Índice. Introdução 2



Baixar 36.55 Kb.
Encontro30.07.2016
Tamanho36.55 Kb.

As Histórias e o Desenvolvimento das Competências Linguísticas

Índice

. Introdução 2


. Histórias 4

. Técnicas para contar histórias 6

. O Desenvolvimento das Competências Linguísticas 13

. Principais conteúdos a explorar nas histórias 14

. Classificação das histórias por conteúdos 15

. Impacto das histórias na intervenção educativa 17

. Metodologia 18

. Exemplos de actividades 20



  1. O rato da cidade e o rato do campo 21

  2. A dona amiga 25

  3. Os três ursinhos 27

  4. Pingu vai ter um irmão 30

  5. O pinto pançudo 32

  6. João e Guida 34

  7. A árvore misteriosa 37

  8. Caracol 40

  9. Uma história em botão 42

10. O capuchinho vermelho 45

11. A galinha ruiva 48

12. O homem do pão-de-ló 51

13. O homem alto e a mulher baixinha 54

14. O galo e a galinha 57

15. A cigarra e a formiga 61

16. O pastor 65
. Educação multicultural 68

Novas literaturas africanas de Língua Portuguesa 68

. Metodologia a seguir 69

.O cão e o chacal 70

.A lebre e o leopardo 72

.O porco e o javali 74

.O macaco e a lua 76

.O macaco e o cágado 78

.O fugitivo 81

.A galinha do mato e o coelho 83

.O casamento da raposa 85

. Livros 88

. Livros para alargar o vocabulário 89

. Livros para estimular a curiosidade 90

. Livros para estimular o gosto pelo belo 91

. Livros para crianças pré-escolares (dos 3 aos 6 anos) 92



. Bibliografia 94

Introdução

As histórias contribuem muito para o desenvolvimento das competências linguísticas, do raciocínio e principalmente da imaginação.

A aquisição de um maior domínio da linguagem oral é um objectivo fundamental da educação pré-escolar, cabendo ao educador criar as condições para que as crianças aprendam.

Esta aprendizagem baseia-se na exploração do carácter lúdico da linguagem, prazer em lidar com as palavras, inventar sons, e descobrir as relações.

A palavra falada e/ou a palavra escrita devem aparecer em primeiro lugar, da actividade expontânea da criança, da sua necessidade de se situar no mundo e comunicar.

As preocupações dos educadores relativamente ao ensino/aprendizagem da língua materna, devem centrar-se prioritariamente na linguagem oral de que a criança é portadora proporcionando-lhes oportunidades e criando-lhes motivações para a prática da oralidade.

Se a escrita e a leitura fazem parte do quotidiano familiar de muitas crianças que assim aprendem para que serve ler e escrever, todas as crianças deverão ter oportunidade de ter experiências na Educação Pré-Escolar.

O contacto com a escrita tem como instrumento fundamental o livro. É através dos livros, que as crianças descobrem o prazer da leitura e desenvolvem a sensibilidade estética.

As histórias lidas ou contadas pelo educador, recontadas e inventadas pelas crianças, são um meio de abordar o texto narrativo que, para além de outras formas de exploração, suscitam o desejo de aprender a ler.

O modo como o educador lê para as crianças e utiliza os diferentes tipos de texto, constituem exemplos de como e para que serve ler.

Se o livro despertar a atenção da criança, pouco a pouco a descrição enriquece-se. As frases tornam-se mais complexas e longas. E a criança com o apoio do livro, fala da sua experiência. Verbaliza emoções e sentimentos.

Ao educador caberá o papel de promotor e facilitador da comunicação.

É importante que os educadores estejam familiarizados com as teorias do desenvolvimento da linguagem, e com a investigação recente que tem sido produzida sobre a emergência de comportamentos de leitura nas idades pré-escolares.

Nesta publicação mostramos como é possível a partir de histórias desenvolver competências linguísticas e trabalhar aspectos tão importantes como a sonoridade, os absurdos, as relações causais, os conflitos afectivo-emocionais...

Descreve-se uma intervenção que tem por base a leitura de histórias e a exploração linguística das mesmas, fundamentalmente ao nível da comunicação oral, da monitorização da reflexão linguística e do acesso ao código escrito.


Em nosso entender este lançamento constitui uma operacionalização das Orientações Curriculares da Educação Pré-Escolar, no que concerne à área de Linguagem/Comunicação.

Conteudo da Página n.º 6

TÉCNICAS PARA CONTAR HISTÓRIAS


Existem várias técnicas que podem ser utilizadas para contar histórias: livros, gravuras (organizadas em sanfonas, álbuns seriados ou livros de argola), cinema, flanelógrafo, quadro de pregas e teatro( de sombra, de vara ou de fantoches)



Livro- Escolher os mais adequados à idade do grupo, que tenham ilustrações grandes (no mínimo em tamanho de uma folha A4) e coloridas. É importante contar a história, e não lê-la, mantendo o livro sempre voltado para as crianças.
Sanfona- Cortar rectângulos de papel, cartão ou papelão, um pouco maiores que a folha de papel A4. Marcar em cada rectângulo o tamanho do papel e dar cortes em diagonal nos cantos para a introdução das gravuras da história.

Conteudo da Página n.º 14

PRINCIPAIS CONTEÚDOS A EXPLORAR NAS HISTÓRIAS QUE A SEGUIR SE APRESENTAM


O HOMEM


A NATUREZA:

- ANIMAIS

-PLANTAS

AS PROFISSÕES

HISTÓRIAS

A HABITAÇÃO

O VESTUÁRIO

A ALIMENTAÇÃO

O MEIO LOCAL:

-A CIDADE

-O CAMPO

Conteudo das Páginas n.º 18 e 19

DESENVOLVIMENTO DAS COMPETÊNCIAS LINGUÍSTICAS


METODOLOGIA
  1. NA EXPLORAÇÃO DAS HISTÓRIAS AO NÍVEL DA COMUNICAÇÃO ORAL E DO ACESSO AO CÓDIGO ESCRITO

É o educador que coloca as questões às crianças. A frase a explicar é também seleccionada pelo educador. A selecção da palavra nova é deixada ao critério das crianças e, de entre as apresentadas, o educador reunirá a que obtiver maior consenso. Também na construção de frases com a palavra nova é deixada total liberdade à criança.

As palavras novas devem ser escritas em cartolinas e afixadas no placard das palavras novas. As frases devem ser escritas no quadro com vista à visualização da escrita.

  1. NA REFLEXÃO SOBRE A LÍNGUA- EXPLORAÇÃO LINGUÍSTICA



As palavras propostas para a formação de plurais, femininos, para segmentar unir e para formular opostos, devem ser seleccionadas pelo educador, o mesmo acontecendo com as palavras apresentadas para omissão dos sons iniciais. Também as frases sobre as quais se propõe a descoberta de omissões/ substituições/inversões são da responsabilidade do educador, devendo fazer parte de uma planificação prévia.

Devem ser apresentadas propostas de actividades que sugiram a descoberta de palavras que possuem, comecem ou acabem por determinado som.

Cabe ao educador proceder aos registos adequados em relação às produções das crianças.
Conteudo da Página n.º 21

  1. O RATO DA CIDADE E O RATO DO CAMPO

(Adap. De Eric Kincaid. Porto: Edições ASA)




E- Educador


C- Criança

EXEMPLOS DE QUESTÕES A APRESENTAR

  1. EXPLORAÇÃO DA HISTÓRIA




E: - Qual o título da história?

E: - Como se vestia o rato da cidade?

E: - Onde vivia o rato do campo?

E: - Como foi que os ratos se conheceram?

E: - Com o objectivo de se conhecerem melhor, que iniciativa tomou o rato do campo? Que fez o rato do campo?

E: - O rato da cidade gostou da casa do novo amigo? Porquê?

E: - De que se alimentava o rato da cidade? E o rato do campo?

E: - De que parte da história gostaram mais?

E: - Qual dos ratos vos pareceu mais simpático?


Explicar a frase que deverá ser seleccionada pelo educador:


Uma sugestão:

E: - A CASINHA ERA MUITO ACOLHEDORA

Selecção de uma palavra “nova” por parte das crianças- uma possibilidade


C: CONFORTÁVEL

Conteudo da Página n.º 68
EDUCAÇÃO MULTICULTURAL



NOVAS LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA
HISTÓRIAS

  1. O CÃO E O CHACAL

  2. A LEBRE E O LEOPARDO

  3. O PORCO E O JAVALI

  4. O MACACO E A LUA

  5. O MACACO E O CÁGADO

  6. O FUGITIVO

  7. A GALINHA DO MATO E O COELHO

  8. O CASAMENTO DA RAPOSA

Conteudo das Páginas n.º 76 e 77

4 O MACACO E A LUA

Cheios de curiosidade em saber o que estava dentro da Lua, um dia, os macacos resolveram organizar-se para subir até lá e, assim, verificarem o que estava dentro dela.

Começaram a empoleirar-se uns nos outros até chegarem ao céu estrelado. O que estava em cima estendeu o braço e segurou-se na Lua para tentar entrar nela. Entretanto, o que estava cá em baixo, já cansado, e não podendo aguentar mais o peso dos outros, saiu, e assim, começaram a cair um a um.

O que estava lá em cima de todos e já tinha os braços dentro da Lua também caiu, deixando lá o seu braço.

É por isso que ainda hoje, em noites de céu estrelado e com luar, se vê uma mancha escura na Lua.

In ERA, ERA... Contos tradicionais



Guiné- Bissau

OUTRAS SUGESTÕES DE ACTIVIDADES:

Lengalenga

Está o céu estrelado?

Quem é que o estrelaria?

O homem que o estrelou,

Grande estrelador seria.


Técnica de pintura

-Cortar papel metalizado em A5.

-Pintar todo o papel com tinta da china preta.

-Com a tampa de uma esferográfica ou as pontas de uma tesoura, raspar a tinta desenhando as estrelas e a lua.


Comunicação/Linguagem
Descobrir palavras da família de:
Macaco _____________________

_____________________

_____________________


Braço ______________________

______________________

______________________
-Pesquisar poemas sobre a lua.

-Investigar porque é que o povo diz que “a lua é mentirosa”?


Matemática
-Que forma tem a lua cheia ou a lua nova?

-Desenhar essas formas.

-Descobrir outros objectos com a mesma forma.

-Ordenar 3, 4 ou 5 objectos/materiais com pesos diferentes (ordem crescente/ordem decrescente).






Projecto “Bola de Neve”- Colecção Mais

Catálogo: fotos -> produtos
fotos -> ExpoGestão: Feira
fotos -> ComemoraçÃo dos 25 anos da fase
fotos -> Aulas e Conferências: 2006 a 2010 Prof. Doutor Daniel Serrão Nota introdutória
fotos -> Os livros impossíveis «Esgotados, Curiosos & Raros»
produtos -> Índice  introduçÃO 2  competências essenciais 3  LÍngua portuguesa 4  LÍnguas estrangeiras 13  matemática 16  estudo do meio 21  carácter globalizante 31  história 32  geografia 38  ciências físicas e naturais 43  educaçÃo
produtos -> Índice. Introdução 3
produtos -> As histórias contribuem muito para o desenvolvimento das competências linguísticas, do raciocínio e principalmente da imaginação
produtos -> Programação e Planificação na Educação Pré-Escolar Uma Proposta
produtos ->  introduçÃO 2  calendário escolar 4
produtos -> Programação e Planificação na Educação Pré-Escolar Uma Proposta


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal