Miguel Viegas (gue/ngl)



Baixar 3.56 Kb.
Encontro08.08.2016
Tamanho3.56 Kb.
Miguel Viegas (GUE/NGL). Senhora Presidente, a fraude e a evasão fiscais crescem na razão direta do processo de liberalização das economias da globalização. Nesta medida, fraude e evasão fiscais são descendentes diretos deste processo de integração europeia, baseado na livre circulação dos capitais e da total supremacia dos grandes grupos económicos e financeiros.
Perante a indignação dos cidadãos, a Comissão sente-se na obrigação de tomar medidas. Propõe mais do mesmo: a base tributável harmonizada, a elaboração de uma lista de paraísos fiscais e princípios vagos visando evitar a deslocalização de lucros para paraísos fiscais.
O que este processo nos indica é que a fuga aos impostos com a cumplicidade dos governos representa uma prática generalizada dentro da União Europeia e não fora. São, portanto, os governos da generalidade dos países da União Europeia, cujos Partidos estão aqui presentes nesta Assembleia, os grandes responsáveis por este escândalo.
Pela nossa parte, não alimentamos nenhuma ilusão. A saída está no fim da supremacia do poder económico sobre o poder político.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal