Oficina Nacional Metodologias de Assessoria Técnica à Empreendimentos da Economia Solidária



Baixar 30.05 Kb.
Encontro21.07.2016
Tamanho30.05 Kb.

C
entro Nacional de Formação em Economia Solidária


CFES Nacional

Convênio M.T.E/SENAES Nº 700686/2008 – Cáritas Brasileira

Oficina Nacional Metodologias de Assessoria Técnica à Empreendimentos da Economia Solidária


1° Módulo – Brasília, 27-30 de junho e 01 de julho

Objetivo geral


Concretizar as deliberações da II CONAES, da Conferência Temática de Formação e Assessoria Técnica e das Oficinas Nacionais de Economia Solidária.

Objetivos Específicos


- Socializar metodologias voltadas para assessoria técnica aos empreendimentos da economia solidária.

- Articular ações de educação e economia solidária com outros movimentos populares e sociais, bem como entre os projetos voltados para a economia solidária.


Público


  • 1 educador-a de cada coletivo estadual referendado pelo Fórum Estadual

  • 3 educadoras-es indicados-as pela RECID, participantes de coletivo ou fórum estadual

  • 3 educadoras-es indicados-as pelo Fórum EJA, participantes de coletivo ou fórum estadual

  • 2 educadoras-es indicados-as pelo Fórum Educampo, sendo dos estados onde há Fórum Educampo

  • 2 educadores-as da Rede ATER, participantes de coletivo ou fórum estadual

  • 2 educadoras-es da Articulação Nacional de Agroecologia

  • 1 educador-a do MST

Data limite para inscrições: 13 de junho de 2011

Metodologia


A proposta de realização de uma atividade do CFES Nacional com o tema assessoria técnica a empreendimentos da economia solidária surge das sugestões apresentadas pelo FBES em janeiro/2011 e das deliberações do Conselho Gestor do Projeto CFES reunido em fevereiro-março/ 2011. A metodologia proposta abaixo é fruto das orientações do Comitê Metodológico do CFES Nacional.

Dia 27 de junho

Acolhida das-os participantes pela equipe do CFES Nacional, com dinâmica a ser definida, onde as-os participantes exporão suas expectativas em relação à atividade e se construirá os compromissos do grupo durante a atividade.

A aprovação/ alterações da programação e metodologia será feita em plenária. A equipe do CFES Nacional apresentará a proposta de programação e o grupo fará as contribuições. Alterações ou inserção de temas devem ser propostas até dia 13 de junho.

A gestão do encontro será feita pelo coletivo, que definirá a maneira de exercitarmos a autogestão da pedagogia. Para isto, será aberto espaço para encaminhamento em torno do tema, em plenária.

Para iniciar a imersão no tema metodologias de assessoria técnica, haverá a apresentação das deliberações da Conferência Temática sobre Formação e Assessoria Técnica em Economia Solidária, bem como do acúmulo em torno da metodologia/ pedagogia da autogestão. As falas provocadoras deste debate contarão com a contribuição de um-a representante da Câmara Temática de Formação e Assessoria Técnica do Conselho Nacional de Economia Solidária e de um-a educador-a participante das Oficinas Nacionais de Formação em Economia Solidária. Este momento permitirá a reflexão e apropriação em torno da base político-metodológica na qual a oficina se desenvolverá.

Dias 28 e 29 de junho

Nestes dois dias ocorrerão oficinas simultâneas, com temáticas distintas e com a contribuição de organizações/ projetos que tenham desenvolvido as respectivas metodologias:



  • Redes produtivas solidárias

  • Comércio justo e solidário

  • Qualificação de produtos e serviços

  • Software livre e inclusão digital para empreendimentos da economia solidária

A proposta é de que cada oficina, inicialmente, traga elementos de reflexão em torno da concepção sobre o tema. A partir daí, socializar-se-á a/s metodologia/s de assessoria à empreendimentos da economia solidária. A metodologia da oficina será proposta pela organização/ projeto que fará a socialização da/s sua/a metodologia/s de assessoria técnica.

A participação nas oficinas será definida a partir das indicações de cada participante na sua ficha de inscrição, havendo até 10 educadoras-es em cada oficina.



Dia 30 de junho

Socialização, em plenária, das oficinas realizadas nos dias anteriores. Haverá até 20 minutos para a apresentação/ síntese de cada temática. Após cada apresentação, a plenária contribuirá com sugestões às metodologias, indicações de referências e experiências sobre os temas.

Como forma de ter os elementos para o próximo seguinte, antes de ser feita a socialização, a plenária já se dividirá em temas das diretrizes político-metodológicas:

- Pedagogia da alternância

- Tecnologia social

- Desenvolvimento territorial

- Segurança, saúde e qualidade de vida dos-as trabalhadores-as, suas famílias e comunidades

Assim, durante as apresentações fará anotações específicas que contribuirão no aprofundamento a ser trabalhado a seguir.

Após as apresentações, haverá reunião ds grupos de trabalho divididos anteriormente por diretrizes político-metodológicas indicadas pela Conferência Temática de Formação e Assessoria Técnica em Economia Solidária.

A proposta é que cada grupo (cochichos especializados), com base nas oficinas e na socialização/ contribuições ocorridas anteriormente:



  • apresente os elementos que apareceram em torno das diretrizes político-metodológicas indicadas pela Conferência Temática

  • construa orientações para o trabalho em assessoria técnica para empreendimentos da economia solidária, para cada diretriz.

No retorno à plenária, cada grupo fará a socialização do seu trabalho. Durante as apresentações, 4 pessoas da plenária (que se dispuserem) anotarão o que os grupos trazem também sobre educação popular e autogestão. Após cada apresentação, a plenária acrescentará, comentará, proporá alterações nas orientações apresentadas.

No final do dia, as 4 pessoas que anotaram sobre educação popular e autogestão, socializarão suas considerações. O debate na plenária será sobre o elo entre educação popular, economia solidária e assessoria técnica.



Dia 01 de julho

A construção da Rede de Educadoras-es da Economia Solidária

Em plenária, confecção de uma linha do tempo sobre a construção da rede de educadoras-es da economia solidária. Na construção da linha, cada representante do coletivo estadual apresentará como está a organização e os desafios de identifica. Igualmente, representantes das organizações/ movimentos populares-sociais presentes, colocar-se-ão na linha do tempo, apresentando como está organizado e quais os desafios em relação no trabalho com educação.

Para desenhar os próximos passos, o coletivo se dividirá em 4 grupos. Cada grupo terá como tema um dos desafios apresentados durante a linha do tempo e fará proposições para avançar para além da problemática apresentada. Os grupos socializarão suas contribuições.

Agenda e intermódulo

Apresentação, pela equipe do CFES Nacional, da proposta de atividade para o período intermódulos: cada educador-a, na sua prática educativa, identificar quais as condições que favorecem e desfavorecem a assessoria técnica na perspectiva de emancipação. Para a apresentação no próximo módulo, cada educador-a escolherá uma forma de apresentação de sua reflexão.

Informe, em plenária, sobre agendas e outros.

Avaliação final

A avaliação final será elaborada durante a oficina.


Material de subsídio


Os arquivos estão disponíveis em www.cirandas.net/cfes-nacional

  • Anais da II Conferência Nacional de Economia Solidária, em especial o texto da Conferência Temática sobre Formação e Assessoria Técnica.

  • Documento da I Oficina Nacional sobre Formação em Economia Solidária

  • Relatório da II Oficina Nacional sobre Formação em Economia Solidária

  • Documento do I Seminário Nacional de Educadoras-es da Economia Solidária

Programação





27 de junho

28 de junho

29 de junho

30 de junho

01 de julho

Manhã

Chegadas das-os participantes

Oficinas simultâneas sobre metodologias de assessoria técnica, com os temas:

- Comércio justo

- Qualificação de produtos e serviços

- Software livre e inclusão digital

- Redes produtivas solidárias


Socialização das oficinas: em plenária

Assessoria técnica e as diretrizes político-metodológicas da educação em economia solidária: 4 grupos de trabalho(cochichos especializados)

- Pedagogia da alternância

- Tecnologia social

- Desenvolvimento territorial

- Segurança, saúde e qualidade de vida dos-as trabalhadores-as, suas famílias e comunidades


Rede de Educadores-as da Economia Solidária

- Linha do tempo e socialização de experiências/ desafios

- Grupos de trabalho sobre próximos passos, ultrapassando os desafios

Agenda e informes


Tarde

Abertura: boas vindas, apresentação dos-as participantes, apresentação e alterações da pauta, acordo de convivência

Organização da gestão do seminário

Provocação e debate: Autogestão e assessoria técnica em economia solidária

Continuação

Socialização dos cochichos especializados: em plenária

Elos entre educação popular, economia solidária e assessoria técnica: 4 provocações da plenária, debate e orientações

Avaliação final
Retorno das-os educadoras-es

Noite

Reunião de preparação do dia seguinte

Reunião de preparação do dia seguinte

Reunião de preparação do dia seguinte

Reunião de preparação do dia seguinte

Confraternização






Centro de Formação Nacional em Economia Solidária

SDS - Ed. Venâncio III - Sl 410 - CEP 70393-902 - Brasília/DF

Tel: 55 61 3214 5400 - Fax: 55 61 3214 5404

Email: cfes@caritas.org.br



www.cirandas.net/cfes-nacional


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal