT: Uso Externo


Noções Básicas Para o Uso de Medicamentos
Sempre que avir uma receita, perguntar ao cliente se o médico o orientou. Caso não tenha recebido orientações, deverá presta-lhe, de forma segura, podendo solicitar o auxílio do FARMACÊUTICO.
Orientações:
Comprimido Simples

Tomar com bastante água

Tomar os antiinflamatórios de estômago cheio
Comprimido Sublingual

Colocar o comprimido debaixo da língua

Não ingerir líquidos ou alimentos durante 10 minutos
Comprimido Tamponado

Tomar o comprimido sem mastigar e com bastante água.


Comprimido Mastigável

Não Engolir

Mastigar até que o mesmo se desintegre totalmente na boca.
Comprimido Efervescente

Tomar dissolvido em um copo com água, esperando sua total dissolução. Nunca passar ou colocar para dissolver sobre a língua, uma vez que sua ação ácida pode provocar queimaduras de 1° grau na mucosa da boca.


Antibióticos

Nunca tomar fazendo uso de bebida alcoólica.

Nunca tomar junto com anti-ácidos.

Tomar com o estômago vazio, porém com bastante água.

Obedecer diariamente os horários e n° de dias de tomada. O desrespeito do horário e do tempo de tomada poderá permitir o retorno da infecção com muito maior resistência.
Drágea

Tomar com bastante água.

Nunca mastigá-las ou parti-las.

Lembre ao cliente que o princípio ativo não combina com suco gástrico, tendo de ser absorvido na mucosa intestinal.


Cápsulas

Tomar com bastante água.

Nunca abrir os dois cilindros. São películas de gelatina; seu rompimento irrita o tubo digestivo, principalmente em sua parte superior.
Comprimido/Creme Vaginal

Fazer higiene vaginal externa com água e sabão antes da aplicação.

Colocar no aplicador o comprimido ou creme.

Deitar em posição ginecológica (barriga para cima e pernas dobradas).

Afastar com uma das mãos os grandes e pequenos lábios.

Introduzir o aplicador até que o mesmo toque o fundo do canal vaginal

Empurrar o êmbolo.

Retirar o aplicador e permanecer na posição inicial por 3 minutos.

Lavar o aplicador e guardar na caixa, caso o mesmo não seja descartável.
Óvulos

Mesmas instruções usadas para comprimidos ou cremes vaginais, usando a dedeira no dedo indicador direito após ter lavado as mãos. Caso o invólucro do óvulo volte após 3 minutos, tendo o mesmo se rompido, basta jogar fora, uma vez que o medicamento já foi desintegrado no canal vaginal.


Supositório Infantil

Caso esteja mole ao aplicar, colocar na geladeira por 10 minutos.

Nunca cortar o supositório ao meio, por achar que o mesmo é grande.
Ele se molda no reto à medida que é introduzido.

Orientar para não fazer força ao evacuar.

Lavar as mãos.

Posicionar a criança de barriga para baixo.

Usar luvas para pegar o supositório.

Introduzir lentamente o supositório no reto, comprimindo as duas nádegas por 3 minutos.


Cremes Contendo Em Sua Formulação Cortisona

Só usar em áreas superficiais.

Não utilizar caso a pele esteja lesada, ou seja, ferida, pois ela poderá abrir ainda mais o ferimento.
Pomada

Só poderá ser aplicada em lesões limpas, sem pus ou infecção, devendo ser aplicada após remoção mecânica da secreção purulenta.


Suspensão

Colocar até a marca indicada no vidro: águas filtradas, minerais sem gás ou água fervida fria.

Homogeneizar (misturar) até dissolver todo o pó.

Caso após a mistura o volume fique abaixo da marca, não adicione mais água.

Administrar conforme orientações médicas.

Guardar na parte baixa da geladeira (porta).

Lembrar que após a reconstituição do pó o prazo de validade passa a ser apenas de 14 dias, devendo ser inutilizado.
Emplastro

Para ter efeito satisfatório, precisa ser trocado diariamente, pois sua ação dura apenas 24 horas.


Vitaminas A,D,E e K

São chamadas de lipossolúveis. Para a sua perfeita absorção, necessitam ser tomadas após a ingestão de alguma substância gordurosa. Ex. Pão com manteiga, leite, queijo etc.



Horário Padrão Para Administração de Medicamentos

De 06 em 06 horas: 6 – 12 – 18 – 24h

De 08 em 08 horas: 6 – 14 – 22h ou 7 – 15 –23h

De 12 em 12 horas: 8 – 20h

Diuréticos: 10h



Receita Médica
Não aviar se não tiver certeza.

Procurar o FARMACÊUTICO ou a gerência para tirar dúvidas.

Confirmar com outro colega, sem mostrar o medicamento, qual é o produto prescrito.

Ligar para o médico do cliente caso a dúvida não seja esclarecida.

Se receber a receita sem a dosagem do medicamento

(concentração), não sendo possível certificar-se da mesma, confirmar com o médico.

NUNCA dizer NÃO TENHO O PRODUTO, antes de confirmar com um colega, e também ver a possibilidade de encomendá-lo.

Classes Terapêuticas

Analgésicos

Conceito - medicamentos empregados para aliviar dor, sem causar a perda da consciência.

Os analgésicos são divididos em 2 grupos:

FORTES: utilizados para o tratamento de dores intensas. Ex: Tramal, Timasen, Sylador

FRACOS: utilizados para o tratamento de dores suaves e moderadas. Ex: Anador e Doril
Comentários: Ácido acetilsalicílico acima de 1g. Possui efeito antiinflamatório; dipirona possui efeito anti-espasmódico, cafeína potencializa o efeito analgésico e diminui a sonolência.
Antitérmicos

Conceito – são medicamentos utilizados para aliviar os estados febris, que podem ser causados por inflamações, desidratações e moléstias infecciosas. Ex. Paracetamol, Dipirona e AAS.


Antigripais

Conceito – são medicamentos utilizados para aliviar os sintomas das gripes e resfriados. Geralmente associados, reúnem em sua fórmula analgésicos, antitérmicos, vitamina C e descongestionantes nasais. EX. Coristina D, Apracur e Cheracap.


Antiácidos

Conceito – são medicamentos utilizados para combater o excesso de ácido clorídrico no estômago. No processo digestivo, o estômago produz o ácido clorídrico, além de outras substâncias. Devido a alguns distúrbios, há indivíduos que passam a produzir esse ácido em excesso, provocando dor, queimação (Azia) etc.


Comentários: Os antiácidos aqui citados possuem ação local e praticamente não são absorvidos no intestino, sendo eliminados nas fezes. Os antiácidos de ação local neutralizam rapidamente o excesso de ácido clorídrico do suco gástrico, diminuindo a acidez. EX. AL (OH) + 3HCL - ALCL3 – 3H2O
Reeducadores Intestinais

Conceito – são medicamentos utilizados para regular a função normal do intestino. São compostos ricos em fibras, normalmente derivados de frutas como mamão, ameixa e tamarindo. Ex. Trifibra Mix, Fiber Bran, Naturetti.


Laxativos e Purgativos

Conceito – são medicamentos que facilitam a eliminação das fezes através de mecanismos variados. São os medicamentos somente variando a dosagem, ou seja, os purgativos são laxantes em maior quantidade.


Mecanismo de ação: aumentam o peristaltismo intestinal – Dulcolax, Gutalax e Laxol.

Lubrificam e estimulam a contração do reto – Sup. De Glicelina

Aumentam o volume do bolo fecal – Fleet enema
Antiflatulentos

Conceito – são medicamentos utilizados para eliminação de gases formados pelo trato gastrointestinal. Os gases são formados normalmente no processo de digestão dos alimentos. Em alguns casos, há formação exagerada de gases devido a problemas associados à alimentação errada, mal funcionamento do estômago e intestinos e, ainda, mastigação incorreta dos alimentos. Ex. Dimeticona


Antiespasmódicos

Conceito – são medicamentos utilizados para diminuir a freqüência e a força de contração da musculatura lisa, aliviando assim a dor. Ex. Buscopan e Atroveran


Comentários: Espasmos são contrações involuntárias da musculatura lisa (estômago, intestino, útero e bexiga)
Rehidratantes Orais

Conceito – são substâncias utilizadas para repor rapidamente água e sais minerais essenciais ao organismo, que passam por processo de desidratação. Ex. Pedialyte, Rehidrat e soro caseiro.


Hepatoprotetores

Conceito - são medicamentos utilizados para a proteção das células do fígado e contribuem para o equilíbrio funcional do mesmo.


Modo de ação: de maneira simplificada, os hepatoprotetores são substâncias ricas em aminoácidos que são usados pelo fígado na produção de enzimas que irão degradar o álcool e as gorduras ingeridas. São exemplos de hepatoprotetores:
Epocler: Associação de vit. B6 (piridoxina) e aminoácidos

Metiocolin, Xantinon: Vit. B2 e aminoácidos

Eparema:, Cáscara sagrada, Boldo: São colagogos (promovem a excreção da bile armazenada na vesícula biliar) e coleréticos (estimulam a produção da bile pelo fígado)
Antimicóticos e Fungicidas

Conceito – são medicamentos usados no combate a infecções causadas por fungos. Esses medicamentos são amplamente utilizados na clínica humana e veterinária.


Anti-Séptico

Conceito – são substâncias utilizadas para destruir ou inibir o crescimento de microorganismos. São aplicadas principalmente na pele ou nas mucosas. Podem ser para:

Higiene Bucal: Cepacol, Flogoral, Listerine e etc.

Higiene Ocular: Água boricada, Colírios como Leri, Lavoolho

Higiene da Pele: Dermacyd, Proderm, Água Oxigenada.
Anti-Seborréicos

Conceito – são medicamentos destinados a diminuir o acúmulo de gorduras (oleosidade) da pele e do couro cabeludo. São exemplos:

Acne-aid wash, Salisoap sabonete e Dermotivin sabonete (para remover a oleosidade da pele), Denorex, Selsun azul, Polytar etc (para o couro cabeludo).
Comentários: AAS: Limpa e descama

Selênio: Antifúngico

Enxofre: Diminui a Oleosidade
Pediculicidas

Conceito – são substâncias utilizadas no tratamento da infestação parasitária da pele causada pelo o piolho, que pode ocorrer na cabeça, no corpo e na região genital. São exemplos de pediculicidas:


Específico para a cabeça: Kwell, Toppyc

Específico para o corpo e região genital: Arcasan sabonete e Miticoçan sabonete.


Descongestionantes

Conceito – o descongestionante alivia a congestão nasal, diminui a coriza e ressaca a mucosa nasal.


Comentários: O uso prolongado pode provocar inchaço, que é o efeito contrário do desejado, além do ressecamento da mucosa nasal. Não usar por mais de 5 dias consecutivos.
Testes e Diagnósticos

Conceito – são substâncias usadas para examinar o organismo quanto ao desempenho de suas funções. Normalmente, são usados para detectar alterações no organismo. Ex. Predictor e Glicofita.


Vitaminas

Conceito- são substâncias essenciais para o bom funcionamento do organismo. Em geral, são obtidas através de uma dieta alimentar adequada e são necessárias em pequenas quantidades. Alguns produtos apresentam apenas uma ou várias vitaminas associadas. A falta de vitaminas no organismo pode resultar de dietas inadequadas devido à pobreza, ignorância, tabus alimentares, dentição insatisfatória, má absorção alimentar, necessidade aumentada como em mulheres grávidas, lactação, crescimento e certas doenças como o raquitismo.


Comentários: O uso abusivo, além de ser caro, pode levar a manifestações tóxicas e a reações adversas que são específicas para cada vitamina.
VIT. A – Pele, Cabelo, Visão

VIT. B – Musculatura e Nervos, além de participar na formação das hemácias

VIT. C – Radicais Livres e Imunidade

VIT. D – Absorção de Cálcio

VIT. E – Radicais Livres e Fertilidade

VIT. KI – Coagulação


Anti-Anêmicos

Conceitos – São medicamentos usados no combate à anemia. No caso específico da anemia ferropriva, estes medicamentos suprem a carência de ferro no organismo (sulfato ferroso).

Algumas causas da deficiência de ferro: Absorção deficiente, aumento da necessidade (gravidez, lactação e crescimento) e perdas (hemorragias e verminoses ).
Comentários: No sangue existem células chamadas hemácias, entre outras. No interior das hemácias existe uma substância chamada hemoglobina, no qual o ferro é indispensável à sua formação. A principal função da hemoglobina é o transporte de oxigênio para as células do nosso corpo. O ferro é obtido através da dieta alimentar balanceada, pois não é produzido pelo nosso organismo. Portanto, a sua deficiência causa a anemia do tipo ferropriva. Existem ainda outros tipos de anemia, causadas pela deficiência de vit. B12 ou ácido fólico (anemia megaloblástica) e por fatores hereditários (anemia falciforme).
Antibióticos

Conceito – são compostos químicos produzidos por seres vivos e modificados quimicamente em laboratórios, sendo capazes de inibir ou destruir as bactérias.


Comentários: Infecção é a agressão causada por um microorganismo, geralmente bactérias e fungos, ao nosso organismo. O uso de antibióticos prejudica a flora intestinal, podendo causar diarréia. Infecções causadas por BACTÉRIAS GRM POSITIVAS são mais comuns no sistema respiratório e as causadas por GRAM NEGATIVAS, no sistema urinário.
Antiinflamatórios

Conceito – são medicamentos utilizados para amenizar sintomas como febre, dores e edemas decorrentes de uma agressão ao organismo. Existem, basicamente, duas classes de antiinflamatórios:


ESTEROIDAIS – Cortisonas (dexametasona, Hidrocortisona etc)

NÃO-ESTEROIDAIS – Cataflan, Piroxican etc.


Corticosteróides

Conceito – o cortisol ou hidrocortisona é o principal corticóide (hormônio) produzido pelo organismo. Ele serve para a síntese de outros corticóides mais potentes. A ação antiinflamatória do corticóide se deve ao fato deste impedir a produção de substâncias mediadoras da inflamação. Os corticóides prejudicam o processo de cicatrização do organismo, visto que este está intimamente ligado ao processo inflamatório.


Antialérgicos

Conceito – são medicamentos usados principalmente para o controle de certas afecções de fundo alérgico.


Comentários: Os antialérgicos podem pertencer a uma das seguintes classes de medicamentos: anti-histamínicos, glicocorticóides e outros fármacos como a epinefrina e a pseudoepinefrina.

O cloridato de fexofenadina é o único anti-histamínico não sedativo, pois o mesmo não atravessa a barreira hemato-encefálica.


Antidiarréicos

Conceito – a diarréia é a eliminação das fezes numa consistência mais líquida. Os antidiarréticos são medicamentos usados no tratamento da diarréia resultante de infecções, ingestão de alimentos estragados, alergias etc.


Comentários: Kaomagma – recupera a consistência do bolo fecal

Floratil – recupera a flora intestinal

Imosec – diminui a motilidade intestinal, usado em diarréias de origem emocional ou não infecciosa.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal