Nomenclatura pessoas portadoras de deficiência



Baixar 9.49 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho9.49 Kb.

NOMENCLATURA - PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA

Sem dúvidas, os termos e expressões usados livremente e sem maior cuidado, refletem a postura social relação ao tema. Fixado nisso, a ONU adotou a nomenclatura PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA. Segundo "Mídia e Deficiência: Manual de Estilo" - publicação do Centro de Vida Independente(CVI) do Rio de Janeiro -, "ela caracteriza que a deficiência ESTÁ NA PESSOA, mas não é A PESSOA. A abordagem que reduz a pessoa à sua deficiência gera e reforça o preconceito". Embora este termo pode ser utilizado de maneira geral para todos que portam algum tipo de deficiência, o manual citado, preocupou-se em explicar uma a uma, as principais áreas,

usando como base o documento "Portraiting People with Disabilities", da National Easter Seal Society, Chícago, E.U.A., as quais transcrevemos no quadro a seguir:

DEFICIÊNCIA SENSORIAL: se divide em VISUAL e AUDITIVA.



DEFICIÊNCIA VISUAL: Se refere a uma perda total (use CEGUEIRA) ou parcial da visão.
DEFICIÊNCIA AUDITIVA: Se refere a uma perda total (use SURDEZ) ou parcial da audição.
DEFICIÊNCIA DA FALA: Se refere a um padrão de fala limitada ou dificultosa.
Obs: Os termos "mudo" e "surdo-mudo" são incorretos pois geralmente a dificuldade de fala, no caso dos SURDOS, é uma conseqüência da falta de audição.

DEFICIÊNCIA MENTAL: Se refere a um padrão intelectual reduzido, consideravelmente abaixo da média normal.
Obs: Expressões tais como "retardado mental", "débil mental", "mongolóide", entre outras de mesmo conteúdo pejorativo, não são admitidas.

DEFICIÊNCIA FÍSICA: Se refere à perda ou redução da capacidade motora. Um procedimento comum. embora equivocado, é referir-se às pessoas portadoras de deficiência em geral como "deficientes físicos", desconsiderando-se as áreas sensoriais e mental. A DEFICIÊNCIA FÍSICA engloba vários tipos de limitação

motora. Os principais são os seguintes:




PARAPLEGIA: Paralisia total ou parcial da metade inferior do corpo,

comprometendo as funções das pernas. Geralmente causada por lesão de medula

espinhal ou seqüela de poliomelite.

TETRAPLEGIA: paralisia total ou parcial do corpo, comprometendo as funções

dos braços e pernas, possuindo as mesmas causas da PARAPLEGIA.



HEMIPLEGIA: Paralisia total ou parcial das funções de um lado do corpo, como conseqüência de lesões cerebrais causadas por enfermidade, gole ou trauma.

AMPUTAÇÃO: Falta total ou parcial de um ou mais membros do corpo.
PARALISIA CEREBRAL: Termo amplo para designar um grupo de limitações psicomotoras resultantes de uma lesão do sistema nervoso central. Geralmente

os PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL. possuem movimentos involuntários, espasmos musculares repentinos, chamados ESPASTICIDADE, que é também verificada em outros tipos de deficiência, em menor intensidade.



Obs: Ao utilizar a terminologia, atente para o fato de os músculos, e não "a pessoa", espásticos.
A PARALISIA CEREBRAL oferece diferentes níveis de comprometimento, dependendo da área da lesão cerebral. É impróprio considerar que uma pessoa com paralisia cerebral possui também deficiência mental. Embora haja casos regulares, ambas as deficiências não acontecem necessariamente ao mesmo tempo.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal