Men 9101 Introdução À Educação a distância Equivalência LLV 9000



Baixar 119.06 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho119.06 Kb.
1° PERÍODO

men 9101 - Introdução À Educação a distância

Equivalência LLV 9000

Carga horária: 60 horas


EMENTA: A modalidade de Educação a Distância: histórico, características, definições, regulamentações. A Educação a Distância no Brasil. A Mediação pedagógica na modalidade Educação a Distância. Organização de situações de aprendizagem. Ambientes virtuais de ensino-aprendizagem.
Bibliografia mínima:

BELLONI, M. L. Educação a distância. 2. Ed. Campinas, SP: Autores associados, 2001.

CATAPAN, Araci Hack et alii. Introdução à educação a distância. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2008.

HACK, Josias Ricardo. Introdução à educação a distância. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.

LAASER, W. (org.) Manual de criação e elaboração de materiais para educação a distância. Tradução de Marcelo Carvalho de Oliveira. Brasília (DF): CEAD Ed/ UNB; 1997.

PETERS, O. Didática do ensino a distância. Trad. Ilson Kayser. São Leopoldo: UNISINOS, 2001.
LLV 9120 - LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL ACADÊMICA

Equivalência LLV 9003

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Conceitos fundantes: letramento acadêmico e gêneros textuais/discursivos da esfera acadêmica. Dimensões intrassubjetivas e intersubjetivas dos atos de ler e de escrever. Implicações entre práticas de leitura e práticas de produção textual na universidade. Vivência de interações acadêmicas mediadas pelos gêneros fichamento, resumo, resenha, seminário projeto de pesquisa e artigo.
Bibliografia mínima:

ANDRADE, M. M. de. Introdução à metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, 1993.

FARACO, C. A. e TEZZA, C. Prática de texto: língua portuguesa para estudantes

universitários. 10. ed. - Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

FORTKAMP, M. B. M.; TOMITCH, M. B. B. (Org.) Aspectos da linguística aplicada: estudos em homenagem ao professor Hilário Inácio Bohn. Florianópolis: Insular, 2000.

MOTTA-ROTH, D. (Org.) Redação acadêmica: princípios básicos. 3.ed. - Santa Maria: UFSM, Imprensa Universitária, 2003.


2° PERÍODO
LLV 9121 - ESTUDOS GRAMATICAIS

Equivalência LLV 9002

Carga horária 60 horas
EMENTA: Fundamentos históricos e filosóficos das noções de linguagem e de gramática. Iniciação aos conceitos e métodos da descrição gramatical segundo as abordagens da Linguística Moderna.
Bibliografia mínima:

CAMARA Jr., Joaquim M. Estrutura da língua portuguesa. 3ª ed. - Petrópolis/RJ:

Vozes, 1972.

CASTILHO, A. (Org.) Gramática do português falado. Vol 1. Campinas: Editora da UNICAMP/FAPESP, 1990.

NEVES, M. H. de M. Gramática de usos do português. São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

PERINI, Mário. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, 1995.


LLV 9122 - FONÉTICA E FONOLOGIA DO PORTUGUÊS

Equivalência LLV 9004

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Introdução aos princípios gerais da Fonética Articulatória. Transcrição fonética. Relação entre fonética e fonologia. Introdução às premissas da descrição e análise fonológica. Processos fonológicos básicos.
Bibliografia mínima:

CAILLOU, Dinah; LEITE, Yonne. Iniciação à fonética e fonologia. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1993.

MOTTA MAIA, E. No reino da fala: a linguagem e seus sons. São Paulo: Ática, 1991.

SILVA, T. C. Fonética e fonologia do português. São Paulo: Contexto, 1999.

SOUZA, P. C. de & SANTOS, R. S. Fonética. Fonologia. In: J.L. Fiorin (org.) Introdução à linguística. v. 1. São Paulo: Contexto, 2003.
LLV 9123 - MORFOLOGIA DO PORTUGUÊS

Equivalência LLV 9005

Carga horária: 60 horas
EMENTA: As palavras e sua estrutura. Morfemas: conceito, tipologia e análise morfológica. Composição e derivação. Flexão e categorias gramaticais. Classificação de palavras.
Bibliografia mínima:

CAMARA Jr., Joaquim M. Estrutura da língua portuguesa. Petrópolis: Vozes, 1970.

BASÍLIO, Margarida. Teoria lexical. São Paulo: Ática, 1987.

MONTEIRO, J. L. Morfologia portuguesa. Campinas: Pontes, 1995.

PETTER, M. M. T. Morfologia. In: J. L. Fiorin (Org.) Introdução à linguística. V. 1. São Paulo: Contexto, 2003.
3° PERÍODO
LLV 9311 - LITERATURA PORTUGUESA I

Equivalência LLV 9301

Carga horária: 60 horas
EMENTA: A literatura e a construção da nacionalidade portuguesa; a lírica trovadoresca: cantigas de amigo, de amor, de escárnio; a ficção cavaleiresca; o teatro de Gil Vicente; tensão entre renovações cosmopolitas e tradições locais: tradição e renovação, o paradigma do escritor clássico – Camões; barroco: norma e transgressão; releituras do lírico e do satírico: Bocage.
Bibliografia mínima:

CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura ocidental. Vol. V. Rio de Janeiro: O

Cruzeiro, 1960.

CIDADE, Hernani. Portugal histórico-cultural. Lisboa: Presença, 1985.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. 13. ed. - São Paulo: Cultrix, 1975.

SARAIVA, Antônio José; e LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. 16. ed. – Porto: Porto Ed., s/d.


LLV 9211 - LITERATURA BRASILEIRA I

Equivalência LLV 9201

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Da colônia ao romantismo – construção da identidade nacional a partir do mapeamento territorial: a colonização jesuítica; o barroco e a internacionalização da cultura; neoclassicismo e ilustração: a poesia nativista e a prosa dos publicistas; a lírica romântica: o subjetivismo de Álvares de Azevedo, o indianismo de Gonçalves Dias e a poesia social de Castro Alves; Alencar e as ficções fundacionais.
Bibliografia mínima:

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 3. ed. - São Paulo: Cultrix, 1989.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 5. ed. – Belo Horizonte: Itatiaia, 1975.

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 1995.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Editora Nacional, 1976.
LLV 9411 - TEORIA DA LITERATURA I

Equivalência LLV 9401

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Introdução aos Estudos Literários, abordando os seguintes aspectos: debates sobre teoria, literatura e cânone; poéticas clássicas (mimese e níveis de representação; a poética de Aristóteles; uma tragédia grega); poéticas modernas (mescla e hibridismo; uma peça de Shakespeare); poéticas contemporâneas (a crise da representação).
Bibliografia mínima:

ARISTÓTELES. Arte Retórica e Arte Poética. Tradução de Antônio Pinto de. Carvalho. São Paulo, DIFEL, 1959. 

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética (A teoria do romance). Trad. Aurora F.

Bernadini. São Paulo: Hucitec, 1988.

BOILEAU, N. A arte poética. Trad. Célia Berretini. São Paulo: Perspectiva, 1979.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos. Trad. Nilson Moulin. São Paulo: Cia das Letras, 1993.


4° PERÍODO
LLV 9124 - SINTAXE DO PORTUGUÊS

Equivalência LLV 9006

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Os constituintes. A relação núcleo e argumentos. A estrutura das sentenças simples e complexas do português.
Bibliografia mínima:

MIOTO, Carlos; FIGUEIREDO SILVA, Cristina; LOPES, Ruth, E.V. Novo manual de sintaxe. Florianópolis: Insular, 2004.

RAPOSO, E. Teoria da gramática: a faculdade da linguagem. Lisboa: Caminho, 1992.
LLV 9125- LINGUÍSTICA TEXTUAL

Equivalência LLV 9009

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Fundamentação epistemológica. O texto como objeto de pesquisa: conceitos de texto, princípios de textualização, condições de produção, organização/tessitura textual, a construção do sentido, processamento textual, tipologias textuais.
Bibliografia mínima:

KOCH, Ingedore V. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo:

Contexto, 1997.

_________. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2003.

_________. A coerência textual. São Paulo: Contexto, 1990.

_________. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 1989.


LLV 9811 - LÍNGUA LATINA I

Equivalência LLV 9801

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Os casos latinos e as funções sintáticas. O sistema nominal (declinações) e verbal (conjugações). Preposições. Adjetivos. Pronomes. Subsistência de traços latinos no português.
Bibliografia mínima:

ALMEIDA, Napoleão M. de. Gramática latina. 22 ed. - São Paulo: Saraiva, 1989.

CARDOSO, Zélia de Almeida. Iniciação ao latim. São Paulo: Ática, 1989.

GRIMAL, A. Carl. & NOIVILLE, J. Lamaison. Gramática latina. Trad. Maria Evangelina Villa Nova Soeiro. São Paulo: EDUSP, 1986.

TORRINHA, Francisco. Dicionário latino-português. Porto: Gráficos Reunidos Ltda, s/d.
5° PERÍODO
LLV 9212 - LITERATURA BRASILEIRA II

Equivalência LLV 9202

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Do oitocentismo ao modernismo – literatura e cultura pós-romântica: do Império à República Velha: naturalismo, parnasianismo, simbolismo, decadentismo, impressionismo; Euclides da Cunha e Raul Pompéia; a ficção moderna de Machado de Assis. A Semana de Arte Moderna e a poética modernista: Mário e Oswald de Andrade; o lirismo moderno: Bandeira e Drummond; a tensão vanguarda/regionalismo – os narradores não-alinhados: Lima Barreto, Monteiro Lobato; os regionalistas: José Lins do Rego e Graciliano Ramos; os ensaístas de interpretação nacional: Paulo Prado, Gilberto Freyre, Sérgio Buarque.
Bibliografia mínima:

CANDIDO, Antonio. Vários escritos. SP: Duas Cidades, 1970.

MERQUIOR, José Guilherme. De Anchieta a Euclides. RJ: José Olympio, 1977.

MOISÉS, Massaud. O simbolismo. SP: Cultrix, 1967.

STEGAGNO-PICCHIO, Luciana. História da literatura brasileira. RJ: Nova Aguilar, 1997.
LLV 9312 - LITERATURA PORTUGUESA II

Equivalência LLV 9302

Carga horária: 60 horas
EMENTA: O oitocentos português – a construção da identidade nacional e os entraves à modernização: da história ao romance, Almeida Garrett e Alexandre Herculano; Eça de Queirós; subjetividade e crítica da razão: Cesário Verde, António Nobre, Camilo Pessanha.
Bibliografia mínima:

AMORA, Antonio Soares. Presença da literatura portuguesa. O simbolismo. São Paulo: Difel, s/d.

GUIMARÃES, Fernando, Poética do simbolismo em Portugal. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1990.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. 11. ed., São Paulo: Cultrix, 1973.

SARAIVA, Antônio José e LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. Porto: Porto Ed., s/d.
LLV 9412 - TEORIA DA LITERATURA II

Equivalência LLV 9402 e LLV 9403

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Estudo da narrativa ficcional e da poesia em seus aspectos históricos e formais. Gêneros e subgêneros; a estrutura narrativa: história, personagem, foco narrativo, tempo e espaço; as fronteiras do ficcional (história e ficção); análise e crítica textual; poéticas clássicas e modernas; o poético enquanto forma e enquanto função; análise e interpretação do texto poético.
Bibliografia mínima:

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de estética – A teoria do romance. Trad. A. F. Bernardini et al. S. Paulo: UNESP/HUCITEC, 1988.

CANDIDO, Antonio e outros. A personagem de ficção. 5 ed. - S. Paulo: Perspectiva, 1975.

GENETTE, Gerard. Discurso da narrativa. Trad. F. C. Martins. Lisboa: Veja/Universidade, s/d.

SILVA, Vitor Manuel de Aguiar e. Teoria da literatura. Coimbra: Almedina, 1979.
6° PERÍODO
LLV 9126 - SOCIOLINGUÍSTICA

Equivalência LLV 9012

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Língua como sistema heterogêneo. Significado social das formas variantes. Dimensões externa e interna da variação Linguística. Pressupostos metodológicos da pesquisa socioLinguística. Variação Linguística e ensino.
Bibliografia mínima:

BAGNO, Marcos. Preconceito linguístico. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

CAMACHO, R.G. SocioLinguística. Parte II. In: F. Mussalim & A. C. Bentes (Org.). Introdução à linguística: 1. Domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001, p. 49-75.

MOLLICA, Maria Cecília & BRAGA, Maria Luíza. Introdução à socioLinguística: o tratamento da variação. Rio de Janeiro: Contexto, 2003.

TARALLO, F. A pesquisa socioLinguística. São Paulo: Ática, 1985.
LLV 9128- HISTÓRIA DA LÍNGUA

Equivalência LLV 9015

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Teorias de mudança Linguística. As transformações do latim e a formação do português. Português do Brasil – história social e gramatical.
Bibliografia mínima:

ILARI, Rodolfo. Linguística românica. São Paulo: Ática, 1992.

MATTOS E SILVA, R. V. Ensaios para uma sócio-história do português brasileiro. São Paulo: Parábola, 2004.

TARALLO, Fernando. Tempos lingüísticos: itinerário histórico da Língua Portuguesa. São Paulo: Ática, 1990.

TEYSSIER, P. História da língua portuguesa. Trad. Celso Cunha. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
LLV 9127 – SEMÂNTICA

Equivalência LLV 9007

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Noções básicas: sentido e referência, acarretamento, anáfora, pressuposição, tempo, aspecto, evento, modalidade, operadores, quantificadores, a partir da análise do Português Brasileiro.
Bibliografia mínima:

FREGE, G. Sobre o sentido e a referência. Lógica e filosofia da linguagem. Trad. Paulo Alcoforado. São Paulo: Cultrix, 1978.

ILARI, R. Introdução à semântica: brincando com a gramática. São Paulo: Contexto, 2001.

MÜLLER, A. L. de P. & VIOTTI, E. de C. Semântica formal. In: J.L. Fiorin (Org.) Introdução à linguística. V. 1. São Paulo: Contexto, 2003.

PIRES de OLIVEIRA, R. Semântica. In: Mussalim, F. & Bentes, A C. (Org.) Introdução à linguística. V. 2. São Paulo: Cortez, 2001.
7° PERÍODO
LLV 9213 - LITERATURA BRASILEIRA III

Equivalência LLV 9203

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Literatura Contemporânea. Permanência e transformação do regional: Guimarães Rosa; as narrativas de introspecção subjetiva: Clarice Lispector; a poesia experimental: João Cabral, Murilo Mendes, Haroldo de Campos. O pós-moderno. Produção ficcional recente.
Bibliografia mínima:

BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Editora Nacional, 1980.

COMPAGNON, Antoine. Os cinco paradoxos da modernidade. Trad Cleonice P. B. Mourão. BH: Editora da UFMG, 1999.

MORICONI, Ítalo. A provocação pós-moderna razão histórica e política da teoria hoje. Rio de Janeiro: Diadorim,1994.
LLV 9413 - TEORIA DA LITERATURA III

Equivalência LLV 9404 e LLV 9405

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Correntes críticas do século XX: abordagens intrínsecas e extrínsecas do texto literário. Formalismo; a crítica sociológica: marxismo e Escola de Frankfurt; estruturalismo e pós-estruturalismo; o contexto pós-moderno e as teorias contemporâneas (estudos culturais, interdisciplinaridades, teorias pós-coloniais, crítica feminista).
Bibliografia mínima:

ADORNO, Theodor. Notas de literatura. Trad. Celeste Aída Galeão e Idalina Azevedo da Silva. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1973.

AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. Trad. George Sperber. São Paulo: Perspectiva, 1976.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Trad. Maria E. Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BARTHES, Roland . Crítica e verdade. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Perspectiva, 1970.

BARTHES, Roland, GREIMAS, A. J., BREMOND, Claude et alii. Análise estrutural da narrativa. Trad. Maria Zélia B. Pinto. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1973.


LLV 9510 - ESTUDOS LITERÁRIOS E EDUCAÇÃO (PCC 60)

Não há equivalência

Carga horária: 30 horas de teoria e 60 horas PCC – Total 90 horas
EMENTA: Os gêneros literários na escola. Formação do leitor literário. Tensões institucionais da formação do leitor: representações literárias de gênero e afro-brasileiras em experiências educacionais. Diálogos entre Literatura e outras linguagens artísticas na educação estética. Literatura e novas tecnologias nos processos educativos.
Bibliografia mínima:

COLOMER, Teresa. A formação do leitor literário: narrativa infantil e juvenil atual. Trad. Laura Sandroni. São Paulo: Global, 2003.



DUARTE. Eduardo de Assis (org.). Literatura e Afrodescendência no Brasil: Antologia Crítica. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. 4 vols.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da adaptação. Trad. de André Cechinel. Florianópolis: Editora UFSC, 2011.

MUZART. Zahidé L. (org.). Escritoras Brasileiras do Século XIX: Antologia. Florianópolis: Ed. Mulheres, 2009. 3 vols.

STALLONI, Yves. Os Gêneros Literários. Trad. Flávia Nascimento. Rio de Janeiro: Difel, 2007.

8° PERÍODO
LLV 9812 - LÍNGUA LATINA II

Equivalência LLV 9802 e LLV 9803

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Flexão e grau dos adjetivos. Pronomes. Advérbios. Conjunções. Verbos no indicativo ativo e passivo. Tempos verbais e suas formas nominais. Acusativo com infinitivo. Ablativo absoluto. Subsistência de traços latinos no português.
Bibliografia mínima:

ALMEIDA, Napoleão M. de. Gramática latina. 22 ed. - São Paulo: Saraiva, 1989.

CARDOSO, Zélia de Almeida. Iniciação ao latim. São Paulo: Ática, 1989.

GRIMAL, A. Carl. & NOIVILLE, J. Lamaison. Gramática Latina. Trad. Maria Evangelina Villa Nova Soeiro. São Paulo: EDUSP, 1986.

TORRINHA, Francisco. Dicionário latino-português. Porto: Gráficos Reunidos Ltda, s/d.
LLV 9130 - CONSTRUÇÃO DE GRAMÁTICAS E ESCOLA (PCC 40)

Não há equivalência

Carga horária: 20 horas de teoria e 40 horas PCC – Total 60 horas
EMENTA: Refletir sobre práticas na escola que despertem no aluno sua capacidade de construir e verificar a validade de diferentes tipos de hipóteses, diferentes teorias sobre fenômenos gramaticais – fonético-fonológicos, morfológicos, sintáticos e semântico -pragmáticos - do português brasileiro contemporâneo.
Bibliografia mínima:

ILARI, Rodolfo. 2001. Introdução à semântica. Brincando com a gramática. São Paulo: Contexto.

PERINI, Mário A. Princípios da linguística descritiva: introdução ao pensamento gramatical. São Paulo: Parábola, 2006..

PIRES DE OLIVEIRA, Roberta & Renato Basso. Filosofia da linguística. Florianópolis: LLV/UFSC, 2011.


LLV 9129 - AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

Equivalência: 9010

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Estágios de desenvolvimento linguístico na criança. Cognição e linguagem. Natureza do conhecimento linguístico na criança. Universalidade e uniformidade na aquisição da linguagem. O papel da experiência na aquisição.
Bibliografia mínima:

KATO, M. Aquisição e aprendizagem da língua materna: de um saber inconsciente para um saber metalingüístico. In: Cabral, L.G. & Morais, J. (Org.) Investigando a linguagem. Florianópolis: Ed. Mulheres, 1999.

LAMPRECHT, R. (Org.) Atas do III Encontro Nacional sobre Aquisição da Linguagem. Letras de Hoje. 30: 4, 1995.

LEMOS, G. de. Interacionismo e aquisição da linguagem. D.E.L.T.A ., 2: 231-248, 1986.

MEISEL, J. Parâmetros na aquisição. In: Fletcher, P. & MacWhitnney, B. (ed.). Compêndio da linguagem da criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
LLV 9131 - LINGUÍSTICA APLICADA: ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA MATERNA I (PCC 40)

Não há equivalência

Carga horária: 20 horas de teoria e 40 horas PCC – Total 60 horas
EMENTA: A constituição histórica da disciplina de Língua Portuguesa. A disciplina de Língua Portuguesa hoje: a busca por um ensino e aprendizagem operacional e reflexivo da linguagem. Teorias da linguagem e ensino de Língua Portuguesa na escola: a língua como interação. O conceito de gêneros do discurso/texto: desdobramentos teóricos e implicações pedagógicas na aula de Língua Portuguesa. Fundamentos das teorias de letramento: a compreensão da língua escrita sob um novo olhar e as repercussões dessa compreensão no ensino de Português na escola. Transposição versus elaboração didática: uma discussão sobre a ação do professor de Português à luz de teorias da linguagem.
Bibliografia mínima:

ANTUNES, I. Aula de português: encontro & interação. São Paulo: Parábola, 2003.

GERALDI, J.W. Portos de passagem. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

RODRIGUES, Rosângela Hammes; CERUTTI-RIZZATTI, Mary Elizabeth. Linguística aplicada: ensino de língua materna. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.

SOARES, M. Português na escola: história de uma disciplina curricular. In M. Bagno (Org.) Linguística da norma. São Paulo: Loyola, 2002, p.155-177.
9° PERÍODO
LLV 9511 - LITERATURA E ENSINO I (PCC 60)

Não há equivalência

Carga horária: 30 horas de teoria e 60 horas PCC – Total 90horas
EMENTA: A literatura ensina-se? Literatura e ensino e suas questões centrais. Políticas de leitura. Formação de leitores. Os PCNs e a leitura. A leitura e o cotidiano escolar. Os livros didáticos. Palavras e imagens. Literatura e mídia. História em Quadrinhos (HQ). As adaptações de textos clássicos. Novas tecnologias e novas linguagens. A cultura indígena. Questões teóricas e críticas.
Bibliografia mínima:
BAKHTIN, Michail. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

GUÉNOUN, Denis. O teatro é necessário? Trad. Fátima Saadi. São Paulo: Perspectiva, 2004.

MATOS, Cláudia Neiva de; TRAVASSOS, Elizabeth; MEDEIROS, Fernanda Teixeira de. Palavra cantada: ensaios sobre poesia, música e voz. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

PELLEGRINI, Tânia [et al.]. Literatura, cinema e televisão. São Paulo: Editora Senac São Paulo: Instituto Itaú Cultural, 2003.

RAMOS, Tania Regina Oliveira; CORSO, Gizelle Kaminski. Literatura e Ensino. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2010.

SANTOS, Alckmar Luiz dos. Leituras de nós: ciberespaço e literaturas. São Paulo: Itaú Cultural, 2003. (Rumos Itaú Cultural Transmídia).

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. 2 ed. ver. e ampl. Tradução de Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. São Paulo: Ática, 1996.


LLV 9313 - LITERATURA PORTUGUESA III

Equivalência LLV 9303

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Modernidade e pós-modernidade nas literaturas de expressão portuguesa: séculos XX e XXI. Metáforas da modernidade, vanguardas, modernismo: Fernando Pessoa e a geração de Orpheu; o grupo presencista; subjetividade lírica em Florbela Espanca; o programa neo-realista; o romance contemporâneo: metaficção, intertexto, paródia; ficções de expressão portuguesa contemporâneas.
Bibliografia mínima:

AMORA, Antonio Soares. Presença da literatura portuguesa. O simbolismo. São Paulo: Difel, s/d.

GUIMARÃES, Fernando. Poética do simbolismo em Portugal. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1990.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. 11. ed., São Paulo: Cultrix, 1973.

SARAIVA, Antônio José e LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. Porto: Porto ed., s/d.
LLV 9813 - LITERATURA CLÁSSICA LATINA

Equivalência LLV 9501

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Leitura e interpretação de autores clássicos latinos e seu contexto histórico-cultural, destacando a influência do humanismo greco-latino nas literaturas ocidentais, mormente na luso-brasileira.
Bibliografia mínima:

ARISTÓTELES, HORÁCIO, LONGINO. A poética clássica. Trad. R. de O. Brandão. 3.ed. - São Paulo: Cultrix, 1988.

CARDOSO, Z. de A. Literatura latina. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1989.

PARATORE, E. História da literatura latina. Lisboa: Fund. Calouste Gulbenkian, 1987.

VARGAS, José Ernesto de. Estudos Literários I. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2008.
10° PERÍODO
EED 9502 - ORGANIZAÇÃO ESCOLAR (PCC 12)

Não há equivalência

Carga Horária: 60 horas teoria e 12 horas PCC – Total 72 horas
EMENTA: Teorias que norteiam o tema organização escolar e o currículo. Estrutura organizacional do sistema nacional de educação. Níveis e modalidade de educação. Níveis e modalidades de ensino da Educação Básica. Projeto Político Pedagógico. A teoria curricular e os aspectos da ideologia, da cultura e do poder. O currículo e os ritos de exclusão. PCNs. Propostas curriculares: estadual e municipais. A avaliação curricular. O currículo e as identidades sociais.
Bibliografia mínima:

APPLE, M.W.. Ideologia e currículo. Trad. Carlos Eduardo F. Carvalho. São Paulo: Editora Brasiliense, 1982 (Publicação original em inglês, 1979).

______. A política do conhecimento oficial: Faz sentido a idéia de um currículo nacional? Trad. de Maria Aparecida Baptista. In MOREIRA, A.F. e SILVA, T.T. (Org.) Currículo, cultura e sociedade. São Paulo: Cortez (1994), 6ª ed. 2002a, p. 59-91.

______. Educação e poder. Trad. Maria Cristina Monteiro. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989 (Publicação original em inglês, 1985).

______. O campo do currículo no Brasil: os anos 90. In Didática, currículo e saberes escolares. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2000, p. 60-77.

______. Repensando ideologia e currículo. In MOREIRA, A. F. e SILVA, T. T. (Org.) Currículo, cultura e sociedade. São Paulo: Cortez (1994), 6ª ed. 2002b, p. 39-57.

CERNY, Roseli Zen; SOUSA, Ana Maria Borges de; CARDOSO, Terezinha Maria. Organização escolar. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.
LLV 9133 - ANÁLISE DO DISCURSO

Equivalência LLV 9017

Carga horária: 60 horas
EMENTA: Teorias e análises do discurso de diferentes vertentes. Conceitos de discurso. Para uma teoria de Gênero de Discurso. Para uma teoria de Análise Crítica do Discurso. Para uma Análise de Discurso como dispositivo teórico-analítico da interpretação. Para uma Análise de Discurso atravessada pela Psicanálise. Para uma abordagem arqueológica do discurso. Relações língua/ discurso, texto/discurso. Análise de conteúdo vs. análise de discurso. A questão do sujeito e da autoria. Prática de análise.
Bibliografia mínima:

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Trad. Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense, 1988.

INDURSKY, F.; LEANDRE-FERREIRA, M. C. (Org.) Os múltiplos territórios da análise do discurso. Porto Alegre: Ed. Sagraluzzatto, 1999.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. Trad. F. Indursky. Campinas: Pontes/Ed. da Unicamp, 1989. ORLANDI, Eni. Análise do discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.


LLV 9132 - LINGUÍSTICA APLICADA: ENSINO E APRENDIZAGEM DE

LÍNGUA MATERNA II (PCC 40)

Não há equivalência

Carga horária: 20 horas de teoria e 40 horas PCC – Total 60 horas


EMENTA: Perspectivas teóricas e metodológicas dos estudos da leitura e da produção textual escrita. Aspectos sócio-históricos e cognitivos implicados na leitura e na produção textual escrita. A elaboração didática das práticas de leitura e produção textual à luz dos gêneros do discurso/texto e dos estudos do letramento. A análise linguística nas práticas de leitura e de produção textual.
Bibliografia mínima:

ANTUNES, I. Aula de português: encontro & interação. São Paulo: Parábola, 2003.

BAKHTIN, M. M. Os gêneros do discurso. In Estética da criação verbal. Trad. Maria. Ermantina Galvão Gomes Pereira. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

GERALDI, J.W. Portos de passagem. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1993.


11° PERÍODO
PSI 9403- PSICOLOGIA EDUCACIONAL: DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM (PCC 12)

Não há equivalência

Carga horária: 60 horas de teoria e 12horas de PCC – Total 72horas
EMENTA: Introdução à Psicologia como ciência: histórico, objetos e métodos. Interações sociais no contexto educacional e o lugar do professor. Introdução ao estudo de desenvolvimento e de aprendizagem _ infância, adolescência, idade adulta. Contribuições da Psicologia na prática escolar cotidiana e na compreensão do fracasso escolar.

Atividade de prática de ensino: uso de questionário, entrevista ou observação direta para investigação dos fenômenos psicológicos estudados e elaboração de relatório.


Bibliografia mínima:

BELLONI, M. L. Educação a distância. 2. ed. - Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

CATAPAN, Araci Hack et alii. Introdução à educação a distância. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2008.

HACK, Josias. Ricardo. Introdução à educação a distância. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.

LAASER, W. (Org.) Manual de criação e elaboração de materiais para educação a distância. Trad. por Marcelo Carvalho de Oliveira. Brasília, DF: EdUnB, 1997.

PETERS, O. Didática do ensino a distância. Tradução de Ilson Kayser. São Leopoldo: UNISINOS, 2001.


MEN 9103 - METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA (PCC 36)

Não há equivalência

Carga horária: 90 horas de teoria e 36 horas de PCC – Total 126 horas
EMENTA: 1. Revisão das principais perspectivas da Teoria da Literatura e a presença no Ensino. O conceito de Literatura e as pedagogias a ele associadas no pensamento estético da tradição clássica e no pensamento estético contemporâneo. História do Ensino da Literatura – concepções e práticas. Literatura e Escola. Literatura e Currículo. Laboratório de Ensino de Literatura.

2. Revisão das principais correntes Linguísticas e a presença no Ensino. A questão do Ensino da Gramática. A Leitura e suas Políticas. Teorias do Texto. Os Livros Didáticos e as Propostas Curriculares. Produção de Material Didático para o Ensino Fundamental e Médio.

3. Pesquisa de campo de configurações escolares sob a perspectiva do ensino da Língua e da Literatura: escolas públicas e escolas privadas; ensino formal e não-formal; auto-formação e experiências comunitárias alternativas.
Bibliografia mínima:

AGUIAR, Vera Teixeira de, BORDINI, Maria da Glória. Literatura: a formação de leitor: alternativas metodológicas. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.

AMARAL, Emília, BARROS, Severino. Escrever é desvendar o mundo a linguagem e o pensamento teórico. Campinas: Papirus, 1986.

BAMBERGER, Richard. Como incentivar o hábito de leitura. Tradução: Octavio Mendes Cajado. São Paulo: Ática, 1986.

BASTOS, Lúcia Kopschitz, MATTOS, Maria Augusta da. A produção escrita e a gramática. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

CUNHA, Maria Antonieta. Literatura infantil, teoria e prática. São Paulo: Ática, 1986.

PELANDRÉ, Nilcéa Lemos.[et al.]. Metodologia do ensino de língua portuguesa e literatura. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.
MEN 9102 – DIDÁTICA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA (PCC 12)

Não há equivalência

Carga horária: 60 horas de teoria e 12 horas de PCC – Total 72 horas
EMENTA: Configuração histórica da área da Didática. Atividades de ensino como prática político-social e formativa do professor. Ensino-aprendizagem e questões político-pedagógicas e sociais da educação escolar. Concepção de conhecimento, de aprendizagem e as teorias pedagógicas. Organização do processo ensino-aprendizagem e o projeto pedagógico na escola. Modalidades de planejamento para a mediação pedagógica e sua relação com especificidade no campo de conhecimento do ensino de Letras.
Bibliografia mínima:

BECCHI, Egle et alii. Teoria da didática. São Paulo: Cortez. Autores associados, 1986.

BORDENAVE, J. D. e PEREIRA, A. N. Estratégias de ensino aprendizagem. Petrópolis: Vozes, 1988.

CANDAU, Vera Maria. A didática em questão. Petrópolis: Vozes, 1987.

______. Rumo a uma nova didática. Petrópolis: Vozes, 1988.

RAMOS, Daniela Karine. Didática do ensino de língua portuguesa e literatura. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011.


12° PERÍODO
LLV 9512 - LITERATURA E ENSINO II (PCC 60)

Não há equivalência

Carga horária: 30 horas de teoria e 60 horas PCC – Total 90 horas
EMENTA: A institucionalização da literatura: instâncias de consagração. A história da literatura. Os gêneros literários (o poema, a narrativa, o teatro, a crônica). A literatura sob medida: listas, indicações, mercado. A literatura e o ensino médio. Práticas de leitura. Literatura enquanto disciplina. Memórias de leituras. As listas e as leituras obrigatórias. O vestibular e o ENEM. A leitura, a literatura e as políticas públicas. A censura e as escolhas. A literatura em perigo? Reflexões teóricas e críticas.
Bibliografia mínima:

NEITZEL, Adair de Aguiar; SANTOS, Alckmar Luiz dos (Org.). Caminhos cruzados: literatura e informática. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2005.

SEDLMAYER, Sabrina e MACIEL, Maria Esther (Org.). Textos à flor da tela: relações entre literatura cinema. Belo Horizonte: Núcleo de Estudos de Crítica Textual/Faculdade de Letras da UFMG, 2004.

STAM, Robert. Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade. In: Ilha do Desterro, Florianópolis, nº 51, jul/dez. de 2006. P. 19-53.


LLV 9134 - NORMA LINGUÍSTICA DO PORTUGUÊS DO BRASIL (PCC 40)

Não há equivalência

Carga horária: 20 horas de teoria e 40 horas PCC – Total 60 horas
EMENTA: A constituição do Português do Brasil. A noção de norma. Norma e a realidade social. Norma padrão e norma culta. Níveis gramaticais.
Bibliografia mínima:

CASTILHO, Ataliba Teixeira de. Nova gramática do português brasileiro. São Paulo: Editora Contexto, 2010.

FARACO, C. A. O Brasil entre a norma culta e a norma curta. In: Lagares, X; Bagno, M. Políticas da norma e conflitos linguísticos. SP: Parábola, 2001. (p. 259-275).  

SCHERRE, M. M. P. & NARO, A. J. Origens do português brasileiro. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.


MEN 9104– ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

Não há equivalência

Carga horária: 200 horas
EMENTA: O Ensino Fundamental*: estudos conjunturais do campo de estágio. Atividades de pesquisa bibliográfica, proposta de ações de extensão e definição do objeto de ensino. Atividades de vivência escolar: acompanhamento do professor da escola na função de monitoria (dois meses); participação nas atividades pedagógicas da escola; estabelecimento de interações possíveis com outros projetos em curso e com estagiários/professores de outras áreas. Organização das atividades por equipes e preparação do projeto de trabalho. Observação analítica dos fenômenos didáticos. Seminários de acompanhamento e produção de pequenos ensaios. Preparação orientada dos Planos de Aula. Regência de classe (dois meses). Seminário final, com mostra das atividades de pesquisa, ensino e extensão e produção da monografia, ensaio ou artigo.

(*Com a possibilidade da experiência suplementar ou alternativa em instâncias não-formais, ensino para adultos e classes especiais).


Bibliografia mínima:

FRANCHI, Eglê. E as crianças eram difíceis: Redação na escola. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

RESENDE, Vânia Maria. Literatura infantil e juvenil: relato da experiência na escola. Belo Horizonte: Comunicação, 1983.

ZILBERMAN, Regina (Org.). Leitura em crise na escola: as alternativas do professor. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

MARCO, Valéria de (Org.). Língua e literatura: o professor pede a palavra. São Paulo: Cortez, 1981.

LEITE, Lígia C. Moraes. Invasão da catedral: literatura e ensino em debate. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1983.


13° PERÍODO
MEN 9105 – ESTÁGIO SUPERVISIONADO II

Não há equivalência

Carga horária: 200 horas
EMENTA: O Ensino Médio*: Estudos conjunturais do campo de estágio. Atividades de pesquisa bibliográfica, proposta de ações de extensão e definição do objeto de ensino. Atividades de vivência escolar: acompanhamento do professor da escola na função de monitoria (dois meses); participação nas atividades pedagógicas da escola; estabelecimento de interações possíveis com outros projetos em curso e com estagiários/professores de outras áreas Organização das atividades por equipes e preparação do projeto de trabalho. Observação analítica dos fenômenos didáticos. Seminários de acompanhamento e produção de pequenos ensaios. Preparação orientada dos Planos de Aula. Regência de classe (dois meses). Seminário final, com mostra das atividades de pesquisa, ensino e extensão e produção da monografia, ensaio ou artigo.

(*Com a possibilidade da experiência suplementar ou alternativa em instâncias não-formais, ensino para adultos e classes especiais. Além disto, recomenda-se que os Estágios sejam desenvolvidos ao longo de um ano letivo e no mesmo campo).

Bibliografia mínima:

TEMPO Brasileiro, n. 63. Literatura infantil-juvenil (vários autores).

YUNES, Eliana. A leitura e a formação do leitor. Rio de Janeiro: Antares, 1984.

SOARES, Magda Becker. Técnica de redação. Rio de Janeiro: Livro Técnico, 1978.

GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: FGV, 1978.
LSB 9904 – LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS I (PCC 18)

Não há equivalência

Carga horária: 54 horas de teoria e 18 horas PCC – Total 72 horas
EMENTA: Comunidade surda: cultura, identidade, diferença, história, língua e escrita de sinais. Noções básicas da língua de sinais brasileira: o espaço de sinalização, os elementos que constituem os sinais, noções sobre a estrutura da língua, a língua em uso em contextos triviais de comunicação.
Bibliografia mínima:

LACERDA, C. e GÓES, M. (Org.) Surdez: processos educativos e subjetividade. Editora Lovise, 2000.



PERLIN, G. Identidades Surdas. Em A Surdez: um olhar sobre as diferenças. SKLIAR, C. (Org.) Porto Alegre: Editora Mediação, 1998:51-74.

QUADROS, R. M. de & KARNOPP, L. Língua de sinais brasileira: estudos lingüísticos. ArtMed: Porto Alegre. 2004.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal