O encontro marcado



Baixar 29.75 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho29.75 Kb.
O ENCONTRO MARCADO
Todos têm encontro marcado com a desencarnação... São felizes aqueles que, na hora exata, permanecem de consciência tranquila... Como isto não é dado de graça a ninguém, porque não existem salvadores gratuitos, ou lavadores de pecados alheios, importa tomar muito cuidado.
No capítulo 22, do Apocalipse, termina a Bíblia... Por isso mesmo, sobre a Lei de Deus e a Divina Modelagem de Jesus Cristo, ele adverte como deve fazê-lo... É normal que os inteligentes e honestos procurem estar com ele, isto é, com as suas advertências.
Porque o mundo nunca será sem Deus... A Humanidade jamais deixará de ser responsável... A Justiça Divina jamais falhará... Portanto, convidamos aos sensatos, no sentido de que deixem de querer resolver os problemas de Deus... Resolvam os seus, que é quanto basta...
Quem tem encontro marcado consigo mesmo, depois da desencarnação, faz bem em ser prudente...
Marchando para fora, do Planeta ou da Matéria, estareis marchando para a Casa Cósmica que nunca deixou de ser vossa... O importante é marchar para dentro, em termos de Verdade, Amor e Virtude, até realizar a União Total com o Divino Centro Emanador, que é Deus, participando integralmente de Sua Divina Essência. Quem tem encontro marcado consigo mesmo, através da Desencarnação, não pode perder tempo com superficialidades ou fanatismos religiosistas. Espiritismo é muito mais do que aquilo que já sabeis.

MINUTA EVOLUTIVA SINTÉTICA

1 – No princípio tudo é Espírito ou Essência Divina.


2 – Da Essência Divina tudo parte, seja o espiritual ou o material.
3 – As centelhas espirituais são emanadas em estado de simplicidade absoluta, contendo as Virtudes Divinas em potencial; com o desabrochamento, no seio dos mundos e intermundos, enfrentando condições e situações, é que desabrocha e torna a ser parte integrante da Unidade Essencial, ou Deus, em equidade vibracional.
4 – A matéria começa no Espírito, em termos de gama, vem a ser Luz Divina, Energia, Éter, Substância, Gás, Vapor, Líquido e Sólido. Depois do Espírito Essencial, lembrai-vos, tudo é gama, nada é realmente simples. Só em Deus, ou na Unidade Fundamental, é que a Unidade permanece, como simples, não complexa.
5 – Os espíritos e os planetas estão sujeitos à lei de origem, evolução e finalidade. Importa, sempre, considerar os fatores – leis, elementos e fatos.
6 – Deus, ou o Princípio, não responde pela ignorância da centelha espiritual, pelos seus conceitos. Para melhor conceituar, é necessário evoluir.
7 – Leis fundamentais regem os fenômenos da matéria, e leis morais regem os fenômenos espirituais, mas, nos fundamentos, tudo se encerra numa só Lei. Na Unidade tudo é, movimenta e atinge a finalidade.
8 – Pensai nos Altos Espíritos, ou Cristos, e tereis o início dos movimentos inteligentes que originam o aparecimento dos planetas. Nada sem inteligência!
9 – Pensai na evolução normal, através dos mundos e intermundos, e tereis a explicação da cristificação das centelhas, isto é, dos espíritos.
10 – Nenhum espírito, da vossa história ou do vosso conhecimento, representa ou é totalmente UNO AO PRINCÍPIO. Não podeis, ainda, compreender a UNIÃO TOTAL, a reintegração total da centelha, no Princípio ou Deus.
11 – Entendendo ou não, VÓS SOIS DEUSES.
12 – Nos devidos tempos, tereis as devidas informações, porque Deus não falha e a Administração Planetária funciona normalmente.
13 – Deus e a Administração Planetária não falham, porém dão tempo, para que as centelhas, com os acontecimentos da vida, despertem para a Realidade Fundamental, isto é, para si mesmas. Procurai entender.
14 – Muito antes dos três reinos, mineral, vegetal e animal, a centelha emanada pelo Princípio, ou Deus, já movimentava, já desabrochava. Centenas de milhões de anos desabrocha, até atingir o primata humano.
15 – Depois de atingir ao que chamais razão, ou inteligência, ou capacidade de raciocínio, tudo desabrocha mais depressa.
16 – O intercâmbio entre encarnados e desencarnados é simples, há em todos os níveis da escala biológica, mas, entendei bem, a melhor consciência disso, advém da melhor evolução atingida.
17 – No plano dos encarnados misturam-se espíritos dos mais variantes graus evolutivos, para que haja possibilidades de trabalho e evolução para todos. Isso já não ocorre no plano espiritual, a não ser em condições bem mais restritas.
18 – Em Deus não existem milagres, mistérios ou enigmas, mas sim leis, elementos e fatos. Mas existiriam os cleros, sem haver ignorâncias, erros e ridículos?
19 – Não foram mais do que dez, até ao presente, os verdadeiros Grandes Iniciados que encarnaram entre vós, num curso de mais de duzentos e quarenta mil anos. Depois vieram os fabricantes de religiões, tribofes, igrejinhas, etc.
20 – Os Grandes Iniciados ensinaram VERDADES FUNDAMENTAIS, jamais fundaram religiões. Depois vieram vultos menores, com os seus altos e baixos normais, e andaram fundando religiões, clerezias, sectarismos, politiquismos, etc.
21 – Em tudo quanto foi ensinado, ou do seio de tudo isso, dois pólos fundamentais, de ORDEM MORAL, serão eternamente salientes: A LEI DE DEUS e a DIVINA EXEMPLIFICAÇÃO DE JESUS CRISTO. Tudo o que for contra será esmigalhado, porque jamais alguém triunfará espiritualmente fora da DIVINA ORDEM MORAL.
22 – O homem descobre, aos poucos e sofrendo muito, aquilo que em Deus é eterno, perfeito e imutável. O melhor a descobrir é a Consciência da Unidade.
23 – Entender é uma coisa, ser, é coisa totalmente diferente. Realizai-vos!
24 – Moisés e Jesus encarnaram ao mesmo tempo; João Batista repetiu a importância fundamental da Lei de Deus, ou da Justiça Divina, e o Cristo Modelo deixou a Divina Modelagem. Representam os dois pólos da Divina Ordem Moral.
25 – Ninguém jamais foi, e nem jamais será redentor ou salvador gratuito de quem quer que seja. Cuidado com as patifarias clericais, com as suas mentiras.
26 – Todos têm as mesmas oportunidades, e todos deverão realizar, em si, aquele Reino Interior, ou o Vós Sois Deuses, que não virá com mostras exteriores.
27 – Confundir INICIAÇÕES com religiões é obra de ignorantes ou de loucos.
28 – A VERDADE não precisa de advogados ou padrinhos, e sim de trabalhadores ou exemplificadores. Deus não é escravo de teologias, maquinações, etc.
29 – Quem mais sabe é apenas mais responsável, nada mais.
30 – Cristos, ou Administradores de mundos e humanidades, não fabricam leis, mas apenas as aplicam. Só na UNIDADE TOTAL há sabedoria e autoridade totais.
31 – Acabai com os cleros, se quiserdes acabar com os erros maiores, em termos de Ciência Espiritual Fundamental. Porém, mesmo acabando com eles, nos meios doutrinários aparecerão as camarilhas, os ignorantes fantasiados de donos das Verdades Iniciáticas.
32 – Nada sabeis ao certo, sobre Moisés, ou o transmissor da Lei de Deus, porque Saul destruiu os documentos, e tudo foi, mais de quatrocentos anos depois, reescrito segundo as opiniões e conversas de algumas pessoas. O caráter iniciático do Gênese perdeu-se totalmente.
33 – O Evangelho de Jesus, o Cristo Modelo, é o mesmo Jesus. Cuidado, muito cuidado com aqueles que, em nome de Jesus, inventam formalismos e formulismos, ou fazem discursos histéricos, etc. Procurai imitar o Modelo! Reproduzi os feitos de Jesus! Vivei a Lei de Deus e cultivai a comunicabilidade dos anjos, espíritos ou almas, assim como Moisés e Jesus o fizeram.
34 – Procurai conhecer tudo sobre Rama, os Budas, os Vedas, Hermes, Zoroastro, Orfeu, Crisna, Moisés, Pitágoras, Jesus, Apóstolos, Maomé, etc. Procurai entender, para discernir, entre as Verdades Divinas e as condições humanas, em todos eles. Quem tem que agenciar as Verdades Divinas são os homens, e os homens falham, uns mais e outros menos. Também, considerai o missionário no seio do seu tempo e da sua gente, etc. O fanatismo kardecista é ultracriminoso.
35 – Muita coisa que passa por TUDO, perante os tolos em termos de obras doutrinárias ou mediúnicas, nem sequer serve de abecedário, perante a VERDADE TOTAL OU DIVINA. Cuidado com os ignorantes que tudo aceitam, porém muito mais cuidado, com as camarilhas mandonistas, politiqueiras, etc.
36 – A Codificação se afirma obra incompleta, falha e omissa, e marca a volta de Kardec, para terminar a restauração do Cristianismo; entretanto, há muita gente dogmatizando sobre os erros, as falhas e os ridículos da Codificação, porque com isso defendem seus interesses subalternos, orgulhos, vaidades, ciúmes, etc.
37 – Boas intenções não significam felizes soluções.
38 – Nenhum homem, encarnado ou desencarnado, é mais do que a Lei de Deus e a Divina Modelagem de Jesus Cristo.
39 – Há espíritos medíocres, derramando escritos ou comunicações; mas o pior é que há encarnados, que atribuem a tais mediocridades o caráter de Sabedoria Divina, etc. Convidamos a não perder o senso do ridículo, para evitar o erro.
40 – Seja como for, a importância está na edificação do Cristo Interno, que não virá de fora. Por isso Jesus sentenciou – “DAI DIGNOS FRUTOS PELO EXEMPLO.”
41 – Infinitas são as verdadezinhas relativas, mas, UMA SÓ É A ESSENCIAL.
42 – Muitos são os que se prejudicam, por deixarem de parte a ÚNICA VERDADE ESSENCIAL, e se atirarem no torvelinho das verdadezinhas rasteiras. Daí surtem os fanatismos por homens, livrecos, instituições, tudo aquilo que beneficia igrejinhas, súcias e panelinhas, com os seus politiquismos e suas prepotências mandonistas, e tudo falsamente acobertado com o manto falso das purezas doutrinárias e de outras ridículas tiradas.
43 – Quem de fato pensar em três verdades fundamentais, que são: Origem, Evolução e Sagrada Finalidade do espírito, jamais irá dogmatizar sobre homens e livros, instituições e igrejinhas... Porque a Finalidade Sagrada a ser atingida é infinitamente superior ao ignorantismo, ao mediocrismo dos livros doutrinários, mediúnicos ou não. O que sereis, é infinitamente mais do que aquilo que sabeis.
44 – Historicamente, a Humanidade lotada na Terra está entre a primeira meia-idade, que finda, e a segunda meia-idade, que começa. Não sabeis tudo sobre o já percorrido, e muito menos ainda sobre as realizações a serem atingidas, daqui para a frente. O que está para trás embrenha-se nos dédalos dos milhões de anos, e o que está para a frente marcará a entrada consciente na UNIDADE DIVINA. Nem sabeis dos primórdios, com inteligência ou certeza, e nem podeis compreender a gloriosa integração no Princípio ou Deus, que vireis a realizar. O que importa, e muito, é tomar cuidado contra o veneno das dogmatizações. A hipocrisia, que é o fermento dos fariseus, estará sempre querendo prejudicar aos que desejam progredir. Muito cuidado com os donos da Verdade, os que proíbem estudar tudo, etc.
45 – Aos sacerdotes, escribas, fariseus e saduceus, Jesus sentenciou: “Ai de vós, que ficais nas portas, e não permitis a entrada aos que poderiam fazê-lo.” Serão sempre assim, aqueles que tiram proveitos materiais das situações criadas.
46 – Se tudo se resume em CONHECER A VERDADE E PRATICAR O BEM, quem não permite aos semelhantes o ingresso no CONHECIMENTO MAIOR, o que é, sem ser criminoso?
47 – O diabo que existe chama-se IGNORÂNCIA... Do diabo de fora, se ele existisse, bem depressa o homem dele se livraria; mas do diabo interior, que é a IGNORÂNCIA, com muito custo e sacrifício libertar-se-á.
48 – Os fanatismos religiosistas e sectários é que sustentam a IGNORÂNCIA...
49 – Registrai isto: Para praticar a Lei de Deus, a Divina Modelagem de Jesus, e praticar a mais sadia Revelação, ninguém precisa ser escravo de monopólios religiosistas, ou sectários, inventados por homens. A consciência de cada um, sabeis ou não, gostais ou não, quereis ou não, é a responsável direta.
50 – Querendo melhores informes sobre os assuntos acima citados, lede os seguintes livros de Osvaldo Polidoro: EVANGELHO ETERNO E ORAÇÕES PRODIGIOSAS; ORAÇÕES E VERDADES DIVINAS; CRISTIANISMO VERDADEIRO E ORAÇÕES.
* * *
Lembrando que o Princípio ou Deus, as Leis Regentes e os Fatos do Infinito e da Eternidade são acima de conceitos humanos, podeis e deveis ser contra todos os mórbidos fanatismos sectários, principalmente aqueles que sustentam interesses criados por clerezias, igrejinhas, panelas e panelinhas, com suas politicalhas e muitos outros intentos rasteiros. Já é hora de poderem pensar, sentir e agir como adultos responsáveis, pelas obras, não por maquinações e cabriolas inventadas por ignorantes ou espertalhões.

OSVALDO POLIDORO.

UNIÃO DIVINISTA

www.uniaodivinista.org


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal