Nós vos amamos, Mãe Bendita!



Baixar 7.85 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho7.85 Kb.
Nós vos amamos, Mãe Bendita!
Sempre que começamos um novo ano nossos corações se alargam para que a Esperança encontre mais espaço. E, não só pensamos, mas acreditamos mesmo, que dias melhores haverão de vir para nós e para o mundo. Contudo, no afã de novas esperanças não podemos esquecer que há Alguém que nos foi entregue por Jesus e que faz parte da nossa vida.
E foi entregue num momento muito especial. Quando Ele estava no alto da Cruz!

Foi de lá que Jesus nos entregou àquela que Ele escolheu para ser Sua Mãe, a Virgem Puríssima chamada Maria.


Para nossa alegria, a partir do momento em que Jesus foi concebido no ventre de Maria, estava sendo gerada uma nova humanidade. E, da qual fazemos parte. Sendo assim, desde então, Ela tornou-se nossa Mãe. Não podemos prescindir da sua presença em nossa vida. E devemos elevar o nosso coração chamando-a, convidando-a a nos acompanhar dia a dia. Devemos aprender a caminhar de mãos dadas com ela.
Desde pequeninos nos ensinaram uma oração que conta um pouco a história de Maria. Começamos a oração com as palavras do anjo que foi anunciar que Ela era a virgem escolhida para ser a mãe do Salvador. E, pelos séculos afins, continuamos a proclamar as palavras que anunciaram que a mão do Senhor se estendera sobre ela para nos trazer o Salvador que veio nos tirar das trevas do pecado:

"Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo".
Quando repetimos essas palavras, estamos colocando-as diante de Satanás para dizer-lhe mais uma vez o que o Senhor disse quando ele conseguiu jogar no abismo do pecado o homem e a mulher que Deus criara à Sua imagem e semelhança. Deus disse àquele inimigo mortal: "uma mulher esmagará a tua cabeça..." (Gen 3,15). E é isso que proclamamos quando repetimos as palavras do anjo na oração que se chama "Ave Maria".
Depois dessas palavras do Anjo, repetimos as palavras de Isabel que assim recebeu Maria quando ela foi visitá-la:

"Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre".
Como o anjo disse a Maria que o nome do Menino que ela concebia era Jesus, a Igreja acrescentou o Seu nome à saudação de Isabel. Então, oramos: "Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus". Assim, vamos proclamando e confirmando de instante a instante pelos tempos que passam que Jesus veio ao mundo nos arrancar das mãos de Satanás. E da morte, na qual ele nos arrastava.
Acrescentando mais palavras às do anjo e de Isabel, a Igreja, como Corpo de Cristo, inspirada pelo Espírito Santo que a conduz, conclui a oração colocando diante da Mãe a nossa realidade pecadora, clamando pela sua intercessão:

"Santa Maria, Mãe de Deus rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte".
Orando assim, pedimos a sua proteção a cada momento enquanto aguardamos confiantes a sua intercessão quando passarmos pela porta da "outra vida". A porta que Jesus abriu vindo ao mundo para nos salvar.
Obrigada, Mãe, vos saudamos com gratidão por nos terdes trazido Jesus e vos convidamos a fazer parte da nossa vida. Intercedei por nós cada vez que faltar o vinho do amor, da paz, da esperança, como intercedestes na Bodas de Caná. Nós vos amamos, Mãe Bendita!


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal