Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO



Baixar 5.7 Mb.
Página116/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   112   113   114   115   116   117   118   119   ...   197

A NOVA JERUSALÉM
5. Ouçam a palavra de Javé, vocês que veneram a palavra dele: os irmãos de vocês que os odeiam e, por causa de mim, rejeitam a vocês, eles dizem: "Que Javé mostre a sua glória, para que vejamos a alegria de vocês"; pois eles é que ficarão confundidos.
6. Um barulho vem da cidade, um rumor vem do templo: é a voz de Javé que dá o pagamento aos seus inimigos.
7. Antes dos trabalhos de parto, ela deu à luz; antes de chegarem as dores, ela pôs no mundo um filho homem.
8. Quem já ouviu falar uma coisa dessas? Quem já viu coisa assim? Pode nascer um país inteiro num só dia? Pode alguém dar à luz uma nação inteira de uma só vez? Pois, ao sentir as dores, Sião deu à luz seus filhos.
9. "Será que eu, eu que faço abrir o útero, não faço nascer os filhos?", diz Javé. "Se sou eu que faço nascer, iria eu atrapalhar?", diz o Deus de vocês.
10. Alegrem-se com Jerusalém, façam festa com ela, todos os que a amam. Participem de sua enorme alegria todos os que participaram do seu luto.
11. Assim poderão amamentar-se nela até ficarem satisfeitos com a consolação que ela tem; sugarão com satisfação a abundância do seu seio.
12. Porque assim diz Javé: Estou fazendo correr para Jerusalém a prosperidade como rio, e as riquezas das nações como córregos que transbordam. Os seus bebês serão levados no colo, e serão acariciados sobre os joelhos.
13. Como a mãe consola o seu filho, assim eu vou consolar vocês; em Jerusalém, vocês serão consolados.
14. Ao verem isso, vocês ficarão de coração alegre, e seus ossos florescerão como um campo. A mão de Javé se manifestará para os seus servos, mas se indignará contra seus inimigos.
15. Porque Javé vem com fogo, e seus carros parecem furacão, para desabafar sua ira com ardor e sua ameaça com chamas de fogo.
16. É com fogo que Javé fará justiça sobre toda a terra, e com sua espada ameaça o mundo todo: são muitas as vítimas que ele faz.
17. Os que se consagram e se purificam para celebrar seus ritos em jardins de culto, ficam atrás um do outro, bem no meio, e os que comem carne de porco, répteis e ratos, todos eles perecerão junto com suas práticas e seus projetos - oráculo de Javé.
18. Eu virei para reunir todos os povos e línguas. Eles virão para admirar a minha glória.
19. Colocarei neles um sinal. E os que entre eles sobreviverem, eu os mandarei para as nações de Társis, Fut, Lud, Mosoc, Tubal e Javã, para as distantes terras de além-mar, que nunca ouviram falar de mim, que nunca viram a minha glória; eles anunciarão a minha glória entre as nações.
20. Do meio dos povos trarão, como oferta para Javé, todos os irmãos de vocês que aí estavam. Vou trazê-los a cavalo, de carroça, de charrete, montados em mulas ou camelos, até Jerusalém, a minha santa montanha, diz Javé. Será como quando os israelitas levam até o altar suas ofertas em vasilhas consagradas do templo de Javé.
21. Do meio deles escolherei também alguns como sacerdotes e levitas, diz Javé.
22. Da mesma forma como durarão para sempre diante de mim os novos céus e a nova terra, que criarei oráculo de Javé -, assim também durarão o povo e o nome de vocês.
23. Cada lua nova e cada sábado, todo mundo virá prostrar-se na minha presença, diz Javé.
24. Ao sair, eles verão os cadáveres daqueles que se revoltaram contra mim, porque o verme que os corrói não morre jamais e o fogo que os consome jamais se apaga. Eles serão um horror para o mundo inteiro.

[Jeremias 1]Jeremias 1



TÍTULO
1. Palavras de Jeremias, filho de Helcias, um dos sacerdotes de Anatot, no território de Benjamim.
2. A palavra de Javé lhe foi dirigida no décimo terceiro ano do reinado de Josias, filho de Amon, rei de Judá.
3. E também no tempo de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá, até o final do décimo primeiro ano de Sedecias, filho de Josias, rei de Judá, ou seja, até a deportação de Jerusalém, que aconteceu no quinto mês.

I. ORÁCULOS CONTRA JUDÁ E JERUSALÉM

1. NO TEMPO DO REI JOSIAS

VOCAÇÃO DE JEREMIAS
4. Recebi a palavra de Javé que me dizia:
5. "Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu o conheci; antes que você fosse dado à luz, eu o consagrei, para fazer de você profeta das nações".
6. Mas eu respondi: "Ah, Senhor Javé, eu não sei falar, porque sou jovem".
7. Javé, porém, me disse: "Não diga 'sou jovem', porque você irá para aqueles a quem eu o mandar e anunciará aquilo que eu lhe ordenar.
8. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo - oráculo de Javé".
9. Então Javé estendeu a mão, tocou em minha boca e me disse: "Veja: estou colocando minhas palavras em sua boca.
10. Hoje eu estabeleço você sobre nações e reinos, para arrancar e arrasar, para demolir e destruir, para construir e plantar".

JAVÉ ESTÁ VIGILANTE
11. Javé me dirigiu a palavra: "O que você está vendo, Jeremias?" Respondi: "Estou vendo um ramo de amendoeira".
12. Javé continuou: "Você viu bem, Jeremias, porque eu estou vigiando para cumprir a minha palavra".
13. De novo Javé me dirigiu a palavra: "O que você está vendo?" Respondi: "Estou vendo uma panela fervendo, inclinada do Norte para cá".
14. Javé continuou: "Do lado norte se derramará a desgraça sobre todos os moradores do país.
15. Vou convocar todas as tribos dos reinos do Norte - oráculo de Javé -. Elas virão e cada qual colocará o seu trono diante das portas de Jerusalém, contra suas muralhas e contra todas as cidades de Judá.
16. Eu então pronunciarei as minhas sentenças contra eles, por causa de todas as maldades que cometeram, abandonando-me para sacrificar a outros deuses e adorar o trabalho de suas próprias mãos.
17. Quanto a você, arregace as mangas, levante-se e diga a eles tudo o que eu mandar. Não tenha medo; senão eu é que farei você ter medo deles.
18. Eu hoje faço de você uma cidade fortificada, uma coluna de ferro e uma muralha de bronze contra o país inteiro: contra os reis de Judá e seus chefes, contra os sacerdotes e contra os proprietários de terras.
19. Eles farão guerra contra você, mas não o vencerão, pois eu estou com você para protegê-lo" - oráculo de Javé.

[Jeremias 2]Jeremias 2



VOCÊ ME ABANDONOU
1. Javé me dirigiu a palavra:
2. "Vá e grite aos ouvidos de Jerusalém: Assim diz Javé: Eu me lembro do seu afeto de jovem, do seu amor de noiva, quando você me acompanhava pelo deserto, numa terra sem plantação.
3. Israel era santo para Javé, era o primeiro fruto da sua colheita; aqueles que dele se alimentavam tornavam-se culpados, e a desgraça caía sobre eles" - oráculo de Javé.
4. Escutem a palavra de Javé, casa de Jacó e todas as tribos da casa de Israel:
5. Assim diz Javé: "Qual foi a injustiça que os pais de vocês encontraram em mim, para de mim se afastarem? Correram atrás do vazio, e se esvaziaram.
6. Eles não perguntaram: 'Onde está Javé que nos fez sair da terra do Egito e nos conduziu pelo deserto, por estepes e barrancos, por uma terra seca e sombria, terra que ninguém atravessa e onde ninguém mora?'
7. Depois, eu fiz vocês entrarem numa terra de pomares, para que comessem seus frutos. Mas vocês entraram e contaminaram a minha terra, transformaram minha herança em abominação.
8. Os sacerdotes não perguntaram: 'Onde está Javé?' Os doutores da Lei não me reconheceram, os pastores se rebelaram contra mim, os profetas profetizaram em nome de Baal, seguindo deuses que não servem para nada.
9. Por isso, vou novamente demandar contra vocês - oráculo de Javé - e vou entrar em processo contra os seus netos.
10. Atravessem o mar até as ilhas de Cetim, e vejam. Mandem alguém para Cedar, e observem atentamente. Vejam se já aconteceu alguma coisa semelhante:
11. Por acaso algum povo já trocou os seus deuses? - e eles nem deuses são! Pois o meu povo trocou aquilo que era a sua glória por uma coisa que não vale nada.
12. Que o próprio céu fique admirado com uma coisa dessas, fique assustado e espantado - oráculo de Javé -
13. pois o meu povo praticou dois crimes: abandonaram a mim, fonte de água viva, e cavaram para si poços, poços rachados que não seguram a água.
14. Por acaso Israel é um escravo ou nasceu na escravidão? Como então se tornou presa
15. de leões, que rugiram contra ele com grandes urros? Arrasaram sua terra, incendiaram suas cidades, deixando-as desabitadas.
16. Até os filhos de Mênfis e Táfnis chegaram a raspar-lhe a cabeça.
17. Será que não foi você mesmo quem fez isso, quando deixou de lado Javé, o seu Deus?
18. Então, por que tomar o caminho do Egito, para beber água do Nilo? Por que tomar o caminho da Assíria, para beber água do Eufrates?
19. Seja você castigado pela sua própria maldade, seja corrigido pela própria rebeldia. Que você acabe compreendendo e vendo como é ruim e amargo abandonar Javé seu Deus, e não mais temer a mim" - oráculo do Senhor Javé dos exércitos.

DE NOIVA A PROSTITUTA
20". Já faz muito tempo que você quebrou a sua canga, arrebentou o seu cabresto e disse: 'Não quero servir'. Você se deitava e se prostituía no alto de qualquer colina mais elevada ou debaixo de qualquer árvore frondosa.
21. Eu havia plantado você como lavoura especial, com mudas legítimas. E como é que você se transformou em ramos degenerados de vinha sem qualidade?
22. Mesmo que você se esfregue com sabão e use muito detergente, a mancha de sua culpa continua diante de mim - oráculo do Senhor Javé.
23. Como você se atreve a dizer que nunca se contaminou, que nunca procurou deuses estrangeiros? Olhe o rastro que você deixou no vale, reconheça o que você fez, camela leviana de caminhos extraviados,
24. jumenta selvagem, habituada ao deserto, farejando o vento no calor do cio: quem domará a sua paixão? Quem for procurá-la não vai ter trabalho, pois vai encontrá-la sempre no mês do seu cio.
25. Evite que os seus pés fiquem descalços e a sua garganta sedenta. No entanto, você diz: 'De jeito nenhum! Eu gosto dos estrangeiros; é a eles que eu vou seguir!'

JULGAMENTO CONTRA AS AUTORIDADES
26. Como a vergonha de um ladrão pego em flagrante, assim será a vergonha da casa de Israel: dos seus reis, chefes, sacerdotes e profetas.
27. Eles dizem para um pedaço de madeira: 'Tu és o nosso pai!' E para uma pedra: 'Tu nos geraste!' Eles voltam para mim as costas, e não o rosto. Mas, na hora do aperto, eles me dizem: 'Vem! Salva-nos!'
28. Onde estão os deuses que você mesmo fabricou? Que venham eles salvar você no dia do aperto, pois você, Judá, tem tantos deuses quantas cidades.
29. Por que vocês querem me processar, quando todos vocês foram rebeldes? - oráculo de Javé.
30. Eu feri seus filhos inutilmente, e eles não aprenderam a lição. Como leão violento, a espada de vocês acabou com os profetas.
31. Vocês desta geração, vejam a palavra de Javé: Por acaso, eu fui para Israel um deserto, ou terra escura? Então, por que o meu povo diz: 'Nós nos emancipamos e não voltaremos para ti'?
32. Será que uma jovem esquece os seus enfeites ou uma noiva esquece o seu cinto? No entanto, o meu povo se esqueceu de mim por dias sem conta.
33. Como você ajeitou bem os seus caminhos para procurar o amor! Você chegou a ensinar até as mulheres perdidas!
34. Na barra de sua roupa há sangue de pobres inocentes que não foram surpreendidos no ato de roubar. Apesar de tudo isso,
35. você ainda diz: 'Eu sou inocente! A ira de Deus nunca me alcançará'. Pois bem! Eu vou condenar você, por ter dito que não pecou.
36. Com que facilidade você muda de rumo! O Egito será uma decepção para você, como a Assíria também foi.
37. Também de lá você vai voltar, pondo as mãos na cabeça, pois Javé desprezou aqueles em quem você confia, e com eles nada vai dar certo.

[Jeremias 3]Jeremias 3



É POSSÍVEL VOLTAR PARA JAVÉ?
1. Se um homem dá o divórcio à sua mulher, e ela se separa dele e casa com outro, por acaso o primeiro terá direito de voltar a ela? Por acaso ela não está contaminada? Você se prostituiu com muitos amantes, e ousa voltar para mim? - oráculo de Javé.
2. Olhe bem para o pico dos morros e me diga: Onde é que você não foi desonrada? Como viajante no deserto, você se sentava à beira dos caminhos, à disposição deles, profanando a terra com suas prostituições e maldades.
3. Por isso faltaram as chuvas, e não houve chuvas tardias. No entanto, você continuou com seu jeito de prostituta, e nem com isso criou vergonha.
4. Agora você me invoca, dizendo: 'Meu Pai, tu és o amigo da minha mocidade'.
5. E cai pensando: 'Não guarde rancor eterno contra mim'. E continua tranqüila, praticando maldades".

VOLTE, REBELDE!
6. No tempo do rei Josias, Javé me disse: "Você viu o que fez Israel, essa rebelde? Ela andou por todos os altos montes e se prostituiu à sombra de toda árvore frondosa.
7. Eu pensava que ela, depois de ter feito tudo isso, voltaria para mim. Mas não voltou. Então sua irmã Judá, a infiel, viu tudo;
8. viu que eu rejeitei a rebelde Israel exatamente por causa de todos os seus adultérios, entregando-lhe o documento de divórcio. Mas a infiel Judá, sua irmã, não teve medo: também ela caiu na prostituição.
9. Com sua prostituição fácil desonrou o país, cometendo adultério com os ídolos de pedra e de madeira.
10. Apesar de tudo isso, a rebelde Judá, irmã de Israel, não voltou para mim de todo o coração, mas apenas de mentira" - oráculo de Javé.
11. Então Javé me disse: "A rebelde Israel é mais correta que a infiel Judá.
12. Vá, pois, e grite lá do Norte esta mensagem: Volte, Israel rebelde - oráculo de Javé. Eu não mostrarei a você uma face indignada, porque sou amoroso - oráculo de Javé - e não guardo rancor eterno.
13. Vamos, reconheça a sua culpa, porque você foi infiel a Javé seu Deus: você se prostituiu com estrangeiros à sombra de toda árvore frondosa, e me desobedeceu - oráculo de Javé.

JERUSALÉM, TRONO DE JAVÉ
14. Voltem, filhos rebeldes - oráculo de Javé - pois eu sou o Senhor de vocês e posso pegar um de cada cidade e dois de cada clã para levar a Sião.
15. Pois aí eu vou lhes dar pastores de acordo com o meu coração, e eles guiarão vocês com ciência e sensatez.
16. Quando crescerem e se multiplicarem no país - oráculo de Javé - então ninguém mais falará na Arca da Aliança de Javé; ninguém pensará nem se lembrará mais dela. Não sentirão falta dela e nem será refeita.
17. Nesse tempo, Jerusalém será chamada 'Trono de Javé'. Todos os povos aí se reunirão em nome de Javé, e não seguirão mais a dureza do seu coração malvado.
18. Nesse dia, a casa de Judá irá ao encontro da casa de Israel, e juntas virão da região do Norte para o país que eu dei como herança aos seus antepassados.

CIRCUNCIDEM O CORAÇÃO
19. Eu tinha pensado contar você entre os meus filhos, dar-lhe uma terra invejável, a pérola das nações como herança, esperando que você me chamasse 'Meu Pai' e não se afastasse de mim.
20. Mas, semelhante à mulher que trai o seu marido, assim me traiu a casa de Israel - oráculo de Javé.
21. Do alto dos montes vem um vozerio: é o choro e os pedidos de piedade dos filhos de Israel que entortaram o seu caminho, esquecidos de Javé, seu Deus.
22. Voltem, filhos rebeldes, e eu os curarei da sua rebeldia! 'Vê: nós estamos de volta para ti, porque tu, Javé, és o nosso Deus.
23. De fato, são mentira as colinas e os barulhos dos montes. Só Javé nosso Deus é a salvação de Israel.
24. Desde a juventude a vergonha devorou o fruto do trabalho de nossos pais: vacas e ovelhas, filhos e filh

as.
25. Vamos nos deitar envergonhados, cobertos de humilhação, porque pecamos contra Javé nosso Deus, nós e nossos antepassados, desde a juventude até o dia de hoje, e desobedecemos a Javé nosso Deus'.



[Jeremias 4]Jeremias 4

1. Se você quiser voltar, Israel, volte para mim - oráculo de Javé. Se você se afastar de suas abominações, não andará mais errante.
2. Seu juramento será este: 'Pela vida de Javé', com fidelidade, direito e justiça. Então as nações se considerarão abençoadas por você, e de você se orgulharão".
3. Assim diz Javé aos homens de Judá e à cidade de Jerusalém: "Cultivem para vocês um campo novo e não semeiem entre espinhos.
4. Circuncidem-se em honra de Javé, circuncidem o coração, homens de Judá e moradores de Jerusalém, para que a minha ira não saia como fogo e queime, e ninguém possa apagá-la, por causa do mal que vocês praticam".

A DESGRAÇA VEM DO NORTE
5. Levem a notícia para Judá, façam que Jerusalém ouça, toquem a trombeta no país, gritem com toda a força: "Reúnam-se, vamos entrar nas fortalezas.
6. Levantem a bandeira para o lado de Sião. Escondam-se! Não fiquem aí parados! Do Norte venho trazendo uma desgraça, uma grande devastação.
7. O leão sai da sua toca, o demolidor de nações levanta acampamento e sai da sua moradia. Vem fazer do seu país uma ruína, e suas cidades ficarão destruídas e sem moradores.
8. Por isso, vistam-se de luto, batam no peito e gritem de dor, porque não conseguimos escapar do fogo da ira de Javé.
9. Nesse dia - oráculo de Javé - o rei e os comandantes vão perder a coragem, os sacerdotes ficarão perturbados e os profetas abismados.
10. Eu disse: 'Ah, Senhor Javé, tu enganaste mesmo este povo e Jerusalém, dizendo que para nós haveria paz, quando a espada já estava em nossa garganta' ".
11. Nesse tempo, vão dizer a este povo e a Jerusalém: "Um vento quente, que não serve para abanar nem para separar a palha, sopra das dunas do deserto em direção à capital do seu povo.
12. É um vento forte que vem trabalhar para mim. Agora, contra eles vou pronunciar as sentenças.
13. Ele avança como nuvens, seus carros são como furacão, seus cavalos mais ligeiros do que águias. Ai de nós, estamos perdidos!
14. Jerusalém, lave a maldade do seu coração para que possa ser salva. Até quando vai continuar deixando no coração esses pensamentos malignos?
15. Porque um grito se levanta de Dã, e desde a montanha de Efraim anuncia a calamidade.
16. Digam às nações, anunciem contra Jerusalém: chegam inimigos de uma terra distante e dão gritos de guerra contra as cidades de Judá.
17. Como guardas de um campo eles a cercam, pois foi contra mim que você se revoltou - oráculo de Javé -.
18. A conduta que você teve e suas ações é que lhe provocaram tudo isso. Como é amarga sua maldade! Ela penetra até o seu coração.
19. Ai, que dor de barriga! Que dor de barriga! Tenho que me contorcer! Ó paredes do meu peito! Meu coração pula aqui dentro! Não agüento ficar calado, pois já escutei o som da trombeta e o grito de guerra.
20. Anunciam derrota sobre derrota, o país está sendo destruído. Derrubaram num instante minhas tendas e os meus abrigos num minuto.
21. Até quando verei as bandeiras e ouvirei o som da trombeta?
22. Meu povo é bobo. Não me conhecem, são pessoas sem bom-senso, que não percebem as coisas. São sábios para fazer o mal, mas não sabem praticar o bem".

GERANDO A PRÓPRIA MORTE
23. Olhei para a terra: estava sem forma e vazia. Olhei para o céu, e não havia luz.
24. Olhei as montanhas: elas tremiam, e todas as colinas se abalavam.
25. Olhei: não havia mais ninguém, e todas as aves do céu haviam fugido.
26. Olhei: o Carmelo era um deserto, e todas as cidades tinham sido destruídas por Javé e pelo calor da sua ira.
27. Porque assim diz Javé: "O país inteiro vai ser arrasado, mas não vou acabar com ele completamente.
28. É por isso que o país fica de luto, e até o céu, lá em cima, se escurece; pois eu falei, eu decidi, e não vou me arrepender nem voltar atrás".
29. Com o grito dos cavaleiros e arqueiros, a cidade inteira fugiu; enfiaram-se no mato, subiram as pedreiras; a cidade inteira está abandonada e sem nenhum morador.
30. E você, Jerusalém, o que está fazendo, ao se vestir de vermelho, enfeitando-se com jóias de ouro, alargando os olhos com pintura? Não adianta nada você se arrumar: seus amantes a desprezam e só atentam contra sua vida.
31. Ouço um grito como de mulher que dá à luz, numa aflição como aquela que dá à luz pela primeira vez; é o grito da capital de Sião, que geme e estende as mãos: "Ai de mim, estou desmaiando diante dos assassinos".

[Jeremias 5]Jeremias 5



A GESTAÇÃO DA MORTE
1. Percorram as ruas de Jerusalém, olhem bem e procurem saber; procurem também nas praças, tentem achar alguém que esteja praticando o direito e procurando a verdade. Então, eu perdoarei a cidade, diz Javé.
2. Quando eles dizem: "Pela vida de Javé!", na verdade estão jurando falso.
3. Ó Javé, teus olhos não estão voltados somente para a verdade? Tu os feriste, e eles nem sentiram dor! Acabaste com eles, e não quiseram aprender a lição. O rosto deles ficou mais duro do que a pedra: não quiseram se converter.
4. Então eu pensava: "Pobre gente! Eles fazem papel de bobos, porque não conhecem o caminho de Javé, nem o direito do seu Deus.
5. Vou procurar, então, os grandes, e com eles vou conversar, porque eles conhecem o caminho de Javé e o direito do seu Deus". No entanto, eles também quebraram a canga e soltaram as amarras.
6. Por isso, o leão da floresta os ataca, o lobo do campo acaba com eles, e uma pantera fica de tocaia em suas cidades. Quem quiser sair daí acabará estraçalhado; porque suas transgressões se multiplicaram e suas revoltas não têm conta.
7. Será que eu poderia perdoar você? Os seus filhos me deixaram, e agora estão jurando por deuses que não existem. Enquanto eu lhes matava a fome, eles estavam me traindo e procurando a casa da prostituta;
8. são como cavalos reprodutores, gordos e soltos, cada qual relinchando pela mulher do seu próximo.
9. E eu, será que não vou castigar essas coisas? - oráculo de Javé. Será que não me vingarei de uma nação como esta?
10. Subam para os terraços da vinha, e provoquem a destruição, mas não acabem com tudo: arranquem as mudas, porque não são de Javé.

NO FUNDO DO ABISMO
11. Quem me traiu de verdade foi a casa de Israel e a casa de Judá - oráculo de Javé.
12. Eles renegaram a Javé, dizendo: "Javé não existe! Nenhum mal nos atingirá: não veremos nem guerra nem fome!
13. Os profetas não passam de vento, não falam palavras de Javé".
14. Por isso, assim diz Javé, Deus dos exércitos: "Já que falaram uma coisa dessas, vou fazer que a minha palavra seja um fogo na boca de você, e este povo seja a lenha que o mesmo fogo vai devorar.
15. Pois eu vou mandar contra vocês, ó casa de Israel, uma nação distante - oráculo de Javé - uma nação invencível e antiga, uma nação cuja língua vocês não conhecem e não entendem o que ela fala.
16. A aljava deles é como sepultura aberta, e seus homens são todos valentes.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   112   113   114   115   116   117   118   119   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal