Modelo de regimento para piquete de laçadores dependentes de outra entidade filiada ao mtg piquete de laçadores



Baixar 28.18 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho28.18 Kb.
MODELO DE REGIMENTO PARA PIQUETE DE LAÇADORES DEPENDENTES DE OUTRA ENTIDADE FILIADA AO MTG

PIQUETE DE LAÇADORES___________________________________

Art. 1º-O PIQUETE DE LAÇADORES ___________________________________, fundado em ___________________________, é uma entidade vinculada ao CTG __________________________________________, com números de integrantes e tempo de duração ilimitados.

Art. 2º - O PIQUETE DE LAÇADORES __________________________________, tem por fim:


  1. Zelar pelas tradições do Rio Grande do Sul, transmitindo à posteridade e imbuindo a juventude de amor às lides campeiras;

  2. Propugnar pela elevação moral e cultural da família gaúcha e do tradicionalismo;

  3. Estabelecer intercâmbio de amizade e companheirismo de seus integrantes com as demais entidades campeiras;

  4. Realizar reuniões de caráter cultural, recreativa e campeira entre seus integrantes e convidados do Piquete, com o objetivo de divulgar e conservar os aspectos peculiares da vida campeira e do traje gaúcho;

  5. Participar em torneios de tiro de laço, rodeios, desfiles, cavalgadas e outros eventos campeiros;

Art. 3º - O PIQUETE DE LAÇADORES __________________________________, não se vinculará a qualquer atividade político-partidária ou religiosa, assim como não estabelecerá distinção entre seus membros por questão de raça, crença ou posição sócio-econômica.

Art. 4º - É dever do piquete acatar e defender as leis vigentes no país e o ordenamento que sustenta o Movimento Tradicionalista Gaúcho, com destaque para a sua “Carta de Princípios”.
Art.5º- O PIQUETE DE LAÇADORES ________________________________, não constituirá patrimônio próprio, enquanto estiver vinculado ao CTG _________.
Art.6º - Poderão integrar o quadro de laçadores do PIQUETE DE LAÇADORES __________________________________ pessoas que forem sócios, de qualquer categoria, do CTG _____________________________________, bem como seus respectivos dependentes.
Art. 7º- A admissão de novos integrantes ao Piquete será decidida em reunião com a presença da maioria absoluta dos integrantes já existentes e com aceitação de no mínimo 2/3 dos presentes.
Art. 8º- Será excluído do quadro de integrantes do Piquete, aquele que solicitar por escrito, estando o mesmo em dia com suas obrigações com o Piquete, e aqueles que deixarem de ser associados ao CTG.
Art.9º- Serão punidos por decisão da Diretoria do Piquete, os integrantes que cometerem qualquer das faltas a seguir enumeradas:


  1. Não se portarem convenientemente em rodeios, desfiles, cavalgadas ou outros eventos campeiros, seja por atos, palavras ou gestos ofensivos, dentro ou fora do local do evento;

  2. Promoverem discórdia no seio do Piquete ou, com suas atitudes, venham prejudicar o conceito do Piquete;

  3. Forem condenados judicialmente com pena de prisão por delitos contra à pessoa, à honra, os costumes, `a família ou ao patrimônio;

  4. Usarem o nome do Piquete ou se intitularem seus representantes, sem autorização, causando constrangimento à Patronagem ou ao Piquete;

  5. Desrespeitarem o presente Regimento Interno, cuja falta será reconhecida pela maioria da Patronagem;

  6. Usarem indevidamente ou se apoderarem de bens do Piquete;

  7. Não saldarem o que for devido ao Piquete;

  8. Maltratarem seu animal de montaria quando estiverem participando de qualquer modalidade campeira;

  9. Provocar, voluntariamente, acidente com animal bovino, quando na execução de tiro de laço;

  10. Ingerir bebida alcoólica ou mantendo-se em estado de embriaguez enquanto estiver participando de eventos tradicionalistas e/ou campeiros;

  11. Faltarem,sem justo motivo, às reuniões ou eventos do Piquete ou que este deva participar;

  12. Desacatar a Diretoria do Piquete, do CTG, organizadores de eventos e suas comissões, integrantes da Coordenadoria da Região Tradicionalista ou do MTG.

Art. 10º- Todo o integrante do Piquete de Laçadores ____________________, que transgredirem este Regimento Interno e as deliberações da Diretoria, poderá ser punido com advertência, suspensão ou exclusão.




  1. Advertência: esta pena será aplicada nos casos de desobediência ou não cumprimento dos deveres e em caso de má fé na inobservância deste Regimento Interno, se não houver outra penalidade;

  2. Suspensão: esta pena não excederá 365 dias e será aplicada para faltas graves ou ao reincidentes em pena de advertência;

  3. Exclusão: esta pena poderá ser aplicada ao integrante do Piquete que vier a cometer qualquer uma das faltas constantes no Artigo 9º.

Parágrafo Único: as punições serão aplicadas pela Diretoria, após terem sido aprovadas as transgressões, sendo a punições comunicadas, por escrito, à Patronagem do CTG.

Art.11º- São direitos dos integrantes do Piquete:




  1. Participar das reuniões do Piquete, propondo, sugerindo, deliberando, votando e podendo ser votado;

  2. Usufruir das vantagens oferecidas pelo Piquete;

  3. Recorrer as instâncias superiores dos atos da Patronagem que no seu entender sejam injustos ou irregulares;

  4. Representar o Piquete, quando formal e expressamente designado para tal pelo Capataz;

  5. Requerer reunião extraordinária nos termos do Estatuto da Entidade Mantenedora;

  6. Propor novos campeiros para integrarem o Piquete.

Art.12º- são deveres dos integrantes do Piquete:




  1. Cumprir e fazer cumprir este Regulamento Interno, o Estatuto da Entidade e demais regramentos existentes ou que venham ser instituídos, bem como fazer observar o ordenamento do MTG, principalmente a “Carta de Princípios”;

  2. Preservar, em sua conduta social, a honra, a nobreza, a dignidade, a retidão de caráter, próprias aos cidadãos conscientes das suas obrigações;

  3. Usar de linguagem respeitosa com os companheiros, dirigentes do Piquete, organizadores de eventos, bem como autoridades do MTG;

  4. Conhecer o presente Regimento Interno, não sendo lícito alegar desconhecimento como pretexto de descumprir seus deveres;

  5. Participar da Festa Campeira e outros eventos campeiros, devidamente pilchado e com a encilha de acordo com o regulamento da FECARS;

  6. Responsabilizar-se pelos danos causados aos bens do Piquete ou alheios, quando de sua responsabilidade;

  7. Atender as convocações do Capataz do Piquete para participar de reuniões, atividades e dos eventos campeiros.

Art.13º- O PIQUETE DE LAÇADORES______________________________, será administrado por um Capataz, um Sota-Capataz e um Agregado das Pilchas, sob a fiscalização de um Conselho de Vaqueanos ou Conselho Fiscal, com atribuições inerentes às suas funções, com mandato pelo prazo de um ano.


Art.14º- O Capataz do Piquete será escolhido entre os integrantes do mesmo, por votação ou aclamação.
§ 1º- Após a aprovação do nome do Capataz do Piquete, este nomeará o seu Sota-Capataz e Agregado das Pilchas.
§ 2°- O Sota- Capataz substituirá o Capataz em seus eventuais empedimentos.
§ 3º- Os demais integrantes do Piquete serão denominados “peões”.
Art.15º- Compete ao Capataz do Piquete:


  1. Cumprir e fazer cumprir o presente Regimento Interno;

  2. Representar o Piquete, podendo nomear para os atos que lhe convenha;

  3. Presidir as reuniões do Piquete, designando data e hora para sua realização;

  4. Resolver assuntos urgentes, cujo à decisão não compete à Diretoria, devendo comunicar o feito aos integrantes na primeira reunião;

  5. Elaborar as escalas dos quadros, mediante prévia consulta entre os integrantes, quando da participação do Piquete nos eventos campeiros;

  6. Assinar juntamente com o Agregado das Pilchas, os balancetes, balanços, autorizando pagamento das despesas;

  7. Assinar com o Sota-Capataz as correspondências importantes a serem expedidas e as atas;

  8. Elaborar com o Sota-Capataz o relatório anual do Piquete;

Art.16º- Compete ao Sota-Capataz:




  1. Substituir o Capataz nos eventuais impedimentos deste;

  2. Auxiliar o Capataz nas tarefas inerentes às atividades do Piquete;

  3. Manter em dia o registro do Piquete nas repartições competentes;

  4. Lavrar as atas das reuniões dos integrantes do Piquete, assinado-as junto com o Capataz ;

  5. Assinar com o Capataz as correspondências a serem expedidas;

  6. Elaborar o relatório anual do Piquete, colhendo dados para incluí-los e assinar com o Capataz.

Art.17º- Compete ao Agregado das Pilchas;




  1. Substituir o Sota-Capataz em eventuais impedimentos deste;

  2. Auxiliar o Capataz e o Sota-Capataz nas tarefas inerentes às atividades do Piquete;

  3. Arrecadar os créditos do Piquete;

  4. Ter o controle da arrecadação e despesas do Piquete;

  5. Manter o registro de entrada e saída de recursos financeiros do Piquete em livro próprio;

  6. Fornecer dados para elaboração do relatório anual.

Art.18º- O exercício do ano social, ocorrerá juntamente com a entidade mantenedora.


Art.19º- Em ___ de ____ de cada ano, em comemoração ao aniversário de criação do Piquete, sempre que a situação financeira permitir, será realizada esta típica de confraternização entre os integrantes do Piquete e seus familiares.
Art.20º- Todos os cargos da Diretoria do Piquete serão exercidos gratuitamente.
Art.21º- O Piquete possuirá flâmula própria, contendo distintivo, data de fundação e o lema do Piquete, aprovada pelos seus integrantes.
Art.22º- Para efetuar-se a dissolução do Piquete de Laçadores _______________________, deverá ser realizada reunião com a maioria absoluta de seus integrantes, para essa finalidade, cuja decisão deverá ser, imediatamente comunicada ao CTG ______________________, enquanto a esta entidade estiver vinculado.
Parágrafo Único- Por decisão da Assembléia Geral do CTG, poderá ser dissolvido ou ou fundido o Piquete com outro da mesma entidade.
Art.23º- Em qualquer tempo, se a prática assim o indicar, poderá, este Regimento Interno, ser reformado, no todo ou em parte, pelos integrantes do Piquete, com a aprovação da Patronagem do CTG _____________________________________.
Art.24º- Os casos omissos ao presente Regimento Interno, serão resolvidos em comum acordo entre os integrantes do Piquete, sempre de conformidade com a Legislação Tradicionalista.
Art.25º- O Presente Regimento Interno entra em vigor nesta data, revogando-se as disposições em contrário.

____________________, ______ de _________ 200___.

____________________________ ________________________

Sota- Capataz Capataz



De Acordo
_____________________________

Patrão do CTG


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal