O chefe religioso unificado da tribulaçÃO É o falso profeta



Baixar 5.21 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho5.21 Kb.
Profecia 53

O CHEFE RELIGIOSO UNIFICADO DA TRIBULAÇÃO É O FALSO PROFETA
É esclarecedor e dá para entender porque o Anticristo não esteja sozinho no período tribulacional. Sem considerar os seus dez reis, ele tem também um promotor, um gênio da propaganda enganosa. É identificado de segunda besta em (Ap 16.13; 19.20; 20.10); trata-se do falso profeta. A imitação da Santa Trindade (Deus o Pai, Deus o Filho, e Deus o Espírito Santo) será um fato consumado. O dragão = o anti-Pai; a primeira besta = o anti-Filho; e a segunda besta = o anti-Espírito.
O falso profeta é o elemento religioso. No AT e de modo geral na história, temos exemplos dessa tática. Faraó, anti-semita, procurou os magos como auxiliares religiosos (Ex 7.11,22). Balaque, o rei moabita, engajou o falso profeta Balaão, para que amaldiçoasse Israel (Nm 22 a 24). Dã, uma das tribos desviadas de Israel, seu nome significa serpente (Jz 18). Absalão, o filho desviado do rei Davi, teve um Aitofel por conselheiro (2 Sm 16 e 17). E Acabe, o sétimo rei da linhagem de Israel, nunca teria sido o que foi sem Jezabel e seus falsos deuses (1 Re 21).
O elemento religioso sempre foi um dos mais poderosos fatores na história da humanidade. Por isso quando surgir esse falso profeta, além do império mundial unido, haverá também uma igreja mundial unida. O falso profeta é chamado também de besta (já explicamos em estudo anterior o sentido), mostra seu objetivo comum – a glorificação de satanás. Além disso, mostra sua crueldade animalesca. Esta besta é subordinada ao anticristo, a outra besta. Está escrito que ela emerge da terra, isso pode significar que ela sairá de Israel. Diferente do anticristo que virá das nações (do império romano revivido).
Essa segunda besta é o equivalente negativo do Espírito Santo, que glorifica a Jesus de modo que adoremos o Cordeiro. O falso profeta glorifica o anticristo, de modo que os homens o adorarão. Trata-se de uma imitação do Cordeiro, pois tem dois chifres. Mas, ele não tem a voz do Bom Pastor, fala como dragão. Este será o início da grande prova para a nação de Israel, quando acolher o adorador de Satanás, durante os 1.260 dias, ou seja, a última semana da Tribulação.
Nosso Senhor advertiu repetidamente a respeito dos falsos profetas, dos falsos cristos: “Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos”. (Mateus 24.5). Você pode imaginar quantos estão hoje seguindo falsos profetas?
Um abraço,

Adalgiso.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal