Mitra diocesana de chapecó



Baixar 22.99 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho22.99 Kb.
MITRA DIOCESANA DE CHAPECÓ

Av. Getúlio Vargas, 121 S – Centro - Cx. P. 726 – Cep: 898001-001

Fone: (49) 3322-3045 - Chapecó/SC

www.diocesechapeco.org.br – e-mail: diocese@diocesechapeco.org.br

Estimado Pároco e Equipe Paroquial




Ao longo de cinqüenta anos, nossa Diocese já fez uma caminhada firme e significativa, construída com fé e coragem. Chegou o momento de resgatar e celebrar as lutas, conquistas e vitórias de nosso povo da Diocese de Chapecó. Ela foi criada aos 14/01/1958 e instalada aos 26/04/1959.

Estamos solicitando a colaboração de vocês para os encaminhamentos desta pesquisa histórica.

Por isso, em anexo, estamos enviando dois modelos de projeto para tal atividade, um para as comunidades rurais e outro para as comunidades urbanas. São sugestões apenas, não imposições. Desta pesquisa que vocês vão fazer deverá resultar uma história de cada comunidade e de toda sua Paróquia.

A Diocese pede que no final deste trabalho façam um resumo da história da Paróquia de no máximo cinco (5) páginas. A Equipe de elaboração precisa receber este material até dia 04/08/2008, para poder construir uma história mais detalhada de toda a Diocese.


Atenciosamente, em Cristo, o Senhor da História.

_____________________________

Pe. Clair José Lovera



P/ Equipe de Memória Histórica

PROJETO: MEMÓRIA HISTÓRICA DA COMUNIDADE

(Para as comunidades rurais)

PARÓQUIA: ____________________________________________
Comunidade: ___________________________________________

I.- INTRODUÇÃO:


  1. TEMA: História das Comunidades.

  2. OBJETIVO (da Equipe Paroquial): Construir uma história da nossa Paróquia para o cinqüentenário da Criação da Diocese.

  3. QUEM (os que vão fazer o trabalho): Uma pequena equipe de cada comunidade. Bom seria que houvesse alguém da caminhada para coordenar o projeto (um/a coordenador/a).


Deve-se pensar:

  • Em gente que ajude a recolher o material histórico que já existe (atas da comunidade; o que já foi escrito sobre a comunidade, histórias, fotos, livro-tombo, etc)..

  • Em alguém que tenha facilidade de escrever os dados colhidos.

  • Se a comunidade for pequena, bastam duas, ou mesmo uma pessoa que saiba articular a tarefa.

    1. COMO FAZER:

  • Além de recolher os dados já existentes, fazer entrevistas com as pessoas que vivem há mais tempo na comunidade (mais que uma), para obter mais informações. Se já moram fora da comunidade, dar um jeito de visitá-las (ver abaixo o conteúdo da entrevista).

  • Não levar em conta apenas os primeiros colonizadores (é claro que eles devem entrar na história). Mas, também verificar se havia gente morando no local antes da vinda dos colonizadores (se houve caboclos, índios, se deixaram algum vestígio, restos de cerâmica etc; verificar de onde vieram; para onde foram depois da primeira colonização; como saíram etc).

  • Juntados os dados, aquele/a que foi escolhido/a para escrever, começa a tarefa. Se não for possível escrever no computador (hoje em dia não é mais tão raro), escrever a história a mão (letra legível).

  • Depois de escritos, os dados devem ser enviados à Equipe Paroquial, que vai, primeiro, por em ordem, corrigir. Feito isso, devolve de novo à comunidade, para ver se tudo está como haviam pensado. Quando tudo estiver certo, é devolvido em definitivo à secretaria paroquial, não esquecer de enviar pelo menos duas fotos: do povo (comunidade) e da igreja (prédio) (muitas comunidades já têm isso).

  1. QUANDO (prazo): o processo nas comunidades deve ficar pronto no mínimo até o fim de junho, porque a paróquia deverá enviar à Diocese um resumo desta história até quatro (04) de agosto de 2008.

  2. DÚVIDAS: Perguntar à Equipe Paroquial.



II.- QUESTIONÁRIO (são apenas pistas como ajuda para escrever a história da comunidade ou para fazer a entrevista).

  1. Primeiro, vejam donde veio o nome do município. Foi sempre o mesmo?

  2. Antes de chegarem os vendedores de terras (de origem italiana, alemã ou outras origens), havia gente morando aqui? (Havia sinais da presença antiga de índios? Havia caboclos morando aqui? De onde vieram? Que religião eles tinham? Saíram? Ficaram? Para onde foram? Permanece algum vestígio destas culturas? Como a Paróquia está trabalhando estas diferentes culturas? Houve opção pelos pobres (Vaticano II)?

  3. Donde veio o nome da comunidade? Por que esse nome?

  4. Quais foram os pioneiros que vieram para cá com a colonização? De quem compraram as terras? (De Empresas? De particulares?).

  5. Como vieram para cá as primeiras famílias de pioneiros? De onde vieram? Como viviam? O que faziam (trabalho)? Como casavam? Como se divertiam? Onde compravam o necessário para o sustento?

  6. Quem começou a comunidade cristã? Quando começou? Onde se reuniam? Por que quiseram a comunidade cristã? Contar a história do padroeiro (quem teve a idéia? Por que esse padroeiro?). Existe algum documento, ata de fundação da comunidade? Houve algum fato importante que marcou a comunidade? Quantas famílias eram no início? Quantas saíram? Para onde foram aquelas que saíram? (Êxodo rural).

  7. Quais foram os padres que atenderam a comunidade? Quais as Congregações Religiosas, agentes liberados? Como foi a caminhada cristã da comunidade? Quais as pastorais existentes na Paróquia, na comunidade? Quais as que deixaram de existir? Por que deixaram de existir? Número de lideranças que atuaram e atuam na Paróquia ou na comunidade (ministros, catequistas etc).

  8. A que município pertencia à comunidade? E hoje?

  9. Existem outras denominações religiosas (Igrejas) no local? Quando vieram? Como são as relações entre as várias Igrejas (se existem)?

  10. Como era a escola? Como era a política?

  11. Outros aspectos importantes.

  12. Se existem alguns fatos pitorescos, engraçados, procurar contá-los.


PROJETO: MEMÓRIA HISTÓRICA DA COMUNIDADE

(Para as comunidades urbanas / bairros)

PARÓQUIA: ____________________________________________
Comunidade: ___________________________________________

I.- INTRODUÇÃO:


  1. TEMA: História das Comunidades.

  2. OBJETIVO (da Equipe Paroquial): Construir uma história da nossa Paróquia para o cinqüentenário da Criação da Diocese.

  3. QUEM (os que vão fazer o trabalho): Uma pequena equipe de cada comunidade. Bom seria que houvesse alguém da caminhada para coordenar o projeto (um/a coordenador/a).


Deve-se pensar:

  • Em gente que ajude a recolher o material histórico que já existe (atas da comunidade; o que já foi escrito sobre a comunidade, histórias, fotos, livro-tombo, etc)..

  • Em alguém que tenha facilidade de escrever os dados colhidos.

  • Se a comunidade for pequena, bastam duas, ou mesmo uma pessoa que saiba articular a tarefa.

    1. COMO FAZER:

  • Além de recolher os dados já existentes, fazer entrevistas com as pessoas que vivem há mais tempo na comunidade (mais que uma), para obter mais informações. Se já moram fora da comunidade, dar um jeito de visitá-las (ver abaixo o conteúdo da entrevista).

  • Não levar em conta apenas os primeiros colonizadores (é claro que eles devem entrar na história). Mas, também verificar se havia gente morando no local antes da vinda dos colonizadores (se houve caboclos, índios, se deixaram algum vestígio, restos de cerâmica etc; verificar de onde vieram; para onde foram depois da primeira colonização; como saíram etc).

  • Juntados os dados, aquele/a que foi escolhido/a para escrever, começa a tarefa. Se não for possível escrever no computador (hoje em dia não é mais tão raro), escrever a história a mão (letra legível).

  • Depois de escritos, os dados devem ser enviados à Equipe Paroquial, que vai, primeiro, por em ordem, corrigir. Feito isso, devolve de novo à comunidade, para ver se tudo está como haviam pensado. Quando tudo estiver certo, é devolvido em definitivo à secretaria paroquial, não esquecer de enviar pelo menos duas fotos: do povo (comunidade) e da igreja (prédio) (muitas comunidades já têm isso).

  1. QUANDO (prazo): o processo nas comunidades deve ficar pronto no mínimo até fins de junho, porque a paróquia deverá enviar à Diocese um resumo desta história até quatro (04) de agosto de 2008.

  2. DÚVIDAS: Perguntar à Equipe Paroquial.


II.- QUESTIONÁRIO (são apenas pistas como ajuda para escrever a história da comunidade ou para fazer a entrevista).


  1. Primeiro, vejam donde veio o nome do município. Foi sempre o mesmo?

  2. De quem eram as terras do bairro antes de começar a comunidade? As divisas da comunidade são as mesmas do bairro? (explicar)

  3. Quais foram os pioneiros que vieram para o bairro? De quem compraram os terrenos? (de Empresas? De particulares?). Donde veio o nome do bairro e da comunidade? (Quem deu a idéia? Por que esse nome?)

  4. Como vieram para cá as primeiras famílias dos pioneiros? De onde vieram? Como viviam? O que faziam (trabalho)? Como casavam? Como se divertiam? Como era o comércio?

  5. Quem começou a comunidade cristã? Quando começou? Onde se reuniam? Contar a história do padroeiro (quem escolheu e por quê?). Por que quiseram a comunidade cristã? Existe algum documento, ata de fundação da comunidade? Houve algum fato importante que marcou a comunidade, o bairro? Quantas famílias eram no início? Quantas são agora? De onde vieram ou estão vindo as famílias do bairro? Aquelas que saíram, para onde foram?

  6. Quais foram os padres que começaram a comunidade ou que atenderam a comunidade? Quais as Congregações religiosas, agentes liberados? Como foi a caminhada cristã da comunidade? Qual foi o papel da Igreja no bairro? Quais as pastorais existentes na Paróquia, no bairro? Quais as que deixaram de existir? Por que deixaram de existir? Número de lideranças que atuaram e atuam na Paróquia ou no bairro (ministros, catequistas etc)

  7. Existem outras Igrejas, religiões no bairro? Como se relacionam com a Igreja Católica?

  8. Como era a escola? Como era a política?

  9. Outros aspectos importantes.

  10. Se existem alguns fatos pitorescos, engraçados, procurar contá-los.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal