O musical “Streetlight”, uma história real



Baixar 34.18 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho34.18 Kb.
Fortes sem violência
FORTES SEM VIOLÊNCIA coloca em relevo o conceito da força interior e não a violência. Através desta mudança de enfoque visual, dá-se a possibilidade de introduzir os jovens no projeto, de modo ativo e responsável através de diversas ações. Transmite-lhes que são capazes de utilizar os seus pontos fortes de forma criativa para uma convivência pacífica, tolerante e sem conflitos.
O MUSICAL “Streetlight”, UMA HISTÓRIA REAL

“Streetlight“ baseia-se na história de Charles Moats, um afro-americano de Chicago, que foi assassinado em 1969 à porta da sua casa. O cenário é  o “The Hole”, um bairro de má fama, onde os gangues juvenis travam as suas guerras territoriais, onde a vida está marcada pela violência e o desespero. É, por assim dizer, a zona mais degradante da sociedade. Aqui vivem os amigos de  Charles e Jordan.

Charles juntamente com Alan, Henry, Garcia e Mike tocam no grupo de música Streetlight.  Estes jovens querem romper com a espiral de violência e tirara partido da vida. Durante as noites ensaiam no local do grupo, uma vez que está previsto um concerto de beneficência no Boulevard Malcom-X.

Jordan pertence à banda de garagem The Gang, dirigida por Trey, e que controla todo o bairro. Ele está enamorado por Lisa, a irmã do chefe da banda. Trey e os seus companheiros Kevin, Goose e Zack estão em permanente conflito com a banda The Devil G. Um ataque surpresa, com troca de tiros e mortes, atinge Lisa, a irmã de Trey e namorada de Jordan. Todos reclamam vingança e represálias. Trey exige a Jordan um sinal de fidelidade: ele tem de assassinar o seu amigo Charles. Jordan nega-se a tal! Então Trey saca de pistola...



O GRUPO MUSICAL– Gen Rosso

Gen Rosso, grupo que dá corpo a este projeto, é um grupo musical, no qual participaram mais de 200 pessoas desde a sua fundação em 1966. As diferencias de origem e cultura dos componentes do grupo são um desafio positivo para cada um e ao mesmo tempo um enriquecimento mútuo.


Eles são o potencial criativo do grupo.

Nas décadas passadas, o estilo musical do Gen Rosso desenvolveu-se continuamente, mas o objetivo manteve-se sempre o mesmo: transmitir através da música valores como paz, justiça social, amor e solidariedade (valores que estiveram e estão na base da cultura europeia), e que são a base para una relação fraterna entre as diversas pessoas, mas também entre os povos e as culturas.



Gen Rosso esteve na Alemanha em 2002 com o musical “Streetlight”, que leva a palco, de modo cativador e atual, a história de Charles Moats.

Depois desta primeira experiência com jovens do norte da Alemanha, surgiu a ideia de um conceito global e pedagógico para a prevenção da violência entre os jovens, o que acabou por ser a componente principal da tournée.  Pareceu ao Gen Rosso uma ideia magnífica romper com o conceito clássico de concertos, onde só havia atuação, e procurar uma maior interação com os jovens das cidades onde se realizam os concertos, entrando em contacto com eles e fazendo-os também participantes muito ativos do espetáculo.


A quem se destinam os workshops?

FORTES SEM VIOLÊNCIA quer contar com a participação em palco de jovens entre os 12 e os 30 anos. O centro da atenção não são os jovens com comportamentos violentos, nem aqueles que promovem atitudes de violência, nem as suas vítimas. Embora FORTES SEM VIOLÊNCIA também tenha estes jovens como foco de atenção, centra-se sobretudo noutro grupo, bem maior: os espetadores passivos. Eles percebem claramente a violência que os rodeia como um tipo de mobbing (criar uma má imagem de alguém, para o excluir do grupo), um modo de ridicularizar ou marginalizar alguém. As posturas mais comuns oscilam entre o aplaudir os transgressores, a recusa e a total indiferença. É aqui que, confusos e sem defesas, oferecem aos autores da violência o cenário propício, com o qual potenciam as agressões aos seus colegas.

É precisamente aqui onde interage o FORTES SEM VIOLÊNCIA, na medida em que questiona sobre o que é a violência e quando é que ela começa. Mostra-lhes com clareza que a violência começa já na mente. Deste modo, os observadores passivos convertem-se em atores reflexivos e transformam a atmosfera global dos ambientes em que se inserem. Através deste grupo alvo de jovens passivos é possível atuar sobre o comportamento dos provocadores e delinquentes.



EM QUE CONSTA O “FORTES SEM VIOLÊNCIA”?

Durante a realização do projeto, os jovens são acompanhados para serem ajudados a descobrir e conhecer melhor os seus sentimentos, os seus pontos fortes pessoais, para potenciar a sua autoestima e consolidar as suas competências sociais. São sensibilizados para reconhecer a violência nas relações diárias, reagir de forma consciente contra toda a forma de violência e a propor as suas atitudes alternativas para resolver os conflitos. Não nos estamos a referir aos grandes atos de violência extrema, mas a pequenas situações quotidianas como o mobbing, o bullying, a marginalização, o medo, a agressão e a intolerância. No projeto FORTES SEM VIOLÊNCIA não está em destaque os autores dos delitos ou as vítimas, mas os observadores passivos e os simpatizantes. O projeto coloca questões sobre a autoestima, sobre o modo como agir diante da frustração, sobre o crescente potencial de conflito como consequência da convivência entre as distintas culturas. Estas questões são trabalhadas em função da idade.



Desenvolvimento
O musical “Streetlight” é o ponto central do projeto. Realiza-se com a participação de cerca de 200 jovens. FORTES SEM VIOLÊNCIA oferece uma intensa preparação, durante três dias em conjunto com os artistas do Gen Rosso e, em distintos workshops, os jovens convertem-se, eles mesmos, em protagonistas do espetáculo. O auge acontece na apresentação pública dos jovens atores: no cenário, nos bastidores como maquilhadores, na construção cénica e na iluminação, bem como na presença em palco, em diversas modalidades. Temos a expectativa de que esta experiência possa ser para todos os participantes o impulso para iniciativas e ações que vão par além dos dias do projeto, através de uma consciencialização para a mudança de atitudes.

Momentos de workshop












Atuação final - I parte
Uma dança hip-hop…

uma dança brasileira…


os jovens em pleno controle da situação …



um Rap ...



uma peça de precursão…



Representação final - II parte
… os jovens juntam-se, lado a lado, com os membros do Gen Rosso:

Dança Hip Hop, canto, teatro, luzes, cenografia, som, música.

Numa experiência inesquecível



Todos os participantes nos workshops

são


PROTAGONISTAS”

De uma mensagem urgente e vital

Sublinhando o empenho pessoal

Para melhorar os ambientes da vida quotidiana



















FORTES SEM VIOLÊNCIA é um projeto do Gen Rosso – International Performing Arts Group - com a associação registada “STARKMACHER” (tornar-se forte).
&





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal