Objetivo: Avaliar a relação entre a duração do qrs na derivação V2 (qrsdV2) com variáveis clínicas e eletrofisiológicas de risco. Métodos



Baixar 15.82 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho15.82 Kb.
Introdução:A síndrome de Brugada (SB) é uma desordem genética que predispõe alguns pacientes afetados à morte súbita. Não está bem estabelecido quais pacientes com a doença estão sob risco de arritmias malignas. Na atualidade, uma série de marcadores não invasivos vem ganhando destaque na estratificação de risco da SB. Objetivo:Avaliar a relação entre a duração do QRS na derivação V2 (QRSdV2) com variáveis clínicas e eletrofisiológicas de risco. Métodos:De 33 pacientes com SB acompanhados em nosso serviço, foram avaliados 18 pacientes com SB tipo I, sendo 11 portadores de CDI. Foi feita a medida da QRSdV2, definida pelo intervalo entre o inicio do QRS e o ponto J, em situação basal (sem interferência de estimulação cardíaca), e analisada sua relação com a indicação de CDI e com ocorrência de eventos, definidos como: síncope, indução de arritmia ventricular durante EEF, história de parada cardiorespiratória ou terapia apropriada do desfibrilador. Foi utilizado o teste Qui-quadrado para análise dos dados, sendo considerado como significativo o valor de p ≤ 0,05. Resultados:

 


 

N =

(QRSdV2)

P =

EEF positivo

7

110,857+/- 16,8862 ms

0,18

EEF negativo

8

98,250 +/- 18,6528 ms

Síncope +

7

112,85 +/- 11,71 ms

0,06

Síncope -

11

98,72 +/- 13,1ms

CDI indicado

10

112,6 +/- 14,99ms

0,01

CDI não indicado

8

93,7 +/- 15,16 ms

Terapia CDI +

3

117,33 +/- 11,71 ms

0,42

Terapia CDI -

7

110,57 +/- 16,6ms

História de PCR +

2

123,00 +/- 4,24 ms

0,07

História de PCR -

16

101,87 +/- 16,67ms

 

Conclusão:1) A duração do QRSV2 apresentou relação positiva nos pacientes que tiveram CDI 2) A duração do QRS na derivação V2 pode ser um marcador não invasivo de vulnerabilidade a arritmias potencialmente malignas na SB I. Estudos prospectivos com maior número de pacientes são necessários para confirmar essa hipótese



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal