Oferta turística e relação Turismo ambiente Na Região Autónoma da Madeira



Baixar 0.5 Mb.
Página15/17
Encontro18.07.2016
Tamanho0.5 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   17

6. Conclusões e Recomendações


Neste capítulo apresentam-se as principais conclusões que se podem retirar deste trabalho, a partir da validação ou não validação das hipóteses de investigação colocadas no início do trabalho, bem como as conclusões gerais finais. Apresentam-se também algumas recomendações que se consideram importantes para o desenvolvimento do sector do turismo na RAM. Por fim, enumeram-se algumas propostas para investigações futuras que se consideram essenciais para o planeamento e subsequente desenvolvimento sustentável do turismo regional.

Conclusões específicas - Este trabalho de investigação permitiu a identificação de cinco hipóteses de investigação, cuja veracidade se tentou averiguar. Após a análise da revisão da bibliografia, de toda a investigação apresentada sobre o ambiente regional, a oferta turística da RAM e a relação turismo-ambiente na RAM, é agora possível verificar ou não a veracidade das hipóteses teóricas e práticas formuladas no inicio deste trabalho de investigação.

  • Hipótese 1 - O ambiente é um dos principais recursos do turismo na RAM.

Resposta: tendo em conta a quantidade de elementos do ambiente que funcionam como recursos turísticos, bem como a importância que o estado de conservação do ambiente tem para o sucesso do desenvolvimento turístico, é verdade que o ambiente é um dos principais recursos do turismo na RAM.

  • Hipótese 2 - A falta de diversidade notada no sector do turismo da RAM deve-se a deficiências da oferta turística.

Resposta: no que se refere à oferta turística da RAM, verifica-se a existência de numerosas estruturas de apoio às actividades turísticas, não se notando a falta de nenhum tipo de infra-estruturas que se torne necessário à realização das mesmas. No que diz respeito à animação turística, a RAM dispõe de excelentes condições para a prática de numerosas actividades, nomeadamente quanto a condições e instalações para a prática de actividades desportivas, entre outras. No entanto, a animação turística organizada subaproveita estas condições, oferecendo aos turistas a possibilidade de realização de um número restrito de actividades, sobretudo no que se refere a passeios e excursões. Conclui-se assim que esta hipótese não é verdadeira.

  • Hipótese 3 - A RAM é um destino turístico de qualidade.

Resposta: na sua globalidade os recursos turísticos apresentam um boa qualidade, notando-se no entanto algumas falhas, nomeadamente no que diz respeito à conservação e manutenção de algumas áreas não urbanas, ao estado de conservação de parte do património arquitectónico e à falta de qualidade no serviço e nas condições de alguns estabelecimentos de restauração e bebidas. Assim, considera-se que esta hipótese é verdadeira mas que deverão ser tomadas algumas medidas para melhorar a qualidade global do destino.

  • Hipótese 4 - O turismo produz impactos sobre o ambiente da RAM.

Resposta: da análise realizada à relação turismo-ambiente na RAM, pode-se concluir que o turismo tem um importante impacto na economia regional, bem como na qualidade de vida da população e na manutenção das tradições regionais, nomeadamente no que diz respeito à manutenção das actividades tradicionais do sector primário e da produção de bordados e Vinho Madeira, tal como na manutenção das festividades tradicionais e das tradições que lhe estão associadas, ao nível da música e dança, folclore e gastronomia. Pode-se ainda concluir que o turismo apresenta alguns impactos positivos e negativos sobre o meio ambiente natural, não sendo estes considerados significativos. Assim, a hipótese colocada pode-se considerar válida.

  • Hipótese 5 - o ambiente influencia o turismo na RAM.

Resposta - tendo em conta que o ambiente é um dos principais recursos do turismo regional e que, da análise da relação turismo-ambiente se pode concluir que o estado de conservação do ambiente natural influencia o turismo na RAM, tal como alguns aspectos relacionados com a segurança e a manutenção das tradições regionais, a hipótese colocada é verdadeira.

Conclusões gerais - as conclusões específicas baseadas nas hipóteses de investigação contribuem para um melhor conhecimento da oferta turística da RAM e da relação turismo-ambiente na Região. Em suma, é agora mais evidente que a oferta turística da RAM está de acordo com as necessidades do sector do turismo, apresentando uma enorme diversidade de elementos, globalmente de boa qualidade, e que a relação existente entre o ambiente e o turismo na Região é bastante complexa, estando o turismo muito dependente do ambiente e do seu estado de conservação.

Recomendações - para um correcto planeamento do sector do turismo da RAM, bem como para o seu desenvolvimento sustentável, nota-se a necessidade de serem tomadas algumas medidas, nomeadamente:

  • Incentivar a requalificação de algumas estruturas existentes, nomeadamente no que diz respeito às infra-estruturas mais antigas de alojamento e aos estabelecimentos de restauração e bebidas, de forma a elevar os níveis de qualidade dos mesmos;

  • Incentivar a certificação da qualidade das empresas ligadas ao sector do turismo;

  • Promover a formação profissional do pessoal ao serviço das entidades turísticas, de forma a elevar a qualidade dos serviços prestados;

  • Tentar solucionar o problema de estacionamento verificado na Região;

  • Inventariar o património histórico e arquitectónico da RAM e promover a sua recuperação e manutenção;

  • Diversificar a oferta de animação turística organizada, nomeadamente através da identificação de roteiros temáticos e da rentabilização turística dos diferentes atractivos naturais, socio-culturais e infraestruturais disponíveis na Região;

  • Promover a sensibilização para as questões ambientais e incentivar a certificação ambiental das entidades regionais relacionadas com o sector do turismo;

  • Promover alguns segmentos de turismo, de que são exemplo, entre outros:

  • o turismo científico, nomeadamente no que diz respeito às possibilidades de investigação relacionada com o ambiente natural da Região;

  • o turismo de conferências e congressos, face às excepcionais condições que a Região apresenta para a realização deste tipo de eventos;

  • o turismo rural, dado o número de unidades de alojamento que se enquadram neste tipo de turismo, bem como das condições do ambiente natural regional;

  • o turismo de natureza, tentando retirar o máximo partido das condições naturais da Região, nomeadamente no que se refere ao clima, paisagens, geologia e possibilidade de observação da fauna e da flora;

  • o turismo desportivo, face as excepcionais condições que a Região apresenta para a prática desportiva.

Futuras investigações - com base na investigação realizada e nas conclusões dela retiradas, muitos trabalhos de investigação podem e devem ainda ser feitos na área do turismo e do ambiente da RAM, sendo aqui sugeridos apenas alguns exemplos. Durante a investigação foi notada a existência de alguma informação sobre o sector do turismo, a qual se encontra dispersa e ainda por analisar. A história do turismo na RAM está ainda por escrever, apesar da existência de um elevado número de documentos que podem ajudar nesta investigação, nomeadamente os que estão à guarda do Arquivo Regional da Madeira e da Biblioteca Municipal do Funchal. A informação recolhida pela DRE sobre as estatísticas do turismo deve ser analisada e tratada de forma a se transformar em informação útil para os empresários turísticos e municípios, entre outras entidades, bem como se deve verificar se a informação que está a ser actualmente recolhida é a mais correcta e suficiente para os fins a que se destina. Considera-se fundamental a elaboração de um completo inventário dos recursos turísticos, o qual permitirá um melhor planeamento do sector e a detecção de eventuais necessidades. A complexa relação entre o turismo e o ambiente na RAM deverá ser alvo de mais investigação por forma a se tornar o mais conhecida possível, dada a sua importância para o sucesso do desenvolvimento sustentável do turismo. Os reais impactos do turismo sobre o ambiente devem ser estudados e identificados, nomeadamente no que diz respeito ao verdadeiro impacto do sector na economia regional, o que poderá eventualmente ser conseguido mediante a criação da conta-satélite do turismo para a Região. Também os verdadeiros impactos do turismo sobre o ambiente natural devem ser identificados e contabilizados, dada a sua importância na manutenção de ambos.

1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   17


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal